Arquivo da tag: Dublê

Dakota Johnson usou dublê de bumbum em cenas de ’50 Tons de Cinza’

(Foto: Divulgação / W Magazine)
(Foto: Divulgação / W Magazine)

Um dos filmes mais comentados do ano ainda está gerando polêmica. Depois dos boatos de que Jamie Dornan poderia abandonar seu papel como Christian Grey nos próximos filmes, agora foi o diretor de fotografia do longa ’50 Tons de Cinza’ que deu declarações que deixaram os fãs surpresos.

Em entrevista ao New York Times, o diretor de fotografia do filme, Seamus McGarvey, disse que a atriz Dakota Johnson usou uma dublê de bumbum nas cenas em que sua personagem, Anastasia Steele, aparecia nua. Os pelos pubianos que apareceram em cena também eram falsos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Estávamos protegendo os atores. Jamie [Dornan] tinha uma cobertura sobre seu pênis. Dakota [Johnson] tinha um tipo de pano por cima da sua região pubiana, e por toda a volta do seu corpo. Vivemos uma situação curiosa, na pós-produção, de adicionar [pelos pubianos]. Eu não diria que foi um dos pontos altos da minha carreira, mas certamente foi um dos mais surreais”, disse Seamus McGarvey. Ele acrescentou que algumas chicotadas também foram “criadas através de computação gráfica”.

 

revistamonet

Prefeito de Catingueira é preso na ‘Operação Dublê’

A Polícia Federal na Paraíba cumpre nesta sexta (4) oito mandados de prisão, além do pedido de afastamento de prefeitos e de secretários municipais. Entre os presos, está o prefeito de Catingueira, José Edivan Félix. Ele vai responder por crime de responsabilidade e porte de arma de uso restrito. Outro prefeito, de município ainda não divulgado, está foragido.

A Operação Dublê investiga um esquema de desvio de recursos públicos e falsificação de notas fiscais. Além dos mandados de prisão, estão sendo cumpridos 27 de busca e apreensão e seis de condução coercitiva, quando o acusado é obrigado a ir à polícia dar explicações.

As investigações mostram que o grupo desviou mais de R$ 5 milhões dos cofres municipais, sendo R$ 1,5 milhão de verbas da saúde, R$ 1 milhão de educação e ação social e R$ 2 milhões de verbas de desenvolvimento rural e infraestrutura. Segundo a PF, os acusados usavam verbas públicas para uso próprio. Os gastos das cidades chamaram a atenção do Tribunal de Contas do estado.

O dinheiro era desviado a partir do recebimento dos recursos nas contas das prefeituras. Depois de sacados os valores, as despesas eram comprovadas por meio de processos de licitação falsos e lançamento de empenhos fictícios, com notas fiscais clonadas.

Os presos vão responder pelos crimes de responsabilidade, fraude a licitação, falsidade ideológica e formação de quadrilha.

Agência Brasil