Arquivo da tag: Gás de cozinha

Preço do gás de cozinha sofre novo reajuste e Sindicato revela que valor pode chegar a R$ 100 até o final do ano na Paraíba

O preço do gás de cozinha vai sofrer um novo reajuste neste sábado (07), na Paraíba. Com o novo reajuste de 5%, o gás poderá ser encontrado no valor de R$ 85, dependendo da forma de pagamento até um pouco mais alto.

O presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás de Cozinha (Sinregás), Marcos Antônio Bezerra, disse ao ClickPB na manhã desta sexta-feira (06), que o valor pode chegar a R$ 100 até o final do ano no estado.

Ainda segundo Marcos novos reajustes são esperados, porém ainda são incertos.

“Não sabemos ainda o dia, nem os valores, mas estamos aguardando sim, novos reajustes”, afirmou o presidente.

Este é o 9º aumento do gás de cozinha em 2020, em sua maioria o reajuste foi realizado pela Petrobrás e um aumento pelo dissídio coletivo.

 

clickpb

 

 

Preço do gás de cozinha aumenta 5% a partir desta sexta-feira (23), na Paraíba

A partir desta sexta-feira (23) o preço do gás de cozinha vai aumentar 5% na Paraíba, de acordo com o Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado da Paraíba (Sinregás). A Petrobrás anunciou o aumento na terça-feira (20).

De acordo com o sindicado, se antes o gás era encontrado entre R$ 75 e R$ 80, agora os paraibanos vão precisar pagar entre R$ 80 e R$ 85, dependendo do local da compra e da forma de pagamento.

Esse é o oitavo aumento em 2020 e, conforme o Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado da Paraíba, a previsão é ter mais dois ou três aumentos até o fim do ano.

G1

 

Guarabira: marginais arrombam depósito de gás de cozinha e levam caminhão carregado de botijões

Na madrugada desta quinta-feira (10), um depósito de gás de cozinha na cidade de Guarabira, localizado na Rua Otacílio Lira Cabral, nas imediações do trevo de acesso a Araçagi, foi arrombado por criminosos. Eles arrebentaram os cadeados e tiveram acesso ao local, mesmo havendo vigilância e monitoramento por câmeras, mas o alarme não disparou.

Os marginais levaram uma carga contendo aproximadamente 120 botijões de gás e o caminhão, onde estavam os botijões. A polícia teve acessoa a imagens do circuito interno de câmeras, que vão ajudar nas investigações.

Em entrevista ao repórter Zé Roberto, da Rádio Constelação FM, o proprietário do estabelecimento, o senhor Antônio, disse estranhar que o alarme não disparou e que o vigilante não foi trabalhar na noite em que ocorreu o crime. Ele disse que possivelmente os autores conhecem a rotina dos trabalhadores e revelou ainda que a chave do caminhão fica na cabine do veículo sempre porque o local é bem vigiado e não imaginava que pudesse ser arrombado nas condições em que ocorreu.

depois de informações obtidas pela polícia, e biscas feitas em outras cidades, o caminhão da marca Wolksvagem, de cor branca, de placas KGY – 4758, foi localizado abandonado na praia de Jacarapé, no Litoral paraibano, mas sem os botijões de gás,

Os investigadores já estão trabalhando para elucidar o crime e tentar localizar os criminosos e recuperar a carga furtada.

 

portal25horas

 

 

Gás de cozinha tem novo aumento a partir de segunda-feira (17), na Paraíba

Os preços do Gás Liquefeito do Petróleo (GLP), mais usado nas residências em botijões de 13 quilos, terá um aumento médio de 5% a partir da próxima segunda-feira (17), na Paraíba. O aumento foi anunciado nesta quinta-feira (13). Este é o quinto reajuste de preços do produto nas refinarias da Petrobras, válido também para o produto consumido nas indústrias e comércio.

De acordo com Marcos Antônio, presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba (Sinregás), o aumento na Paraíba vai ser de, em média, R$ 3. O preço do botijão de gás vai passar a custar entre R$ 78 e R$ 85 reais, dependendo da modalidade de compra.

Ainda conforme Marcos Antônio, a recomendação é sempre fazer uma pesquisa de preço e pedir nota fiscal. Ele detalhou que um novo aumento deve ocorrer ainda no mês de agosto.

G1

 

Preço do gás de cozinha sobe até R$ 3 na PB a partir desta quarta

O preço do botijão de gás de cozinha fica até R$ 3 mais caro a partir desta quarta-feira (27), conforme divulgado pelo Sindicato dos Revendedores de Gás da Paraíba (Sinregás). Atualmente, o botijão de 13 kg está com preços que variam de R$ 65 a R$ 75 no estado.

Segundo o Sinregás, o aumento é para compensar a alta de 5% anunciada pela Petrobras para distribuidoras, no fim de semana, e que teria pego os revendedores de surpresa. O sindicato afirma que não havia previsão de reajustes.

A Petrobras não emitiu nota oficial a respeito do aumento no site da companhia, mas os interessados podem obter informações através do atendimento em formulário eletrônico ou pelo telefone 0800 728 9001.

Na Grande João Pessoa, o número de pontos de revenda chega a 500, sendo que quase 300 postos devidamente autorizados pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) se encontram só na Capital.

“A orientação do Sinregás-PB é que os consumidores só adquiram o gás de cozinha em revendas regulamentadas, já que atendem os padrões exigidos pelo Código de Defesa do Consumidor, e exijam sempre o cupom fiscal na hora da compra”, disse o sindicato.

 

portalcorreio

 

 

Gás de cozinha fica 5% mais caro a partir desta terça

O gás de cozinha residencial (GLP) aumentará 5% nas distribuidoras e o GLP industrial e comercial 3%, a partir da meia-noite desta terça-feira (22). O anúncio foi feito pelo Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) em nota à imprensa e confirmado pela Petrobras.

Os aumentos são médias, pois o valor terá variação, para maior ou menor, dependendo da área de distribuição nacional, segundo o Sindigás. O preço para o consumidor final poderá ser diferente, pois as distribuidoras acrescem ao percentual de aumento os custos com mão de obra, logística, impostos e margem de lucro.

“O Sindigás informa que suas empresas associadas foram comunicadas pela Petrobras, na tarde de hoje [21], sobre o aumento no preço do GLP residencial (embalagens de até 13kg) e empresarial (destinado a embalagens acima de 13 kg). O aumento passa a valer a partir de amanhã, dia 22 de outubro, nas unidades da petroleira. De acordo com as informações recebidas da Petrobras, o aumento do GLP residencial oscilará entre 4,8% e 5,3%, e o aumento do GLP empresarial entre 2,9% e 3,2%, dependendo do polo de suprimento”, informou o Sindigás.

O último aumento de GLP praticado pela Petrobras foi no dia 5 de agosto.

 

Agência Brasil

 

 

Começa a valer o reajuste no preço do gás de cozinha

A Petrobras vai reajustar em 3,43%, em média, a partir deste domingo (5), o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP Residencial), o gás de cozinha, para botijão de 13 quilos (kg) às distribuidoras sem a cobrança de tributos. A previsão é de que o aumento seja repassado ao consumidor final. Na Paraíba, onde o gás de cozinha é oferecido por valores entre R$ 70 a R$ 75, o preço pode ficar até R$ 3 mais caro, segundo o presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado da Paraíba, Marcos Antônio Bezerra.

O último reajuste ocorreu no dia 5 de fevereiro, exatamente há três meses, quando o valor do gás de cozinha subiu para R$ 25,33 para as distribuidoras. Agora, o preço do botijão de 13kg vai custar R$ 26,20 aos distribuidores.

Em nota, o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que as empresas distribuidoras associadas à entidade foram comunicadas na tarde de hoje pela Petrobras que o GLP residencial para embalagens de até de 13kg ficará mais caro a partir do próximo domingo. De acordo com o Sindigás, o reajuste oscilará entre 3,3% e 3,6%, de acordo com o polo de suprimento.

Agência Brasil

 

Gás de cozinha sofre novo aumento e vai ficar mais caro a partir deste domingo

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (3) que reajustou os preços do gás liquefeito de petróleo para uso residencial, envasado pelas distribuidoras em botijões de até 13 kg (GLP P-13), o gás de cozinha, em 4,5%. O reajuste entra em vigor à zero hora deste domingo (5).

Segundo a Petrobras, o reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no hemisfério norte, além da variação do câmbio.

Caso o reajuste seja passado integralmente ao consumidor, a companhia estima que o preço do gás de cozinha seja reajustado, em média, em 2%, ou R$ 1,21 por botijão.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br