Arquivo da tag: Estado

Estado paga salários de outubro dos servidores na quinta e sexta-feira

O pagamento do funcionalismo público estadual referente ao mês de outubro será efetuado nos próximos dias 29 e 30, quinta e sexta-feira, respectivamente. No dia 29, serão pagos os vencimentos dos aposentados, pensionistas e reformados. Já o pagamento dos servidores da ativa, das administrações direta e indireta, será efetuado na sexta-feira (30).

O calendário de pagamento dos servidores públicos foi anunciado pelo governador João Azevêdo, nesta segunda-feira (26), durante o programa ‘Fala, governador’, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara. “Mesmo diante da pandemia e da queda de receita, o pagamento do funcionalismo público está garantido. Com essa injeção de recursos na economia do Estado, estamos contribuindo para a geração de emprego e renda e com a condição de sustentabilidade de setores econômicos do Estado, como o comércio e serviços”, disse o gestor.

Calendário:
29/10 – aposentados, pensionistas e reformados
30/10 – servidores da ativa (administração direta e indireta)

 

WSCOM

 

 

Paraíba é 15º estado com mais pedidos de seguro DPVat em setembro

A Paraíba registrou 860 pedidos de indenização por acidente de trânsito no mês de setembro. Isso significa uma média de 28,6 acidentes por dia. Segundo dados nacionais do Seguro DPVat, o estado é o sexto do Nordeste com mais aberturas de processos. No ranking nacional, a Paraíba ocupou a 15ª colocação.

Mais de 32 mil avisos de acidentes foram registrados em setembro, número 6% maior que o de agosto. Os casos com vítimas fatais foram os que mais se destacaram, com um aumento de 13% nas solicitações de indenização. Já os pedidos relacionados à invalidez permanente cresceram 3% e os de despesas médicas cerca de 12%.

No acumulado do terceiro trimestre, os números mostram 26% de crescimento nos avisos de acidentes de trânsito, em comparação ao segundo trimestre do ano. Entre os casos registrados com vítimas fatais, o aumento foi de cerca de 40%. Solicitações de indenizações para casos de invalidez permanente e reembolso de despesas médicas cresceram, respectivamente, 23% e 28% no período.

Das 27 unidades federativas, São Paulo, Minas Gerais, Ceará, Paraná e Santa Catarina se destacam com os maiores números de solicitações de indenização por acidentes em setembro. Juntos, os cinco estados somam 45% de todos os avisos recebidos no mês.

O DPVAT é um seguro obrigatório de caráter social que protege os mais de 212 milhões de brasileiros em casos de acidentes de trânsito, sem apuração da culpa. Ele pode ser destinado a qualquer cidadão acidentado em território nacional, seja motorista, passageiro ou pedestre, e oferece três tipos de coberturas: morte (valor de R$ 13.500), invalidez permanente (de R$ 135 a R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e suplementares (até R$ 2.700). A proteção é assegurada por um período de até três anos.

 

portalcorreio

 

 

Diário Oficial do Estado traz exoneração de Luiz Couto de secretaria da Agricultura

A edição do Diário Oficial do Governo do Estado (DOE) que circulou neste domingo (25), com data retroativa a última sexta-feira (23), trouxe a exoneração do secretário de Agricultura Familiar do Estado, Luiz Couto (PT).

A decisão, publicada em edição extra, ocorre no mesmo dia que petista anunciou apoio à candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) a prefeito de João Pessoa.

Durante o anúncio, Couto chegou, até mesmo, a criticar o governador João Azevêdo (Cidadania) ao acusá-lo de “se aliar a pessoas que mais prejudicaram a gente”

CONFIRA PUBLICAÇÃO

VEJA EDIÇÃO COMPLETA

Diario-Oficial-24-10-2020-SUPLEMENTO

Em entrevistas a setores da imprensa, aliados do governador teriam justificado a decisão ao ressaltar que “Luiz Couto foi desrespeitoso e até debochado com João Azevedo, quando abandonou o cargo de secretário de Agricultura, não comunicou nada ao governo e ainda disse que ia tirar férias, de forma unilateral, para fazer campanha eleitoral”.

O petista chegou a dizer que tiraria férias do cargo, mas sequer chegou a comunicar a decisão ao chefe do executivo.

REVEJA ANÚNCIO

pbagora

 

Estado anuncia questionário para decidir sobre aulas presenciais

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou nesta terça-feira (20) que vai aplicar questionário e testes para Covid-19, o que deverá nortear a decisão sobre retorno das aulas presenciais na Paraíba.

A pesquisa ‘Continuar cuidando – Observatório da Covid-19’ será lançada nesta quarta-feira (21), por meio entrevista coletiva para a imprensa, no Mezanino II da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc), em João Pessoa. A solenidade irá acontecer às 10h.

Segundo a SES, a pesquisa tem o objetivo de fazer o levantamento da situação do novo coronavírus em todo o estado da Paraíba. Durante o período de 26 de outubro a 25 de dezembro, profissionais ligados à SES farão visitas a 9.600 pessoas para a realização de questionário e testes para Covid – 19.

“O resultado servirá de base para viabilizar a retomada lenta e gradual de atividades futuras como a volta às aulas presenciais”, disse a SES.

Sem setembro, o Governo da Paraíba divulgou, em publicação a partir da página 13 do Diário Oficial do Estado, o decreto nº 40.574, que estabelece as “Diretrizes para o retorno às aulas presenciais – Plano Novo Normal para a Educação da Paraíba (PNNE/PB)”.

O planejamento traz uma série de procedimentos para o processo de retomada das aulas presenciais em todos os sistemas educacionais do estado, incluindo as redes pública e privada de ensino e também as instituições de ensino superior. Contudo, ainda não há uma data estabelecida para o retorno das atividades presenciais na educação do estado.

 

portalcorreio

 

 

Governo do Estado realiza neste sábado dia “D” de multivacinação

O Dia D da Multivacinação e da Vacinação contra a Poliomielite acontece neste sábado (17). A campanha teve início no dia 5 e vai até o dia 30 de outubro, com o objetivo de reduzir o risco de reintrodução do poliovírus selvagem no país e atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos.

Este ano, devido à pandemia do novo coronavírus, a estratégia do Dia D será diferente, sem a tradicional mobilização que ocorre anualmente. De acordo com a chefe do Núcleo de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Isiane Queiroga, muitos pais trabalham durante a semana e acabam não levando os filhos para vacinar. Por esta razão os 1.523 pontos de vacinação da Paraíba estarão abertos no sábado, das 8h às 17h, para facilitar o acesso e aumentar a cobertura vacinal do Estado.

Até o momento, 22.770 doses da vacina contra a Poliomielite foram aplicadas, o que equivale a 9,71%. O município com maior cobertura é Santo André, com 91,11%. Isiane Queiroga explica que a baixa cobertura pode estar relacionada à falta de atualização no sistema pelos municípios. “Tem muito município silencioso, que já começou a vacinar e ainda não alimentou o sistema de notificação. Essa atualização precisa ser diária. É importante reforçar também que os municípios façam uma busca ativa dos não vacinados e elaborem uma estratégia para que essas pessoas levem as crianças, organizando essa ida em turnos de atendimento pelos agentes comunitários para evitar aglomerações”, pontua.

A meta da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite é de vacinar 95% do grupo alvo de forma indiscriminada. Já para a Multivacinação, a meta é atualizar o esquema vacinal das crianças e adolescentes menores de 15 anos, de acordo com as recomendações.

O grupo alvo da vacinação contra a poliomielite são as crianças menores de 5 anos de idade, com estratégias diferenciadas para as crianças menores de um ano e para aquelas na faixa etária de 1 a 4 anos de idade. Já da multivanicação, o público-alvo são as crianças e adolescentes menores de 15 anos. Para esta última, são ofertadas todas as vacinas do calendário básico de vacinação da criança e do adolescente visando diminuir o risco de transmissão de enfermidades imunopreveníveis e reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal.

Secom-PB

 

 

PB: Estado tem 31 municípios com mais eleitores que habitantes para as eleições deste ano

Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) revelam que o estado nordestino tem 31 municípios com mais eleitores do que habitantes. A maior diferença foi observada na cidade de Lastro, no sertão do estado, onde há 1.531 eleitores a mais do que habitantes.

Para fazer o levantamento, o TSE e o TRE-PB cruzaram os números da estatística eleitoral para as eleições de novembro com a estimativa populacional do IBGE. Os tribunais também observaram cidades que têm diferença mínima entre o total de habitantes e eleitores. Se encaixam nesse quadro os municípios de Boa Ventura, São Domingos, Areia de Baraúnas e Capim, que possuem menos de 20 pessoas entre o número de habitantes e o quantitativo de eleitores.

Fonte: Brasil 61

 

 

 

Paraíba é o estado brasileiro que apresentou maior crescimento no número de casamentos em cartórios no mês de setembro

A Paraíba foi o estado brasileiro que registrou o maior crescimento no número de casamentos em cartórios no mês de setembro. A informação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e registra aumento no número de celebrações durante a pandemia do Coronavírus.

De acordo com os dados que o ClickPB teve acesso, foram 1.001 celebrações durante o mês de setembro. No mês de abril foram registradas 75 celebrações, sendo assim um aumento de 1.234,7%.

O cenário atual fez com que o mês de setembro se tornasse o período com mais registros de matrimônios desde março, superando, inclusive, o mês de maio, conhecido tradicionalmente como o mês das noivas, fato que não ocorria desde 2018

Além da Paraíba, no ranking estão os estados do Piauí (1.156,7%), Amazonas (1.115,2%), e Amapá (863,6%). Quando avaliados os números totais de casamentos realizados em 2019 e 2020, de janeiro a setembro, os estados do Tocantins e do Amazonas foram os únicos a registrar aumento nas celebrações neste ano, com crescimentos de 24,1% e 3,8%, respectivamente.

Os dados constam na Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC Nacional), base de dados dos atos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País, administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil). Em abril deste ano, foram realizados 25.394 casamentos em território nacional, número 61,8% menor que o registrado no mesmo mês do ano passado, quando houve 66.561 celebrações. Já setembro foi o mês responsável pelo recorde do índice desde o início da pandemia, com 61.799 casamentos feitos pelos Cartórios – começando a se aproximar das 80.427 uniões realizadas no mesmo mês do ano passado.

Os Cartórios de Registro Civil tomaram diversas ações para proteger a população nesse período de pandemia do coronavírus. Foram determinadas medidas para espaçamento entre as cerimônias ao longo do dia; permissão de entrada apenas do casal e de duas testemunhas no Cartório para a realização do casamento, sem presença de convidados; uso obrigatório de máscaras por todos presentes no local; disponibilização de álcool em gel e pias para lavagem de mãos; uso de canetas próprias para a assinatura do registro de casamento, sem compartilhamento do objeto; e distância mínima de um metro entre os envolvidos na cerimônia.

Além disso, a criatividade também teve espaço importante neste momento excepcional. Iniciativas como a realização de casamentos em sistema conhecido como “drive-thru” emergiram por todo o País, proporcionando a realização do sonho do matrimônio, mas com a mínima interação física, sem que o casal saia de dentro do carro.

Em alguns estados também foram editadas normas que autorizaram o casamento por videoconferência, permitindo que a celebração aconteça sem a presença dos noivos no Cartório. São eles: Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

 

clickpb

 

 

PB: Governo altera regras de isolamento social em todo o estado

A partir desta segunda-feira (5), passa a vigorar no estado da Paraíba uma nova classificação dos municípios com base no Plano Novo Normal, documento que fixa recomendações sobre medidas preventivas para impedir o crescimento do número de casos e de óbitos do novo coronavírus.

Segundo a avaliação, que é feita pelo governo estadual, 81% dos municípios paraibanos estão na fase amarela do plano, penúltimo nível de retomada das atividades no estado. Além disso, seis municípios migraram para a fase verde, estágio em que as medidas de isolamento e de retomada das atividades são mais flexíveis.

Até domingo (4), a Paraíba tinha 122.713 casos e 2.851 óbitos da Covid-19 em todo o estado. Em 24 horas,  foram registrados 32 novas notificações e 5 óbitos da doença.

Fonte: Brasil 61

 

 

Secretário pede que pais não deixem filhos voltar às aulas presenciais no Estado e alerta para risco de infecção por Síndrome Inflamatória grave

O secretário de Estado da Saúde (SES-PB), Geraldo Medeiros, através de vídeo divulgado nas redes sociais nesta segunda-feira (5), pediu aos pais que tenham alunos matriculados nas redes de ensino da Paraíba que não liberarem o retorno às aulas presencias. O anuncio veio após os prefeitos de João Pessoa e Campina Grande autorizarem o retorno do ensino médio a partir do dia 13, além das aulas em universidades que começam nesta segunda.

No vídeo, ele aponta que através da 9ª avaliação do Plano Novo Normal, que passa a vigorar a partir desta segunda, com base em seu Comitê Cientifico, com o retorno das aulas existe um risco das crianças desenvolverem a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica após uma possível infecção pela Covid-19.

“Nos Estados Unidos por exemplo, no espaço de cinco meses houve um aumento de 500% no número de crianças contaminadas. Além disso, nós temos uma nova manifestação tardia da Covid-19 em crianças que é a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica em que as crianças manifestam um quadro tardio, geralmente 15 dias após adquirir o novo coronavírus e que se apresenta com sintomas graves, como choques e queda da pressão arterial necessitando de cuidados intensivos.

Geraldo aleta ainda que apesar de ser um percentual pequeno, de 0,6 à 0,7% dos casos, há uma mortalidade elevada nesses casos. Ele citou que o Ministério da Saúde garantiu a vacinação até Janeiro e que, pregando cautela no retorno gradativo das atividades.

“O assessor especial do Ministro Eduardo Pazzuello nos confirmou que em janeiro nós teremos 6 milhões de vacinas e, entre janeiro e junho, temos mais de 100 milhões de vacinas distribuídas em todo o país pelo Ministério da Saúde, digo que esse é mais um elemento de nós termos cautela e aguardamos um pouco mais para liberar as aulas presenciais”, concluiu.

Confira:

 

Apenas 38% dos leitos covid-19 estão ocupados no estado; PB tem 98 mil casos

A Paraíba possui menos de 40% dos leitos destinados a pacientes com covid-19 ocupados, de acordo com boletim epidemiológico emitido nesta quarta-feira (19) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Atualmente, apenas 38% dos leitos possuem pacientes internados. No mesmo período do mês de julho, essa taxa foi de 50%.

Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 35%. Em Campina Grande estão ocupados 37% dos leitos de UTI adulto e no sertão 49% dos leitos de UTI para adultos. No mês passado, no mesmo período, esses números foram de 56% de ocupação na Região Metropolitana de João Pessoa; 47%, em Campina Grande e 54% no sertão.

Nesta quarta-feira, 19 de agosto, a Paraíba registrou 997 novos casos de Covid-19 e 20 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 98.494 pessoas já contraíram a doença e 2.223, infelizmente, faleceram.

Os 20 óbitos registrados nesta quarta-feira ocorreram entre 15 de maio e 19 de agosto, 05 deles nas últimas 24 horas. As mortes foram registradas nas seguintes cidades:

Aparecida (1), Bayeux (1), Belém (1), Cabedelo (1), Campina Grande (3), Guarabira (1), Ingá (2), João Pessoa (5), Mamanguape (1), Monteiro (1), Patos (2), Pilões (1),

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos:

Água Branca (53); Aguiar (24); Alagoa Grande (895); Alagoa Nova (276); Alagoinha (915); Alcantil (59); Algodão de Jandaíra (16); Alhandra (618); Amparo (17); Aparecida (78); Araçagi (493); Arara (200); Araruna (229); Areia (408); Areia de Baraúnas (11); Areial (48); Aroeiras (205); Assunção (45); Baia da Traição (586); Bananeiras (258); Baraúna (135); Barra de Santa Rosa (73); Barra de Santana (103); Barra de São Miguel (53); Bayeux (1707); Belém (972); Belém do Brejo do Cruz (35); Bernardino Batista (8); Boa Ventura (6); Boa Vista (97); Bom Jesus (10); Bom Sucesso (23); Bonito de Santa Fé (31); Boqueirão (363); Borborema (40); Brejo do Cruz (384); Brejo dos Santos (29); Caaporã (925); Cabaceiras (62); Cabedelo (2651); Cachoeira dos Índios (98); Cacimba de Areia (9); Cacimba de Dentro (261); Cacimbas (46); Caiçara (428); Cajazeiras (1523); Cajazeirinhas (32); Caldas Brandão (240); Camalaú (3); Campina Grande (11965); Capim (149); Caraúbas (42); Carrapateira (50); Casserengue (326); Catingueira (17), Catolé do Rocha (355); Caturité (100); Conceição (555); Condado (125); Conde (743); Congo (78); Coremas (130); Coxixola (34); Cruz do Espírito Santo (278); Cubati (75); Cuité (166); Cuité de Mamanguape (112); Cuitegí (396); Curral de Cima (26); Curral Velho (2), Damião (32); Desterro (54); Diamante (216); Dona Inês (88); Duas Estradas (82); Emas (52); Esperança (464); Fagundes (106); Frei Martinho (8); Gado Bravo (95); Guarabira (3835); Gurinhém (431); Gurjão (25); Ibiara (72); Igaracy (11); Imaculada (52); Ingá (1174); Itabaiana (1056); Itaporanga (296); Itapororoca (762); Itatuba (333); Jacaraú (297); Jericó (33); João Pessoa (25053); Joca Claudino (15); Juarez Távora (300); Juazeirinho (191); Junco do Seridó (57); Juripiranga (466); Juru (130); Lagoa (6); Lagoa de Dentro (131); Lagoa Seca (669); Lastro (19); Livramento (99); Logradouro (142); Lucena (398); Mãe d’Água (18); Malta (105); Mamanguape (2206); Manaíra (11); Marcação (351); Mari (1127); Marizópolis (32); Massaranduba (321); Mataraca (203); Matinhas (72); Mato Grosso (17); Matureia (47); Mogeiro (165); Montadas (44); Monte Horebe (29); Monteiro (430); Mulungu (363); Natuba (63); Nazarezinho (39); Nova Floresta (64), Nova Olinda (15); Nova Palmeira (74); Olho D´Água (40); Olivedos (92); Ouro Velho (1); Parari (5); Passagem (30); Patos (3407); Paulista (214); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (34); Pedras de Fogo (1275); Pedro Régis (48); Piancó (168); Picuí (223); Pilar (364); Pilões (107); Pilõezinhos (264); Pirpirituba (308); Pitimbu (611); Pocinhos (162); Poço Dantas (16); Poço de José Moura (29); Pombal (517); Prata (7); Princesa Isabel (87); Puxinanã (271); Queimadas (1113); Quixaba (33); Remígio (239); Riachão (74); Riachão do Bacamarte (227); Riachão do Poço (91); Riacho de Santo Antônio (30); Riacho dos Cavalos (14); Rio Tinto (1056); Salgadinho (29); Salgado de São Felix (246); Santa Cecília (74); Santa Cruz (58); Santa Helena (19); Santa Inês (63); Santa Luzia (250); Santa Rita (2781); Santa Terezinha (54); Santana de Mangueira (6); Santana dos Garrotes (18); Santo André (13); São Bentinho (59); São Bento (1783); São Domingos (6); São Domingos do Cariri (45); São Francisco (34); São João do Cariri (98); São João do Rio do Peixe (257); São João do Tigre (12); São José da Lagoa Tapada (57); São José de Caiana (48); São José de Espinharas (56); São José de Piranhas (177); São José de Princesa (2); São José do Bonfim (58); São José do Brejo do Cruz (13); São José do Sabugi (233); São José dos Cordeiros (41); São José dos Ramos (248); São Mamede (40); São Miguel de Taipu (139); São Sebastião de Lagoa de Roça (231); São Sebastião do Umbuzeiro (16); São Vicente do Seridó (49); Sapé (1037); Serra Branca (158); Serra da Raíz (27); Serra Grande (11); Serra Redonda (257); Serraria (169); Sertãozinho (238); Sobrado (186); Solânea (549); Soledade (161); Sossego (15), Sousa (1544); Sumé (250); Tacima (123); Taperoá (85); Tavares (139); Teixeira (164); Tenório (26); Triunfo (64); Uiraúna (120); Umbuzeiro (77); Várzea (15); Vieirópolis (7); Vista Serrana (13), Zabelê (27).

 

PB Agora