Arquivo da tag: divididas

Com atenções divididas, Palmeiras busca reação diante do líder Vasco

Palmeiras de Felipão e Vasco de Cristóvão duelam (Montagem: Editoria de arte / Globoesporte.com)

A diferença na tabela já é de 11 pontos em apenas quatro rodadas disputadas no Campeonato Brasileiro. Em campo, porém, Palmeiras e Vasco prometem um duelo bem mais equilibrado neste domingo, às 16h, na Arena Barueri. Com vaga bem encaminhada na final da Copa do Brasil, o Verdão tenta reagir em outra competição, justamente diante do líder. Fora da disputa da Libertadores, a equipe cruz-maltina concentra seus esforços na competição nacional, obtém sucesso na arrancada logo no começo e busca quebrar um recorde de cinco vitórias consecutivas, que já dura 24 anos, quando passou pelo mesmo rival desta tarde ao fazer a quina.

Com 100% de aproveitamento, o Vasco de Cristóvão Borges tenta ampliar ainda mais a vantagem na liderança – depois de quatro rodadas, apenas Atlético-MG e Grêmio ameaçam a soberania carioca neste fim de semana. O primeiro pega o São Paulo, o segundo, o Náutico. Caso o atual líder perca e um destes rivais vença haverá mudança no topo da tabela.

O Palmeiras só tem um ponto, mas vai com reforço e moral extra para reagir no Brasileirão. A vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio, no Olímpico, surpreendeu até o técnico Luiz Felipe Scolari. O ótimo placar no jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil deixou o elenco mais encorpado para a competição paralela. Felipão não terá, porém, o reforço de Valdivia, que confirmou sua permanência depois de ter sofrido o trauma de um sequestro-relâmpago na semana passada, mas reclamou de dores no joelho direito após o treino de sexta-feira.

O GLOBOESPORTE.COM mostra o jogo em Tempo Real a partir das 16h, com vídeos exclusivos. O PFC transmite o duelo para todo o Brasil, enquanto a TV Globo mostra para as seguintes praças: Bauru, Itapetininga, São José do Rio Preto e Sorocaba (SP), RJ (menos Resende), MG, RS, BA, PB, SE, MA, RN, AL, Santarém (PA), AM, RO, AC, RR e AP.

header as escalações 2

Palmeiras: sem poupar no Campeonato Brasileiro, Felipão escala o time com o que tem de melhor. A tendência é que mantenha o esquema vencedor do duelo com o Grêmio, com Henrique jogando mais adiantado e dois zagueiros atrás. O time: Bruno, Cicinho, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Juninho; Henrique, Marcos Assunção, João Vitor e Daniel Carvalho; Luan (Mazinho) e Barcos.

Vasco: em relação à rodada passada, Fagner volta no lugar de Allan, e Dedé retoma sua vaga entre os titulares, barrando Renato Silva, e a tendência é que Fellipe Bastos vá para o banco, pois Romulo, de volta da Seleção, e Juninho, que, com fôlego, fará sua terceira partida seguida, devem ser titulares. Eis a formação: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Rodolfo e Felipe; Nilton, Romulo, Juninho e Diego Souza; Eder Luis e Alecsandro.
quem esta fora (Foto: arte esporte)

Palmeiras: o meia Valdivia, sentindo dores no joelho direito, o lateral-direito Artur, com uma contratura na coxa direita, e o meio-campista Wesley, que operou o joelho direito e só deve voltar aos gramados dentro de cinco meses.

Vasco: Cristóvão Borges só não pode contar com o volante Eduardo Costa, em fase final de recuperação de um estiramento na coxa esquerda, que o tirou de ação por quase 20 dias, e com o atacante Carlos Tenório, que operou o tendão de Aquiles em março e volta no mês que vem. Ele já corre no gramado e segue em trabalho de fisioterapia. Também não há ninguém suspenso.

header pendurados (Foto: ArteEsporte)


Palmeiras:
ninguém.

Vasco: Juninho Pernambucano.

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS) apita a partida, auxiliado por Marcelo Bertanha Barison (RS) e José Chaves Franco Filho (RS). Leandro Vuaden participou de uma partida (Sport 2 x 1 Palmeiras, pela terceira rodada) neste Brasileiro: aplicou dois amarelos e nenhum vermelho, marcou 38 faltas e nenhum pênalti em um campeonato que registra a média de 4,6 amarelos, 0,25 vermelhos e 37,2 faltas.

header fique de olho 2
Palmeiras:
Barcos. Em busca da marca de 27 gols na temporada, o atacante tenta ultrapassar a metade da meta já neste domingo. O gol marcado contra o Grêmio deixou o argentino com 13 desde que chegou ao clube. Marcar contra o Vasco é essencial para o centroavante ter ainda mais confiança no jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil..

Vasco: Diego Souza enfrenta o Palmeiras, seu ex-clube, em momento de ascensão e no dia em que completa 27 anos. Com um belo gol na última vitória, sobre o Bahia, ganhou novo ânimo após o peso da eliminação na Libertadores, em virtude de uma chance clara que perdeu contra o Corinthians. O Vasco costuma depender de suas participações para ser forte ofensivamente. Quando o camisa 10 está bem e aparece, dificilmente a equipe é derrotada.

header o que eles disseram

Mazinho, meia-atacante do Palmeiras: “O Vasco tem um time muito bom, jogadores tarimbados, e não estão bem à toa. Mas é hora de reagir e mostrar no Brasileiro o mesmo espírito da Copa do Brasil”.

Cristóvão Borges, técnico do Vasco:O Palmeiras, independentemente de qualquer coisa, é um adversário perigoso. E esses times que estão embaixo na tabela, assim como o Corinthians, estão preocupados com isso. O Palmeiras é grande e forte e, mesmo com alguns reservas, vamos lá com respeito e humildade. Só assim para conquistarmos o resultado.

header números e curiosidades

* Se vencer neste domingo, o Vasco pode igualar seu melhor início na história da competição. Em 1988, o time venceu suas cinco primeiras partidas e largou bem, mas não foi campeão. O título só viria no ano seguinte, em 1989.

* Já o Palmeiras tenta evitar uma marca negativa. Em 2006, o time não venceu nos cinco primeiros jogos e teve seu pior início do Brasileirão. Naquele ano, o Verdão brigou apenas para fugir da zona de rebaixamento.

* A última vitória alviverde pelo Brasileirão teve como protagonista um jogador importante do atual Vasco: em 2008, Diego Souza brilhou, fez um gol e ajudou na vitória por 2 a 0 no Palestra Itália. Desde então, mais quatro jogos pela competição nacional: uma vitória vascaína e três empates.

header último confronto v2

Em 16 de novembro de 2011, o Verdão atrapalhou o Vasco na busca cruz-maltina pelo título brasileiro. Desacreditado, o time de Felipão empatou por 1 a 1 no Pacaembu e favoreceu o rival Corinthians, adversário direto pela taça. Dedé abriu o placar no início do jogo, mas Luan, no segundo tempo, fez um golaço de fora da área e deixou tudo igual. Os dois pontos perdidos fariam falta ao Vasco, que acabou com o vice-campeonato.

Globoesporte.com