Arquivo da tag: física

Autodefesa feminina: uma em cada três mulheres em todo o mundo já sofreu violência física ou sexual

Segundo o Observatório da Mulher contra a Violência, 27% das entrevistadas em território nacional, declararam já ter sofrido algum tipo de agressão
Para a mulher, infelizmente a insegurança e o medo é um sentimento que pode fazer parte do seu dia a dia. Receio de andar sozinha à noite ou ter de sair de madrugada para o trabalho. A autodefesa e o krav magá para mulheres ajudam no fortalecimento da autoestima e a diminuir a vulnerabilidade.

A questão não é somente o roubo, mas principalmente a violência contra a sua integridade física e a própria vida.

Em abril desse ano a ONU Mulheres, Organização das Nações Unidas, divulgou que uma em cada três mulheres em todo o mundo já sofreu violência física ou sexual.

Segundo o Observatório da Mulher contra a Violência, 27% das entrevistadas em território nacional, declararam já ter sofrido algum tipo de agressão. A violência doméstica foi apresentada por 36% das mulheres que participaram da entrevista.

Aprender a defender-se é essencial para toda mulher, seja no âmbito familiar ou urbano. Não é sair por aí praticando a agressão física, mas proteger-se contra situações que possam colocar sua integridade em risco, garantindo assim maior autoconfiança e diminuindo a sensação de vulnerabilidade.

O professor filiado à Federação Sul-Americana de Krav Magá, Dionésio Mariosi, considera a modalidade uma ferramenta de superação pessoal de extrema importância para a autoconfiança, principalmente das mulheres.

“Através da prática é possível descobrir novas potencialidades. Defender-se é essencial para todo ser humano. Independente dos fatores biológicos e musculares distintos entre os sexos, com direcionamento adequado, desenvolvimento de técnicas e treino, é possível alcançar excelentes resultados”.

De acordo com o instrutor, embora as mulheres sejam mais receosas quanto ao aprendizado da defesa pessoal, o número da procura só cresce a cada dia. Explica que é preciso desmistificar falsas crenças como a força física ou a necessidade de habilidade prévia para aprender as técnicas de defesa pessoal.

“Não só as mulheres, mas temos entre os alunos crianças e idosos. Não se trata de força física, mas o desenvolvimento da técnica e atenção. A aluna é treinada para identificar os pontos sensíveis do corpo, reconhecer situações de risco e saber o momento certo de reagir em diferentes cenários”, ressalta.

Krav magá para mulheres – autodefesa e superação

O krav magá para mulheres e para o público geral ainda é um assunto repleto de tabus no Brasil. O professor destaca que é importante esclarecer que a prática não estimula a reação aos assaltos e colocar uma pessoa em risco, mas o contrário, treina a autodefesa, ver se existe arma de fogo, analisar cenários e aprender a identificar situações perigosas.

“Ao se tratar das mulheres é primordial em relação à integridade física e autoproteção. A mulher por si só já é vista como um alvo vulnerável e vítima de diversos tipos de assédio que colocam em risco a vida, saúde física e principalmente psicológica”, explica.

Como funciona o treino?

Tanto para mulheres como para os homens o treino é o mesmo. O instrutor diz que as primeiras aulas são destinadas a trabalhar a resistência, equilíbrio e coordenação. “Geralmente os alunos praticam a corrida para aquecer, abdominais e flexões”, completa.

As dificuldades surgem principalmente nos primeiros treinos e para pessoas que nunca praticaram nenhum tipo de arte marcial. Coordenar chutes e socos pode ser um desafio.

O professor alerta que como nas práticas de arte marcial, com o tempo, treino e repetição, o aluno vai adquirindo maior condicionamento físico, segurança e autoestima. Tudo isso irá refletir no seu melhor desempenho aula após aula.

Há escolas em que o krav magá é só para mulheres e separado do treino masculino, mas geralmente a prática é em conjunto. Ambas as opções são interessantes de acordo com o instrutor desde que a pessoa se sinta bem e adquira segurança.

“As aulas mistas entre homens e mulheres possibilitam estimular a maior troca de experiência com alunos de diversos níveis de aprendizado. Outro ponto é que numa situação real podem existir os dois sexos e o aluno deve estar preparado para diferentes situações”, pontua.

Orientações específicas para mulheres

  • Amarrar o cabelo com elásticos e evitar o uso de presilhas e outros materiais que possam machucar acidentalmente. O cabelo amarrado ajuda a ampliar a visão;
  • Mulheres que mantém as unhas longas deve lixá-las para evitar machucar o colega durante as simulações;
  • Correntes, relógios e brincos devem ser evitados. Correntes em simulações de estrangulamento pode causar acidente. Relógios e pulseiras podem dificultar e a defesa e soltura das mãos.
Qual o tempo ideal para aprender de maneira segura o krav magá

O instrutor explica que para golpes de acordo com faixa branca o tempo necessário é de seis meses. Nessa modalidade a aluna vai aprender os primeiros movimentos de soltura e ataque. Esses golpes podem ser aplicados em diversos tipos de agressões em curta e média distância.

O professor acrescenta que durante essa fase a aluna recebe o treinamento adequado para defender-se em 60 a 70% das principais situações.

Daiana Barasa

 

Dia Mundial da Atividade Física relembra a importância de se movimentar

O dia 6 de abril foi escolhido há anos como o Dia Mundial da Atividade Física. O objetivo é lembrar a todos que o sedentarismo é um alto fator de risco para a saúde. Desde 2002 por determinação da OMS (Organização Mundial da Saúde), vários países ao redor do mundo celebram esta data promovendo ações de impacto, tendo como foco dispersar a atenção da população para a importância de adotar um estilo de vida fisicamente mais ativo. O tema para o ano de 2020 é “Todo Passo Conta”, ressaltando que ninguém precisa de equipamentos especiais para se exercitar. É necessário apenas a disposição de abandonar a inatividade física; o combate ao sedentarismo é a estratégia número um na luta para diminuir a incidência das doenças crônicas não transmissíveis, por exemplo as doenças cardiovasculares e a diabetes.

Números do IBGE mostram que 47% dos brasileiros são sedentários. A OMS considera que 30 minutos de atividade física leve a moderada, cinco vezes por semana já são um ótimo começo para conseguir que os benefícios possam ser sentidos no organismo, no corpo e na mente das pessoas.

Se você está sedentário há algum tempo e tem receio de voltar a praticar alguma atividade física por não ter fôlego ou considerar não possuir disposição suficiente para isso, não se preocupe. Inicialmente você deve procurar uma atividade que lhe agrade e até convidar um amigo para participar. O profissional de Educação Física é a pessoa ideal para orientar sobre o assunto. Ficar parado é que não dá.

A atividade física pode ser definida como qualquer movimento corporal produzido pelos músculos esqueléticos que requerem gasto de energia, tais como: caminhadas, corrida, ciclismo, natação, dança, qualquer atividade esportiva e evidentemente a recreação, que podem ser realizadas em qualquer nível de habilidade e diversão.

Incorpore a atividade física no seu dia a dia. Ande até a padaria, desça um ponto antes da sua casa ou escola, suba e desça pelas escadas em vez de usar o elevador, saia para passear com cachorro, cuide do jardim, encontre seus amigos a pé. Brinque mais com a vizinhança: pule corda, amarelinha, corra em locais apropriados, SEJA ATIVO!

A prática regular de atividade física é capaz de melhorar a circulação sanguínea, fortalecer o sistema imunológico, ajudar a emagrecer, diminuir o risco de doenças cardíacas e fortalecer os ossos, por exemplo. Os idosos também podem fazer exercícios e os mais indicados são aqueles que estão de acordo com a funcionalidade do corpo. É também importante para melhorar a qualidade de vida e a disposição para realizar as atividades do dia-a-dia e, por isso, é importante as pessoas de todas as idades praticarem exercício.

Outros benefícios relacionados a atividade física são: melhorar a autoestima e promover a sensação de bem-estar; diminuir a depressão; diminuir o estresse e o cansaço; aumentar a disposição; melhorar a força e resistência muscular; melhorar a aparência da pele.

É importante que antes de começar ou voltar a praticar exercícios sejam realizados exames para verificar o estado geral de saúde para que seja indicado o melhor tipo de atividade física e/ou exercício, bem como a intensidade indicada, por exemplo. Além disso, o ideal é que você seja acompanhado por um profissional de educação física capacitado.

Autora: Thaisa Rodbard Mileo professora nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter

 

 

Polícia Federal prende estudante de Educação Física suspeito de vender anabolizantes em JP

Um jovem estudante de Educação Física foi preso em flagrante nesta terça-feira (1) pela Polícia Federal, durante a deflagração da Operação Catabolismo, que tem o objetivo de combater o tráfico de medicamentos utilizados para hipertrofia muscular. Segundo os policiais, o jovem teria recebido por via postal, uma grande quantidade de medicamentos anabolizantes.

O investigado responderá pelo crime de falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, previsto no artigo 273 do código penal, cuja pena poderá chegar à 15 (quinze) anos de reclusão.

O nome da operação, CATABOLISMO, é uma alusão fase do metabolismo em que ocorre a degradação, pelo organismo, das macromoléculas nutritivas, com liberação de energia.

 

clickpb

 

 

Aplicativos celulares e atividade física: a tecnologia é feita para os idosos?

“O mundo está envelhecendo”. Essa talvez seja uma das frases mais utilizadas nos últimos tempos. Podemos tirar muita informação da sentença, vamos lá:

  • Alterações político-econômicas têm sido guiadas pelo envelhecimento populacional mundial.
  • A legislação teve que se ajustar para atender às novas perspectivas com base na expectativa de vida.
  • Com o avanço tecnológico, toda uma geração que pouco sabia sobre computadores na sua juventude teve que se adaptar aos aplicativos celulares para acessar as contas de banco, para se comunicar com familiares e amigos ou ainda para chamar o “velho” conhecido táxi.

Com a atividade física, isso não foi diferente. Softwares inteligentes facilitaram a gestão nas academias, automatizando a montagem dos treinos de seus clientes e trazendo mais dinamismo na prática profissional do professor. Atualmente, existem mais de 40 mil aplicativos classificados como “saúde e fitness” disponibilizados nas plataformas on-line, e o número de pesquisas referentes ao uso de aplicativos celulares que promovem a prática de atividade física tende a aumentar. Toda essa tecnologia auxilia na motivação para o exercício físico, por meio de sistemas como pedômetros (fazem a contagem dos passos) e acelerômetros (quantificam o movimento realizado e estipulam metas individuais), que podem ter seus dados compartilhados entre os usuários dos apps, estimulando a interação social.

Neste cenário de democratização tecnológica, muitas vezes nem percebemos se os idosos têm facilidade para utilizar as ferramentas ou se estamos impondo mais uma barreira para que eles não sejam ativos fisicamente. Pois é, mesmo com todo esse avanço não há consenso cientifico sobre o que deve estar e o que não deve estar contido em um aplicativo de saúde que favoreça o uso entre usuários de idade avançada. As características negativas mais relatadas sobre os apps atuais são:

  • Letras pequenas;
  • Tamanho da tela;
  • Falta de utilização de cores;
  • Excesso de funções;
  • Passo a passo desnecessário.

Considerando que ao passar dos anos nos tornamos menos ativos e cada vez mais dependentes da tecnologia no dia a dia, faz-se necessário a elaboração de aplicativos que sejam amigáveis aos idosos.

Os primeiros passos estão sendo dados, os desenvolvedores e pesquisadores têm utilizado os próprios idosos para auxiliarem na elaboração das novas tecnologias, fazendo testes e dando sugestões. Eles opinam sobre o que pode ser um facilitador ou o que pode ser uma barreira na utilização adequada do aplicativo —funcionalidades que, de fato, promovam a atividade física nessa faixa etária tão importante.

Se olharmos da perspectiva de uma geração que na infância brincava nas ruas, em que videogames e celulares passavam longe das pessoas, percebemos que embora disponíveis para a grande maioria, nem sempre as tecnologias são adequadas aos idosos. Portanto, não basta ter acesso às novas tecnologias se as configurações e características não se adequarem à realidade desse público. Se isso não acontecer, essas pessoas serão levadas a um processo de exclusão, quando o objetivo deveria ser inclui-las.

Autor: Rafael Luciano de Mello é professor dos cursos de licenciatura e de bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.

 

Assessoria

 

 

Atividade física libera endorfina e é eficaz no combate à depressão

“Além da melhora do condicionamento físico, aperfeiçoa a capacidade cognitiva e diminui os níveis de ansiedade e estresse de maneira geral”, comenta Vanessa Menache, preparadora física da AV Treinamento Inteligente

A depressão afeta mais de 320 milhões de pessoas no mundo, ou seja, 4,4% da população, segundo relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2018. Ainda conforme a organização, o Brasil é responsável pela maior taxa da doença na América Latina: 5,8% dos habitantes sofrem com este mal.

Desde 2015, o mês de setembro é dedicado à campanha “Setembro Amarelo” de prevenção ao suicídio. De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), 90% dos óbitos por suicídio estão ligados a doenças como depressão, distúrbios por uso de substâncias, esquizofrenia e transtornos de ansiedade.

Diante deste cenário, muitas pessoas acreditam que a única alternativa é tratar com medicamentos. O que elas desconhecem, porém, é que a atividade física serve como um importante aliado no combate à depressão. Um estudo realizado pela Universidade de Toronto, no Canadá, constatou que praticar atividades físicas de 20 a 30 minutos por dia pode afastar a depressão em longo prazo.

Segundo a preparadora física e sócia diretora da AV Treinamento Inteligente, Vanessa Menache, a prática de exercícios físicos, de qualquer tipo, possui inúmeros benefícios. Além da melhora do condicionamento físico, eles também contribuem com o aperfeiçoamento da capacidade cognitiva e diminuem os níveis de ansiedade e estresse de maneira geral. “O programa de treinamento funcional, por exemplo, estimula a superação de forma gradativa em um processo que traz a necessidade de atenção ao momento, envolvendo corpo e mente na execução de movimentos. Dessa forma, acaba por tirar o foco dos sentimentos causadores de estresse e ansiedade”, informa Vanessa.

A ciência confirma o poder da atividade física para o bem-estar psicológico. Experimentos recentes mostram que praticar uma atividade física também estimula o crescimento de células nervosas no hipocampo, região do cérebro que rege a memória e o humor. “É tão benéfica a ponto de o exercício virar prescrição para pessoas deprimidas, agregado à psicoterapia e aos medicamentos”, comenta a personal trainer.

Ela ainda explica que, durante e após uma sessão de treinamento funcional, há liberação de endorfina que tem uma potente ação analgésica e, ao ser liberada, gera sensação de bem estar, conforto, alegria e melhora do humor. “Além disso, o estímulo e o aumento da circulação sanguínea tem sido um grande aliado no progresso das funções cognitivas, de humor, memória e aprendizagem”.

Importante ressaltar que as atividades físicas atuam como adicionais no combate à depressão e ansiedade e devem estar vinculadas ao acompanhamento de profissionais especializados, como educadores físicos, médicos e psicólogos.

Vanessa Menache – Graduada desde 1998 pela UnG e desde então atua como Personal Trainer, com vasta experiência em Treinamento Funcional desde 2008. Especialista em Pilates com formação completa pela Stott Pilates desde 2009. Preparadora física de atletas e pessoas que visam longevidade com qualidade de vida. Especialista em alongamento postural método TMS desde 2004 UniFMU. Especialista em Treinamento Funcional pelo método Core 360 desde 2008. Pós-graduada em biomecânica do exercício em 2016 CEFIT. Certificada no método FMS (Functional Movement Screen). Sócia diretora da AV Treinamento Inteligente.

Treinamento Inteligente – Localizado no bairro do Itaim Bibi, na capital paulista, o espaço conta com um time de profissionais altamente qualificados e especializados em treinamento funcional embasados no Sistema Core 360.  O estúdio oferece aos seus clientes um programa de treino customizado por meio do relacionamento interdisciplinar e interação com os diversos profissionais da área da saúde como Medicina Esportiva, Nutrição, Fisioterapia e Terapeutas. Site: http://treinamentointeligente.com.br

 

 

Mais de 20 academias são notificadas pelo Conselho de Educação Física

O Conselho de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB) notificou 24 estabelecimentos do sertão do estado, por apresentarem irregularidades. Foram visitadas 64 academias, 22 escolas e um circuito de treinamento funcional. Também foram flagradas cinco pessoas em exercício ilegal da profissão. A fiscalização foi realizada durante toda a semana passada.

Nas notificações, 13 academias foram encontradas sem registro, sendo três em Triunfo, uma em Cajazeiras, uma em Uiraúna, uma em Poço José de Moura, uma em Sousa, uma em Vieirópolis, uma em Carrapateira, uma em Santa Helena, uma em Joca Claudino e uma em Cachoeira dos Índios. Duas escolas foram notificadas por estarem com professor sem registro profissional, sendo uma em Cajazeiras e outra em Bonito de Santa Fé. Também em Cajazeiras, um Circuito de Treinamento Funcional foi notificado por ter um estudante ministrando aula.

Ainda foram visitadas as cidades de São José de Piranhas, São João do Rio do Peixe, Nazarezinho, Bonito de Santa Fé, Monte Horebe, Poço Dantas, Bernardino Batista, Bom Jesus e Marizopólis, totalizando 87 fiscalizações.

Setenta pessoas foram fiscalizadas, das quais cinco foram flagradas em exercício ilegal da profissão. Três responsáveis técnicos foram autuados por faltas éticas. Foram lavrados 18 avisos de impedimento de pessoa jurídica e cinco avisos de impedimento de pessoa física.

Os notificados devem se regularizar e podem fazer isso, de maneira mais prática, nos dias 09 e 10 de agosto, quando será realizada a edição do projeto “CREF Itinerante” em Cajazeiras. Outros atendimentos também serão realizados, além de cursos gratuitos voltados a estudantes e profissionais da área.

Assessoria

 

 

Dia Mundial da Atividade Física lembra a importância da prática de exercícios

Para lembrar a importância da atividade física tanto para a saúde do corpo quanto para o cérebro, foi criado o Dia Mundial da Atividade Física, celebrado nesta sexta, 06 de abril. Praticar exercícios vai além de dispor de uma hora na academia ou fazer algum esporte. É possível fazer movimentos desde os mais simples aos mais intensos e em qualquer idade. É possível realizar uma sequência de exercícios nos mais diversos ambientes para estimular o corpo.

“Há exercícios que caem bem para quem é iniciante porque o esforço é mínimo e o resultado positivo”, aponta Jailson Santos profissional de educação física do Hapvida. Ele orienta que há exercícios como polichinelo, agachamento, bicicleta, pula corda, e outros que podem ser iniciados por aquelas pessoas que desejam começar a praticar atividades físicas.

Os benefícios vão além do físico. Mais que perder peso e combater a obesidade, a prática regular de movimentos gera benefícios como o fortalecimento dos ossos, articulações e músculos, e fortalece o coração. Tem importância no controle da gordura corporal, melhora o humor, ajuda na vida sexual e estimula a atividade cerebral.

Assessoria 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Juros sobem em todas as linhas de crédito para pessoa física em 2016, aponta Anefac

jurosA taxa média de juros cobradas pelas instituições em operações de crédito caiu na passagem de novembro para dezembro, mas subiu no acumulado do ano de 2016 em todas as modalidades de crédito pesquisadas pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

Segundo a Anefac, a taxa de juros média geral para pessoa física recuou de 8,2% ao mês (157,47% ao ano) em novembro de 2016 para 8,16% ao mês (156,33% ao ano) em dezembro de 2016 – a menor taxa de juros desde agosto de 2016. A taxa média, entretanto, ficou bem acima da registrada em dezembro de 2015, de 7,56% (139,78% ao ano).

No cartão de crédito, o juro médio caiu de 459,53% ao ano em novembro para 453,74% ao ano em dezembro – a menor desde outubro do ano passado. O cartão de crédito, no entanto, encerrou 2016 com juros maiores do que há um ano, quando a taxa estava em 399,84% ao ano.

Das seis linhas pesquisadas, apenas a do cheque especial subiu em dezembro: a taxa passou para 314,51% ao ano em dezembro, ante 313,63% em novembro. Trata-se da maior taxa desde março de 1999. Em dezembro de 2015, o juro médio estava em 240,88% ao ano.

Já no crédito para empresas, das três linhas de crédito pesquisadas, todas foram reduzidas no mês. A taxa de juros média passou de 4,82% ao mês (75,93% ao ano) em novembro de 2016 para 4,74% ao mês (74,32% ao ano) em dezembro de 2016, sendo esta a menor taxa de juros desde julho de 2016. No ano, entretanto, os juros também subiram. Em dezembro de 2015, a taxa média era de 65,16% ao ano.

Comparativo 2015 x 2016

Veja a seguir o comparativo das taxas nas principais modalidades, no final de 2015 e de 2016.

Juros do comércio
Dez/2015: 90,12% ao ano
Dez/2016: 98,5% ao ano
Cartão de Crédito
Dez/2015: 399,8% ao ano
Dez/2016: 453,74% ao ano
Cheque especial
Dez/2015: 240,88% ao ano
Dez/2016: 314,51% ao ano
CDC- bancos
Dez/2015: 31,07% ao ano
Dez/2016: 31,68% ao ano
Empréstimo pessoal – bancos
Dez/2015: 67,65% ao ano
Dez/2016: 71,15% ao ano
Empréstimo pessoal – financeiras
Dez/2015: 152,94% ao ano
Dez/2016: 160,05% ao ano
Taxa média
Dez/2015: 139,78% ao ano
Dez/2016: 156,33% ao ano

Queda da Selic

Para o diretor executivo de Estudos e Pesquisa da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, a queda dos juros para o consumidor no mês de dezembro reflete a redução da taxa básica de juros da economia, a Selic, que está atualmente em 13,75%, e também pode ser atribuída à expectativa de novas reduções da Selic frente à redução da inflação. Em outubro, o Comitê de Política Monetária (Copom) iniciou um ciclo de redução da taxa Selic, no primeiro corte do juro básico em quatro anos.

“Com certeza 2017 começa com uma nova perspectiva, em 2016 tivemos altos índices dos juros no país, históricos para ser mais preciso, agora, já na primeira reunião do ano do Copom, é possível que tenhamos uma nova redução, o que coloca o Brasil diante de uma nova realidade”, avalia.

“Mesmo assim é importante ficar atento, pois o cenário econômico atual aumenta o risco de elevação dos índices de inadimplência por conta da recessão econômica em curso, bem como o desemprego elevado, o que aumenta igualmente o risco de novas elevações das taxas de juros aos consumidores, sejam pessoa física ou jurídica”, alerta.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Agressão física entre irmãos deixa um ferido em Solânea-PB

Plantão de PolíciaO fato aconteceu na tarde deste domingo (18), por volta das 15h no poeirão em Solânea, brejo paraibano.

Foi após uma discussão verbal que o acusado Francisco Silva dos Santos desferiu com uma faca de mesa 02 (dois) golpes na coxa direita da vitima João Batista dos Santos, 28 anos, que é seu irmão, ambos residentes no sitio Açudinho; a vitima foi socorrida por populares ao hospital distrital do município.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Compareceu ao local a VTR 5384 comandada pelo CB QPC Miranda, que realizou diligências no sentido de localizar o acusado, porém sem êxito.

 

Por Redação/TV WEB CIDADE

Juro bancário de pessoa física é o maior em quase três anos, diz BC

jurosOs juros bancários médios dos empréstimos para pessoas físicas subiram pelo quinto mês seguido em maio deste ano, para 42,5% ao ano. É o maior nível desde julho de 2011 – ou seja, em quase três anos.

Os números, que tratam das operações com recursos livres (quando os juros são livremente acertados), foram divulgados nesta quarta-feira (25) pelo Banco Central (BC), por meio da nota de juros e crédito bancário.

Em abril deste ano, os juros bancários de pessoas físicas estavam em 42% ao ano. Na parcial de 2014, a taxa avançou 4,5 pontos percentuais, pois estava em 38% ao ano no fechamento de 2013.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Alta dos juros básicos

O aumento desses juros acontece após o próprio Banco Central ter iniciado, em abril do ano passado, um ciclo de alta da taxa básica de juros da economia (a Selic), para tentar conter o crescimento da inflação.

Com o aumento da taxa e o encarecimento dos empréstimos, a instituição consegue reduzir o número de pessoas e empresas dispostas a consumir. Assim, o preço dos produtos e serviços tende a cair ou ficar estável.

Desde o ano passado, os juros básicos passaram de 7,25% para 11% ao ano, o que corresponde a uma elevação de 3,75 pontos percentuais. O processo de alta dos juros foi interrompido apenas no mês passado.

Juros bancários sobem mais do que Selic
Com o aumento dos juros básicos do país, também houve alta na taxa de captação das instituições financeiras, ou seja, no quanto os bancos pagam pelos recursos que serão emprestados às pessoas.

Em abril do ano passado, antes do início da alta dos juros básicos fixados pelo BC, a taxa de captação, para operações com pessoas físicas, estava em 9% ao ano, passando para 12% ao ano em maio. Um crescimento de 3 pontos percentuais.

No mesmo período, os juros bancários das instituições financeiras para pessoas físicas cresceram 8,1 pontos percentuais, visto que estavam em 34,4% ao ano em abril de 2013, ou seja, quase o triplo do aumento da taxa Selic.

Deste modo, os dados do BC mostram que as instituições financeiras não só estão repassando a alta do custo de captação que tiveram por conta da elevação dos juros básicos da economia, como também estão elevando os juros cobrados de seus clientes acima da alta da Selic.

´Spread bancário´
O aumento dos juros bancários com intensidade maior que a alta da taxa básica gerou o aumento do chamado spread bancário (diferença entre o que os bancos pagam pelos recursos e o que cobram dos clientes).

O spread é composto pelo lucro dos bancos, pela taxa de inadimplência, por custos administrativos, pelos depósitos compulsórios e pelos tributos cobrados pelo governo federal, entre outros.

Em abril do ano passado, antes do início do processo de alta dos juros básicos da economia, o spread bancário nas operações com pessoas físicas estava em 25,4 pontos percentuais. Em maio deste ano, já estava em 30,5 pontos percentuais.

O alto nível dessa diferença entre taxas no Brasil já foi duramente criticado, no passado, pela presidente da República, Dilma Rousseff, e por integrantes da equipe econômica, como o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

G1