Arquivo da tag: humanidade

Papa considera escravidão crime contra a humanidade

papaO papa Francisco qualificou hoje (2) como crime contra a humanidade todas as formas de escravidão moderna, na cerimônia de assinatura de um acordo com líderes de várias religiões para erradicar essa prática até 2020.

“Declaramos, em cada um dos nossos credos, que a escravidão moderna em todas as suas formas – prostituição, trabalho forçado, mutilação, venda de órgãos ou trabalho infantil – é um crime de lesa humanidade”, afirmou o papa.

O papa ressaltou que “cada ser humano é uma pessoa livre” e “todas as pessoas são iguais e têm de lhes ser reconhecidas a mesma dignidade e a mesma liberdade”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Qualificando a assinatura do acordo de “iniciativa histórica”, Francisco comemorou o esforço conjunto de todas as religiões “para erradicar o terrível flagelo da escravidão moderna em todas as suas formas” que “acorrenta dezenas de milhares de pessoas à humilhação e à desumanização” e apelou a todos os governos e empresas que se juntem a esse esforço.

Participaram da cerimônia representantes de várias religiões, entre os quais o hindu Mata Amritanandamayi, os rabinos Abraham Skorka (argentino) e norte-americano David Rosen (norte-americano), o ortodoxo francês Emmanuel, o aiatolá iraquiano Mohammad Taqi Al Modarresi e o arcebispo britânico Justin Welby.

 

Agência Lusa 

 

Pesquisadores desenvolvem fonte de energia limpa inesgotável que pode mudar o rumo da humanidade

fusao-nuclearUm grupo de pesquisadores do laboratório americano Livermore National conseguiu desenvolver um reator de fusão nuclear que poderia mudar a história do consumo energético do mundo. Por quê? Porque produz muito mais energia do que consome e, portanto, poderia vir a ser uma fonte inesgotável de energia limpa, similar à energia utilizada pelas estrelas.

Segundo o artigo, publicado pela revista Nature, o grande problema dos reatores de fusão nuclear até o momento é, justamente, o fato de necessitarem de mais energia do que são capazes de produzir. Agora, parece que este balanço pode se tornar positivo.

Depois de diversas experiências com o reator NIF (National Ignition Facility), a equipe liderada por Omar Hurricane alcançou o feito histórico. “O mais empolgante, no momento, é que estamos registrando um aumento constante na produção energética, resultante do processo de ignição”, explicou Hurricane.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A chave para o sucesso foi o ataque contra as partículas Alfa que, ao invés de escapar, depositam sua energia no combustível. O novo processo contribui para o aquecimento que, por sua vez, aumenta o número de reações de fusão nuclear, produzindo assim mais partículas Alfa. Trata-se de um processo de renovação interminável.

Nossa ideia de consumo energético e combustível pode estar à beira de uma imensa transformação.

History

Para Frei Betto, governo dos EUA pratica a maior arapongagem da história da humanidade

EFE
EFE

O caso de espionagem norte-americana pela Agência Nacional de Segurança (NSA), denunciado pelo ex-analista da organização, Edward Snowden, não é uma ação isolada. Para Frei Betto, a agência continuará com as ações que ferem a soberania de diversos países. “Agora, graças ao jovem norte-americano Snowden, que está exilado na Rússia, nós sabemos que a maior arapongagem praticada na história da humanidade é feita pelo governo dos Estados Unidos”, disse o escritor em seu comentário semanal naRádio Brasil Atual. “Os Estados Unidos consideram a segurança mais importante que a liberdade e o capital mais importante que os direitos humanos. Nós sabemos agora que eles metem o nariz na vida de pessoas, governos, empresas e instituições.”

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ao longo deste ano foram surgindo informações sobre como funciona o esquema. Questionado, o governo de Barack Obama disse que o faz em nome da segurança e que não tem intenção de recuar em seus propósitos. No Brasil, o programa Fantástico, da Rede Globo, trouxe à tona de que mensagens e telefonemas da presidenta Dilma Rousseff foram interceptados pela NSA, que também espionou a Petrobras. “Sabemos que uma informação governamental vale fortunas. Se acionistas e correntistas sabem, de antemão, que o Banco Central vai decretar a falência de um banco, isso não tem preço”, diz Betto.

O escritor compara a espionagem dos Estados Unidos à arapongagem da época da ditadura, que ia atrás de inimigos e até de amigos que pudessem levantar desconfianças. O termo araponga era utilizado na época do regime para designar os espiões do Serviço Nacional de Informações (SNI), atual Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Araponga é uma ave que coloca o bico em todo fruto que encontra.

Betto conta que, em 2003, quando era assessor especial da presidência da República, foram descobertos aparelhos de escuta na sala do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Planalto. Tempos depois, ele encontrou uma equipe do Exército fazendo varredura no gabinete presidencial para conferir se havia ali algum sistema de escuta. “Quem garante que eles, quando vêm fazer essa varredura, não plantam novamente, na sala do presidente, um novo sistema de escuta?”, questiona.

Na reunião da cúpula do G-20, em São Petersburgo, na Rússia, a presidenta Dilma chegou a comentar com Barack Obama sobre a espionagem e os interesses econômicos dos Estados Unidos. Obama afirmou que tomará providências sobre o caso, e que não há justificativa ou benefício para a espionagem norte-americana no Brasil. Dilma ressaltou que irá retomar o assunto na Assembleia Geral das Organização das Nações Unidas (ONU), este mês, em Nova York, e cogita cancelar a visita que faria a Washington como chefe de Estado. Ela se reúne hoje (16) com o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueredo Machado, para discutir a visita à Washington, nos Estados Unidos, agendada para outubro.

O ministro esteve nos Estados Unidos no dia 10 para conversar com a conselheira de Segurança Nacional norte-americana, Susan Rice. O governo dos EUA divulgou um parecer à imprensa em que Rice afirma que “os Estados Unidos compreendem que as recentes revelações à imprensa, das quais algumas têm distorcido as nossas atividades e outras têm gerado questões legítimas pelos nossos amigos e aliados, criam tensões na muito estreita relação com o Brasil”.

Betto reforça que a espionagem norte-americana tem proporções maiores do que as já descobertas “Ainda que a Casa Branca apresente desculpas à presidenta Dilma, isso não significa que a NSA vai deixar de rastrear os computadores do Planalto e vai deixar de saber o que, quando e com quem a presidenta conversou. Informação é poder”, argumenta.

 

Redação RBA

Pesquisador escreve artigo “Água combustível que move a humanidade”

AguaA idéia de que o Brasil, é abençoado por Deus e bonito por natureza, faz parte do imaginário da população, acostumado à fartura e por isso mesmo dada ao desperdiço. O país tem 12% da água potável do mundo, mas 80% dessa riqueza estão concentradas na região amazônica,portanto, distante dos grandes centros. Os 20% restante abastecem 95% da população brasileira.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Assim como há luta pela terra, começam ocorrer  no país conflitos principalmente no  setor  rural, motivado pela disputa pela água. Além do desperdício, o Brasil  cuida muito mal de suas riquezas naturais, poluindo-as e usando-as  irracionalmente. E as conseqüências disso é que 70% dos leitos dos hospitais são ocupados por pessoas que contraem doenças transmitidas pela água.     A ingestão de água contaminada, são os maiores agentes causadores da mortalidade infantil.

Será o grande desafio da humanidade  neste século,  é conviver com o aquecimento global, e a escassez de água, isto implica em várias situações:

a) O alto crescimento demográfico

b) Desconformidade da distribuição da água

c) A alta concentração urbana

d) Urbanização desordenada dos grandes centros.

e) Elevada poluição das águas

f) Desperdicio.

No Brasil começa ocorrer os primeiros sintomas do colapso no abastecimento de água. Os Estados da Paraíba, Pernambuco e boa parte de São Paulo, já experimentaram o drama da falta de água. Em 1970,  havia 90  milhões e hoje já somos 190 milhões de habitantes. Um aumento mais  de  100%  em  40 anos. E a quantidade de água é cada vez menor.  A oferta de água diminui porque nós degradamos os recursos hídricos nos últimos 30 anos, de uma forma como nunca se viu antes.

Primeiro construímos nas várzeas dos rios, impermeabilizando essa área. Depois,degradando com esgoto humano, industrial, com entulho jogando na beira dos córregos, com Lixões sem nenhuma técnica. Sem contar o desmatamento, principalmente nas áreas de mananciais, nas nascentes.  A  Organização das  Nações Unidas diz que, precisamos de 2.500 metros cúbitos de água por habitante ano para termos uma vida normal. Não só água para beber, mas para tudo o que a comunidade precisa. Abaixo de 1.500 metros cúbitos de água por habitante ano, é uma situação crítica. No Brasil temos dois Estados abaixo desse nível, Paraíba e Pernambuco.

Qual a perspectiva do Brasil conseguir evitar essa verdadeira tragédia? A população começa fazer sua parte, economizando água por conta do apagão. E agora temos que começar a  cobrar a mesma economia de todos os grandes consumidores como: as indústrias, os grandes condomínios, shopping e instituições do Governo. Não é só uma atitude decorrente da economia na hora de ligar a máquina de lavar  roupa, e na duração do banho. E mais que isso. Eu acredito que é o começo de um processo de conscientização da população em relação à urgência de economizar recursos que são finitos, como água e a energia.

 

Rubéns Fernandes da Costa

Pesquisador II  M.Sc, Produção Vegetal

Alagoinha 20/03/2013

Forró será indicado para se tornar Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

A iniciativa é da União Nacional dos Estudantes com o apoio do Ministério da Cultura

 

Divulgação/Empresa Brasil de ComunicaçãoForró será indicado para se tornar Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

  • Forró será indicado para se tornar Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

Projeto da União Nacional dos Estudantes (UNE) de fazer com que o Forró seja considerado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade será apoiado pelo Ministério da Cultura. A secretária executiva da pasta, Jeanine Pires, afirmou nessa quinta-feira (24), durante a 8ª Bienal de Arte e Cultura da UNE, que o ministério irá com os estudantes ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) levar o projeto adiante.

“Fiquei muito feliz quando o frevo entrou nesse rol das preciosidades que temos. O forró, com toda a sua raiz e significância, tem chance de se tornar patrimônio e representar o País no mundo”, disse Jeanine.

A inscrição do Frevo – Expressão Artística do Carnaval do Recife, em Pernambuco, como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade foi aprovada, por unanimidade, na 7ª Sessão do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, no dia 5 de dezembro de 2012.

A secretária também convidou os estudantes a participarem ativamente da divulgação da cultura brasileira nos grande eventos que o País sediará: a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. De acordo com Jeanine, o ministério tem como uma das prioridades a juventude e, por isso, a cultura nas universidades deve receber incentivos do ministério.

O presidente da UNE, Daniel Iliescu, afirmou que, quando as atividades da bienal se encerrarem, a entidade se reunirá com o Iphan para encaminhar o pedido e acompanhará os trâmites junto à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

 

Forró

O forró é o principal ritmo nativo do sertão nordestino. Popular em todo o Brasil, sua disseminação se deu por meio da imigração dos nordestinos para outras regiões do País.

Como patrimônio imaterial da humanidade, o forró será protegido a fim de que permaneça vivo para as gerações futuras. O título é concedido pela Unesco. A lista de patrimônios culturais imateriais reúne, atualmente, 232 elementos de 86 países.

 

Bienal de Arte e Cultura

 

A 8ª Bienal de Arte e Cultura da UNE é considerada o maior evento estudantil da América Latina e deve reunir em Olinda cerca de 10 mil estudantes de todos os estados brasileiros. O evento acontece desde a última terça-feira (22) e termina neste sábado (26).

A bienal une política estudantil e cultura em mostras de teatro, música e cinema, seminários de esportes, além de apresentações de trabalhos acadêmicos e de extensão. O tema desta edição é A Volta da Asa Branca, uma Homenagem ao Sanfoneiro Luiz Gonzaga, cujo centenário foi comemorado em 2012. As atividades são gratuitas e abertas à comunidade. A programação completa pode ser consultada no site da bienal.

 

 

Fonte:
Agência Brasil
Portal Brasil

Maranhão fala em prisão de RC e Agra por ‘crime contra a humanidade’

O ex-governador fez ataques contundentes à política de urbanização e de esgotamento sanitário do governador Ricardo Coutinho (PSB) e do prefeito de João Pessoa Luciano Agra (PSB). Taxando a Lagoa do Parque Solon de Lucena como “um tanque de esgoto”, durante entrevista a uma rádio da Capital nesta sexta-feira (03), o peemdebista chegou a falar em prisão dos dois gestores, por “crime contra a humanidade”.

“Aquela lama que ultrapassa a lâmina d’água é esgoto. Aquilo alí não é lama normal, aquilo alí é excremento humano”, disparou o ex-governador, surpreendendo em seguida: “Aquilo é um crime contra a humanidade. Se o Governo e a Prefeitura fossem processados, eles seriam condenados e deveriam ser presos”.

Defendendo a beleza da fonte e da iluminação instalada nela pela atual gestão, Maranhão detonou quando afirmou que, fora aquilo, a Lagoa não passa de um depositário de lixo, onde esgotos são canalizados para lá.

“Não vou negar que a iluminação ficou bonita. Mas a impressão que passa é que a intenção é apenas enganar quem olha”, declarou Maranhão.

MaisPB