Arquivo da tag: esclarece

Manaíra Shopping esclarece tumulto durante jogo da Seleção Brasileira

NOTAUm tumulto foi registrado no Manaíra Shopping durante a transmissão do jogo em que a Seleção Brasileira perdeu da Alemanha. Após correria a polícia foi acionada e um homem ferido foi socorrido.

O episódio ganhou rápida repercussão nas redes sociais onde vídeos e fotos registrando o incidente foram compartilhados.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em nota, o Shopping nega que tenha havido disparos de revolver tenha acontecido no local.

Veja nota.

A direção do Manaíra Shopping informa que durante o intervalo do jogo Brasil e Alemanha houve um tumulto entre torcidas, mas a equipe de segurança entrou em ação, acionando a polícia Militar, contornando o tumulto e retirando os causadores do incidente do local.

Aproveitamos para desmentir que tenha havido mortes no Shopping. O que houve, na verdade foi uma confusão onde um jovem desmaiou após sofrer uma agressão física. A foto que circula nas redes sociais é dele desmaiado e não ferido por qualquer tipo de arma.

Não houve uso de arma de fogo nem de arma branca.

MaisPB 

Secretária esclarece confusão do ‘Bolsa Família’ e revela que algumas pessoas se prejudicaram

aparecida-ramosA secretária de Desenvolvimento Social, Aparecida Ramos, foi entrevistada no programa Rede Verdade, da TV Arapuan, desta quarta-feira (12), e falou sobre o caos do Bolsa Família que assustou os beneficiados do programa, levando várias pessoas, acreditando que o programa iria encerrar, a lotarem as agências da Caixa Econômica Federal e as casa lotéricas em vários estado do país.

Cida Ramos disse que estava no interior do Estado quando aconteceu a confusão. “Eu reparei uma movimentação exagerada na frente da casa loteria e achei estranho. Nós enviamos técnicos para explicar e acalmar as pessoas, mas não fui suficiente, eu tive que dar uma declaração oficial”, colocou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A secretária confirmou que tudo foi fruto de um boato, e destacou que a Polícia Federal, que está investigando o caso, ainda não conseguiu identificar de onde veio.

Apesar de toda confusão, o programa Bolsa Família não acabou e não tem qualquer previsão de acabar. A secretária lamentou que algumas pessoas acabaram se prejudicando com a confusão, porque sacaram o benefício que tinham direito e ficaram sem nada durante o mês, mas destacou que não tem recebido muitas reclamações a respeito. “As pessoas entenderam o que aconteceu”, disse.

Pedro Callado

Coordenadora esclarece informações sobre o atendimento do Samu de Bananeiras

samu-banDiante de notícias desencontradas e informações veiculadas sobre o atendimento do SAMU BANANEIRAS, a coordenadora Erika Coutinho vem a público esclarecer.

O SAMU BANANEIRAS tem uma central de regulação e todas as chamadas efetuadas pelo usuário são destinadas a esta central que dispõem de profissionais capacitados, desde o atendente até os médicos reguladores, todos são capacitados para caso haja necessidade de prestar os primeiros socorros pelo próprio telefone, até a chegada da equipe ao local.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

E que em alguns casos a situação é resolvida ainda no local da chamada e em outros casos o médico regulador encaminha o paciente para o hospital de referência como, por exemplo: problemas cardíacos, hospital João XXIII, crianças, hospital da criança em Campina Grande, acidentes, hospital de trauma. AVC, hospital Antônio Targino, problemas psiquiátricos, hospital Dr. Edgley, casos mais leves hospital Dr. Clóvis Bezerra em Bananeiras.

Casos em que o SAMU pode ser chamado: Quedas, acidentes de motos, acidentes de carro, agressões físicas, envenenamento, choque elétricos, queimaduras, ferimentos por facas, ferimento por arma de fogo, afogamento, tentativa de suicídio, convulsões, problema de pressão, problemas cardíacos e respiratórios, trabalho de parto, casos psiquiátricos, acidentes com animais e insetos.

Tentando melhorar ainda mais a relação com o usuário o SAMU BANANEIRAS orienta que a população solicite o samu ainda no local do ocorrido, pois depois que o paciente é removido por terceiros e chega ao hospital torna-se mais difícil o acesso do SAMU  já que o mesmo é um serviço de urgência emergência, cabendo ao SAMU fazer o primeiro atendimento, para depois encaminhar o paciente para o hospital de referencia.

Os esclarecimentos foram prestados pela Coordenadora da Rede de Urgência Municipal, Erika Bruna Campos Coutinho.

Bananeiras Online

Alagoa Nova/PB: Hospital emite nota e esclarece suposto “mau-atendimento”

hospitalA direção do Hospital Municipal Sofia de Castro Costa, esclarece denúncia formulada por alguns blogs, onde transmite a informação que a médica plantonista do hospital, recusou atender uma senhora de aproximadamente 72 anos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo a assessoria do hospital, a equipe de plantão atendeu à senhora e realizou o preenchimento da ficha de atendimento, a mesma após foi orientada a aguardar, mais se recusou e exaltada agrediu e realizou ameaças verbalmente a doutora, a mesma solicitou que a paciente tivesse calma mais não adiantou. Segundo a assessoria o hospital e seus profissionais prezam pelo bem estar dos pacientes e não toleram quaisquer ameaça ou mau atendimento aos pacientes.

Segundo os profissionais a Polícia foi acionada para manter a ordem no local, mais só compareceu após 30min do ocorrido.

A Secretária de Saúde Valkênia Moraes, afirmou que abrirá um processo para apurar o caso “Vamos abrir um processo para apurar todas as informações e tomar as providências dentro da lei, não podemos deixar que destorçam o ocorrido para usar da politicagem” Afirmou.

 

 

Assessoria para o Focando a Notícia

Secretária de Saúde de Solânea, esclarece a falta de medicamentos e fala das atividades nos postos médicos do município

Usando os preceitos da correção e, da ética profissional, o comando direcional do Diário do Brejo, concedeu amplos espaços à  nova Secretária de Saúde de Solânea, para que justificasse a falta de atividades, em alguns postos de saúde do município, assim, como também mostrasse as razões pelas quais o Centro Municipal de Saúde não estava funcionando normalmente, como chegou a  detalhar Reportagem publicada, por este veículo de Comunicação. Em conformidade a Doutora Tânia Cunha, diversa dificuldade foram devidamente encontradas ao longo de toda Secretaria, a exemplo de falta de medicação, alguns salários atrasados, ambientes inapropriados para funcionalidade, entre diversos outros que, segundo destacou, precisam de urgente correção e isto, pelo que alegou, demanda um certo período de tempo. Diante de toda estas dificuldades, a Secretária evidenciou  que medidas urgentes estão sendo providenciadas, já que para tanto, recebe integral apoio do Prefeito e, no mais curto espaço de tempo possível e imaginável, tudo estará funcionando a contento, como prometeram e, como tão bem necessita a coletividade, de uma maneira geral.

Por  Odilon Almeida

diariodobrejo.com

Polícia do MA esclarece assassinato de jornalista Décio Sá e prende sete envolvidos

Nessa quarta-feira (13/6), a polícia do Maranhão declarou esclarecido o caso do assassinato do jornalista maranhense Décio Sá, informou o portal do jornal O Estado de S. Paulo. Foram apresentados sete acusados, entre eles mandantes, agenciadores e o autor dos disparos contra o repórter. Segundo o portal, assassinato, tráfico de drogas, extorsão, agiotagem, crime organizado são elementos do crime.

Crédito:Divulgação
Morte de jornalista foi solucionada pela Polícia do MA

8 acusados, 7 presos
O empresário Glaúcio Alencar Pontes, que também é policial e ex-vereador no interior do Maranhão; e o pai dele José de Alencar Miranda Carvalho, foram acusados de serem os mandantes. O sócio de Pontes, Raimundo Sales Charles Júnior, conhecido como “Junior Bolinha”, Fábio Aurélio do Lago Silva, e Airton Martins Monroe, são acusados de agenciar o pistoleiro profissional Jhonathan de Souza Silva, que executou o crime e também é acusado de matar outras 49 pessoas no Maranhão e no Pará.

Um policial militar, o capitão Fábio Aurélio Saraiva Silva, que era subcomandante do Batalhão de Choque da PM maranhense, teria fornecido a arma calibre .40 foi usada no crime. Um oitavo acusado, que teria dado fuga ao assassino do jornalista, conseguiu fugir.
Os acusados foram presos por uma equipe formada por 12 delegados e 70 policiais, que cumpriram sete mandatos de prisão e 14 de busca a apreensão numa ação policial coordenada chamada de “operação Detonando”.
Coletiva
Em coletiva de imprensa, o secretário de Segurança Pública do Maranhão Aluízio Mendes declarou o crime esclarecido. Ele disse que o crime foi planejado, organizado e executado dentro de um consórcio e ressaltou que as investigações não se encerram com a prisão dos acusados.
“É importante salientar que essa investigação está apenas começando. O ponto inicial está esclarecido com a confissão do Jonathan. Em função dela foi descoberta uma verdadeira organização criminosa que é um verdadeiro câncer para a sociedade maranhense, atuando no desvio principalmente de recursos públicos, agiotagens e extorsões. Alguns destes crimes não são de nossa alçada e com certeza encaminharemos estas informações para a Polícia Federal”, disse Mendes.
Motivo do crime
De acordo com as informações da polícia maranhense, a execução de jornalista foi encomendada porque ele sabia do envolvimento de Glaúcio Pontes, com o assassinato do agiota Fábio dos Santos Brasil Filho, o “Fábio Brasil”, executado no centro de Teresina (PI), com três tiros na cabeça.
O agiota havia contratado Jhonathan para matar Pontes, porém como não pagou pelo crime, o assassino profissional procurou o empresário que lhe pagou para matar o contratante. Após a execução, em São Luís, em uma reunião informal, o jornalista teria dito ao empresário que sabia de seu envolvimento com a assassinato do agiota.
Após isso, Pontes procurou seu sócio Júnior Bolinha e pediu a execução do jornalista. Júnior Bolinha também tinha “contas a acertar” com o jornalista por uma denúncia feita por Sá que o acusandou de envolvimento com agiotagem, que o impediu de tornar-se representante da Coca-cola em Santa Inês, a 200 quilômetros de São Luís.
Portal IMPRENSA

Prefeito Roberto Flávio esclarece dúvidas sobre o concurso público de Belém

No programa radiofônico da Prefeitura de Belém desta sexta-feira (11), transmitido pela Rádio Rural de Guarabira, o prefeito Roberto Flávio esclareceu ponto a ponto as dúvidas da população relacionadas ao atual concurso público aberto pela prefeitura, e ao concurso anterior, suspenso pela justiça.

Roberto Flávio garantiu a devolução do dinheiro, que se encontra numa conta específica na agência bancário do Bradesco, para as pessoas que se inscreveram no concurso anterior, caso a Justiça cancele-o, já que o mesmo encontra-se suspenso.

“Algumas pessoas de má-fé, talvez, disseram que o prefeito queria trazer dinheiro para a prefeitura, queria usar para política, queria fazer caixa. A verdade é que todos esses recursos do concurso anterior estão depositados em uma conta do Bradesco, esses recursos estão intocados desde que o concurso foi suspenso pela justiça.”, informou.

Para preservar os inscritos no concurso, o prefeito de Belém explicou que se tivesse devolvido o dinheiro das inscrições, antes da decisão final da Justiça, as pessoas inscritas estariam automaticamente excluídas do concurso, caso a Justiça decidisse, posteriormente, a realização do mesmo.

“É preciso que se diga que nós temos o cuidado e a preocupação de preservar os direitos do cidadão, e, notadamente, os direitos da população de Belém que se inscreveu para aquele concurso. Ora, a partir do momento que houvesse uma devolução dos recursos, essas pessoas que haviam sido inscritas estariam, imediatamente, descredenciadas para fazer o concurso se eventualmente à Justiça autorizasse a feitura do mesmo. O concurso anterior foi suspenso, não cancelado. Por isso, nossa intenção foi de preservar as pessoas que se inscreveram no concurso anterior, impugnado, não por erro nosso, mas por pessoas que haviam feito um concurso na gestão passada.”, concluiu.

Entretanto, o prefeito Roberto Flávio pedirá o cancelamento definitivo do concurso anterior, devido à questão ainda encontrar-se em discussão na Justiça, e devolverá o dinheiro das pessoas que se inscreveram, não havendo prejuízo para os inscritos.

“Como esse concurso continua sub judice, ou seja, continua em discussão judicial, nós entendemos que não haverá mais possibilidade de nessa administração haver uma solução. Nós estamos determinando o cancelamento do concurso anterior, e paralelamente, estaremos divulgando na imprensa a devolução dos recursos. De modo que, não haverá prejuízo pra ninguém. As pessoas receberão em cheque nominal, cheque do Bradesco, conta especial do concurso de Belém.”, garantiu Roberto.

Sobre o novo concurso público, aberto na semana passada, Roberto Flávio disse que este novo concurso é essencialmente técnico, e que não depende da decisão da Justiça sobre o concurso anterior, já que o município precisa de profissionais especializados para atender a população nos serviços de saúde, por exemplo, que tiveram uma importante ampliação em Belém, tornando o município referência na qualidade da gestão da saúde.

Por fim, o prefeito Roberto Flávio colocou-se a disposição para qualquer outro esclarecimento, e reafirmou seu compromisso com a população belenense, respeitando e preservando o direito de todos os cidadãos, uma de suas principais marcas à frente da Prefeitura de Belém.

SECOM