Arquivo da tag: entrevista

Em entrevista Guga fala de Inclusão Digital e lança o App Cidadão

Conectar a população, inovando com ações que a tecnologia podem ser a ponte entre gestão e o cidadão. Assim, Guga Aragão (DEM) descreveu uma das suas propostas do Plano de Governo.

Medidas que desburocratizam a gestão pública, facilitam o ensino e o acompanhamento escolar dos alunos, a marcação de exames e consultas como também pedidos de reparos na iluminação pública, são meta para o mandato do candidato à Prefeitura de Bananeiras.

O App Cidadão é uma inovação que facilitará a vida da população e já estará disponível no primeiro ano do mandato do candidato.

 

Assessoria

 

 

Em entrevista Efraim Filho destaca ações desenvolvidas em Bananeiras e Solânea e fala da continuidade do empenho e trabalho para a região

Em entrevista nesta segunda (21) a Rádio Integração, o Deputado Federal Efraim Filho (DEM), falou sobre a política Nacional e destacou a importância do cenário local neste momento de crescimento em meio a pandemia.

Efraim destacou as ações do Governo Federal para a Paraíba e as ações de retomada econômica para a atravessar este período de pandemia que o país enfrenta. O Complexo de Piscicultura de Bananeiras é uma dessas obras que teve a liberação de R$ 10,2 milhões para a sua conclusão.

Outro momento da entrevista, Efraim sempre referenciando as cidades de Bananeiras e Solânea, falou das ações e do empenho da administração pública em transformar esse momento de dificuldade em oportunidades e que tem transformado a realidade da população local.

Sobre as conjunturas políticas no âmbito estadual, o Deputado falou sobre o apoio do Governador João Azevedo (Cidadania) a oposição do grupo que lhe apoia, do então Prefeito Douglas Lucena e foi enfático que durante conversa com o Governador foi garantido que não haveria perseguição e nem interferência na política local e sim, que continuaria a trazer obras e serviços como vem fazendo durante toda a sua gestão.

Destacou o seu apoio ao grupo liderado por Douglas Lucena e Ramalho Leite que rendeu elogios pelo volume de obras e serviços já ocorridos em Bananeiras e frisou que, a oposição mesmo tendo votos na cidade nada fez nesse período.

Falou da continuidade ao apoio e estar sempre à disposição para buscar emendas para a região do Brejo que tem feito parcerias com os prefeitos de diversas cidades e mais uma vez, destacou seu trabalho com as cidades de Bananeiras e Solânea e o volume de emendas que tem o apoio do Governo Federal.

 

Assessoria

 

 

Em entrevista ao Correio Debate, Terezinha Domiciano destaca a importância da interiorização do Ensino Superior e apresenta propostas da chapa “Inovação com Inclusão”

Durante entrevista concedida, na última quinta-feira (20), ao programa Correio Debate, no rádio Correio, a candidata à reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) professora Terezinha Domiciano destacou as propostas da chapa “Inovação com Inclusão” composta em conjunto com a também professora Mônica Nóbrega. Para a candidata, a UFPB merece estar em lugar de destaque.

“A Universidade Federal da Paraíba é patrimônio da sociedade e, como tal, precisa ser modelo de gestão, estrutural, educacional e em vários outros aspectos. Pois reconhecemos a importância que tem a UFPB para o desenvolvimento regional do estado da Paraíba”, frisou.

Para além disso, a professora Terezinha destacou a necessidade de reformas as quais laboratórios e salas de aulas precisam passar para garantir qualidade do ensino, bem como acessibilidade. “Essa é uma preocupação que não conseguimos ver ao longo desses oito últimos anos”, destacou.

No que diz respeito à interiorização, a candidata da chapa “Inovação com Inclusão” ressaltou que a interiorização do Ensino Superior contribui para o desenvolvimento social, cultural, econômico, político, institucional, tecnológico e educativo, fazendo uma ligação com as comunidades, permitindo que os estudantes que não têm acesso a um ensino de qualidade possam, sem ter que sair de suas cidades, buscando um desenvolvimento regional, conforme acontece em Bananeiras.

Propostas – No quesito propostas, Terezinha Domiciano reforçou que as diferenciam dos demais candidatos é o que buscam cumprir e que está no nome da própria chapa: inovação e inclusão. “Nós vamos buscar ouvir toda comunidade acadêmica e trabalhar com planejamentos estratégicos de modo que possamos melhorar a eficiência e a qualidade acadêmicos científicos de todos os nossos cursos, mas também todas as nossas propostas voltadas com o objetivo de melhorar os indicadores do ensino, pesquisa e extensão”, prometeu.

Assessoria 

 

 

Candidata à reitora pela chapa “Inovação com Inclusão” participa de entrevista no Correio Debate nesta quinta-feira

A professora Terezinha Domiciano, candidata à reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) pela chapa “Inovação com Inclusão”, participa nesta quinta-feira (20), de entrevista no programa Correio Debate, na rádio Correio FM. A entrevista compõe um ciclo de debates que começou nesta quarta-feira (19) e visa possibilitar a apresentação de propostas de cada chapa inscrita para o pleito, que acontece na próxima semana.

Terezinha Domiciano ressalta que espaços como estes possibilitam a troca de ideias e apresentação de propostas que a chapa possui, algo de interesse não só da sociedade acadêmica, como da população em geral.

“Temos buscado mostrar que nosso objetivo é valorizar as pessoas, o diálogo, a partir de uma gestão humanizada, com eficiência e de forma inclusiva. Nossas propostas visam investir na educação para que a UFPB chegue ao patamar de ensino, pesquisa e extensão que realmente merece. Essa entrevista será uma oportunidade para compartilhar um pouco das nossas ideias, mostrando que a Chapa 2 é a melhor opção”, frisou a candidata.

Quem pode votar – As eleições para reitoria da UFPB serão realizadas no dia 26 de agosto deste ano, totalmente online, acontecendo em turno único. Tem direito a voto professores e técnico-administrativos do quadro permanente da UFPB e em efetivo exercício, alunos da instituição formalmente matriculados nos cursos de médio e profissionalizante, graduação e tecnológico pós-graduação, mestrados (acadêmicos e profissionalizantes), doutorados e pós-graduação (lato sensu), nas modalidades de especialização, residência médica, residência multiprofissional e residência em área profissional da saúde. Porém, para poder votar é necessário estar com cadastro atualizado.

Assessoria 

 

 

Em entrevista à emissora da PB, ministro de Bolsonaro praticamente enterra tese de expansão do auxílio emergencial

O ministro da Cidadania do governo Bolsonaro, Onyx Lorenzoni (Democratas), em entrevista ao programa Arapuan Verdade, na tarde desta terça-feira (19), praticamente descartou a tese de expansão do auxílio emergencial, até o mês de dezembro, como sugerido pela Assembleia Legislativa da Paraíba e apresentado, por meio de projeto na Câmara dos Deputados, pelo deputado federal Wilson Santiago (PTB). Segundo ele, o plano extensivo a apenas três meses se justifica pelo histórico das pandemias já existentes no mundo, que entre o início, o avanço e o decréscimo agiram em média por 12 semanas.

“Para que vocês tenham a informação precisa é bom esclarecer o seguinte: o auxílio emergencial foi calculado por três meses porque no histórico das epidemias no século XX, elas em média duram 12 semanas, entre o surgimento, a disseminação até chegar ao pico e depois a sua queda. Em vários lugares do Brasil nós já estamos na fase da queda, já passamos o pico. Agora como o Brasil é um país continental, nós temos problemas no sudeste com a expansão da doença, e como nós temos o Nordeste e o Norte em fase de expansão, parece que a doença demora mais. Mas a média histórica é em torno de três meses, por isso o auxílio emergencial foi pensado exatamente para abril, maio e junho. Então, até o prezado momento nós temos isso que foi determinado pelo Congresso e pelo presidente Bolsonaro”, ressaltou.

O ministro lembrou que além desse benefício, o governo também dispõe de outros auxílios a trabalhadores de carteira assinada, protegendo mais de 7,5 milhões de empregos, além de outras 36 milhões de pessoas que são contempladas com benefício previdenciário, a exemplo do BPC.

“Estamos falando de uma rede de proteção organizada pelo Governo Federal e determinada que atinge milhões de brasileiros e pode atingir mais pessoas”, ressaltou.

PB Agora

 

 

‘Lula já é uma carta fora do baralho’, diz Bolsonaro em entrevista ao SBT

Em entrevista para o programa “Poder em Foco” do SBT, exibida na madrugada desta segunda-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro disse que Lula é “carta fora do baralho” nas eleições de 2022. Comentou também sobre a possível candidatura à reeleição, fez um balanço sobre os aspectos positivos do seu primeiro ano de governo e falou sobre a reforma tributária.

Ao ser questionado sobre a influência do PT e do ex-presidente Lula nas próximas eleições presidenciais, Bolsonaro disse que mesmo se o petista continuar em liberdade ele está impossibilitado de disputar, porque já está condenado.

“Ele não é cabo eleitoral para mais ninguém. Quando eu andava pelo Brasil na pré-campanha era recebido em aeroportos por milhares de pessoas”, disse. “Agora o Lula nas suas poucas andanças é criticado e vaiado. Eu acredito que o Lula já é uma carta fora do baralho”, completou.

Perguntado se pretendia se candidatar à reeleição, Bolsonaro lembrou que durante a campanha prometeu que abriria mão da candidatura se fosse realizada a reforma política. “Como isso nós sabemos que não vai acontecer se eu estiver bem eu disputo”, disse.

Ao fazer um balanço sobre o seu primeiro ano de governo o presidente falou que os aspectos positivos são os números. “Tivemos a menor taxa Selic que se podia imaginar (4,5%). O risco Brasil lá embaixo e uma inflação na média da projeção. Isso daí estimula as pessoas a investir”, disse Bolsonaro.

Completou falando que deve terminar o ano sem nenhum caso de corrupção e com mais ou menos 900 mil empregos criados. “Para quem estava em uma taxa crescente de desemprego esses são números muito auspiciosos”. Creditou também a melhora na economia à maior confiança dos demais países no Brasil, que tem sido sinalizada com o aumento dos investimentos.

O presidente foi também questionado sobre a reforma tributária e a proposta de reduzir os encargos na folha de pagamento das empresas. Segundo ele, sem que o governo perca com isso, há a possibilidade de se criar impostos, como a CPMF, desde que outros encargos sejam extintos.

“O que eu tenho falado para o Paulo Guedes é para ele não falar em reforma, mas em simplificação tributária”, concluiu o presidente.

 

FOLHAPRESS

 

Goleiro se ajoelha para dar entrevista a repórter deficiente na Paraíba

Uma cena ocorrida no fim da partida entre Botafogo-PB e Campinense, pelo Campeonato Paraibano, comoveu as redes sociais devido a sensibilidade do goleiro Coradin, do Campinense, e o exemplo de força de vontade e amor a profissão do repórter da Rede Primeiro Minuto, Rogério Roque.

Em mais uma entrevista de fim de jogo, o goleiro se ajoelhou para ouvir a pergunta de Roque, que é deficiente físico e precisa de ajuda de muletas para se locomover. O fotógrafo Alênio Júnior registrou o momento.

“A atitude do goleiro do Campinense, o Coradin, me surpreendeu pelo fato de facilitar a entrevista. Até porque ele é um goleiro alto, e ele teve essa gentileza de se ajoelhar para poder facilitar a minha entrevista. Agradeço demais a ele por isso, por facilitar o meu trabalho. Eu enfrento esse problema, por questão do meu biotipo. E agradeço também a Alênio, pelo registro. Tudo começou com essa foto que ele fez. Eu não tinha percebido que ele tinha tirado essa foto, mas ganhou repercussão nas redes sociais. Algumas pessoas entraram em contato comigo, me parabenizando, parabenizando a atitude do goleiro e do próprio Alênio também”, comentou Rogério Roque.

O Campinense, time de Coradin, fez uma postagem no Instagram exaltando a atitude do goleiro. “Parabéns ao goleiro pela atitude, ao repórter pelo profissionalismo, e ao fotógrafo por esse belo registro, disse um trecho da mensagem”.

 

 

Gazeta Web

 

 

Procuradora se irrita em entrevista e arranca microfone de repórter; assista

O jornalista Ricardo Martins, da TV Bandeirantes, de Uberlândia (MG), foi agredido por uma procuradora durante uma entrevista, nesta quarta-feira, 20, para o programa local “Brasil Urgente”.

Ao “Uol”, ele relatou que foi até a Câmara Municipal da cidade para gravar uma reportagem sobre o aumento de salários dos vereadores e acompanhar uma coletiva de imprensa, que iria ser ministrada pelo presidente da entidade. Porém, ao chegar no local, quem estava sob comando da coletiva foi a procuradora Alice Ribeiro.

Martins também contou que ficou assustado com a atitude da advogada ao questioná-la sobre o reajuste de R$ 3 mil nos salários dos políticos. Isso porque, ela começou a xingar o repórter de “capcioso, cretino e ordinário”.

Surpreso com a reação de Alice, o jornalista ainda perguntou à procuradora se ela tinha algum problema pessoal com ele. Em seguida, a mulher arrancou o microfone à força das mãos dele e saiu da sala.

A publicação tentou contato com Alice Ribeiro e a Câmara de Vereadores de Uberlândia, mas não obteve sucesso até o momento.

UOL 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Corretor é preso suspeito de estuprar adolescente em entrevista de estágio

sireneUm corretor de imóveis foi preso suspeito de estuprar uma adolescente, em João Pessoa. Para cometer o crime, ele teria ofertado uma vaga de estágio em seu escritório imobiliário e, assim, atraído a menina. O prisão aconteceu na sexta-feira (3).

Segundo as investigações da Polícia Civil, o corretor dopou a candidata ao estágio oferecendo suco, quando ela estava em seu escritório, localizado no bairro de Quadramares. Depois disso, em estado de inconsciência, a jovem foi violentada.

A ação, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) da Zona Sul de João Pessoa, aconteceu em cumprimento a mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável.

O suspeito foi submetido a exame de corpo de delito e encaminhado à carceragem da Central de Polícia Civil, onde permanece à disposição do Poder Judiciário para audiência de custódia.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Inaldo concede entrevista e esclarece acusações feitas por Zenóbio

INALDO JRNa noite de ontem (20), na convenção do PSDB em Guarabira, o atual prefeito e pré-candidato a reeleição, Zenóbio Toscano, fez uma acusação afirmando que o rompimento do presidente da Câmara Municipal, Inaldo Júnior, teria sido motivado porque, segundo Zenóbio, ele teria exigido R$ 169 mil para permanecer no grupo político do atual prefeito.

Nossa equipe procurou Inaldo Júnior para saber mais detalhes sobre essa acusação feita por Zenóbio. Em entrevista exclusiva ao Portal Independente Inaldo disse o porquê do rompimento com Zonébio Toscano e, segundo o presidente da Câmara, “todas as declarações feitas pelo atual prefeito não passam de palavras infundadas e proferidas no calor da emoção pelo fato de ter perdido mais um aliado político em menos de uma semana”.

Inaldo relatou que na última terça-feira (19), por volta do meio-dia, Zenóbio Toscano, acompanhado de um aliado, procurou Inaldo Júnior e pediu para que o vereador não tivesse nenhuma aproximação política com o ex-governador Roberto Paulino. Já visando um possível rompimento, Zenóbio prometeu, segundo Inaldo, que caso o pedido fosse atendido ele teria ajuda na campanha eleitoral com medicamentos, combustíveis, além de R$ 30 mil e, como ‘bônus’, todos os empregos que eram destinados aos aliados de Zenóbio por meio do vice-prefeito Zé do Empenho, que também rompeu com Zenóbio na última semana, seriam repassados para Inaldo Júnior colocar quem ele quisesse. Porém, além desses ‘benefícios’ que Zenóbio ofereceu a Inaldo, o prefeito pediu que o presidente da Câmara de Guarabira fizesse uma articulação para que as contas de Zenóbio, referente ao ano de 2014, voltassem ao Tribunal de Contas e fossem ‘impedidas’ de serem votadas na Câmara, o que teria causado um desconforto entre Zenóbio e Inaldo, pois o presidente da Câmara não aceitou esse pedido de Zenóbio, o que teria culminando, portanto, no rompimento político entre o presidente da Câmara e o atual prefeito.

Como o Portal Independente havia divulgado há dias, já havia uma possibilidade da aliança PMDB e PTB em Guarabira segundo Wilson Filho. De acordo com Inaldo, as acusações feitas por Zonóbio não condiz com a realidade dos fatos, pois não houve nada sobre o que foi dito pelo prefeito, e que essa acusaão de pedir R$ 169 mil para permanecer com Zenóbio não passa de um discurso de ódio para tentar induzir a população a acreditar em uma história mal contada e totalmente inverídica.

“Só tenho a lamentar essa atitude do prefeito, sinceramente é uma atitude que devemos repudiar, pois mentir é algo muito sério para alguém que se diz ser o homem mais correto do mundo” – disse Inaldo.

portalindependente

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br