Arquivo da tag: exposto

Criança de dois anos que passou mal após ficar presa em carro exposto ao sol recebe alta; irmão morreu

A criança de dois anos que foi socorrida depois de ficar presa dentro de um carro exposto ao sol, em Aliança do Tocantins, foi liberada do hospital na manhã sábado (10). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o menino estava internado no Hospital Regional de Gurupi. O irmão dele, Luiz Miguel dos Santos de 4 anos, também estava no veículo e não resistiu.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), durante a tarde de quinta-feira (8), quando o caso foi registado, a temperatura em Aliança do Tocantins chegou a 39ºC. O carro em que os meninos foram encontrados desacordados foi apreendido e levado para a delegacia.

Nesta sexta-feira (9), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que um inquérito foi aberto pela Polícia Civil. As informações preliminares relatam que a mãe chegou em casa com os filhos depois de um passeio e foi dormir.

Enquanto ela dormia, as duas crianças teriam entrado no veículo para brincar. A suspeita é que as portas do carro tenham travado, o que teria impossibilitado as crianças de saírem. O registro da ocorrência afirma ainda que testemunhas viram a situação e foram acordar a mãe.

As duas crianças foram levadas ao hospital, e a polícia foi chamada à unidade por uma enfermeira. O menino de dois anos foi reanimado, mas a criança de quatro anos não resistiu.

A mãe das vítimas chegou a ser presa em flagrante, mas foi liberada para responder em liberdade após pagar fiança.

Ela deve responder pelo crime de homicídio culposo, quando não há intenção de matar, porque a polícia não constatou que ela quis prender as crianças no carro.

G1

 

Suicídio de mulher que teve vídeo sexual exposto na web choca a Itália

O suicídio de uma mulher que lutou por meses para que retirassem da internet um vídeo em que aparecia transando levantou polêmica e indignação na Itália.

Tiziana, de 31 anos, se enforcou na casa de sua tia em Mugnano, perto de Nápoles, angustiada e humilhada por ter se transformado em alvo de todo tipo de bullying.

Tudo começou há um ano, quando a jovem enviou para seu ex-namorado e algumas amigas um vídeo em que aparecia tendo relações sexuais com outro homem.

O vídeo caiu na rede e foi visto por quase um milhão de internautas, sem que ela soubesse.

Envergonhada, Tiziana se mudou para Toscana e tentou mudar de identidade, mas seu pesadelo não acabou.

“Está filmando? Bravo”, disse o homem no vídeo, palavras que ganharam força em forma de memes, hashtags e até mesmo em camisetas.

A italiana Tiziana Cantone, que teve um vídeo sexual exposto na internet (Foto: Reprodução/Instagram/@tizianacantonereal)A italiana Tiziana Cantone, que teve um vídeo sexual exposto na internet (Foto: Reprodução/Instagram/@tizianacantonereal)

Gastos processuais
Depois de uma difícil batalha legal, Tiziana conseguiu que o vídeo fosse retirado de vários motores de busca e plataformas, como o Facebook.

No entanto, ela teve que pagar 20 mil euros por gastos processuais, um motivo a mais que a levou a acabar com sua vida, segundo a imprensa italiana.

“Por que as imagens ainda estão na rede? Por que ainda rimos de uma moça que acabou com a própria vida devido às humilhações que sofreu?”, questiona o editorial do jornal “Il Mattino”.

Os promotores de Nápoles abriram uma investigação por “indução ao suicídio” e a justiça terá de determinar quem são os responsáveis diretos ou indiretos da morte.

Da France Presse

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Maior xilogravista do Brasil está exposto em Olinda

As xilogravuras do artista José Francisco Borges já podem ser visitadas na Biblioteca Pública de Olinda. J.Borges começou como cordelista há 50 anos. Hoje aos 77 anos de idade, o pernambucano é um dos xilogravuristas mais famosos do Brasil e inclui no currículo a arte de abertura da novela Cordel Encantado, da Rede Globo.

 

J. Borges

J. BorgesA professora

Ele é também o autor da arte que aparece em todo o material de divulgação da 8ª Bienal de Arte e Cultura da União Nacional dos Estudantes (UNE). Para a mostra, que faz parte da bienal, foram selecionadas apenas gravuras com personagens femininas.

A questão de igualdade de gênero é um dos destaques do evento. Para J.Borges as gravuras escolhidas são especiais. “A mulher engrandece o ambiente em todo canto que chega. No trabalho da gravura, ela representa uma figura muito forte”.

Ao todo foram 17 figuras selecionadas. Logo na entrada, duas figuras que resumem a exposição: a mulher em suas várias facetas. Uma delas, A Poetisa, a mulher altiva, em posição de poder. Ao lado, Rezando Para Casar, aquela que se ajoelha perante Deus e pede a companhia de um homem.

Ao longo da exposição, segundo a coordenadora de Artes Visuais da Bienal, Daiara Figueroa, “a mulher é retratada como aquela que tem o controle da situação. Ela engana o diabo [A Mulher que Colocou o Diabo na Garrafa] e tem o amor de vários homens [Coração de Mulher]”.

J. Borges diz que é tudo verdade, que é assim que enxerga as mulheres. O que retrata faz parte do que vivencia. “Trabalho com pensamento, com as coisas que acontecem, com o que o povo fala. Tudo isso faz parte de um imaginário que compõe as minhas obras”. Ele foi o primeiro xilogravurista a usar cores. Tudo porque uma mulher o questionou, certa vez, se com cores as imagens não ficariam mais interessantes. “Por causa dessa mulher resolvi experimentar e deu certo”.

A diversidade de gênero e sexual está presente em várias atividades da bienal. A Mostra de Projetos de Extensão Cinescrevendo: Gênero e Práticas Identitárias no Cinema Latino-Americano usa o cinema para discutir sexualidade. A atividade ocorre nesta quinta-feira (24). O espetáculo de rua Filhas de Maria, Cheias de Graça, do grupo baiano Baphão Queer, selecionado na Mostra de Artes Cênicas, fala sobre desrespeitos contra homossexuais nesta sexta-feira (25). A mostra de audiovisual também traz registros como Corpo a Corpo, do estudante carioca Adil Lepri, apresentado nesta quarta-feira .

A 8ª Bienal de Arte e Cultura da UNE é considerada o maior evento estudantil da América Latina e deve reunir em Olinda cerca de 10 mil estudantes de todos os estados brasileiros. A bienal ocorre de 22 a 26 de janeiro e une política estudantil e cultura em mostras de teatro, música e cinema, seminários de esportes, além de apresentações de trabalhos acadêmicos e de extensão. O tema desta edição é A Volta da Asa Branca, uma Homenagem ao Sanfoneiro Luiz Gonzaga, cujo centenário foi comemorado em 2012.

Fonte: Agência Brasil