Arquivo da tag: doença

16,8 milhões de brasileiros vivem com diabetes e especialista afirma que estilo de vida saudável é caminho para prevenir doença

Dados epidemiológicos divulgados pela Sociedade Brasileira de Diabetes, no primeiro semestre deste ano, apontam que 7,9% da população de João Pessoa foi diagnosticada com Diabetes Mellitus por meio do Teste Oral de Tolerância à glicose. Neste sábado (14), Dia Mundial da Diabetes, o endocrinologista do Hapvida em João Pessoa Francilino Leite explica o que é a doença que atinge 16,8 milhões de pessoas no Brasil, de acordo com dados da International Diabetes Federation. “É uma doença metabólica causada pela falta ou incapacidade da insulina exercer suas funções. É caracterizada pelo aumento da glicose no sangue, ou seja, hiperglicemia”, esclarece.

O especialista afirma que a grande maioria dos pacientes está classificada em dois tipos da doença: diabetes tipo 1, em que o quadro clínico ocorre com sintomas como fome excessiva, sede, diurese, cansaço e fraqueza. Já a diabetes tipo 2, a evolução do quadro clínico se dá de forma mais lenta e sintomas como sede, aumento da diurese, dores nas pernas, alterações visuais, entre outros podem demorar a aparecer. Nesse último caso, geralmente está associada ao ganho de peso e obesidade, além do histórico familiar.

Francilino Leite ressalta que segundo a Organização Mundial de Saúde, (OMS, 2016) existem 422 milhões de pessoas diabéticas tipo 2 no mundo. “Esse número alarmante pode ser relacionado à obesidade, hábitos alimentares e falta de atividade física. Por isso, cuidar da sua saúde, alimentar-se bem, fazer atividade física e priorizar o seu bem-estar é essencial”, sugere.

Diagnóstico e Controle – O endocrinologista do Hapvida explica que o diagnóstico deve ser feito com base na avaliação clínica e laboratorial. “Lembrando sempre que o diagnóstico e acompanhamento devem ser feitos pelo médico, sendo de suma importância para o paciente receber orientações sobre a doença e seu tratamento”, esclarece.

O especialista reforça que o paciente diabético deve controlar o nível de glicose no sangue através de medição, glicosimetro, sendo necessário criar uma rotina de medição seguindo os horários e situações ideais orientadas pelo médico.

Mais Dados – Segundo informações do International Diabetes Federation, divulgados pela Sociedade Brasileira de Diabetes, a estimativa é que na América do Sul e Central, até 2045, haja um aumento de 55% de casos de diabetes, chegando a um total de 49 milhões de pessoas. O estudo mostra ainda que na faixa etária de zero a 14 anos, o Brasil está entre os cinco países com maior número de crianças e adolescentes com diabetes do tipo 1, com um total de 51.500 casos, ocupando a terceira colocação e ficando atrás apenas de países como a Índia, que ocupa a primeira posição (95.600) e dos Estados Unidos, que está como segundo colocado (94.200).

 

Assessoria de Imprensa

 

 

Paraíba registra 252 novos casos de Covid-19 e mais 7 óbitos pela doença

Nesta quinta-feira (29), a Paraíba registrou 252 novos casos de Covid-19 e 7 óbitos confirmados desde a última atualização, 4 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 132.231 pessoas já contraíram a doença, 107.984 já se recuperaram e 3.083 faleceram. Foram realizados 415.059 testes para diagnóstico da Covid-19.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 36%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 39%. Em Campina Grande estão ocupados 24% dos leitos de UTI adulto e no sertão 50% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 252, nos quais 10 municípios concentram 168 casos, o que representa 66,66% dos casos em toda a Paraíba. São eles:

João Pessoa, com 57 novos casos, totalizando 32.506; Cabedelo, com 23 novos casos, totalizando 3.254; Cajazeiras, com 21 casos novos, totalizando 2.677; Rio Tinto, com 12 novos casos, totalizando 1.199; Campina Grande, com 11 novos casos, totalizando 13.763; Guarabira, com 10 novos casos, totalizando 4.654; Patos, com 10 novos casos, totalizando 4.788; São João do Rio do Peixe, com 09 novos casos, totalizando 441; Araçagi, com 08 novos casos, totalizando 542; Baía da Traição, com 07 casos novos, totalizando 733.

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 29/10, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 174 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 07 óbitos registrados nesta quinta ocorreram em residentes de 05 municípios entre 21 de julho e 28 de outubro, 05 deles ocorridos nas últimas 48 horas. Os pacientes tinham idade entre 43 e 93 anos. Hipertensão foi a comorbidade mais freqüente.

Mulher, 93 anos, residente em Santa Rita. Hipertensa, diabética e obesa. Início dos sintomas 15/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/10/2020.

Homem, 63 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético e cardiopata. Início dos sintomas em 25/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/10/2020.

Mulher, 55 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa. Início dos sintomas em 12/09/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 28/10/2020.

Mulher, 43 anos, residente em Patos. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 24/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/10/2020.

Homem, 67 anos, residente em Santa Rita. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 21/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 27/10/2020.

Homem, 86 anos, residente em Juarez Távora. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 11/10/2020. Foi a óbito em hospital público no mesmo dia.

Homem, 81 anos, residente em Riachão do Poço. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 30/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 21/07/2020.

 

WSCOM

 

 

Fatores genéticos são responsáveis por 10% dos casos de câncer de mama e especialista lista fatores de risco para doença

O câncer de mama, excluídos os tumores de pele não melanoma, é o mais incidente entre as mulheres. Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) apontam uma estimativa de 66.280 novos casos em todo país para este ano. Na Paraíba, serão 46,17 novos casos para cada 100 mil mulheres, totalizando 1.120 pessoas que devem descobrir a doença este ano.

Apesar de muito se falar sobre a ocorrência de casos de mama por uma questão de fator genético, neste 1º de outubro, dia que marca o início da campanha Outubro Rosa, que tem por objetivo conscientizar a população acerca da doença e necessidade do diagnóstico precoce, a mastologista do Hapvida em João Pessoa, Josivania Felipe Santiago, afirma que o câncer de mama de caráter hereditário corresponde apenas de 5 a 10% de casos.

“Os fatores genéticos/hereditários estão relacionados à presença de mutações em determinados genes, especialmente BRCA 1 e 2. Mulheres que possuem vários casos de câncer de mama ou pelo menos um caso de câncer de ovário em parentes consanguíneos, sobretudo em idade jovem, ou câncer de mama em homem também em parente consanguíneo, podem ter predisposição genética e são consideradas de maior risco para a doença”, esclarece.

A mastologista explica que os principais fatores de risco para ocorrência de câncer de mama são: idade, histórico familiar – ter irmã ou mãe com câncer de mama (fator genético); menarca precoce e menopausa tardia (a mulher fica exposta mais tempo a ação hormonal); não ter filhos (maior tempo sob ação hormonal, pois não tem as paradas dos ciclos de gravidez); história de exposição à radiação, obesidade e tabagismo.

Josivania Santiago aproveita o momento para reforçar a importância da obtenção de um diagnóstico precoce. “O câncer de mama é a segunda forma mais comum de câncer nas mulheres. Importante causa de mortalidade também. Só através do diagnóstico precoce da doença poderemos diminuir a alta taxa de mortalidade desta doença e possibilitar cirurgias cada vez menos agressivas e melhor qualidade de vida”, pondera.

Identificando e Diagnosticando – A mastologista do Hapvida explica que sinais podem indicar um possível câncer de mama. “Nódulo único, irritação ou abaulamento de uma parte da mama, inchaço de uma parte ou toda a mama, dor na região da mama e mamilo, inversão do mamilo, vermelhidão na pele, espessamento da pele ou retração da pele ou mamilo. Além da presença de secreção sanguinolenta ou cor de água pelo mamilo. Esses são alguns sinais que merecem atenção”, elenca.

Já para o diagnóstico da doença podem ser realizados o core biopsy – que é uma biópsia com agulha grossa e um procedimento que dá o diagnóstico definitivo –, mamografia, ultrassonografia das mamas, ressonância magnética, tomossíntese mamária são alguns dos testes e exames que contribuem para fechar o diagnóstico da doença.

Josivania Santiago reforça que a realização do autoexame das mamas, atividade física regular, alimentação balanceada, mamografias de rastreamento, evitar o consumo de álcool e fumo são algumas práticas diárias que ajudam a prevenir o surgimento do câncer de mama.

 

Assessoria 

 

 

Com registro da doença nos 223 municípios, Paraíba ultrapassa marca dos 118 mil casos de Covid-19 com 2.741 óbitos

Nesta quarta-feira (23), a Paraíba registrou 553 novos casos de Covid-19 e 12 óbitos confirmados desde a última atualização, 9 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 118.048 pessoas já contraíram a doença, 91.145 já se recuperaram e 2.741 faleceram. Foram realizados 358.390 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 31%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 35%. Em Campina Grande estão ocupados 34% dos leitos de UTI adulto e no sertão 27% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 553, nos quais 10 municípios concentram 268 casos, o que representa 48,5% dos casos em toda a Paraíba. São eles:

Campina Grande, com 55 novos casos, totalizando 12.899; Itaporanga, com 33 novos casos, totalizando 758; Patos, com 29 casos novos, totalizando 4.216; Alagoa Grande, com 27 casos novos, totalizando 1.438; João Pessoa, com 27 novos casos, totalizando 29.145; São Bento, com 25 novos casos, totalizando 2.848; Itabaiana, com 20 casos novos, totalizando 1.177; Cajazeiras, com 18 casos novos, totalizando 1.933; São José de Piranhas, com 18 casos novos, totalizando 287; Sumé, com 16 casos novos, totalizando 443.

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 23/09, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 166 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 12 óbitos registrados nesta terça ocorreram entre 15 de maio e 23 de setembro, 09 deles nas últimas 24 horas, entre residentes de 08 municípios. Os pacientes tinham idade entre 29 e 93 anos, 06 deles tinham menos de 65 anos. Diabetes foi a comorbidade mais frequente.

Homem, 77 anos, residente em Rio Tinto. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 07/09/2020 Foi a óbito em hospital público no dia 23/09/2020.

Mulher, 42 anos, residente em Cabedelo. Diabética. Início dos sintomas em 01/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/09/2020.

Mulher, 85 anos, residente em Caiçara. Sem comorbidade. Início dos sintomas 10/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/09/2020.

Mulher, 63 anos, residente em Cajazeiras. Hipertensa. Início dos sintomas em 29/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/09/2020.

Homem, 29 anos, residente em Cajazeiras. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 05/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/09/2020.

Homem, 88 anos, residente em João Pessoa. Diabético e portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 01/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/09/2020.

Mulher, 47 anos, residente em Riacho dos Cavalos. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 31/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/09/2020.

Mulher, 67 anos, residente em Rio tinto. Diabética e portadora de cardiopatia. Início dos sintomas em 31/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/09/2020.

Mulher, 50 anos, residente em São José da Lagoa Tapada. Diabética. Início dos sintomas em 05/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/09/2020.

Homem, 93 anos, residente em Logradouro. Diabético e portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 08/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 15/09/2020.

Homem, 83 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 09/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 18/07/2020.

Mulher, 36 anos, residente em João Pessoa. Diabética e imunossuprimida. Início dos sintomas em 09/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 15/05/2020.

 

pbagora

 

 

Por dia, 32 paraibanos descobrem que tem câncer e ‘Live do Bem’ faz alerta para prevenção da doença

Todos os dias 32 pessoas na Paraíba descobrem algum tipo de câncer. Estimativas do Instituto Nacional do Câncer mostram que ao todo serão 11.800 casos da doença descobertos no estado, sendo 685.960 novos casos em todo o Brasil. Para alertar sobre a prevenção e ajudar o Hospital da FAP no tratamento da doença, será realizada em Campina Grande, nesta sexta-feira (28), a ‘Live do Bem’ comandada pelo cantor Beto Barbosa e com participação confirmada de 19 artistas, entre cantores e poetas.

O evento, que está na reta final dos preparativos, substitui a 4ª edição da Corrida do Bem em Campina Grande, que não pode ser realizada por conta da pandemia causada pelo coronavírus, e tem o objetivo de ajudar o Hospital da FAP na aquisição do software que atualiza o aparelho de radioterapia e o acelerador. A conta para contribuir com o Hospital da FAP é a do Banco do Brasil (001), Agência: 0063-9 e a Conta: 13.315-9.

O comandante da ‘Live do Bem’, o cantor Beto Barbosa teve câncer em 2019 e venceu a luta contra a doença, decidiu abraçar a causa para ajudar quem mais precisa. Além dele, outros artistas confirmaram presença: Gitana Pimentel, Cezinha e Chico Pessoa, Os 3 do Nordeste,  Débora Nunes, Jeito Nordestino, João Lacerda, Cláudio Coruja e Alinny Suisy, Coruja, Ramon Schnayder, Waldones, Jefferson Arretado, Poeta Francinaldo, Niedson Lua, Garotinho, Forró Campina, Tom Oliveira, Estela Alves e Forró 3×4. A Live do Bem terá a apresentação de Kleber Oliveira, Samya Maia e Walber Vidal.

A primeira edição da ‘Live do Bem’ fará uma homenagem ao centenário da dramaturga Lourdes Ramalho, carinhosamente como ela era chamada pela família, Lourdinha, que nasceu em 23 de agosto de 1920, em Jardim do Seridó, no Rio Grande do Norte (RN). Residiu em Campina Grande desde 1958. É autora de mais de 100 textos teatrais em prosa e em verso (cordel), voltados para o público adulto e infantil.

Assim como a Corrida, a Live do Bem tem por objetivo também, aumentar a conscientização da população paraibana a respeito do câncer, incentivando a prevenção da doença, estimulando hábitos saudáveis e reforçando a necessidade do diagnóstico precoce, fator primordial na busca pela cura.

Prevenção – Para o diretor técnico do Hospital da FAP, Max Joffily de Souza, o diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento do câncer. Apesar disso, o médico reforça que prevenção não é apenas remédio ou exame. Ter hábitos saudáveis também é uma forma de evitar a doença.

“A prevenção do câncer é a pedra angular para que todas as pessoas tenham um desfecho mais favorável aquela doença. Quanto mais no início o tumor é diagnosticado, as chances de cura aumentam exponencialmente com menos mutilação. É importante tomarmos alguns cuidados como evitar exposição ao sol, ter uma alimentação adequada, ter uma prática constante de exercício físico e ter um sono tranquilo. Essas também são formas de nos prevenirmos contra a doença”, afirmou Max Joffily.

FAP – A Fundação Assistencial da Paraíba é uma entidade filantrópica, fundada em março de 1965, na cidade de Campina Grande. O atendimento foi ampliado em 1999, com o atendimento a um paciente acometido de câncer com a inauguração do “Centro de Cancerologia Dr. Ulisses Pinto”.

Assessoria 

 

 

Idealizador do app Monitora Covid-19, paraibano morre, vítima da doença

O secretário de Estado da Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, comentou sobre a contribuição do paraibano Fábio Guimarães e a importância do aplicativo desenvolvido por Fábio para salvar vidas e lamentou a morte do pesquisador, vítima da doença que ajudou a combater. “Foi uma ironia do destino. Ele era um cidadão que colaborou diretamente e efetivamente para monitorar a evolução da covid e teve um papel essencial nas ações que foram empreendidas. Fábio foi o precursor do Monitora Covid que foi um elemento essencial, principalmente no início da pandemia em que havia necessidade de a Secretaria de Saúde ter um mecanismo de controle da pandemia”, disse.

Cerca de 100 mil pessoas do país receberam assistência e orientações de como se prevenir durante o período de pandemia, através do aplicativo Monitora Covid-19, idealizado pelo paraibano Fábio Guimarães, que faleceu no último sábado (8), vítima da doença. Aos 47 anos, o pesquisador e diretor da empresa de tecnologia Novetech, morreu após complicações causadas pelo novo coronavírus, no entanto, em vida, ajudou milhares de pessoas com o aplicativo desenvolvido por ele em parceria com o governo da Bahia e o Consórcio Nordeste. A morte de Fábio também foi lamentada nas redes sociais.

O neurocientista e coordenador da Comissão Científica do Consórcio Nordeste, Miguel Nicolelis, comentou, na última terça-feira (11), através de uma publicação no Twitter sobre a perda do pesquisador. “Um herói do combate ao coronavírus no Brasil nos deixou. RIP Fábio Guimarães. Estamos todos abalados com a perda de um grande amigo e colaborador inestimável”, lamentou. O Consórcio Nordeste também se manifestou com uma nota de pesar ao pesquisador: “Fica o seu legado, não só para o Sistema Único de Saúde, mas para todos aqueles brasileiros que foram acolhidos e assistidos por meio do aplicativo Monitora Covid-19 que ajudou a desenvolver”.

Além disso, a Associação Nacional das Fundações Estatais de Saúde (ANFES), também registrou o seu pesar e se solidarizou da família e amigos pela perda. A Novetech, empresa em que Fábio Guimarães era sócio desde 2003 e onde era diretor de tecnologia, divulgou a morte o definindo como um herói. “A Novetech não perdeu apenas um diretor, perdeu um amigo, um herói que cumpriu sua missão. Que o Senhor nosso Deus possa nos confortar e nos dar a força necessária para superar essa grande perda”, diz nota publicada nas redes sociais

pbagora

 

Covid-19: Ouro Velho é o único município da PB sem registro da doença

O novo coronavírus fez vítimas em 222 dos 223 municípios paraibanos. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde (SES). A única cidade que ainda não registrou casos da covid-19 é Ouro Velho, no Cariri paraibano.

De acordo com o órgão, nesta terça, 11 de agosto, a Paraíba registrou 1.453 novos casos de Covid-19 e 23 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h.

Ao todo, 91.819 pessoas já contraíram a doença, 45.744 já se recuperaram e 2.046, infelizmente, faleceram. Até o momento, 266.663 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Os óbitos registrados nas últimas 24h aconteceram nas seguintes cidades:

Bayeux (1), Cabedelo (4), Cajazeiras (1), Campina Grande (5), Itapororoca (1), João Pessoa (8), Pombal (1), Sapé (1) e Uiraúna (1).

Os casos confirmados estão distribuídos por 222 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (50); Aguiar (24); Alagoa Grande (851); Alagoa Nova (264); Alagoinha (844); Alcantil (55); Algodão de Jandaíra (6); Alhandra (596); Amparo (17); Aparecida (69); Araçagi (479); Arara (191); Araruna (224); Areia (366); Areia de Baraúnas (10); Areial (45); Aroeiras (198); Assunção (44); Baia da Traição (529); Bananeiras (187); Baraúna (130); Barra de Santa Rosa (63); Barra de Santana (90); Barra de São Miguel (46); Bayeux (1621); Belém (926); Belém do Brejo do Cruz (30); Bernardino Batista (7); Boa Ventura (4); Boa Vista (80); Bom Jesus (8); Bom Sucesso (18); Bonito de Santa Fé (22); Boqueirão (332); Borborema (31); Brejo do Cruz (337); Brejo dos Santos (25); Caaporã (914); Cabaceiras (60); Cabedelo (2553); Cachoeira dos Índios (95); Cacimba de Areia (8); Cacimba de Dentro (243); Cacimbas (46); Caiçara (405); Cajazeiras (1402); Cajazeirinhas (23); Caldas Brandão (220); Camalaú (2); Campina Grande (11379); Capim (149); Caraúbas (37); Carrapateira (46); Casserengue (268); Catingueira (17), Catolé do Rocha (305); Caturité (97); Conceição (508); Condado (114); Conde (700); Congo (70); Coremas (129); Coxixola (33); Cruz do Espírito Santo (284); Cubati (74); Cuité (163); Cuité de Mamanguape (106); Cuitegí (381); Curral de Cima (25); Curral Velho (2), Damião (27); Desterro (54); Diamante (148); Dona Inês (88); Duas Estradas (78); Emas (50); Esperança (432); Fagundes (96); Frei Martinho (7); Gado Bravo (92); Guarabira (3657); Gurinhém (417); Gurjão (23); Ibiara (56); Igaracy (10); Imaculada (45); Ingá (1090); Itabaiana (1039); Itaporanga (228); Itapororoca (723); Itatuba (313); Jacaraú (292); Jericó (16); João Pessoa (23298); Joca Claudino (11); Juarez Távora (285); Juazeirinho (169); Junco do Seridó (47); Juripiranga (455); Juru (106); Lagoa (6); Lagoa de Dentro (117); Lagoa Seca (636); Lastro (18); Livramento (87); Logradouro (127); Lucena (361); Mãe d’Água (18); Malta (94); Mamanguape (2156); Manaíra (11); Marcação (300); Mari (1076); Marizópolis (26); Massaranduba (317); Mataraca (165); Matinhas (71); Mato Grosso (16); Matureia (36); Mogeiro (154); Montadas (41); Monte Horebe (15); Monteiro (343); Mulungu (319); Natuba (59); Nazarezinho (36); Nova Floresta (61), Nova Olinda (15); Nova Palmeira (60); Olho D´Água (40); Olivedos (79); Parari (5); Passagem (30); Patos (3120); Paulista (180); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (34); Pedras de Fogo (1258); Pedro Régis (45); Piancó (152); Picuí (192); Pilar (298); Pilões (106); Pilõezinhos (239); Pirpirituba (291); Pitimbu (589); Pocinhos (139); Poço Dantas (8); Poço de José Moura (26); Pombal (455); Prata (5); Princesa Isabel (79); Puxinanã (257); Queimadas (1027); Quixaba (27); Remígio (229); Riachão (71); Riachão do Bacamarte (223); Riachão do Poço (90); Riacho de Santo Antônio (29); Riacho dos Cavalos (13); Rio Tinto (1002); Salgadinho (27); Salgado de São Felix (233); Santa Cecília (66); Santa Cruz (53); Santa Helena (19); Santa Inês (58); Santa Luzia (225); Santa Rita (2653); Santa Terezinha (54); Santana de Mangueira (6); Santana dos Garrotes (18); Santo André (15); São Bentinho (43); São Bento (1569); São Domingos (1); São Domingos do Cariri (47); São Francisco (33); São João do Cariri (96); São João do Rio do Peixe (237); São João do Tigre (11); São José da Lagoa Tapada (53); São José de Caiana (47); São José de Espinharas (38); São José de Piranhas (164); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (58); São José do Brejo do Cruz (11); São José do Sabugi (218); São José dos Cordeiros (39); São José dos Ramos (237); São Mamede (38); São Miguel de Taipu (131); São Sebastião de Lagoa de Roça (220); São Sebastião do Umbuzeiro (13); São Vicente do Seridó (47); Sapé (969); Serra Branca (148); Serra da Raíz (21); Serra Grande (9); Serra Redonda (242); Serraria (157); Sertãozinho (182); Sobrado (175); Solânea (449); Soledade (142); Sossego (11), Sousa (1439); Sumé (224); Tacima (123); Taperoá (70); Tavares (109); Teixeira (168); Tenório (16); Triunfo (55); Uiraúna (94); Umbuzeiro (75); Várzea (15); Vieirópolis (6); Vista Serrana (7), Zabelê (25).

Os 23 óbitos registrados nesta terça ocorreram entre 04 de maio e 11 de agosto, 11 deles nas últimas 48 horas. Os pacientes tinham idade entre 30 dias e 90 anos, sendo 08 deles com menos de 65 anos. Hipertensão e cardiopatia foram as comorbidades mais freqüentes. Sobre o local de ocorrência, 05 deles foram em hospitais privados e os demais em hospitais públicos.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 41%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 45%. Em Campina Grande, estão ocupados 35% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 51% dos leitos de UTI para adultos.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 36,9%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

 

PB Agora

 

 

Covid-19: 221 dos 223 municípios já registraram a doença na Paraíba

Apenas duas cidades paraibanas ainda não registraram diagnósticos de contaminação pelo novo coronavírus (covid-19) na Paraíba. Os dados são do mais recente boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Segundo o órgão, em toda a Paraíba, 63.939 pessoas já contraíram a doença, 23.695 já se recuperaram e 1.383 faleceram.

Nas últimas 24h, o estado contabilizou 1.477 novos casos de Covid-19 e inseriu no sistema, além de 8 mortes registradas no mesmo período, outras 33 cujos diagnósticos vinham sendo investigados entre 21 de abril e 13 de julho.

As mortes dos pacientes contaminados foram registradas nas seguintes cidades:

Araruna (1), Bayeux (1), Belém (1), Cajazeiras (10), Campina Grande (2), Casserengue (1), Cuité de Mamanguape (1), Esperança (1), Guarabira (2), João Pessoa (14), Lagoa Seca (1), Massaranduba (1), Patos (1), Rio Tinto (2), Santa Luzia (1), São Bento (1) e Sousa (1).

Os casos confirmados estão distribuídos por 221 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (38); Aguiar (19); Alagoa Grande (594); Alagoa Nova (217); Alagoinha (605); Alcantil (26); Algodão de Jandaíra (4); Alhandra (453); Amparo (13); Aparecida (37); Araçagi (368); Arara (138); Araruna (170); Areia (217); Areia de Baraúnas (6); Areial (37); Aroeiras (125); Assunção (30); Baia da Traição (320); Bananeiras (105); Baraúna (120); Barra de Santa Rosa (32); Barra de Santana (71); Barra de São Miguel (19); Bayeux (1122); Belém (512); Belém do Brejo do Cruz (14); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (61); Bom Jesus (6); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (9); Boqueirão (200); Borborema (7); Brejo do Cruz (165); Brejo dos Santos (15); Caaporã (833); Cabaceiras (25); Cabedelo (2059); Cachoeira dos Índios (53); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (83); Cacimbas (41); Caiçara (313); Cajazeiras (894); Cajazeirinhas (4); Caldas Brandão (121); Camalaú (1); Campina Grande (8511); Capim (130); Caraúbas (30); Carrapateira (28); Casserengue (161); Catingueira (15), Catolé do Rocha (194); Caturité (64); Conceição (137); Condado (98); Conde (545); Congo (42); Coremas (59); Coxixola (16); Cruz do Espírito Santo (243); Cubati (61); Cuité (128); Cuité de Mamanguape (77); Cuitegí (208); Curral de Cima (16); Curral Velho (1), Damião (5); Desterro (43); Diamante (3); Dona Inês (48); Duas Estradas (45); Emas (7); Esperança (337); Fagundes (64); Frei Martinho (5); Gado Bravo (77); Guarabira (2809); Gurinhém (271); Gurjão (19); Ibiara (17); Igaracy (4); Imaculada (26); Ingá (603); Itabaiana (854); Itaporanga (62); Itapororoca (362); Itatuba (217); Jacaraú (176); Jericó (5); João Pessoa (17.223); Joca Claudino (2); Juarez Távora (226); Juazeirinho (129); Junco do Seridó (31); Juripiranga (340); Juru (15); Lagoa (4); Lagoa de Dentro (61); Lagoa Seca (501); Lastro (15); Livramento (52); Logradouro (100); Lucena (237); Mãe d’Água (16); Malta (29); Mamanguape (1700); Manaíra (8); Marcação (127); Mari (660); Marizópolis (8); Massaranduba (239); Mataraca (125); Matinhas (56); Mato Grosso (7); Matureia (25); Mogeiro (105); Montadas (35); Monte Horebe (1); Monteiro (157); Mulungu (247); Natuba (47); Nazarezinho (12); Nova Floresta (30), Nova Olinda (7); Nova Palmeira (40); Olho D´Água (37); Olivedos (50);  Parari (5); Passagem (30); Patos (2082); Paulista (73); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (27); Pedras de Fogo (1110); Pedro Régis (33); Piancó (96); Picuí (134); Pilar (209); Pilões (46); Pilõezinhos (187); Pirpirituba (158); Pitimbu (540); Pocinhos (71);  Poço Dantas (4); Poço de José Moura (1); Pombal (200); Prata (3); Princesa Isabel (48); Puxinanã (214);  Queimadas (694); Quixaba (26); Remígio (186); Riachão (37); Riachão do Bacamarte (197);  Riachão do Poço (49); Riacho de Santo Antônio (20); Riacho dos Cavalos (5); Rio Tinto (700); Salgadinho (12); Salgado de São Felix (149); Santa Cecília (48); Santa Cruz (15); Santa Helena (11); Santa Inês (29);  Santa Luzia (185); Santa Rita (1618); Santa Terezinha (44); Santana de Mangueira (5); Santana dos Garrotes (6); Santo André (6); São Bentinho (24); São Bento (820); São Domingos do Cariri (31);  São Francisco (19);  São João do Cariri (56); São João do Rio do Peixe (113); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (27); São José de Caiana (32); São José de Espinharas (12); São José de Piranhas (83); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (53); São José do Brejo do Cruz (5); São José do Sabugi (175); São José dos Cordeiros (7); São José dos Ramos (155); São Mamede (35); São Miguel de Taipu (90); São Sebastião de Lagoa de Roça (149); São Sebastião do Umbuzeiro (5); São Vicente do Seridó (34); Sapé (674); Serra Branca (104); Serra da Raíz (14); Serra Grande (8); Serra Redonda (163); Serraria (66); Sertãozinho (64); Sobrado (108); Solânea (222); Soledade (105); Sossego (8), Sousa (773); Sumé (112); Tacima (92); Taperoá (53); Tavares (34); Teixeira (100); Tenório (13); Triunfo (21); Uiraúna (31); Umbuzeiro (57); Várzea (9); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (9).

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 52%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 61%. Em Campina Grande, estão ocupados 47% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 56% dos leitos de UTI para adultos.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 41,1%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

 

PB Agora

Covid-19: dos 223 municípios paraibanos, 218 têm registros da doença

A Paraíba possui 223 municípios, destes, apenas cinco não registraram contaminação pelo novo coronavírus (covid-19) mesmo com o avanço da doença no interior. Nas últimas 24h, o estado contabilizou 1.270 novos casos e 25 mortes em decorrência da doença.

De acordo com o mais recente boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), 57.614 pessoas que já contraíram a doença, 20.604 que já se recuperaram e 1.196 faleceram.

A Paraíba, segundo o Ministério da Saúde, é o estado que mais testa para covid-19 na Região Nordeste. Até o momento, 170.080 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Os casos confirmados estão distribuídos por 218 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (35); Aguiar (19); Alagoa Grande (514); Alagoa Nova (195); Alagoinha (559); Alcantil (22); Algodão de Jandaíra (4); Alhandra (387); Amparo (12); Aparecida (36); Araçagi (328); Arara (116); Araruna (140); Areia (192); Areia de Baraúnas (2); Areial (33); Aroeiras (103); Assunção (27); Baia da Traição (278); Bananeiras (96); Baraúna (119); Barra de Santa Rosa (23); Barra de Santana (67); Barra de São Miguel (9); Bayeux (1028); Belém (445); Belém do Brejo do Cruz (13); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (3); Boa Vista (58); Bom Jesus (6); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (6); Boqueirão (161); Borborema (7); Brejo do Cruz (146); Brejo dos Santos (8); Caaporã (799); Cabaceiras (16); Cabedelo (1969); Cachoeira dos Índios (45); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (61); Cacimbas (39); Caiçara (283); Cajazeiras (747); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (103); Camalaú (2); Campina Grande (7775); Capim (127); Caraúbas (26); Carrapateira (26); Casserengue (145); Catingueira (15), Catolé do Rocha (174); Caturité (62); Conceição (113); Condado (87); Conde (470); Congo (40); Coremas (40); Coxixola (12); Cruz do Espírito Santo (227); Cubati (55); Cuité (121); Cuité de Mamanguape (64); Cuitegí (175); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (37); Diamante (3); Dona Inês (33); Duas Estradas (44); Emas (4); Esperança (303); Fagundes (56); Frei Martinho (3); Gado Bravo (76); Guarabira (2581); Gurinhém (226); Gurjão (19); Ibiara (13); Igaracy (4); Imaculada (24); Ingá (410); Itabaiana (774); Itaporanga (49); Itapororoca (298); Itatuba (174); Jacaraú (150); Jericó (5); João Pessoa (15817); Joca Claudino (2); Juarez Távora (198); Juazeirinho (125); Junco do Seridó (28); Juripiranga (335); Juru (13); Lagoa (4); Lagoa de Dentro (50); Lagoa Seca (480); Lastro (15); Livramento (45); Logradouro (77); Lucena (215); Mãe d’Água (14); Malta (25); Mamanguape (1531); Manaíra (7); Marcação (89); Mari (562); Marizópolis (8); Massaranduba (203); Mataraca (120); Matinhas (50); Mato Grosso (7); Matureia (25); Mogeiro (86); Montadas (34); Monteiro (131); Mulungu (214); Natuba (45); Nazarezinho (8); Nova Floresta (24), Nova Olinda (7); Nova Palmeira (39); Olho D´Água (35); Olivedos (44); Parari (4); Passagem (30); Patos (1952); Paulista (66); Pedra Lavrada (23); Pedras de Fogo (1044); Pedro Régis (29); Piancó (84); Picuí (112); Pilar (188); Pilões (39); Pilõezinhos (173); Pirpirituba (127); Pitimbu (530); Pocinhos (66); Poço Dantas (3); Pombal (173); Prata (2); Princesa Isabel (45); Puxinanã (201); Queimadas (646); Quixaba (26); Remígio (179); Riachão (31); Riachão do Bacamarte (192); Riachão do Poço (40); Riacho de Santo Antônio (18); Riacho dos Cavalos (5); Rio Tinto (593); Salgadinho (11); Salgado de São Felix (126); Santa Cecília (21); Santa Cruz (14); Santa Helena (10); Santa Inês (21); Santa Luzia (178); Santa Rita (1441); Santa Terezinha (38); Santana de Mangueira (4); Santana dos Garrotes (6); Santo André (5); São Bentinho (24); São Bento (677); São Domingos do Cariri (26); São Francisco (11); São João do Cariri (37); São João do Rio do Peixe (90); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (32); São José de Espinharas (10); São José de Piranhas (75); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (51); São José do Brejo do Cruz (5); São José do Sabugi (164); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (116); São Mamede (33); São Miguel de Taipu (77); São Sebastião de Lagoa de Roça (127); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (26); Sapé (626); Serra Branca (85); Serra da Raíz (14); Serra Grande (8); Serra Redonda (153); Serraria (36); Sertãozinho (50); Sobrado (97); Solânea (193); Soledade (99); Sossego (7), Sousa (631); Sumé (90); Tacima (81); Taperoá (51); Tavares (32); Teixeira (86); Tenório (11); Triunfo (13); Uiraúna (28); Umbuzeiro (45); Várzea (8); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (6).

Nesta quinta-feira, os óbitos registrados ocorreram nas seguintes cidades:

Arara (1), Belém (2), Boa Vista (1), Campina Grande (2), Conde (1), Coremas (1), Guarabira (1), Itabaiana (1), João Pessoa (9), Pedras de Fogo (1), Pitimbu (1), Santa Rita (1), São Bento (1) e Sapé (2).

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 57%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 64%. Em Campina Grande, estão ocupados 55% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 52% dos leitos de UTI para adultos.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 40 %, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

 

PB Agora

 

Paraíba ultrapassa os 52 mil casos de Covid-19; 1.082 já morreram pela doença no estado

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou, neste sábado (4), que a Paraíba registrou 1.541 novos casos de Covid-19 e 20 óbitos confirmados desde a última atualização, 4 deles ocorridos nas últimas 24h.

São 52.306 pessoas que já contraíram a doença, 17.798 que já se recuperaram e 1.082 faleceram. Até o momento, 149.064 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 62%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 69%. Em Campina Grande, estão ocupados 64% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 52% dos leitos de UTI para adultos.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 38,9%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos por 218 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (33); Aguiar (17); Alagoa Grande (454); Alagoa Nova (177); Alagoinha (488); Alcantil (21); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (361); Amparo (12); Aparecida (33); Araçagi (306); Arara (104); Araruna (110); Areia (178); Areia de Baraúnas (1); Areial (30); Aroeiras (96); Assunção (26); Baia da Traição (201); Bananeiras (83); Baraúna (116); Barra de Santa Rosa (18); Barra de Santana (60); Barra de São Miguel (7); Bayeux (921); Belém (348); Belém do Brejo do Cruz (9); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (3); Boa Vista (53); Bom Jesus (6); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (150); Borborema (7); Brejo do Cruz (118); Brejo dos Santos (8); Caaporã (770); Cabaceiras (11); Cabedelo (1929); Cachoeira dos Índios (44); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (52); Cacimbas (40); Caiçara (249); Cajazeiras (633); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (96); Camalaú (1); Campina Grande (7067); Capim (103); Caraúbas (24); Carrapateira (20); Casserengue (135); Catingueira (15), Catolé do Rocha (169); Caturité (61); Conceição (34); Condado (80); Conde (422); Congo (36); Coremas (37); Coxixola (12); Cruz do Espírito Santo (184); Cubati (45); Cuité (113); Cuité de Mamanguape (58); Cuitegí (155); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (36); Diamante (3); Dona Inês (24); Duas Estradas (42); Emas (3); Esperança (280); Fagundes (47); Frei Martinho (3); Gado Bravo (69); Guarabira (2441); Gurinhém (200); Gurjão (19); Ibiara (11); Igaracy (4); Imaculada (17); Ingá (387); Itabaiana (664); Itaporanga (48); Itapororoca (253); Itatuba (157); Jacaraú (138); Jericó (5); João Pessoa (14631); Joca Claudino (2); Juarez Távora (166); Juazeirinho (117); Junco do Seridó (27); Juripiranga (321); Juru (11); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (45); Lagoa Seca (439); Lastro (13); Livramento (43); Logradouro (64); Lucena (193); Mãe d’Água (12); Malta (21); Mamanguape (1382); Manaíra (7); Marcação (56); Mari (434); Marizópolis (8); Massaranduba (181); Mataraca (105); Matinhas (45); Mato Grosso (7); Matureia (24); Mogeiro (79); Montadas (34); Monteiro (108); Mulungu (188); Natuba (44); Nazarezinho (7); Nova Floresta (18), Nova Olinda (6); Nova Palmeira (35); Olho D´Água (34); Olivedos (37); Parari (4); Passagem (29); Patos (1641); Paulista (64); Pedra Lavrada (22); Pedras de Fogo (993); Pedro Régis (26); Piancó (66); Picuí (91); Pilar (169); Pilões (38); Pilõezinhos (166); Pirpirituba (108); Pitimbu (491); Pocinhos (63); Poço Dantas (3); Pombal (162); Prata (2); Princesa Isabel (41); Puxinanã (193); Queimadas (569); Quixaba (26); Remígio (160); Riachão (26); Riachão do Bacamarte (188); Riachão do Poço (35); Riacho de Santo Antônio (17); Riacho dos Cavalos (4); Rio Tinto (538); Salgadinho (10); Salgado de São Felix (109); Santa Cecília (20); Santa Cruz (13); Santa Helena (10); Santa Inês (15); Santa Luzia (172); Santa Rita (1336); Santa Terezinha (31); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (6); Santo André (5); São Bentinho (21); São Bento (601); São Domingos do Cariri (17); São Francisco (8); São João do Cariri (28); São João do Rio do Peixe (54); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (29); São José de Espinharas (7); São José de Piranhas (70); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (51); São José do Brejo do Cruz (5); São José do Sabugi (163); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (104); São Mamede (31); São Miguel de Taipu (76); São Sebastião de Lagoa de Roça (124); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (556); Serra Branca (61); Serra da Raíz (14); Serra Grande (6); Serra Redonda (143); Serraria (28); Sertãozinho (43); Sobrado (74); Solânea (177); Soledade (90); Sossego (7), Sousa (614); Sumé (68); Tacima (68); Taperoá (51); Tavares (26); Teixeira (78); Tenório (11); Triunfo (9); Uiraúna (27); Umbuzeiro (44); Várzea (8); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (1).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 04/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

20 óbitos foram registrados entre os dias 20 de maio e 04 de julho:

Mulher, 84 anos, residente em Alagoa Grande. Sem informação de comorbidades. Início dos sintomas em 04/06, foi a óbito em hospital púbico no dia 26/06.

Homem, 58 anos, residente em Alagoa Nova. Diabético, cardiopata. Início dos sintomas em 29/05. Foi a óbito em hospital público no dia 18/06.

Mulher, 67 anos, residente em Boqueirão.Portadora de doença renal e doença respiratória. Início dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em hospital público no dia 30/06.

Homem, 71 anos, residente em Cabedelo.Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 26/06. Foi a óbito em hospital público no dia 03/07.

Homem, 68 anos, residente em Campina Grande.Sem comorbidades. Início dos sintomas em 08/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Mulher, 61 anos, residente em Campina Grande.Cardiopata e diabética. Início dos sintomas em 30/05. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Homem, 81 anos, residente em Campina Grande.Sem comorbidades. Início dos sintomas em 10/05. Foi a óbito em hospital público no dia 20/05

Homem, 85 anos, residente em Campina Grande. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital público no dia 02/07

Homem, 73 anos, residente em Catolé do Rocha.Sem informação de comorbidades. Início dos sintomas em 23/05. Foi a óbito em hospital público no dia 01/07.

Homem, 49 anos, residente em Cuitegi.Diabético. Início dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 01/07

Homem, 61 anos, residente em Esperança.Sem comorbidades. Início dos sintomas em 13/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06

Homem, 44 anos, residente em João Pessoa. Doente renal e hipertenso. Início dos sintomas em 25/06. Foi a óbito em hospital público no dia 02/07.

Homem, 57 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital privado no dia 13/06.

Mulher, 78 anos, residente em Patos. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Homem, 80 anos, residente em Patos. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 25/06. Foi a óbito em hospital público no dia 04/07.

Homem, 55 anos, residente em Picuí. Etilista. Início dos sintomas em 02/07. Foi a óbito em hospital público no dia 03/07.

Mulher, 89 anos, residente em Pilar. Diabética. Início dos sintomas em 11/06. Foi a óbito em hospital público no dia 01/07.

Mulher, 77 anos, residente em Rio Tinto. Portadora de neoplasia e doença hepática. Início dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Mulher, 92 anos, residente em São José de Bonfim. Diabética e hipertensa. Início dos sintomas em 20/06. Foi a óbito em hospital público no dia 02/07.

Homem, 60 anos, residente em São Miguel de Taipu. Hipertenso. Início dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em hospital público no dia 03/07.

 

Portal WSCOM