Arquivo da tag: Geraldo Medeiros

“Refletirá em João Pessoa” alerta Geraldo Medeiros sobre volta às aulas de Cabedelo

A Secretaria Estadual de Saúde da Paraíba acionou a Procuradoria Estadual no intuito de tentar impedir o retorno das aulas presenciais nas faculdades localizadas na cidade de Cabedelo, previsto para ocorrer de forma imediata.

De acordo com o secretário de Saúde Geraldo Medeiros durante entrevista à Rádio Correio FM, Cabedelo não estaria preparada para suprir a demanda de novos casos da covid-19 que podem vir a surgir com o retorno das aulas.

“Cabedelo é um ponto de alta propagação do vírus, além disso não dispõe de nenhum leito de UTI e o aumento da propagação e do número de casos novos confirmados em Cabedelo refletirá não em Cabedelo, mas em João Pessoa uma vez que não existe estrutura de atendimento médico na cidade.

PB Agora

 

 

“É preciso não iludir as pessoas” ressalta Geraldo Medeiros ao dar explicações sobre vacinas contra a Covid-19

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, declarou que é a secretaria desde o início da pandemia da covid-19 vem trabalhando com transparência e com a verdade, para passar à população as informações da forma mais correta e consciente possível, não causando pânico nem tampouco expectativas irreais nos paraibanos.

Ao falar sobre as vacinas que estão sendo desenvolvidas, algumas inclusive em estágio avançado de estudo e produção, Geraldo declarou que é preciso não iludir as pessoas, falando realmente o prazo que essas vacinas estrão disponíveis e o quantitativo que possa atender à população mundial.

“Essa prerrogativa das vacinas deve no nosso modo de entender ser do Ministério da Saúde. É preciso não iludir as pessoas, a vacina não vai parar a pandemia de imediato. Nós temos muitas vacinas em avaliação e quando visualizamos o quantitativo de vacinas que elas dispõe, por exemplo a da universidade de Oxford tem 60 milhões de vacinas. Essa quantidade para o mundo inteiro não é nada. Então precisamos ter em mente que a vacina não é essa panaceia que se preconiza e que as pessoas entendam que a obediência às medidas de precaução ainda é necessária” esclareceu.

O secretário ainda destacou que a política de vacinação brasileira é uma das melhores do mundo e que quando a vacina estiver disponível, ele acredita que todos os estados serão contemplados de forma igualitária.

“A política de vacinação do Brasil é uma das melhores do mundo o SUS tem uma infraestrutura que contempla todos os estados que deverão ser contemplados igualmente não há essa ganância dos estados no caso de beneficiar apenas algumas regiões” declarou.

PB Agora

 

 

“Com certeza a gente vai ver agentes políticos com covid-19” alerta Geraldo Medeiros por aglomerações em campanhas

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros chamou a atenção para o fato de que agentes políticos tem o dever de disciplinar seus aliados e eleitores para que não promovam aglomerações durante esse período eleitoral.

De acordo com Geraldo durante entrevista à rádio Arapuan FM, ao longo desses meses que antecedem as eleições, haverá o registro de agentes público acometidos da covid-19, já que sobretudo nas cidades menores as medidas de distanciamento social não estão sendo cumpridas.

“Nós estamos alertando para a importância da não aglomeração nesse período sucessório, nós sabemos que não é fácil isso ocorrer, mas com certeza a gente vai ver ao longo desses dois meses agentes políticos acometidos pela doença e espero que nenhum tenha caso grave, pois está havendo aglomeração principalmente nas cidades menores e os agentes políticos eles tem um dever da disciplina da cidadania neste momento orientando seus eleitores a não se aglutinarem” declarou.

PB Agora

 

Deputado Tião Gomes parabeniza Governador e Secretário Geraldo Medeiros pelas ações de enfrentamento ao Coronavírus

Durante sessão remota da Assembleia Legislativa realizada nesta quarta-feira (09), o deputado Tião Gomes (Avante), fez questão de ressaltar o trabalho eficaz do Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde no enfrentamento à Covid-19 na Paraíba.

“Digo por onde passo, as ações implantadas pelo Governo estadual no enfrentamento e tratamento à Covid-19 são das mais importantes do Brasil. Começamos um pouco lento, mas, temos observado que a secretaria de saúde tem feito um trabalho especifico, atualizado, informativo, o Doutor Geraldo Medeiros partilha tudo com a população. Entendemos as dificuldades, porém, quero nesse momento parabenizar a atuação do secretário  Geraldo Medeiros que tem feito a diferença salvando vidas”, disse Tião.

O deputado destacou ainda que mesmo com a boa atuação da Saúde, a Paraíba precisa de mais ações, a exemplo de mais UTIs. “Claro que queremos mais, a exemplo de UTIs para Solânea e Guarabira como já solicitamos. Mas, estamos dentro dos parâmetros nacionais e isso é muito valioso para nosso estado”, pontuou.

Tião Gomes revelou que esteve em reunião com o governador e o secretário Geraldo Medeiros, momento em que cobrou a implantação do Centro de Hemodiálise de Solânea. O parlamentar informou que João Azevêdo já autorizou o estudo para a possível implantação do Centro, que já tem emenda orçamentária destinada pela Assembleia desde o ano passado, sendo uma das lutas encampadas pelo deputado Tião Gomes.

portaldolitoralpb

 

Geraldo Medeiros: “Campina Grande, Guarabira e Patos nos preocupam muito”

O secretário de Saúde do Estado da Paraíba, Geraldo Medeiros, atribuiu o aumento de casos do novo coronavírus em Guarabira à flexibilização, segundo ele, ‘atabalhoada’ no município.

Geraldo disse que há preocupação maior com o aumento de casos e mortes nas cidades de Campina Grande, Guarabira e Patos.

“Campina Grande, Guarabira e Patos nos preocupam muito, foram cidades que não obedeceram as medidas do Estado, flexibilizaram atabalhoadamente e os reflexos estão surgindo com novos casos e mortes, infelizmente. O vírus não tem segredo. Aproximou, aglomerou, ele se propaga”, disse Medeiros em entrevista ao Hora H, da Rede Mais de Rádio.

A última atualização, segundo o boletim da Secretaria de Saúde do Estado, Guarabira já contabiliza 2.495 casos, Campina Grande tem 7.416 e Patos, no Sertão, 1832 casos até agora.

A Paraíba registrou 1.651 novos casos de Covid-19 e 27 óbitos confirmados desde a última atualização, 6 deles ocorridos nas últimas 24 horas. De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde nesta terça-feira (7), são 54.802 pessoas que já contraíram a doença, 19.373 que já se recuperaram e 1.145 faleceram.

Fonte: MaisPB

 

 

Municípios devem fazer seu ‘dever de casa’ se quiserem flexibilização total das atividades, diz Geraldo Medeiros

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, na tarde desta segunda-feira (14) explicou que a retomada das atividades deverá seguir os protocolos de saúde determinados no edital de flexibilização do governo. O gestor ainda explicou que o processo inicial de retorno da economia avançará conforme a conscientização da população em seguir as orientações.

“Esse é outro momento crucial e a população precisa entender que esse processo de flexibilização é lento e se for atropelado, ou seja se os municípios não obedecerem o plano seguindo as regras, nós teremos cenários semelhantes ao que está acontecendo em Curitiba e Belorizonte que adotaram medidas de reabertura e aumentou o número de contaminados. Estamos vigilante as reaberturas. Os prefeitos tem um papel fundamental e se não houver respeito aos protocolos será feito a retomada do fechamento e até lock down naqueles municípios que apresentarem aumento no contágio”, disse.

“Temos 80 mil paraibanos já testados. Nossa meta é testar mais de 400 mil paraibanos. Nós somos os segundo estado do Nordeste em testagem. Estamos vencendo essa batalha que depende da colaboração da população. As atitudes da população agora no início da flexibilização  refletirão nas ações futuras como a flexibilização total ou não da retomada das atividades”, explicou.

 

clickpb

 

 

Secretários Luiz Couto e Geraldo Medeiros não deverão deixar cargos para disputar Prefeituras, revela Nonato Bandeira

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Luiz Couto, e o secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, não devem disputar as eleições municipais 2020. O secretário de Comunicação Nonato Bandeira revelou ao Arapuan Verdade desta quarta-feira (3) alguns nomes que entregarão os cargos no Governo do Estado e em outros órgãos para a corrida eleitoral.

Ele não mencionou o nome de Geraldo Medeiros entre os que deixarão o cargo e descartou que Luiz Couto entregue a pasta para disputar o pleito.

Os nomes desses dois secretários estavam sendo bastante sondados para a disputa em João Pessoa e em Campina Grande. Geraldo Medeiros é um médico reconhecido pela gestão do Hospital de Trauma de Campina Grande, onde atuou especificamente até assumir a Secretaria de Gestão da Rede Hospitalar do Estado e depois passar a comandar a Secretaria de Estado da Saúde.

Luiz Couto foi cotado como aposta do PT para as eleições municipais da Capital. No entanto, Nonato Bandeira descartou que ele esteja deixando a Secretaria de Estado da Agricultura Familiar para concorrer ao cargo de prefeito.

Em algumas entrevistas, o padre já havia negado a possibilidade de disputar o pleito. Da mesma forma, Geraldo Medeiros descartou a possibilidade.

O prazo para desincompatibilização nos cargos termina nesta quinta-feira (4), já que o primeiro turno está marcado para 4 de outubro, exatos quatro meses de intervalo entre as duas datas.

 

clickpb

 

 

PB exclui cloroquina do protocolo de tratamento da covid-19: “Estudo mostrou a ineficiência”, ressalta Geraldo Medeiros

A Secretaria de Saúde da Paraíba incluiu em seu protocolo de atendimento aos pacientes acometidos de covid-19, a não recomendação do uso de hidroxicloroquina para tratamento da doença no estado.

De acordo com o secretário Geraldo Medeiros, novos estudos publicado recentemente apresentam metodologias mais adequadas para o tratamento além de lançar por terra a evidências inicialmente promovidas pelos estudos Chineses sobre a cloroquina, que são bastante frágeis.

“Também não se pode deixar de evidenciar que além da ausência de benefícios do uso da cloroquina, o seu uso esteve relacionado a maior mortalidade e maior incidência de efeitos colaterais em vários trabalhos previamente citados”, disse.

Foram citados estudos da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), o “Centers for Disease Control and Prevention” (CDC), “National Institutes of Heatlh”, USA (NIH), e “Infectious Disease Society of America” (IFSA).

PB Agora

 

 

Covid-19: Geraldo Medeiros faz alerta para colapso com avalanche de novos casos

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, voltou a demonstrar preocupação com a velocidade do aumento do número de casos do novo coronavírus (Covid-19) na Paraíba. Medeiros teme que o serviço público de saúde não acompanhe a quantidade de casos e entre em colapso.

– O momento é de apreensão em relação ao colapso da rede pública estadual, tanto em João Pessoa, como um prenúncio em Campina Grande de uma avalanche de novos casos.

Análise feita pela Secretaria de Estado da Saúde, com base na taxa de isolamento social, não descarta a possibilidade de um número ainda maior de pessoas contaminadas na próxima semana. Diante desta possibilidade, o secretário Geraldo Medeiros informou ainda que há uma avaliação do Comitê Científico do Norte e Nordeste que preconiza uma restrição social mais intensa na região metropolitana de João Pessoa e em Campina Grande. Para ele, a flexibilização depende justamente dos indicadores epidemiológicos.

– Nós não podemos promover a flexibilização no momento em que há um pico de incidência de casos na Grande João Pessoa e em Campina Grande. -, disse.

Ele explica que no final deste mês, o governador João Azevêdo deverá se reunir com o corpo técnico da Secretaria Estadual de Saúde para tomar uma decisão se vai ou não fazer a retomada da abertura de alguns seguimentos que estão sem funcionar.

 

PB Agora

 

 

Geraldo Medeiros garante que ainda não há colapso na Saúde da Paraíba

Nesta segunda-feira (18), o secretário de Estado da Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, afirmou que a disseminação do novo coronavírus já abrange quase todos os municípios paraibanos.

De acordo com Geraldo a Paraíba enfrenta uma possível vigência do pico da contaminação pelo vírus já que os dados apontam que nas últimas horas 136, dos 223 municípios já apresentam casos confirmados da doença.

Por conta da falta de respeito pela população do decreto que determina o isolamento social, na Grande João Pessoa há uma circulação viral muito grande, sobretudo na Capital, de acordo com testagens realizadas nos últimos dias.

Com isso, o secretário disse temer o aumento na ocupação dos leitos de UTI, mas ressaltou que pesar disso, a Paraíba ainda tem leitos disponíveis.

“A Paraíba ainda não chegou ao ponto de colapso da rede pública de saúde”, garantiu.

Mais 20 respiradores chegam hoje ao estado para dar mais suporte aos novos leitos de UTI.

PB Agora