Arquivo da tag: fornecimento

Nova instalação de captação de água restabelece fornecimento em Solânea e Bananeiras

Uma nova instalação de captação flutuante na barragem Canafístula II, no Brejo da Paraíba, restabeleceu o fornecimento de água para as cidades de Solânea e Bananeiras. O sistema permite que a Cagepa retire água do manancial na superfície e distribua para a população.

O Canafístula II está com apenas 9,5% do seu volume total, devido à estiagem, segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa). Segundo a Cagepa, o volume reduzido estava dificultando o processo de tratamento da água, que estava sendo captada da descarga de fundo.

Com a captação de superfície, o tratamento para deixar a água dentro dos padrões de potabilidade para ser distribuída para a população fica mais eficiente. O sistema conta com conjuntos motor-bomba e dois grupos de geradores de energia elétrica.

O sistema entrou em operação neste sábado (15), assegurando a permanência do regime de racionamento que já vinha sendo praticado nos municípios de Bananeiras e Solânea.

Desde o dia 10 de fevereiro, Solânea, Bananeiras, Araruna, Cacimba de Dentro, Dona Inês, Riachão, Damião e Tacima estavam sem água. Araruna e Cacimba de Dentro também serão abastecidas por esta nova instalação, a partir de quinta-feira, mas em esquema de racionamento, recebendo água por três dias a cada 15 dias.

Já as cidades de Dona Inês, Damião, Riachão e Tacima serão abastecidas por carros-pipa, devido o colapso na barragem de Jandaia, também na região do Brejo paraibano.

Foto: Cagepa/Divulgação

G1

 

Problema deixa cidades abastecidas por Jandaia com intermitência no fornecimento de água

JANDAIAProblemas no sistema elétrico estão causando interrupções diárias de abastecimento de água nos municípios de Cacimba de Dentro, Araruna, Tacima, Dona Inês, Riachão, Damião e no distrito de Logradouro, segundo informou nesta quarta-feira (18) a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa).

De acordo com a Cagepa, os locais afetados são abastecidos pela barragem de Jandaia e o problema é de responsabilidade da Energisa, já que a falta de energia prejudica o bombeamento da água para as estações elevatórias.

“As paradas por falta de energia, somente no mês de janeiro, ocorreram entre os dias 9 e 15 estão sendo monitoradas pela Cagepa, que está adotando as providências para cobrar da concessionária de energia uma solução definitiva para o problema, que tem causado sérios prejuízos”, informou a Cagepa.

O Portal Correio entrou em contato com a Energisa para saber quais seriam os problemas que estariam afetando a abastecimento de energia na região da barragem, mas até a publicação desta matéria a empresa não explicou o caso.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Operadoras irão reverter multa de R$ 5 milhões em fornecimento de internet gratuita em JP

CelularEquipar os postos de atendimento do Procon-JP nos shoppings centers de João Pessoa, instalação de internet gratuita por quatro anos nas comunidades carentes da Capital e equipar as associações de bairro dentro do projeto Procon-JP nos Bairros foram algumas das medidas propostas pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) às operadoras de telefonia móvel que atuam na cidade em reversão à multa de R$ 5 milhões aplicada pela Secretaria por prática abusiva e propaganda enganosa.

A proposta, a ser formalizada através de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), foi apresentada em reunião nesta segunda-feira (15), na sede do Procon-JP, às empresas TIM, Vivo, Claro e OI. As multas são decorrentes do descumprimento de compromisso público quando as operadoras suspenderam o serviço ao término de contratos para a internet ao invés de apenas diminuírem a velocidade.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Segundo o secretário Helton Renê, as multas que são aplicadas pelo Procon-JP são revertidas para a promoção do atendimento ao consumidor, a exemplo da melhoria e ampliação de equipamentos e espaços que agilizem o serviço. Ele considera que um TAC dessa natureza é mais proveitoso e deixa mais transparente a aplicação da sanção aos transgressores da legislação prevista no Código de Defesa do Consumidor (CDC), além de implementar a política de ações preventivas e educativas através de projetos e programas do Procon-JP

“A multa, por si só, não tem um efeito pedagógico, mas sempre pensamos em revertê-la em algo de cunho educativo, que chegasse mais depressa a uma ação de consequência social. A contrapartida direta para a sociedade através de programas de expansão e de prevenção na relação consumerista deixam os reclamados mais atentos aos problemas causados aos cidadãos, facilitando a solução de conflitos e de uma forma coletiva”, esclareceu Helton Renê.

O secretário adianta que os projetos e programas educativos e preventivos junto aos consumidores e prestadores de bens e serviços são prioridades para o Procon-JP porque ataca o problema no seu nascedouro. “Vamos continuar a investir nesses projetos apostando na melhoria da relação consumerista em João Pessoa.

Procon-JP nos bairros 
O programa Procon-JP nos Bairros vai trabalhar junto a representantes das comunidades através das associações de bairro da Capital, que serão preparados para enfrentar as dificuldades da relação de consumo, tornando-se agentes multiplicadores na defesa dos consumidores, além de equipar as associações com toda infra-estrutura necessária para atendimento e orientação aos cidadãos.

Postos nos shoppings
A Lei Municipal 12.799/2014, que dispõe sobre a instalação de postos de atendimento do Procon-JP nos shopping centers da Capital prevê a disponibilização de espaços físicos para instalação de unidades da Secretaria em estabelecimentos com mais de 60 lojas, centros e empreendimentos comerciais que possuam acima de 100 de lojas, e supermercados de grandes portes que tenham mais de 10 mil metros quadrados de área construída.

Internet gratuita
Os consumidores das comunidades carentes terão a cesso à internet gratuita por quatro anos seguidos dentro do próprio bairro através da instalação de pontos que disporão de computadores já ligados à internet em pleno funcionamento. A viabilização desse projeto está sendo analisada e deve atingir milhares de jovens e adultos da periferia de João Pessoa, ainda este ano.

 

 

blogdogordinho

Energisa suspenderá fornecimento em Bananeiras e mais 24 municípios

Vinte e cinco municípios paraibanos terão o fornecimento de energia elétrica suspenso, nesta terça-feira, 26. Na capital, a falta de energia vai atingir os bairros: Grotão, Funcionários, Geiseil, Cuiá, Bairro das Indústrias e Mumbaba.

A interrupção da energia elétrica também vai afetar os municípios de Araruna, Bananeiras, Barra de Santa Rosa, Cajazeiras, Conceição, Juru, Esperança, Gado Bravo, Guarabira, Itabaiana, Itatuba, Jacaraú, João Pessoa, Rio Tinto, Malta, Patos, Paulista, Picuí, Santa Rita, São Bento, São José Piranhas, Sousa, Taperoá e Uiraúna.

De acordo com a concessionária de energia, o serviço será suspenso para a execução de serviços de manutenção na Rede de Distribuição. A Energisa informa que, caso os trabalhos sejam concluídos antes do horário previsto, o sistema será reenergizado, independente de outro aviso.

A lista completa contendo os bairros, ruas e horários da interrupção e do retorno, pode ser encontrada no links abaixo

http://www.energisa.com.br/paraiba/desligamentos/Energisa%20Paraiba_24_06%20a%2030_06_2012.pdf

Bananeiras Online com ClickPB

Energisa suspende fornecimento em Solânea e mais 14 cidades neste domingo

Quinze municípios paraibanos terão o fornecimento de energia elétrica suspenso neste domingo (20). Na capital, a falta de energia vai atingir os bairros de Manaíra, Mangabeira VII, Bairro dos Estados, 13 de Maio e Mandacaru.

No interior, o serviço vai ser suspenso em Água Branca, Barra de Santa Rosa, Guarabira, Itaporanga, Juripiranga, Pedras de Fogo, Pilar, São Miguel de Taipu, Piancó, São Bento, Sapé, Soledade, Solânea e Sumé.

Confira as localidades onde faltará energia:

ÁGUA BRANCA – 8h30 às 13h – Centro – Ruas: Capitão Manoel Firmino, Francisco Galdino Pereira, José Alcindino de Farias, José Pedro Firmino, José Vidal, Manoel Zuza de Lima, Nino Florêncio, Padre Aristides, Vanuza Lima;

BARRA DE SANTA ROSA – 8h às 11h – Alto da Bela Vista/Naldo Diniz – Assentamento: Riacho da Cruz, Ruas: 8 de Maio, Alto da Bela Vista, Antonio Felipe Potiguar, Humberto de Alencar Castelo Branco, João Confessor de Souza;

GUARABIRA – 7h às 11h – Avenida: Pedro II;

ITAPORANGA – 8h às 13h – Centro – Avenida: Deputado José Soares Madruga, Ruas: 9 de Janeiro, Coronel João Severino, Ju Silvino, Maria Medeiros, Monsenhor José Sinfronio, Padre Lourenço, Padre Luiz Gomes, Pedro Pereira de Sousa, Presidente Getulio Vargas, Professor Alencar, Salome Pedrosa, Zu Silvino;

JOÃO PESSOA – 8h às 12h – Manaíra – Avenida: Francisco Brandão, Rua: Eutiquiano Barrreto – 15h às 17h – Mangabeira VII – Ruas: Antonio Ricardo Oliveira, Desembargador Julio Rique Filho, Edmilson Silva S Oliveira, Emilia Batista Celani, Isaura Juvino da Silva, João Evangelista Silva, Renato Gomes de Oliveira, Sargento Adahylton Pontes de Lima, Zorilda Silva Cavalcante – 15h às 17h – Bairro dos Estados/13 de Maio/Mandacaru – Avenidas: Dom Manoel Paiva, Frei Agostinho, Santa Catarina, Mercado Do Bairro Dos Estados – Área Galpão, Ruas: Cônego Vicente Ferrer, Manoel Ferreira Machado, Manoel  Torres, Monsenhor João Coutinho, Pedro Fortunato Alves, San Juan – 14h às 16h – Manaíra – Avenidas: Doutor João Franca, Maria Rosa;

JURIPIRANGA/PEDRAS DE FOGO/PILAR/SÃO MIGUEL DO TAIPÚ – 8h às 11h – Assentamentos: Amarela, Novo Taipú, Santa Lucia, Engenhos: Fazenda Pedras de Fogo, Fazendinha, Novo I, Novo II, Taipú, Fazendas: Mariluz, Miramar, Nossa Senhora de Fátima, Panorama, Santo Antonio, São Pedro, Ruas: Manoel Valdevino da Silva, Nova, Sítios: Água Branca, Alto da Boa Esperança, Amarelo, Barra, Barra de Pilar, Bonape, Bulhões, Cachoeira, Chácara de Areia, Corredor, dos Moços, Engenho Novo, Fazendinha, Figueiredo, Lagoa do Gonçalo, Lourenço Gomes, Machado, Mata da Vara, Novo, Paraibinha, Riacho do Salto, Santa Rosa, Santa Terezinha, Santo Antonio, Santo Antonio, Tabatinga, Taipú, Una de São José II;

PIANCÓ – 8h30 às 11h – Cossaco/Centro/Conjunto João Paulo II – Ruas: Ernane Satyro, Francisco Passos da Silva, Hostilio Ferreira, João Abílio de Souza, João Paulo II, Manoel Valdevino da Silva, Sítio: Várzea;

SÃO BENTO – 9h30 às 13h – Urbano/Rural – Avenidas: Cícero Dias de Oliveira, João Pessoa, Joaquina Ferreira Lucio, Leste, São Sebastião, Senador Rui Carneiro, Loteamentos: São Bentinho, São Bento de Baixo, Sudene, Ruas: 31 de Março, Ana Maria Ribeiro, Andreaza Oliveira Silva, Antonio C Rodrigues, Antonio Lucio da Silva, Augusto dos Anjos, Beatriz Targino da Cruz, Belarmino Soares, Benedito Saldanha, Bernardino Soares, Bernardino Soares Primo, Bernardo Vieira Santos, Candido de Almeida, Cícero Dias, da Sudene, Deputado Tertuliano de Brito, do Colégio, do Mercado, do Silo, Doutor Francisco Feitosa, Doutor Inácio Soares, Doutor Jaques Lucio da Silva, Doutor João Agripino, Doutor Joaquim Ribeiro, Edgar Carreiro Cavalcante, Edgar Garcia, Florêncio Candido Ramalho, Francisca Feitosa, Francisca P Saldanha, Francisco A Medeiros, Francisco Alves dos Santos, Francisco de Paula Saldanha, Francisco Feitosa de Freitas, Gonzaga P Silva, Gonzaga Pedro da Silva, Hermenegilda Guimarães, João Agripino, João Batista do Nascimento, João Candido Almeida, João Pedro da Silva, João Pinto Rodrigues, João Rodolfo Cavalcante, Joaquim Ferreira de Li, Joaquim Ferreira Lucio, Joaquim Ribeiro, José Cassimiro da Silva, José Cassimiro da Silva, Juscelino Kubitscheck, Lucio da Silva, Lucio da Silva, Manoel Candido da Silva, Manoel Herculano Cruz, Maria de Lourdes Dantas, Padre Sandoval Ferreira, Pedro Eulampio da Silva, Presidente João Pessoa, Quadra, Rodolfo Cavalcante, Santos Nobre, São Bento, São Sebastião, Sergio Silveira, Sul, Tiradentes, Tupinambá Arnaud.

SAPÉ – 8h às 12h – Nova Brasília/Centro – Avenidas: Antonio Justino, Juvino Diniz, Lauro da Silva Torres, Nossa Senhora de Fátima, Ruas: Boa Vista Eugenia Maranhão, Francisco Laurentino, Janduy, Carneiro, João Paulo II, Joaquim Antonio, Joaquim Nano, José Vitorino de Pontes, Ludugério Barbosa, Mocinha Caldas, Padre Zeferino Maria, Severino Alves Moreira.

SOLÂNEA – 9h às 12h – Ruas: José Alípio Rocha, Luiz Ferreira de Melo, Sítios: Aldeia, Chan de
Solânea;

SOLEDADE – 8h às 12h – Alto de São José – Ruas: Cesário Manoel da Costa, Eliane Barros da Silva, Elias Coelho Albuquerque, Elias de Souza, Gerson de Sousa Lima, Gerson Ouriques de Lima, Heleno José do Santos, Josefa do Carmo, Manoel Cesário da Cos, Manoel Fernandes de Lima, Manoel Onofre de Souto, Raimunda Mendonça de Queiroz, Severino Capitulino, Severino G da Silva, Vereador Elias Coelho, Sítio: São Jose;

SUMÉ – 8h30 às 11h – Várzea Redonda – Ruas: Amara Rocha, Belino Nogueira, Francisco Braz, Hugo Santa Cruz, João Cassemiro, Luiz José de Souza, Manoel Paulino, Manoel Sabia, Manoel Vicente Araujo, Santos Dumont, Sebastião Jacinto Oliveira, Sebastião Viana, Vicente Matias.

pbacontece

Paraibanos criam sistema de monitoração do fornecimento de água com uso da internet

Um grupo de empresários paraibanos está desenvolvendo um serviço integrado de gerência e operação remota de unidades de tratamento e fornecimento de água, com a utilização de sensores e internet. Trata-se do Projeto Mantra, da empresa Signove Tecnologia, fruto de convênio entre o Governo do Estado, por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa (Fapesq) e Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

O desenvolvimento do novo serviço integra o Programa Pappe Integração, que está apoiando 11 projetos inovadores na Paraíba, envolvendo recursos de mais de R$ 2 milhões.

A Signove foi contemplada com financiamento para dois projetos de pesquisa nas áreas de automação industrial, serviços de prevenção e manutenção, com recursos na ordem de R$ 180 mil. É uma das 10 empresas do Pappe Integração que tiveram suas propostas de desenvolvimento de pesquisas aprovadas no edital para apoio à pesquisa, desenvolvimento e inovação em microempresas e empresas de pequeno porte, na modalidade subvenção econômica, lançado pela Finep e a Fapesq-PB.

Aplicação – A descentralização do tratamento da água traz novos desafios de gerenciamento dos processos e sistemas envolvidos, sendo necessário o conhecimento sobre as possíveis fontes de água e o perfil de consumo, atual e futuro, para escolher e adequar uma das técnicas de tratamento. Do ponto de vista de instalação e manutenção nas estações de tratamento, uma das preocupações é com o desperdício de água, otimização do consumo de recursos e aproveitamento da energia.

O Mantra é um sistema integrado de gerenciamento remoto de unidade de tratamento de água que resolve esses problemas. O sistema é capaz de tomar decisões localmente. Além disso, o sistema monitora diversas condições e repassa essas leituras a uma estação central de monitoramento, que cuida de outras estações remotas em qualquer lugar do mundo.

O processo integrado garante a visão global do sistema, a rapidez na tomada de decisões e a execução das tarefas, mitigando os riscos e maximizando a vida útil dos equipamentos, evitando desperdícios.

O serviço permite um aumento do controle da qualidade e manutenção em centrais de fornecimento e tratamento de água, o que representa menos interrupção de fornecimento e maior qualidade de água potável em áreas distantes em todo o país. A empresa prevê com esse projeto redução significativa do desperdício de água potável e manutenção da qualidade de água potável e de seus mananciais.

O sistema permite uma gestão dos diversos recursos materiais e humanos, promovendo um acompanhamento contínuo do estado em que se encontram todas as estações de tratamento de água, de forma a realizar manutenção preditiva, preventiva e corretiva, além de semi-automação da operação.

A estação de tratamento é continuamente monitorada por diversos tipos de sensores ligados a um equipamento de hardware M2M (machine-to-machine) de propósito específico, denominado Mantra Remoto, que possui um conjunto de regras de supervisão dos dados lidos pelos sensores. Quando há uma ocorrência as alterações são realizadas automaticamente pelo sistema. Os dados são repassados para um servidor central na internet, onde são armazenados para consulta gerencial que pode ser acessada de qualquer lugar do mundo.

Redação iParaíba com Secom/PB

Energisa suspenderá fornecimento em 22 cidades; Bananeiras na lista

O fornecimento de energia elétrica será suspenso em 22 municípios paraibanos nesta terça-feira(10). O ‘apagão’, também vai atingir dois bairros da Capital.

A interrupção da energia elétrica  vai atingir os municípios de Água Branca, Aparecida,Bananeiras, Boqueirão, Caturité, Congo, Emas, João Pessoa, Manaíra, Monteiro, Pedro Régis, Piancó, Santana dos Garrotes, Palestina, Pirpirituba, Pocinhos, Pombal, Princesa Isabel, São José do Bonfim, Soledade, Sumé e Triunfo.

De acordo com a concessionária de energia, o serviço será suspenso para a execução de serviços de manutenção na Rede de Distribuição.

A Energisa informa que, caso os trabalhos sejam concluídos antes do horário previsto, o sistema será reenergizado, independente de outro aviso.

Veja lista 

Click PB