Arquivo da tag: Finados

Acidentes no feriadão de Finados deixam cinco mortos na Paraíba

Cinco pessoas morreram e duas ficaram feridas em acidentes registrados em rodovias federais e estaduais da Paraíba entre o sábado (31) e esta segunda-feira (2). Duas mortes aconteceram na Serra do Teixeira e as outras três na BR-361, entre Coremas e Piancó, ambas no Sertão do estado.

As mortes mais recentes aconteceram na tarde do domingo (1º), na BR-361. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), tio e sobrinha, de 58 e 24 anos, respectivamente, seguiam em uma moto quando bateram de frente com um carro, que teria invadido a contramão. Com o impacto, as vítimas da moto foram arremessadas para a pista e o motorista do carro morreu no local. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda tentou resgatar a jovem, que não resistiu aos ferimentos.

O segundo acidente com morte também aconteceu envolvendo uma motocicleta. Um casal, sendo um homem de 58 anos e uma mulher de 50 anos, seguiam pela Serra do Teixeira, a PB-262, quando bateram de frente com uma caminhonete. Com o impacto, o casal foi jogado da moto e caiu embaixo da serra. Em ambos os acidentes, o Instituto de Polícia Científica (IPC) vai fazer perícias para identificar como aconteceram as colisões.

Caminhonete parou em cima de carro após engavetamento na BR-101 em Bayeux — Foto: Felícia Arbex/TV Cabo Branco

Caminhonete parou em cima de carro após engavetamento na BR-101 em Bayeux — Foto: Felícia Arbex/TV Cabo Branco

Acidentes na Região Metropolitana de João Pessoa

Na Região Metropolitana de João Pessoa foram registrados dois acidentes entre o domingo e esta segunda-feira. O primeiro acidente foi no sentido Cabedelo – João Pessoa. Um casal seguia de carro quando o veículo teve uma falha mecânica e invadiu o canteiro central. O homem, de 50 anos, e a mulher, de 45 anos, tiveram ferimentos leves, foram levados pelos Bombeiros para o Hospital de Emergência e Trauma e, após atendimento, foram liberados.

Já o acidente mais recente do feriadão aconteceu na BR-101, em cima do viaduto, em Bayeux, na tarde desta segunda-feira. Três carros se envolveram em um engavetamento no sentido Bayeux-Santa Rita, porém não houve vítimas. A estrada ficou com trânsito lento entre 15h30 e 17h30, enquanto os carros ainda estavam na rodovia.

G1

 

Dia de Finados: de onde surgiu a tradição que se espalhou pelo mundo

Para vários brasileiros o Dia de Finados, 2 de novembro, é marcado pelo luto e introspecção em sinal de respeito aos amigos e familiares mortos. A data é feriado nacional e muitos aproveitam para visitar os entes queridos em cemitérios.

O professor de ciência da religião na Universidade Federal de Juiz de Fora, Volney Berkenbrock, conta que esta é uma tradição vinda do Cristianismo. “Na Igreja Católica o dia 1º de novembro é comemorado o Dia de Todos os Santos, quando se reza por aqueles que morreram em estado de graça, com os pecados perdoados. O dia seguinte foi considerado o mais apropriado para fazer orações por todos os demais falecidos, que precisam de ajuda para serem aceitos no céu. É por isso que no dia 2 de novembro se celebra o dia de Finados.”

Há países, como no Brasil, que o dia 2 de novembro é mais importante do que 1º de novembro, Dia de Todos os Santos. Mas há outros países onde a festa de 1º de novembro é mais importante e mais festejada do que 2 de novembro, todos os mortos.

Os primeiros registros de orações pelos cristãos falecidos datam do século I, quando era costume visitar túmulos de mártires. No ano 732, o papa Gregório III autorizou os padres a realizarem missas em memória dos falecidos. No século 10, a abadia de Cluny, em Paris, estabeleceu uma data fixa para essa cerimônia. Não demorou para o 2 de novembro ser adotado em toda a Europa. A partir do século 15, o feriado se espalhou pelo mundo. Em alguns lugares, o costume foi fundido à cultura local.

No México, por exemplo, todo ano é realizado o festival do Dia dos Mortos, que une a celebração católica a antigos rituais astecas e indígenas. O ritual é marcado por festividades em cemitérios e procissão pelas cidades, as pessoas costumam vestir roupas coloridas e decorar túmulos com flores, velas, tequilas e imagens de santos. A tradição se espalhou por comunidades latinas.

Nos Estados Unidos a celebração de dia dos mortos ocorre no dia 31 de outubro no Halloween, também conhecido como Dia das Bruxas. Assim como no méxico a data também é marcada por festividades, abóboras decoradas, fantasias, esqueletos e fantasmas. O termo foi originado de All Hallows’ Eve, que em português quer dizer “véspera do dia de Todos os Santos”. Segundo o professor de ciência da religião, isso demonstra a relação indireta com a celebração brasileira.

Berkenbrock avaliou a impressão de que no Brasil a data é mais celebrada nas cidades do interior do que nas capitais. Segundo ele, isto tem a ver com a proximidade da morte, uma tendência que mudou na virada do século XIX para o século XX com a urbanização e um movimento higienista.

“Em muitas cidades no interior até hoje os velórios ainda são feitos nas casas e é uma tarefa da família cuidar de todo o sepultamento. Nas cidades maiores há um distanciamento muito grande, quem cuida são as funerárias e a família não tem mais uma relação com a morte e com os mortos”, destacou.

Os costumes também são diferentes em determinados municípios do País. Em Salinópolis, no Pará, por exemplo, ao contrário de grande parte das cidades brasileiras em que a homenagem à memória dos mortos ocorre no período diurno, lá ocorrem durante a noite, mais precisamente entre às 18h e 00h. O ritual de Iluminação dos Mortos consiste em uma prática de acendimento de velas e proferimento de preces, em favor de queridos entes falecidos em momento de confraternização.

Este ano, devido a pandemia da Covid-19, a tradicional visitação aos cemitérios e os cultos devem ser diferentes, respeitando os protocolos de combate ao vírus com o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento social. Em alguns municípios a visitação chegou a ser suspensa via Decreto Municipal, em cumprimento às medidas de segurança e prevenção.

Diante da impossibilidade de se reunir fisicamente e no tempo também em que através das queimadas o meio ambiente vem se mostrando cada vez mais agredido, o secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Joel Portella, apresentou uma alternativa aos fiéis para homenagear as vidas perdidas junto a oração, sem perder a tradição.

“Uma muda de árvore, árvore nativa, árvore da sua região, se possível uma árvore alimentícia. Plante uma árvore. Esse é um convite feito a todos nós no tempo em que a aglomeração, o estar fisicamente juntos, compartilhando o abraço, compartilhando a saudade, nada disso é possível ainda”, disse. Foram planejadas também celebrações religiosas com transmissão online para evitar a aglomeração dos fiéis.

Fonte: Brasil 61

 

 

CNBB convida brasileiros a plantarem uma árvore no dia de finados em memória dos que se foram

No próximo dois de novembro, Dia de Finados, os brasileiros são convidados a plantarem uma árvore em memória dos entes falecidos. De acordo com o bispo auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, “esse gesto, além de evitar as tradicionais aglomerações nos cemitérios, liga-se também à triste destruição ecológica decorrente das queimadas em algumas regiões do país”.

A campanha convida as pessoas a também publicarem a sua foto no Instagram plantando a árvore e contando a história de quem recebe a homenagem. Basta fazer uma foto e publicar na plataforma usando a hashtag #CuidarDaSaudade.  As fotos serão publicadas no hotsite da campanha, que está hospedado no site da CNBB: https://www.cnbb.org.br/cuidardasaudade/

Cuidar da saudade e da Casa Comum

A iniciativa tem como slogan “É tempo de cuidar da saudade e da Casa Comum” e faz parte da Ação Solidária Emergencial da Igreja no Brasil “É Tempo de Cuidar”. A Ação Solidária, criada pela CNBB e pela Cáritas desde o início da pandemia da Covid-19, tem como objetivo estimular diversas iniciativas de cuidado com o próximo, desde a arrecadação e distribuição de doações até a ajuda nos campos religioso, humano e emocional. A ação do Dia de Finados também conta com a participação da Pascom Brasil e da Signis Brasil.

O convite para plantar uma árvore no Dia de Finados, segundo dom Joel, é feito a “todos que experimentam a saudade e se angustiam com a devastação ambiental”. Dentro da perspectiva ecológica, a CNBB indica o plantio de árvores nativas de cada região e, se possível, árvores alimentícias. Além disso, é recomendável que se evitem sementes, fazendo o plantio a partir de mudas, com procedência garantida.

CNBB

 

Grande JP tem feriadão violento e chega ao Dia de Finados com oito mortes registradas

sirenePelo menos oito pessoas foram assassinadas durante o feriadão de Finados na Grande João Pessoa. Os crimes aconteceram entre a noite do sábado (31) e a madrugada desta segunda-feira (2).

Dois homens foram encontrados mortos na manhã desta segunda-feira (2) na ladeira que liga os bairros de Jaguaribe e Rangel, na Zona Oeste de João Pessoa.

Os corpos das vítimas apresentam marcas de tiros e moradores da localidade relataram à polícia que ouviram o som dos disparos durante a madrugada, mas ficaram com medo de sair de casa para verificar o que tinha ocorrido. Nenhum pertence das vítimas foi roubado, o que faz a polícia acreditar que os homens tenham sido executados.

Na noite desse domingo (1º), um homem de 44 anos foi morto a tiros em Alhandra (Litoral Sul, a 32 km de João Pessoa). Ele estava dormindo quando dois homens chegaram a casa dele e o chamaram. Ao sair para atender o chamado a vítima foi atingida por alguns disparos de arma de fogo. A polícia acredita que o crime esteja relacionado com dívidas feitas pela vítima. Na mesma noite, um jovem foi morto com dois tiros na cabeça na Baía da Traição (Litoral Norte, a 92 km da Capital). As motivações do crime ainda são desconhecidas.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Ainda nas primeiras horas do domingo, a polícia confirmou dois crimes. Um homem de 43 anos foi morto a facadas no bairro do Varadouro e um jovem de 25 a tiros em Mangabeira. O intervalo entre os dois homicídios foi inferior a uma hora.

Na noite do sábado (31), um jovem de 23 anos foi morto a tiros no bairro do Grotão. O crime aconteceu por volta das 21h30. Na mesma noite, um rapaz de 18 anos foi assassinado, também a tiros, na comunidade Santa Clara, no bairro Castelo Branco. Apenas o suspeito desse crime foi preso.

 

 

portalcorreio

Mesmo com chuvas, população visita túmulos no dia de Finados na cidade de Remígio

A chuva que caiu durante boa parte do dia no município de Remígio não espantou a população que queria visitar entes queridos no Cemitério Público no dia de Finados.

Os portões foram abertos para visita as 06h da manhã, e durante todo dia foi intenso o fluxo de pessoas que queriam prestar homenagem aos mortos. Durante todo o dia foram celebradas missas e orações para o público presente.

20131102_101711Este dia também é especial para os comerciantes autônomos, que aproveitam a data para vender velas e arranjos de flores. “É um dinheirinho extra que ajuda no orçamento da casa” – Explica dona Maria José, comerciante autônoma.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

20131102_105626A Prefeitura Municipal disponibilizou segurança e banheiros químicos para a população, além da limpeza e paisagismo do ambiente. “Há muitos anos não via este cemitério tão bonito, organizado e limpo como vejo hoje” – falou Antônio Justino, aposentado.

20131102_105631

(SECOME/PMR)

Dia de Finados altera expediente nas repartições estaduais

As repartições públicas estaduais não vão funcionar nesta sexta-feira (2) por causa do Dia de Finados. O feriado é nacional e, por isso, a interrupção do expediente não será publicada no Diário Oficial.

Os veículos oficiais serão recolhidos às suas repartições de origem ou ao Centro Administrativo Estadual, em Jaguaribe, depois do expediente de quinta-feira (1º), e liberados uma hora antes do início do expediente na segunda-feira (5).

A exceção são os usados nos serviços essenciais, como veículos de fiscalização da Secretaria de Estado da Receita, da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária, da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social, das Polícias Civil e Militar, do Gabinete Militar e ambulâncias.

Secom/PB