Arquivo da tag: embriagada

Filha desnaturada: embriagada, mulher agride a própria mãe a socos e pontapés

A Polícia Militar foi acionada por volta das 20h para averiguar uma ocorrência no distrito de Rua Nova, município de Belém, em que uma mulher que apresentava sinais de embriaguez alcóolica chegou até a residência de sua genitora e passou a proferir palavras de baixo calão contra ela, que em seguida, sem motivos aparentes, passou a agredir fisicamente a mãe com socos e pontapés.

De imediato a guarnição se deslocou até o local e conduziu a acusada à delegacia em Guarabira-PB, onde foi apresentada ao delegado plantonista, a fim de que fossem tomadas as devidas providências.

 

portal25horas

 

 

Mulher “com três seios” é presa por dirigir embriagada na Flórida

Reprodução Facebook
Reprodução Facebook

Mulher que ficou conhecida por afirmar ter implantado um terceiro seio voltou a ser notícia após ter sido presa em Tampa, nos Estados Unidos, ao dirigir embriagada.

De acordo com a ABC News, Alisha Jasmine Hessler, de 21 anos, que é mais conhecida por Jasmine Tridevil, foi encaminhada, nesta segunda-feira (26), para a prisão do Condado de Hillsborough e deve pagar fiança de 500 dólares (cerca de R$ 1.350) para ser solta.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No ano passada, Tridevil disse para vários meios de comunicação ter pagado cerca de 20 mil dólares no implante do terceiro seio. O objetivo da cirurgia, segundo a americana, era para se tornar menos atraente para os homens.  A cirurgia, no entanto, se provou uma mentira.

A farsa foi revelada em um episódio corriqueiro, quando ela perdeu uma bagagem no aeroporto Internacional de Tampa, em setembro de 2014. Na época ela alegou que o valor total do conteúdo da mala era de cinco mil dólares. No requerimento entre roupas e objetos pessoais, ela alegava que a mala continha uma prótese mamária.

 

Ig

Professora agride e raspa cabelo da filha de 15 anos achada embriagada

jovemUma professora da rede pública do Distrito Federal foi detida por suspeita de espancar e raspar o cabelo da filha de 15 anos após encontrar a adolescente embriagada na casa de amigos em Formosa (GO). A mulher, que dá aulas em uma escola de Planaltina, vai responder por maus-tratos, informou a Polícia Civil. Ao delegado que registrou a ocorrência, a mulher admitiu ter agredido a menina e disse que “queria corrigir a própria filha”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ao G1, a mãe da adolescente, que não quis se identificar, disse que agiu sem pensar. “Encontrei ela bêbada com dois rapazes. Uma menina de 15 anos! Na hora, isso é um choque para uma mãe. Nada do que eu fiz foi pensado, não fiz de maldade. Estou em tratamento psicológico”, disse.

De acordo com a ocorrência registrada na delegacia, a menina saiu de casa na companhia de dois amigos na noite do dia 7 dizendo à mãe que iria comer pizza. Na manhã seguinte, a mãe foi à casa de um dos jovens buscar a adolescente, que deveria ter ido para a escola, e a encontrou bêbada.

A criança estava com um hematoma, então o procedimento é levar na delegacia para o delegado dar encaminhamento para ir para o IML, para fazer o exame de corpo de delito. Depois fomos até a residência da adolescente, pegamos as roupas dela e coloquei no carro junto com o pai, e foram embora para Brasília” Maria Sarafim, conselheira tutelar

Segundo um amigo da família que não quis se identificar, a menina não conseguia sequer se levantar. “Ela estava muito bêbada de vodca, não conseguia nem andar direito. A mãe pegou ela imediatamente e levou para um cabeleireiro de homem e raspou a cabeça dela. Ela tinha o cabelo loiro, comprido, nas costas”, diz. “Depois ela levou [a filha] para dentro de casa, deu chute, soco, a cara dela ficou muito machucada.”

Segundo o parente, a mãe tirou uma foto da filha já com o cabelo raspado e enviou para o grupo da família no WhastApp. Depois, obrigou a menina a ir para a escola com hematomas no rosto, com a cabeça raspada e ainda embriagada. “Ela chegou na escola dizendo que a filha estava daquele jeito porque havia bebido e não ia ser vagabunda. Ela ficava gritando ‘não vai ser vagabunda”, conta.

Diante da situação, professores e diretores da escola acionaram o Conselho Tutelar da região. Segundo a conselheira Maria Sarafim Rocha, que atendeu o caso, a primeira providência depois de ouvir os professores foi procurar a mãe. “Quando chegamos à escola, o fato em si já tinha acontecido, só estavam os professores em reunião. Como era eu que estava no conselho no dia, pedi tempo, porque o conselho tem que ver os fatos. Não pode ir assim, de boato”, disse.

“A criança estava com um hematoma, então o procedimento é levar na delegacia para o delegado dar encaminhamento para ir para o IML, para fazer o exame de corpo de delito. Depois fomos até a residência da adolescente, pegamos as roupas dela e coloquei no carro junto com o pai, e foram embora para Brasília”, disse.

Segundo a Polícia Civil, o exame de corpo de delito apontou que a menina não sofreu nenhum tipo de abuso na companhia dos dois amigos.

“O Conselho Tutelar protege a criança. Ela estava com um hematoma, ela estava machucada. Se estava machucada, o conselho tem que ir, porque o nosso papel é defender o direito da criança”, disse.

Segundo o familiar, a mãe sempre foi conhecida por seu temperamento difícil. “Ela sempre foi bem estourada, até os alunos dela sempre dizem isso”, diz. “Ela [adolescente] está em estado de choque pelo constrangimento que passou. Ela está bem brava, bem chateada. Ela sempre respeitou muito a mãe, e está muito abalada, só chora.”

 

G1