Arquivo da tag: Grêmio

Grêmio tropeça, e Corinthians pode ser campeão na quarta

No estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), Grêmio e Vitória empataram em 1 a 1, neste domingo, em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do duelo foram marcados por Patric em posição duvidosa, para o Vitória, e Fernandinho, para o Grêmio.

Fernandinho (D), jogador do Grêmio, comemora seu gol com os companheiros de equipe durante partida contra o Vitória, válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017.
Fernandinho (D), jogador do Grêmio, comemora seu gol com os companheiros de equipe durante partida contra o Vitória, válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017.

Foto: Everton Silveira/Photo Premium/Gazeta Press

Com o resultado, o time gaúcho alcança os 58 pontos e permanece em segundo na classificação, mas pode ser ultrapassado pelo Santos, que joga nesta segunda-feira, contra a Chapecoense, na Arena Condá (SC). O clube baiano chegou aos 39 pontos e segue na 16ª posição. O empate foi bom também para o Corinthians, que depende apenas de uma vitória na próxima rodada, contra o Fluminense, para garantir o título matematicamente.

O confronto ocorreu no estádio do Juventude, na Serra Gaúcha, devido ao show do ColdPlay que aconteceu na Arena do Grêmio no sábado. Com isso, o gramado do local não tinha condições de receber o jogo no domingo.

No Grêmio, o técnico Renato Portaluppi teve três desfalques. No gol, Paulo Victor entrou no lugar de Marcelo Grohe, que estava com dores na cervical. Na lateral-direita, Edílson, com um desconforto muscular, foi poupado e Léo Moura assumiu a posição. Sem Bruno Cortez e Marcelo Oliveira (lesionados), o treinador improvisou na lateral-direito Leonardo na esquerda. O restante da equipe foi toda titular. A curiosidade foi a opção pelo garoto Jaílson iniciar o jogo e Michel, considerado titular, ficar no banco de reservas.

O técnico do Vitória, Vagner Mancini, teve três desfalques. O meia Yago, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, deu lugar para o retorno de Neílton. O volante Uillian Correia, expulso no duelo contra o Palmeiras, foi substituído por Ramon. O zagueiro Wallace pertence ao time gaúcho e está impedido de atuar devido a uma cláusula contratual, teve a posição ocupada por Bruno Bispo.

O JOGO

A partida começou com muita marcação no meio de campo, o que forçava os jogadores de ambos os times fazerem lançamentos, sem perigo, para o ataque. Em algumas oportunidades, o Grêmio chegava tocando bem a bola perto da área adversária, mas sem efetividade na conclusão.

A primeira finalização do jogo ocorreu aos 11 minutos. O volante gremista Jaílson recebeu na entrada da área e arriscou uma conclusão. A bola passou quicando na direita de defesa do goleiro Fernando Miguel.

O Vitória respondeu no lance seguinte. Em cobrança de escanteio Neílton, a defesa gremista afastou mal e a bola sobrou na entrada da área para José Welison concluir forte em direção à meta. Contudo, o zagueiro Pedro Geromel apareceu a tempo e a redonda desviou na coxa do jogador e saiu para mais um escanteio.

Um minuto depois, em jogada individual, o atacante David passou pela marcação e finalizou muito forte e o goleiro Paulo Victor fez boa defesa.

A pressão do Vitória deu certo e aos 16 minutos, o time baiano abriu o placar. Depois de bela troca de passes entre David, Fillipe Souto e Patric, o lateral recebeu, livre na esquerda em posição irregular e ficou cara-a-cara com o arqueiro gremista. O jogador afundou o pé para balançar as redes no estádio Alfredo Jaconi.

Nem deu muito para o torcedor do Leão comemorar, pois dois minutos depois, o Grêmio com Fernandinho. Em ataque pela esquerda, o lateral Leonardo fez bonita tabela com o meia Ramiro e cruzou para a área. O atacante Fernandinho subiu mais alto e desviou para deixar tudo igual na Serra Gaúcha.

Aos 25 minutos, após cobrança curta de escanteio, a bola rodou de pé em pé até chegar no meia Ramiro que, de de fora da área, mandou uma bomba no ângulo. A redonda tinha lugar certo para entrar, mas o goleiro Fernando Miguel saltou e fez grande defesa, impedindo a virada do Tricolor Gaúcho. Aos 32 minutos, em ataque pela direita, Neilton cruzou para a área, a bola passou toda extensão até David ficar com a redonda na esquerda. O atacante colocou novamente na área e Tréllez subiu sozinho, mas cabeceou mal, para fora.

O Vitória quase voltou a ficar na frente do marcador aos 45 minutos. Após cobrança de lateral direto na área, um bate-rebate iniciou na pequena área gremista até a redonda sobrar no pé do atacante Neílton. Contudo, o jogador chutou alto demais, desperdiçando a chance de colocar o Leão na frente.

Antes do apito final, o craque gremista Luan quase fez um gol de placa. O jogador fez uma bela jogada, dando um lençol em Ramon, e, sem deixar a bola cair, bateu de primeira visando o ângulo esquerdo de ataque. Porém, o arqueiro Fernando Miguel defendeu com tranquilidade a conclusão, agarrando a redonda com as duas mãos.

SEGUNDO TEMPO

Os dois times retornaram do vestiário para o gramado do estádio Alfredo Jaconi sem alterações. Em boa marcação da equipe baiana, Fernandinho perdeu a bola no meio de campo e o Vitória armou um contra-ataque rápido, aos 4 minutos. Na jogada, Tréllez recebeu na entrada da área, puxou para finalizar com o pé esquerdo, mas o chute saiu muito alto e passou sob a meta defendida pelo goleiro Paulo Victor.

Aos nove minutos, após cobrança rápida de falta no meio de campo, Luan recebeu próximo à grande área e ergueu na segunda trave. O atacante Fernandinho aparecia pelo setor, mas cabeceou alto, sob o gol de Fernando Miguel.

O Vitória ficou com um jogador a menos aos 13 minutos do segundo tempo. No lance, Fillipe Souto, o único atleta com amarelo na partida até então, fez falta em Ramiro, recebeu o segundo amarelo e consequentemente o vermelho.

Com um jogador a mais na partida, o Grêmio iniciou uma blitz. Aos 14 minutos, Ramiro recebeu na direita da área e tocou na pequena área para o centroavante Lucas Barrios, livre, desviar para o gol. O goleiro Fernando Miguel fechou os espaços e fez mais uma bela defesa no jogo. Um minuto depois, Ramiro colocou na área novamente, o arqueiro do Vitória espalmou e, no rebote, Leonardo pegou fraco na redonda.

Aos 18 minutos, o Luan marcou para o Grêmio, mas, em posição irregular, o lance foi corretamente anulado pela arbitragem. Dois minutos depois, novamente Luan recebeu e arriscou um chute colocado de fora da área, a bola desviou no meio do caminho e o arqueiro Fernando Miguel chegou a saltar, mas a redonda passou rente à trave esquerda de defesa.

O Vitória se retrancou e o Grêmio se jogou para o ataque, porém o time gaúcho encontrava dificuldades para furar a barreira baiana. Aos 37 minutos, Jael recebeu na ponta direita e tocou para Luan finalizar, dentro da área. A bola explodiu na marcação e saiu para escanteio. Aos 45 minutos, após contra-ataque rápido, o Vitória chegou a marcar um gol, mas a arbitragem assinalou o impedimento.

As duas equipes retornam a campo no meio de semana pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), o Grêmio enfrenta o São Paulo, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS). Na quinta-feira, às 20h (de Brasília), o Vitória encara a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó (SC).

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 X 1 VITÓRIA

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

Data: 12 de novembro de 2017, domingo

Horário: 17h (de Brasília)

Árbitro: Marcelo Aparecido R de Souza – SP

Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho – SP  e Bruno Salgado Rizo – SP

GOLS

Grêmio: Fernandinho, aos 18 minutos do primeiro tempo

Vitória: Patric, aos 16 minutos do primeiro tempo

CARTÕES AMARELOS

Grêmio:

Vitória: Fillipe Souto (duas vezes), Kanu

CARTÃO VERMELHO

Vitória: Fillipe Souto

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura, Pedro Geromel, Walter Kannemann e Leonardo (Éverton); Jaílson (Jael), Arthur, Ramiro, Luan e Fernandinho (Patrick); Lucas Barrios.

Técnico: Renato Portaluppi

VITÓRIA: Fernando Miguel; Patric, Bruno Bispo, Kanu e Geferson; José Welison, Ramon, Fillipe Soutto e Neílton (Caíque Sá); Santiago Tréllez (André Lima) e David (René Santos).

Técnico: Vagner Mancini

Gazeta Esportiva

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Grêmio marca nos acréscimos contra o Coritiba, e vira o 2º

No final, o Grêmio venceu o Coritiba por 1 a 0 na noite deste domingo no Couto Pereira, pela vigésima nona rodada da Série A. O Coxa, que ainda não ganhou no returno, segue agonizando no Z4, já o Tricolor gaúcho subiu uma posição na tabela.

Desesperado na luta contra o rebaixamento, o Verdão tentou abrir o placar já no início e criou duas chances em sequência. Com 4, Carleto cobrou falta de longe, Grohe teve dificuldades e espalmou para fora. Na sequência, após escanteio, Werley cabeceou rente à trave.

Ramiro, neste lance dividindo uma bola com o adversário, marcou o gol da vitória do Grêmio.
Ramiro, neste lance dividindo uma bola com o adversário, marcou o gol da vitória do Grêmio.

Foto: Rodrigo Félix Leal/Futura Press

Mesmo controlando o duelo, a equipe paranaense carecia de qualidade na criação e só teve um novo lance de perigo aconteceu aos 27, novamente com Carleto em bola parada para difícil defesa do goleiro. O time gaúcho, que não conseguia desenvolver seu jogo de troca de passes, só chegou uma vez.

Geromel subiu mais que a zaga e, de cabeça, tirou tinta da trave em cruzamento de Fernandinho. No fim, na última oportunidade da primeira etapa, Tiago Real fez boa jogada individual e mandou uma bomba por cima do travessão.

Partida em Curitiba teve nível técnico baixo. Grêmio aproveitou única chance criada com a boa rolando. (Guilherme Artigas Agência Lancepress!)
Partida em Curitiba teve nível técnico baixo. Grêmio aproveitou única chance criada com a boa rolando. (Guilherme Artigas Agência Lancepress!)

Foto: LANCE!

Assim como nos 45min iniciais, o Coxa foi para cima logo no começo e conseguiu ter boas situações. Com 2, após escanteio, a bola foi desviada e Werley chutou na trave. Depois foi Rildo quem cabeceou nas mãos do goleiro, além de um chute de Henrique Almeida e uma cabeçada de Cleber Reis – ambos para fora.

Melhor em campo, a equipe alviverde acuava o adversário em seu campo de defesa e obrigava o rival a usar ligações diretas, sem sucesso. O único chute gremista foi aos 26, em falta batida por Edílson, para longe da meta de Wilson. E só. Por outro lado, a falta de inspiração coxa-branca impedia que chances fossem criadas.

Somente Henrique Almeida, aos 43, aproveitou cruzamento de Dodô e assustou Grohe. Quando o duelo parecia ficar zerado, o Grêmio marcou. Nos acréscimos, após erro de Jonas na hora de afastar, Jael lançou Ramiro, que chutou alto e marcou. 0x1.

Com a derrota, o Coritiba segue na vice-lanterna, com 28 pontos – o Grêmio é o vice-colocado, com 49. Na próxima rodada, o Coxa recebe o Cruzeiro na quarta-feira, às 19h30, no Couto Pereira, enquanto o Tricolor gaúcho encara o líder Corinthians no mesmo dia, às 21h45, na Arena Corinthians.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 0X1 GRÊMIO

Local : Couto Pereira, em Curitiba
Data-Hora : 15/10/2017 – 19h
Árbitro : André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares : Bruno Raphael Pires (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Público/renda : 10.814 pagantes/R$ 242.500,00
Cartões amarelos : Dodô, Luizão, Jonas, Henrique Almeida (COR); Ramiro, Kannemann, Beto da Silva (GRE)
Gol : Ramiro, 46’2ºT (0-1)

CORITIBA : Wilson; Dodô, Cleber Reis, Werley e Carleto; Jonas, Alan Santos, Matheus Galdezani (Yan Sásse, intervalo) e Tiago Real (Neto Berola, 27’2ºT); Rildo (Anderson, 30’2ºT) e Henrique Almeida. Técnico: Marcelo Oliveira.

GRÊMIO : Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Jaílson, Arthur, Ramiro, Arroyo (Everton, 16’2ºT) e Fernandinho (Jael, 44’2ºT); Barrios (Beto da Silva, 30’2ºT). Técnico: Renato Portaluppi.

Lance

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Grêmio marca no fim, vence, afunda Fluminense e diminui diferença para o Corinthians

Pedro H. Tesch/Agência Eleven/Gazeta

O Grêmio segue vivo na briga pelo título brasileiro. Neste domingo, o time de Renato Gaúcho recebeu a visita do Fluminense em Porto Alegre e conquistou a vitória pelo placar de 1 a 0, graças a um gol de Beto da Silva aos 40 do segundo tempo.

O resultado leva o Grêmio a 46 pontos e o mantém em terceiro lugar, um ponto atrás do Santos. Mas a boa notícia para o clube é que a distância para o Corinthians, líder do campeonato, caiu para nove pontos, depois de o time paulista empatar com o Cruzeiro na rodada.

Já o Fluminense segue em baixa no Brasileiro, alcança o quinto jogo sem vitória e segue com 31 pontos. Só um acima da zona de rebaixamento.

Domínio gremista

Além de ficar mais com a bola nos pés, o Grêmio soube ser perigoso quando a teve sob controle no primeiro tempo e exigiu bastante da defesa do Fluminense. Não foi coincidência Diego Cavalieri ter sido o principal jogador em campo nos 45 minutos iniciais.

Logo no começo, aos 14 minutos, ele fez duas grandes defesas em finalizações de Everton dentro da área, após um escanteio do Grêmio, e salvou sua equipe. Ainda antes do intervalo, o goleiro apareceu de novo com brilho ao voar para defender um cabeceio de Patrick que tinha endereço.

Gol, mas não valeu

O Grêmio balançou as redes aos 35 do primeiro tempo. Patrick acertou um chute colocado de primeira depois de receber um toque de calcanhar de Léo Moura, mas o auxiliar marcou impedimento do lateral no momento do passe e o gol foi anulado.

Segundo tempo

Finalmente o Fluminense apareceu para ameaçar Marcelo Grohe, depois de abusar dos erros de finalização na primeira metade. Depois de uma boa jogada de Douglas, Henrique Dourado deu um chute rasteiro cruzado, mas o goleiro do Grêmio se esticou para tocar na bola com a ponta dos dedos e mandar para escanteio.

Em seguida, Gustavo Scarpa tentou um gol olímpico e exigiu mais uma boa ação de Grohe.

O jogo ganhou em emoção. Se de um lado o Fluminense acordou, do outro o Grêmio continuou criando e ameaçando. Tanto que Everton perdeu duas boas chances dentro da área quando o jogo ainda estava empatado sem gols.

O gol da vitória

Quando parecia que o jogo ficaria no empate, o Grêmio fez o gol. O lance aconteceu aos 40 do segundo tempo. Everton cruzou para a área e viu a bola desviar no meio do caminho. Na sobra, Beto da Silva conseguiu alcançar e mandou para o fundo das redes.

Próximos compromissos

Os dois times voltam a entrar em campo só no meio da outra semana, por causa da pausa no Brasileiro para as Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo. O Grêmio joga no dia 11 (quarta-feira), em casa, contra o Cruzeiro. Já o Fluminense terá pela frente o clássico com o Flamengo no dia seguinte.

 

ESPN.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Com atuação memorável de goleiro, Avaí é eficaz e vence o Grêmio

A “Lei do ex” se fez presente na tarde deste domingo na Arena do Grêmio. Jogador do Tricolor gaúcho no ano passado, ainda que não tenha feito uma partida sequer, o goleiro Douglas Friedrich teve uma atuação memorável no duelo válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foi graças a atuação dele e os gols de Wellington Simião e Júnior Dutra que o competente Avaí fez 2 a 0 no Grêmio em Porto Alegre, garantindo ao Tricolor a sua terceira derrota consecutiva na competição.

O Avaí chegou ao terceiro jogo seguido sem levar gols, todos com Douglas, que era reserva até a derrota azurra para o Fluminense, e conquistou sete dos nove últimos pontos. O time catarinense foi aos 12 na tabela, mas segue no Z4. Já o Grêmio chegou ao terceiro revés consecutivo no Brasileirão e segue com 22. Já são dez a menos que o líder Corinthians.

PRÓXIMOS JOGOS

O Grêmio voltará a atuar pelo Brasileirão na próxima quinta-feira, quando visitará o Flamengo, na Ilha do Urubu, a partir das 19h30. Já o Avaí, no dia seguinte, recebe o Coritiba, na Ressacada, às 19h30.

DOUGLAS FRIEDRICH, A MURALHA AZURRA 

Douglas Alan Schuck Friedrich. Esse foi o nome do primeiro tempo em Porto Alegre. Cedido pelo Corinthians ao Avaí no início após ter sido jogador do próprio Grêmio ano ano passado, o camisa 22 azurra foi o grande diferencial do Avaí. Foram pelo menos cinco ótimas intervenções. O Grêmio, que teve o total domínio do jogo e posse de bola superior a 60%, só não foi para o intervalo em vantagem graças ao gaúcho de Candelária.

Logo com dois minutos de bola rolando, Douglas trabalhou bem na conclusão de Ramiro. O Tricolor ia empilhando oportunidades diante de Avaí que tentava conter o ímpeto gremista para sair nos contra-ataques. Fernandinho, o substituto do preservado Pedro Rocha, viria a a ter três tentativas de gol frustradas pelo Douglas.

O Grêmio, bem ao seu estilo, trabalhava a bola com paciência e construía boa jogadas. Não faltava inspiração aos comandados de Renato Portaluppi. Faltava uma dose de sorte para vencer o goleiro adversário. Edílson, por exemplo, cobrou falta com força e efeito aos 38, mas Douglas Friedrich provou ter elasticidade de sobra para espalmar. Refém de raras investidas, principalmente, pela esquerda, o Avaí pouco ameaçou a meta de Léo na etapa inicial.

Grêmio de Luan não conseguiu transpor o Avaí de Capa e do goleiro Douglas (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Grêmio de Luan não conseguiu transpor o Avaí de Capa e do goleiro Douglas (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Foto: LANCE!

DOUGLAS PEGA PÊNALTI E AVAÍ TRANSBORDA EFICÁCIA!

Veio a etapa final e, com ela, mais pressão do Grêmio na Arena. A primeira chance de gol veio aos sete, com Luna. Quem estava lá? Douglas. E a pressão gremista parecia que resultaria em gol aos 12, após pênalti cometido por Wellington Simião – ele interceptou a bola, dentro da área, com o braço esquerdo. Mas Edílson, autorizado por Renato a cobrar, mandou uma bomba para a nova defesa do goleiro avaiano.

E o Avaí provou que não tinha apenas um goleiro inspirado. Tinha… Wellington Simião. O autor do pênalti que aumentou a coleção de defesas de Douglas marcou um belíssimo gol de fora da área ao receber e ter extrema liberdade de frente para o gol. Avaí 1 a 0 na Arena aos 28 minutos.

A tarde não era, de fato, do Grêmio. Mas era do Avaí. O Tricolor pressionava, pressionava, mas não conseguia transpor o intransponível Douglas. Já o time catarinense transbordava eficácia. E foi eficaz aos 39. Contra-ataque perfeito e gol de Júnior Dutra. Avaí 2 a 0. Joel deixou o time catarinense com um a menos, o Grêmio continuou pressionando, mas não teve êxito em ao menos diminuir. Terceira derrota seguida no Brasileirão para Luan, Ramiro & Cia. e recuperação do Avaí, de sete pontos conquistados nos últimos nove.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 0 X 2 AVAÍ 

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data-hora: 9/7/2017 – 16h
Árbitro: Wágner Reway (Fifa-MT)
Auxiliares: Fábio Rodrigo Rubinho (MT) e Marcelo Grando (MT)
Público/Renda: 27.222 pagantes/29.268 presentes/R$ 960.304,00
Cartões amarelos: Luan (GRE); Luan, Joel, Pedro Castro, Wellington Simião, Capa (AVA)
Cartão vermelho: Joel, 41’/2ºT (AVA)

Gols: Wellington Simião, 28’/2ºT – (0x1) e Willians, 40’/2ºT – (0x2).

GRÊMIO: Léo, Edílson (Everton, 29’/2ºT), Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Arthur (Miller Bolaños, 21’/2ºT) e Ramiro; Luan, Lucas Barrios (Lincoln, 39’/2ºT) e Fernandinho – Técnico: Renato Portaluppi.

AVAÍ: Douglas Friedrich, Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Luan (Wellington Simião, 24’/1ºT), Judson, Pedro Castro e Juan (Willians, 32’/2ºT); Romulo (Júnior Dutra, 22’/2ºT) e Joel – Técnico: Claudinei Oliveira.

Lance

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Grêmio domina o Botafogo e vence estreia no Brasileiro

Depois de vários dias livres, tanto Grêmio quanto Botafogo voltavam a campo na noite de ontem. Contudo, somente um deles pareceu realmente disposto a vencer. Criando diversas oportunidades, o Tricolor Gaúcho venceu por 2 a 0 em sua casa e estreou com o pé direito. No Botafogo, o sinal de alerta pela partida abaixo da crítica.

Jogadores gremistas se abraçando após o primeiro gol de Ramiro na Arena (Foto: lItamar Aguiar/Agência Freelancer)
Jogadores gremistas se abraçando após o primeiro gol de Ramiro na Arena (Foto: lItamar Aguiar/Agência Freelancer)

Foto: LANCE!

O começo de jogo foi marcado pela intensidade gremista, que parecia buscar provar algo depois da pressão em cima de Renato pelo Gauchão. O domínio no setor do meio era nítido, com excelentes participações de Michel e Arthur.

No Glorioso, as linhas defensivas estavam pouco compactas. A ausência de Carli – aliada ao desencontro da dupla de zaga reserva – prejudicava também a segurança defensiva.

Aos 6 minutos, João Paulo perdeu a bola, com Luan saindo de cara com Gatito, para defesa do botafoguense. Aos 20, novamente o paraguaio apareceu, buscando finalização de Pedro Rocha. Barrios ganhava no pivô facilmente sobre Marcelo e Rabello. Enquanto Ramiro comandava a saída gremista, Bruno Silva e João Paulo estavam muito mal na partida.

Aos 46, Léo Moura infiltrou, em espaço deixado por Victor Luís. Gatito chegou a fazer duas defesaças, mas Marcelo/Rabello estiveram completamente perdidos no lance. Ramiro completou – na terceira tentativa gremista no mesmo lance – dando a vantagem para o Tricolor Gaúcho no final do primeiro tempo.

A justiça reinava no placar, com o time da casa finalizando 12 vezes, contra apenas duas do visitante.

No segundo tempo, a pressão continuou, com Luan flutuando com muita liberdade. Na primeira chance, parou em Gatito. Aos 9 minutos, Ramiro aproveitou corte errado de João Paulo e finalizou. A bola desviou na mão de Luan – involuntariamente – e enganou Gatito. Gol ilegal, que aumentou a vantagem.

Atrás, Jair buscou abrir o time, com as entradas de Guilherme e Gilson. Contudo, a diferença para a equipe de Renato ainda era gritante. Coletivamente, o Grêmio sobrou no jogo. Luan arranjava espaços entre o meio alvinegro, mas desperdiçava chances inacreditáveis. Gilson ainda acertou a trave no final.

Nem mesmo a falta de pontaria do rival colocou o Botafogo no jogo. Uma partida apática de modo geral. Agora, ambos os times tem compromissos na Copa Libertadores.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 2 x 0 BOTAFOGO
Data/hora: 14/05/17, às 19h
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Arbitragem: Braulio da Silva Machado (SC)
Cartões amarelos: Marcelo Oliveira (GRE); Marcelo, Rodrigo Pimpão, João Paulo, Bruno Silva e Emerson (BOT)
Público e renda: 18.552 pagantes – 20.289 presentes – Renda: R$ 679.923,00

GOLS: Ramiro (46’/1ºT) (1-0) e (9’/2ºT) (2-0)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Kannemann, Geromel e Marcelo Oliveira (Bruno Cortez, aos 26’/2ºT); Michel, Arthur (Gaston Fernández, aos 35’/2ºT) e Ramiro; Luan, Pedro Rocha e Lucas Barrios (Jailson, aos 31/2ºT) – Técnico: Renato Gaúcho

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Emerson, Marcelo, Igor Rabello e Victor Luis; Airton (Gilson, aos 12’/2ºT), Bruno Silva, João Paulo e Camilo (Guilherme, aos 12’/2ºT); Rodrigo Pimpão e Roger (Joel, aos 32’/2ºT) –Técnico: Jair Ventura.

LanceNet

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Berrío estreia com gol e Flamengo se mantém 100% com vitória sobre o Grêmio

(Foto: Jorge William / Agência O Globo)
(Foto: Jorge William / Agência O Globo)

O Flamengo segue perfeito na temporada. Com gols de Everton e do estreante Berrío, o rubro-negro fez 2 a 0 sobre o Grêmio nesta quarta-feira (9), no Mané Garrincha, pela rodada inicial da Primeira Liga.

Com a vitória, o Flamengo assume a liderança do grupo B da competição, com três pontos. O rubro-negro foi superior durante toda a partida ao Grêmio, que jogou com time todo reserva, sofreu para criar chances de gol e pouco ameaçou o goleiro Muralha.

Grêmio joga com time (e técnico) reserva, mas promove estreias

O Grêmio preteriu a Primeira Liga e levou a campo uma equipe totalmente reserva. Nem o técnico Renato Gaúcho foi à Brasília, cedendo o comando do time ao assistente Alexandre Mendes. O jogo, porém, serviu para promover estreias. Nas laterais, o veterano Léo Moura e o rodado Cortez atuaram pela primeira numa partida oficial pelo Grêmio – assim como o volante Michel, recém-chegado após ser campeão da Série B pelo Atlético-GO.

Zé Ricardo escala força máxima, com retorno de Rômulo e Diego

O técnico do Flamengo optou por escalar força máxima na estreia da equipe na Primeira Liga, promovendo o retorno do volante Rômulo e Diego. Após descansar no fim de semana na terceira rodada da Taça Guanabara, a dupla voltou ao time titular do Flamengo. O meia voltou a ser importante, ao arquitetar o primeiro gol rubro-negro.

Flamengo domina o Grêmio no 1º tempo e sai na frente

O primeiro tempo no Mané Garrincha foi de domínio total do Flamengo. Com apenas 3 minutos, Réver e William Arão quase marcaram de cabeça. A jogada aérea, aliás, foi a principal arma do rubro-negro, que exagerou no número de bolas alçadas na área diante da forte marcação do Grêmio: foram 16. Numa delas, Bruno Grossi fez lambança, mas redimiu com defesa espetacular (veja acima). Por sua vez, o Imortal praticamente só se defendeu e não levou perigo sequer uma vez ao gol de Muralha. Quando trabalhou a bola com um pouco mais de calma, o time de Zé Ricardo chegou ao gol. Aos 42, após lindo passe de três dedos de Diego, o lateral peruano Trauco deu mais uma assistência – dessa vez para Everton, que chutou forte e rasteiro para marcar pela primeira vez na temporada.

Kaio tenta jogada de efeito e…

Um dos lances mais curiosos do primeiro tempo aconteceu com o volante Kaio. Ele tentou dar um passe de calcanhar com a perna direita, mas acabou acertando a bola na perna esquerda. Tentou uma jogada de efeito, mas acabou jogando a bola pela lateral.

Grêmio melhora na etapa final e assusta Muralha com chutes de longe

Inofensivo antes do intervalo, o Grêmio mudou a postura na etapa final. Logo nos primeiros minutos, avançou as linhas sobre o campo do Flamengo e começou a equilibrar a partida. A primeira boa chance aconteceu com Bolaños, que arriscou chute cheio de efeito de longe e obrigou boa defesa de Muralha. O tricolor voltou a levar perigo de fora da área com Everton, fazendo o goleiro rubro-negro trabalhar de novo.

Bolaños dá caneta milimétrica em Guerrero

Um dos lances mais bonitos na partida ficou na conta do habilidoso atacante Bolaños. Cercado no meio de campo, ele mostrou todo seu recurso com uma caneta milimétrica sobre Guerrero. O atacante foi o destaque do Grêmio na partida.

Berrío estreia com gol pelo Flamengo

Zé Ricardo promoveu a estreia do reforço colombiano Berrío aos 15 minutos do segundo tempo. Aplaudido pela torcida no Mané Garrincha, o atacante entrou com muita vontade, mas pareceu ansioso. Errou alguns passes bobos e perdeu algumas chances de contra-ataque, mas na primeira oportunidade mostrou ter estrela. Ele aproveitou bola desviada de cabeça por Guerrero e só empurrou para as redes aos 35, praticamente garantindo a vitória do Flamengo.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 0 GRÊMIO

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 8 de fevereiro de 2017 (quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Competição: Primeira Liga (grupo B)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
Gols: Everton, aos 42 minutos do primeiro tempo; Berrío, aos 33 do segundo tempo

FLAMENGO: Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Miguel Trauco; Rômulo, Willian Arão, Diego (Márcio Araújo), Federico Mancuello (Berrío) e Everton (Gabriel) ; Paolo Guerrero
Técnico: Zé Ricardo

GRÊMIO: Bruno Grassi, Leonardo Moura, Raphael Thyere, Bressan e Cortez; Michel (Jael), Arthur, Kaio e Fernandinho; Everton (Maxi Rodriguez) e Miller Bolaños
Técnico: Alexandre Mendes

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Grêmio empata com o Atlético-MG e fatura o quinto título da Copa do Brasil

gremioDepois de 15 anos de espera, o Grêmio volta a soltar o grito de campeão nacional. Nesta quarta-feira (7), em seu estádio, o time gaúcho segurou um empate em 1 a 1 com o Atlético-MG e conquistou pela quinta vez a Copa do Brasil – o primeiro duelo, em Minas, terminou com vitória gremista por 3 a 1.

O título faz com que o Grêmio se torne o maior campeão do torneio, ultrapassando o Cruzeiro: 5 taças a 4. Desde a criação da Copa do Brasil, o time gaúcho venceu em 1989, 1994, 1997 e 2001, a última conquista nacional gremista antes da noite desta quarta-feira.

Grêmio domina o segundo tempo e solta o grito de campeão

Se no primeiro tempo o Atlético-MG chegou a controlar as ações do jogo, o segundo foi todo do Grêmio. Com uma marcação apertada nos pontas do time mineiro, a equipe de Renato Gaúcho não deu chances para que o adversário levasse perigo ao gol de Marcelo Grohe.

Mesmo no final da partida quando o Atlético-MG se lançou completamente ao ataque, o Grêmio não foi pressionado nenhuma vez. Nos últimos minutos, em um contra-ataque, Everton fez bela jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Miller Bolaños empurrar para o fundo das redes e fazer os gaúchos soltarem o grito de campeão.

Atlético-MG fica com o vice, mas faz um golaço

Após o gol do Grêmio, ainda deu tempo para um golaço do Atlético-MG. Nos acréscimos, Cazares aproveitou que Marcelo Grohe estava muito adiantado e arriscou de trás do meio-campo. O goleiro gremista tentou voltar, mas não conseguiu impedir o golaço mineiro.

Atlético-MG se apresenta mais organizado com interino

Em seu primeiro jogo à frente do Atlético-MG, Diogo Giacomini apresentou uma equipe mais organizada do que a de Marcelo Oliveira no jogo de ida. Com três volantes (Rafael Carioca, Leandro Donizete e Júnior Urso) e Luan e Robinho centralizados, o Galo apresentava uma compactação maior e detinha o controle da bola na primeira etapa.

O time mineiro, no entanto, encontrava dificuldades na saída de bola. Abertos quando o Atlético-MG tinha a bola, Leandro Donizete e Júnior Urso sofriam para passar pela marcação gremista e o Galo terminou a primeira etapa sem assustar realmente o goleiro Marcelo Grohe.

Grêmio espera e tem a melhor chance do primeiro tempo

Com uma grande vantagem conquistada na primeira partida, o Grêmio iniciou o duelo em Porto Alegre mais recuado e esperando o Atlético-MG partir para o ataque. Na segunda metade da etapa inicial, o time gaúcho avançou a marcação e teve a grande chance do duelo até então.

Aos 39 minutos, Douglas deu um passe de letra que deixou Everton cara a cara com Victor. O atacante gremista chutou rasteiro, mas o goleiro do Atlético-MG pulou para fazer uma grande defesa e evitar o gol.

Final termina em confusão

O clima de união entre as duas equipes ficou apenas durante a homenagem à Chapecoense. Nos últimos minutos do duelo, jogadores de Atlético-MG e Grêmio iniciaram uma confusão que se estendeu até após o apito final.

A briga começou após Bolaños não deixar o time do Atlético-MG cobrar uma falta. Na sequência, o equatoriano tentou dar um chute na bola, iniciando a confusão. O clima tenso seguiu depois do apito final, mas durou pouco e rapidamente os brigões foram separados e o Grêmio pôde comemorar o título.

Homenagens à Chapecoense silencia um estádio sem caixões vermelhos

Antes de a bola rolar, um momento de emoção tomou conta da Arena do Grêmio. Jogadores das duas equipes e representantes da imprensa se abraçaram no meio do gramado para um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do acidente com o avião que levava a Chapecoense para Medellín.

Em um momento poucas vezes visto antes no futebol brasileiro, o estádio ficou praticamente em silêncio durante a solenidade. Durante a homenagem, o goleiro Victor, do Atlético-MG, era um dos mais emocionados e não conseguiu conter o choro. Nas arquibancadas, torcedores também derramavam lágrimas e respeitaram um pedido gremista de não levarem caixões vermelhos ao estádio, em alusão ao possível rebaixamento do Internacional.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO X ATLÉTICO-MG
Torneio:
Copa do Brasil
Data: 07/12/2016
Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 55.337 pessoas
Renda: R$ 5.105.964,00
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA/SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA/SP) e Kleber Lucio Gil (FIFA/SC)
Cartões amarelos: Erazo e Fábio Santos, do Atlético-MG

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann, Marcelo Oliveira; Walace, Ramiro, Maicon, Douglas; Everton e Luan. Técnico: Renato Gaúcho

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Erazo, Fábio Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete (Cazares), Júnior Urso (Maicosuel); Luan, Lucas Pratto e Robinho. Técnico: Diogo Giacomini

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Grêmio se impõe sobre Atlético e fica próximo do título da Copa do Brasil

O Grêmio deu um grande passo rumo ao título da Copa do Brasil. O time gaúcho derrotou o Atlético-MG por 3 a 1 em pleno Mineirão na noite desta quarta-feira e pode empatar na próxima quarta-feira em Porto Alegre para ser campeão. Os gols do triunfo foram marcados por Pedro Rocha, um em cada tempo do duelo, e Everton. Gabriel diminuiu para os mineiros.

Apático no primeiro tempo, o Atlético-MG melhorou na etapa final, depois da expulsão de Pedro Rocha. Na pressão, o time mineiro, que não pôde contar com Fred, Rafael Carioca e Luan, conseguiu marcar já na reta final do jogo. Everton, porém, marcou o terceiro gol gremista aos 45 minutos.

A equipe do Grêmio, dessa forma, consegue mais uma vitória no Mineirão. Na semifinal, o time venceu o Cruzeiro por 2 a 0. Na partida de volta, os gaúchos empataram sem gols e garantiram a vaga. Já o Galo terá de reeditar as viradas alcançadas na Libertadores 2013 e na Copa do Brasil 2014, quando conseguiu reverter quatro situações iguais a essa.

Do que o Atlético-MG precisa para ser campeão? E o Grêmio?

Andre Yanckous/AGIF

O time do técnico Marcelo Oliveira terá agora de derrotar os gaúchos por três gols de diferença em Porto Alegre. Os gremistas, por sua vez, erguerão a taça até com uma derrota por um gol de diferença. Uma vitória dos mineiros por dois gols de diferença leva a decisão para os pênaltis.

Gols fora de casa sem peso

LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Ao contrário das fases anteriores, o gol fora de casa não serve como critério de desempate na final da Copa do Brasil – a mudança ocorreu na edição 2014. No ano passado, por exemplo, o Palmeiras venceu o Santos por 2 a 1 na segunda partida da decisão depois de ser derrotado por 1 a 0 na Vila. O time alviverde conquistou o título nos pênaltis.

Herói e vilão
O atacante Pedro Rocha foi o grande responsável pela vitória do Grêmio em Belo Horizonte ao marcar dois gols – o segundo em jogada individual no começo do segundo tempo. Após o gol, o jogador tirou a camisa e recebeu cartão amarelo. Doze minutos depois, Pedro Rocha foi expulso de campo por cometer falta em Carlos César – o atleta gremista deixou o campo em direção ao vestiário aos prantos.

Feito inédito

Em 27 finais da Copa do Brasil, somente quatro edições tiveram uma virada depois de uma derrota no primeiro jogo. O fato deu-se em 1992 (Inter), 1998 e 2015 (Palmeiras) e 2008 (Sport). Nas quatro ocasiões, o time campeão conseguiu reverter a vantagem do adversário em casa, com o apoio do torcedor. O Atlético-MG, agora, terá de buscar um feito inédito.

Jogo movimentado no 1º tempo
O primeiro tempo da partida foi marcado por diversas chances claras de gol. Pedro Rocha marcou um gol gremista e, pouco depois, teve a chance de ampliar. O atacante optou pelo toque por cima de Victor e errou a finalização. No último minuto da etapa inicial, o jogador perdeu uma oportunidade cara a cara com o goleiro do Atlético-MG, que conseguiu fazer a defesa.

Luan ainda assustou o time da casa ao chegar à linha de fundo e cruzar rasteiro na área. A bola passou por toda pequena área e por pouco não entrou. O Atlético-MG teve uma grande chance para empatar. Depois de jogada de Cazares, Júnior Urso dominou na área e obrigou Marcelo Grohe a fazer um milagre.

Melhor do Atlético-MG: Gabriel
Com a defesa tão exposta, por várias vezes o zagueiro ficou sozinho com os atacantes do Grêmio. Mesmo assim o jovem defensor conseguiu levar a melhor na maioria dos lances. A boa colocação e a velocidade evitaram que o desastre no Mineirão fosse ainda maior. Além disso, o atleta marcou o único gol do Galo.
Pior: Marcelo Oliveira
Com tantos jogadores numa jornada infeliz, fica até difícil citar que esteve mais abaixo do que o normal. A péssima atuação do Atlético diante do Grêmio foi apenas mais uma de várias sob o comando do treinador, que apesar de finalista na Copa do Brasil e quarto colocado no Brasileirão, não conseguiu ajustar a equipe.
Melhor do Grêmio: Pedro Rocha
Dois gols em uma final de campeonato e na casa do adversário não é para qualquer jogador. Pedro Rocha foi decisivo para o grande resultado que o Grêmio conquistou em Belo Horizonte. Não só pelos gols, mas também pelo desempenho tático em campo, sempre criando espaços na defesa do Atlético. A noite só não foi melhor porque o atacante tricolor ainda perdeu algumas oportunidades e conseguiu ser expulso, quando o Grêmio tinha o jogo totalmente sob controle.
Pior: Marcelo Oliveira
Se o Grêmio teve um ponto fraco no Mineirão, esse ponto foi o lado esquerdo, com Marcelo Oliveira. O lateral foi o jogador gremista que mais deu espaço para as jogadas do Atlético. Além de errar alguns passes sem um alto grau de dificuldade, atrapalhando bons contra-ataques que se desenhavam.
Apoio da torcida atleticana dá lugar às vaias e cobrança
Clima de muita festa antes de a bola rolar. A torcida do Atlético praticamente esgotou os ingressos para a final com o Grêmio. Mas a alegria e confiança dos torcedores foram diminuindo a cada minuto e a cada boa chegada do Grêmio, que foi sempre o melhor time em campo. O grito de incentivo foi substituído pela cobrança, pelo pedido de raça. Em alguns momentos muitas vaias, especialmente para Cazares, mais uma vez com uma atuação muito ruim. ?
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 X 3 GRÊMIO
Data: 23 de novembro de 2016 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Competição: Copa do Brasil (1º jogo da final)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 50.586
Renda: R$ 4.082.175,00
Árbitro: Péricles Bassolz (Fifa/PE)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (Fifa/RJ) e Nadine Schramm Camara Bastos (Fifa/SC)
Cartões amarelos: Gabriel e Júnior Urso (Atlético-MG); Edílson, Maicon, Pedro Rocha e Marcelo Grohe (Grêmio)
Cartão vermelho: Pedro Rocha (Grêmio)
Gols: Pedro Rocha, aos 29 minutos do primeiro tempo, e aos nove minutos do segundo tempo. Gabriel, aos 36, e Everton, aos 45 minutos do segundo tempo.
ATLÉTICO-MG: Victor; Carlos César, Erazo, Gabriel e Fábio Santos; Leandro Donizete, Júnior Urso (Marcos Rocha) e Maicosuel (Hyuri); Cazares (Clayton), Robinho e Lucas Pratto. Técnico: Marcelo Oliveira.
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Maicon, Walace, Ramiro (Jailson), Douglas (Everton) e Pedro Rocha; Luan (Fred). Técnico: Renato Portaluppi.
Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

STJD reavalia punição e mantém final na Arena Grêmio

carolO superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) vai manter o jogo final da Copa do Brasil, em 30 de novembro, na Arena do Grêmio. O anúncio da medida vai ser feito ainda nesta quinta (17) ou no máximo até esta sexta-feira pelo presidente do tribunal, Ronaldo Piacente Botelho. Segundo o Terra apurou, ele já comunicou a seus pares que acatará o pedido de efeito suspensivo protocolado pelo Grêmio.

A segunda partida da decisão do título da Copa do Brasil entre o clube gaúcho e o Atlético-MG teria de ser realizada fora de Porto Alegre se fosse mantida a decisão da 3ª Comissão Disciplinar do STJD, que, na tarde de quarta (16), suspendeu o Grêmio com a perda de um mando de campo na Copa do Brasil.

A punição foi provocada pela presença de Carol Portaluppi, filha do técnico Renato Gaúcho, no banco de reservas da equipe nos minutos finais de jogo com o Cruzeiro, pela semifinal da competição. A primeira instância do tribunal esportivo considerou o fato como invasão de campo e seguiu a letra fria da legislação para aplicar a pena.

Ronaldo Piacente chegou a receber telefonemas da direção da CBF para que o STJD voltasse logo atrás. O primeiro jogo da decisão está marcado para o dia 23, em Belo Horizonte.

Especial para Terra

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Grêmio é punido por invasão de filha de Renato Gaúcho e perde mando na final

LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

O Grêmio foi punido nesta quarta-feira pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e perdeu o mando de campo da partida de volta da final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, marcado para o dia 30 de novembro, na Arena.

“Por unanimidade dos votos, os auditores determinaram baixa dos autos para analisar conduta do treinador Renato Gaúcho e, por maioria, aplicar multa de R$ 30 mil e perda de um mando de campo ao Grêmio por infração ao artigo 213, inciso II, parágrafo 1º. A decisão cabe recurso com pedido de efeito suspensivo”, informou a corte.

A punição foi dada pela invasão de campo de Carol Portaluppi, filha do técnico Renato Gaúcho, após a partida de volta contra o Cruzeiro, válida pela semifinal da competição.

Segundo o jornal Zero Hora, inicialmente foram dados dois votos para que o clube gaúcho fosse apenas multado em R$ 30 mil. No entanto, um terceiro auditor pediu a perda do mando de campo, fazendo seus colegas mudarem de ideia e acompanharem o voto de retirar o jogo da Arena.

Ainda segundo o diário, o clube de Porto Alegre pedirá ao tribunal um efeito suspensivo até que o recurso do caso possa ser julgado pela entidade, o que permitiria à equipe gaúcha jogar a grande decisão em seu estádio. O duelo de ida é no próximo dia 23, em Belo Horizonte.

Vale lembrar que o Grêmio é reincidente em episódios de invasão de campo nesta temporada, já que, no final de setembro, a modelo Eridiane Morais Jeremias, candidata ao concurso “Miss Bumbum”, entrou no gramado durante jogo contra o Palmeiras, pelo Brasileirão. Na ocasião, porém, o “Imortal” foi absolvido de culpa pelo STJD.

espn

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 


INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627