Arquivo da tag: disponibiliza

Governo da PB disponibiliza aplicativo com internet gratuita para alunos e professores

O Governo da Paraíba disponibilizou, nesta segunda-feira (6), o aplicativo “Paraíba Educa” para alunos e professores da rede estadual de ensino junto com um pacote de internet móvel gratuito. A ferramenta faz parte das estratégias de ensino remoto adotadas durante a suspensão das aulas presenciais por causa de pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia assinou contratos com quatro operadoras de telefonia para garantir que os estudantes paraibanos acessem os conteúdos do regime especial de ensino sem nenhum custo.

Para baixar o aplicativo, é preciso ir até a loja de aplicativos do smartphone com versão Android, digitar “Paraíba Educa” na busca, selecionar e baixar.

Para acessar o conteúdo, o usuário deve utilizar os mesmos dados do login e senha cadastrados na plataforma “Paraíba Educa”. Assim que o acesso for realizado, o pacote de dados móveis é disponibilizado.

G1

 

TCU disponibiliza lista de políticos paraibanos com contas irregulares

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou a lista de políticos de todo o país que estão com as contas irregulares e, por isso, podem ter dificuldades se quiserem se candidatar às próximas eleições municipais. Na Paraíba, são 551 contas irregulares e 329 pessoas na lista.

É possível ter acesso à lista de políticos paraibanos clicando aqui

Já para ver a lista nacional é só clicar aqui

 

clickpb

 

 

Empreender-PB disponibiliza nova forma para pagamento de boletos

Foto: Secom/PB

O Empreender Paraíba está disponibilizando os boletos para pagamento por meio do site do programa, no endereço www.empreender.pb.gov.br.

O objetivo é aprimorar os procedimentos e oferecer mais segurança aos métodos de pagamento. Para isso, o programa passou por uma atualização dos boletos referentes às concessões de crédito anteriores ao ano de 2017, visando adequar-se às novas normas estabelecidas pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e o Banco Central do Brasil.

Durante o período de atualização, os empreendedores com processos anteriores ao ano de 2017 ficaram impossibilitados de realizar pagamentos, bem como atualizar parcelas em atraso e fazer renegociações. Mas eles não devem se preocupar, porque os boletos correspondentes ao período de 10/12/2017 a 15/02/2018 serão atualizados sem acréscimos de juros ou multas, portanto, nenhum beneficiado será prejudicado.

A equipe do Empreender está informando via telefone a todos os mutuários sobre a troca de boletos. Aqueles que porventura não forem contatados podem entrar em contato pelo telefone 3612-9250 para receberem informações mais detalhadas sobre a nova forma de pagamento dos boletos.

O usuário pode acessar o seu boleto por meio do site www.empreender.pb.gov.br, em seguida clicar no campo “Boletos Online” e informar o número do seu CPF, visualizar o seu extrato de pagamento e imprimir os boletos que deseja pagar.

Para isso, o programa passou por uma atualização dos boletos referentes às concessões de crédito anteriores ao ano de 2017, visando adequar-se às novas normas estabelecidas pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e o Banco Central do Brasil.

Secom/PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

RC convoca credores de precatórios para acordos; edital disponibiliza R$ 21 milhões

ricardoO governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, convocou os credores de precatórios do biênio 2008/2009 interessados no acordo de deságio de 40% a procurarem a Procuradoria Geral  do Estado (PGE-PB) até o dia 16 de dezembro.  Em entrevista ao programa de rádio “Fala Governador”, na Rádio Tabajara, Ricardo anunciou que serão liberados R$ 21 milhões para o pagamento de precatórios por meio de conciliação.

“Oferecemos a oportunidade, através de um desconto, para que aqueles que queiram se habilitar, se forem selecionados a partir de critérios objetivos, possam receber o seu precatório, antes, inclusive, que todos os outros recebam”, explicou o governador. Os acordos ocorrem por meio da Câmara de Conciliação de Precatórios (Conprec), criada para intermediar o pagamento de precatórios com os credores, dentro da ordem cronológica da lista formada para acordos diretos, com desconto de 40%.

Ricardo ressalta que nenhum credor é obrigado a fazer a conciliação, mas que a medida tem beneficiado milhares de pessoas desde o primeiro edital, lançado em setembro. Nos cinco anos e 10 meses de governo, Ricardo Coutinho já autorizou o pagamento de mais de R$ 600 milhões  em precatórios. De 2000 a 2010, apenas R$ 55 milhões foram repassados ao Tribunal de Justiça para pagamento. “Só de professores foram mais de 6 mil beneficiados neste período. Só nos anos de 2015 e 2016 foram repassados mais R$ 136 milhões”, ressaltou.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

TSE disponibiliza aplicativos para acompanhar apuração das eleições

smartfoneOs aplicativos (Apps) “Resultados”, “Boletim na Mão” e “Eleições 2016” desenvolvidos pela Justiça Eleitoral já estão disponíveis para downloadgratuito na loja Google Play. Os usuários do sistema IOS poderão baixar os aplicativos nos próximos dias.

Para as eleições deste ano, a Justiça Eleitoral vai disponibilizar, ao todo, 11 aplicativos para dispositivos móveis –smartphones etablets (Android e IOS). Além desses três, já estão disponíveis os seguintes: Mesários, Agenda JE, JE Processos, Candidaturas e Pardal.

O App “Resultados” permite ao cidadão acompanhar, em tempo real, o resultado das eleições deste ano. Os resultados do primeiro turno serão divulgados, via aplicativo, a partir das 17h do dia 2 de outubro. Nos municípios em que houver segundo turno, as informações estarão disponíveis a partir das 17h do dia 30 de outubro.

Já o aplicativo “Boletim na Mão” permite que o resultado do pleito municipal de 2016 seja conferido por meio do código QR – um código de barras em 2D que pode ser escaneado pela maioria dos aparelhos celulares que têm câmera fotográfica. A ferramenta possibilita que qualquer cidadão acesse de forma rápida, segura e simplificada as informações contidas nos Boletins de Urna, documentos que são impressos após o encerramento da votação e afixados em quadros de aviso nas seções eleitorais.

De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, esse App permite que o cidadão atue como um fiscal do processo eleitoral. “O Boletim de Urna torna o resultado público imediatamente após o término da votação. Tudo o que acontece a partir dali, como a transmissão e a apuração, fica transparente. Isso acontece em 100% das 461 mil seções eleitorais. Nesse sentido, trata-se de um aplicativo que inclui o eleitor no processo de fiscalização do pleito”, afirma.

Já o aplicativo “Eleições 2016” oferece ao cidadão notícias, vídeos e acesso aos demais aplicativos desenvolvidos pela Justiça Eleitoral. O layout da ferramenta lembra a página do TSE na internet. Ao entrar no App, o cidadão poderá obter informações como a situação eleitoral, local de votação, justificativa eleitoral e transporte de eleitores, entre outras.

Onde Votar

O aplicativo “Onde votar” (ainda indisponível) foi criado pela Justiça Eleitoral para facilitar o acesso do eleitor brasileiro ao local de votação e aos postos de justificativa, caso esteja fora do seu domicílio eleitoral. O aplicativo funciona como um guia que auxilia os eleitores que estão em dúvida sobre a zona ou seção em que votam. Ele traz o endereço dos locais de votação e dos postos de justificativa em todo o Brasil, permitindo ao cidadão fazer a consulta de forma rápida e segura, diretamente das bases nacionais da Justiça Eleitoral. O App deve estar disponível para download nas lojas Apple Store e Google Play a partir desta terça-feira (27).

Clique aqui para conhecer todos os aplicativos da Justiça Eleitoral para as Eleições 2016.

TSE

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

TSE disponibiliza consulta ao financiamento de campanhas das eleições 2016

 

urna_eletronicaJá está disponível no Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) consulta ao financiamento das eleições 2016. Com a edição da Reforma Eleitoral (Lei nº 13.165/2015), candidatos e partidos políticos são obrigados a enviar à Justiça Eleitoral o relatório financeiro de campanha, a cada 72 horas, contadas a partir do recebimento da doação.

A página de divulgação do financiamento eleitoral será atualizada diariamente com o recebimento do relatório financeiro de campanha, oportunidade em que os gastos eleitorais registrados na prestação de contas também serão divulgados.

Na página, podem ser consultadas informações detalhadas de receitas/despesas agrupadas, como, por exemplo, concentração de despesas e ranking dos maiores doadores e fornecedores do prestador de contas. E, ainda, o histórico de entrega dos relatórios financeiros de campanha. Quando disponíveis, os extratos eletrônicos de campanha e as Notas Fiscais Eletrônicas também serão publicados na mesma página.

As informações de receitas e despesas veiculadas na página do TSE são de exclusiva responsabilidade do prestador de contas, cabendo à Justiça Eleitoral tão somente divulgá-las.

O ministro Henrique Neves destaca como uma das alterações mais importantes para as eleições de 2016, que veio com a última reforma eleitoral, a necessidade dos candidatos informarem no prazo de 72 horas a origem de qualquer depósito feito na sua conta bancária.

“Então, se o candidato recebe uma doação, ele tem que informar à Justiça Eleitoral, em 72 horas, quem foi o doador, quem está financiando a sua campanha. Isso é fundamental para que o sistema democrático tenha plena transparência. Para que o eleitor tenha o direito, no curso das eleições, de saber quem são as pessoas que estão financiando os seus candidatos”, ressalta o ministro.

Acesse aqui a consulta ao financiamento

Blog do Gordinho

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Secretaria de Saúde disponibiliza medicamentos para tratamento de fumantes

medicamentoA Secretaria de Estado da Saúde (SES) disponibiliza, a partir de segunda-feira (26), o terceiro lote dos medicamentos para tratamento de fumantes aos 197 municípios que aderiram ao Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT), do Ministério da Saúde. São comprimidos de bupropina; adesivos e gomas de mascar de nicotina para um público estimado em 14.870 pacientes.

O PNCT é um programa criado pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), coordenado em conjunto com o Ministério da Saúde, que visa a redução da população de fumantes no país e a melhoria no acesso ao tratamento na Rede SUS.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Desde 2013, quando houve a adesão de 197 municípios paraibanos ao PNCT, através do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), o serviço de tratamento do fumante passou a ser oferecido nas Unidades de Saúde da Família dessas localidades.

“Devido ao grande impacto das doenças crônicas no país, este programa possibilita um maior acesso do usuário ao tratamento, de forma integral, visto que a atenção básica configura-se em cenário oportuno para a execução das ações de controle do tabagismo”, disse a técnica da Gerência Executiva de Atenção a Saúde, referência para Atenção Básica – SES/PB, Mayara Dinamine.

Além das Unidades de Saúde da Família, o atendimento ao fumante também é feito na Capital, nos Centros de Atenção Integral à Saúde (Cais), dos bairros de Jaguaribe, Mangabeira e Cristo; no Centro de Saúde, de Mandacaru e no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), do Rangel e nos CAPS de Guarabira; Cuité; Patos; Piancó; Cajazeiras; Princesa Isabel; Sousa; Monteiro; Catolé do Rocha e Itabaiana.

Secom-PB

MEC disponibiliza mais de 2,6 mil bolsas do ProUni em universidades particulares da Paraíba

prouniO Prouni está disponibilizando 2.663 bolsas de estudo em faculdades particulares da primeira edição de 2015 do Programa Universidade para Todos (Prouni) na Paraíba. No site do Prouni é possível fazer a pesquisa por instituição, curso e município.

Número de bolsas
No país, serão ofertadas 213.113 bolsas, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais. Houve um crescimento de 11% em comparação ao processo do primeiro semestre de 2014, em que foram ofertadas 191.625 bolsas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Nesta primeira edição de 2015 do Prouni, os candidatos poderão concorrer a bolsas de 30.549 cursos em 1.117 instituições de ensino superior privadas.
As inscrições para o Prouni serão abertas nesta segunda-feira (26), mesmo dia em que será divulgada a primeira chamada de aprovados no Sistema de Seleção Unificado (Sisu). O prazo vai até as 23h59 do dia 29.

Seleção
O processo seletivo é constituído de duas chamadas sucessivas: a primeira no dia 2 de fevereiro e a segunda no dia 19 de fevereiro.

Prouni x Sisu
O Prouni é uma alterativa para os alunos que não são aprovados nas universidades públicas pelo Sisu. O programa concede bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de ensino superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

Mesmo quem é aprovado no Sisu em uma universidade pública em outra cidade ou estado, mas não pode se mudar, costuma optar por fazer uma faculdade particular em seu município com bolsa do Prouni.

O candidato pode se inscrever no Sisu e no Prouni, desde que atenda aos critérios do programa. Mas caso seja selecionado nos dois programas, terá de escolher entre a bolsa do Prouni ou a vaga do Sisu.

Critérios
Para concorrer às bolsas do Prouni, o candidato deve cumprir os seguintes quesitos:

1. Renda:
– Para concorrer às bolsas integrais: renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa
– Para concorrer às bolsas parciais: renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa

2. Escolaridade:
– Não ter diploma de ensino superior
– Ter feito o Enem 2014, tendo obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame e não tendo tirado zero na redação

3. Vida escolar:
– Ter cursado o ensino médio completo na rede pública ou na rede privada como bolsista integral da própria escola OU
– Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola

4. Outros casos:
– Pessoa com deficiência
– Professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, pode concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesse caso, não há requisitos de renda.

Bolsas por estado
São Paulo tem 30,8% do total da oferta de bolsas. São 65.710 bolsas no total de faculdades particulares em São Paulo.

Veja as bolsas por estado: São Paulo: 65.710; Minas Gerais: 20.775; Paraná: 19.775; Rio Grande do Sul: 14.848; Santa Catarina: 11.529; Rio de Janeiro: 10.887; Distrito Federal: 10.192; Bahia: 9.334; Goiás: 5.903; Pernambuco: 4.614; Pará: 4.424; Espírito Santo: 3.987; Ceará: 3.457; Maranhão: 3.397; Mato Grosso: 3.051; Amazonas: 2.981; Rio Grande do Norte: 2.944; Mato Grosso do Sul: 2.840; Rondônia: 2.688; Paraíba: 2.663; Piauí: 1.459; Sergipe: 1.366; Alagoas: 1.348; Tocantins: 1.199; Amapá: 760; Acre: 696; Roraima: 286.

O Ministério da Educação disponibilizou a consulta pública às bolsas de estudo em faculdades particulares da primeira edição de 2015 do Programa Universidade para Todos (Prouni). A consulta pode ser feita no site do Prouni por instituição, curso e município.

Número de bolsas
Serão ofertadas 213.113 bolsas, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais. Houve um crescimento de 11% em comparação ao processo do primeiro semestre de 2014, em que foram ofertadas 191.625 bolsas.

Nesta primeira edição de 2015 do Prouni, os candidatos poderão concorrer a bolsas de 30.549 cursos em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

Da Redação com G1

MEC disponibiliza consulta às 213 mil bolsas de estudo do Prouni

siteprouniO Ministério da Educação disponibilizou a consulta pública às bolsas de estudo em faculdades particulares da primeira edição de 2015 do Programa Universidade para Todos (Prouni). A consulta pode ser feita no site do Prouni por instituição, curso e município.

Número de bolsas
Serão ofertadas 213.113 bolsas, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais. Houve um crescimento de 11% em comparação ao processo do primeiro semestre de 2014, em que foram ofertadas 191.625 bolsas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Nesta primeira edição de 2015 do Prouni, os candidatos poderão concorrer a bolsas de 30.549 cursos em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

Inscrições
As inscrições para o Prouni serão abertas nesta segunda-feira (26), mesmo dia em que será divulgada a primeira chamada de aprovados no Sistema de Seleção Unificado (Sisu). O prazo vai até as 23h59 do dia 29.

Seleção
O processo seletivo é constituído de duas chamadas sucessivas: a primeira no dia 2 de fevereiro e a segunda no dia 19 de fevereiro.

Prouni x Sisu
O Prouni é uma alterativa para os alunos que não são aprovados nas universidades públicas pelo Sisu. O programa concede bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de ensino superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

Mesmo quem é aprovado no Sisu em uma universidade pública em outra cidade ou estado, mas não pode se mudar, costuma optar por fazer uma faculdade particular em seu município com bolsa do Prouni.

O candidato pode se inscrever no Sisu e no Prouni, desde que atenda aos critérios do programa. Mas caso seja selecionado nos dois programas, terá de escolher entre a bolsa do Prouni ou a vaga do Sisu.

Critérios
Para concorrer às bolsas do Prouni, o candidato deve cumprir os seguintes quesitos:

1. Renda:
– Para concorrer às bolsas integrais: renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa
– Para concorrer às bolsas parciais: renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa

2. Escolaridade:
– Não ter diploma de ensino superior
– Ter feito o Enem 2014, tendo obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame e não tendo tirado zero na redação

3. Vida escolar:
– Ter cursado o ensino médio completo na rede pública ou na rede privada como bolsista integral da própria escola OU
– Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola

4. Outros casos:
– Pessoa com deficiência
– Professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, pode concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesse caso, não há requisitos de renda.

Bolsas por estado
São Paulo tem 30,8% do total da oferta de bolsas. São 65.710 bolsas no total de faculdades particulares em São Paulo.

Veja as bolsas por estado: São Paulo: 65.710; Minas Gerais: 20.775; Paraná: 19.775; Rio Grande do Sul: 14.848; Santa Catarina: 11.529; Rio de Janeiro: 10.887; Distrito Federal: 10.192; Bahia: 9.334; Goiás: 5.903; Pernambuco: 4.614; Pará: 4.424; Espírito Santo: 3.987; Ceará: 3.457; Maranhão: 3.397; Mato Grosso: 3.051; Amazonas: 2.981; Rio Grande do Norte: 2.944; Mato Grosso do Sul: 2.840; Rondônia: 2.688; Paraíba: 2.663; Piauí: 1.459; Sergipe: 1.366; Alagoas: 1.348; Tocantins: 1.199; Amapá: 760; Acre: 696; Roraima: 286.

O Ministério da Educação disponibilizou a consulta pública às bolsas de estudo em faculdades particulares da primeira edição de 2015 do Programa Universidade para Todos (Prouni). A consulta pode ser feita no site do Prouni por instituição, curso e município.

Número de bolsas
Serão ofertadas 213.113 bolsas, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais. Houve um crescimento de 11% em comparação ao processo do primeiro semestre de 2014, em que foram ofertadas 191.625 bolsas.

Nesta primeira edição de 2015 do Prouni, os candidatos poderão concorrer a bolsas de 30.549 cursos em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

Inscrições
As inscrições para o Prouni serão abertas nesta segunda-feira (26), mesmo dia em que será divulgada a primeira chamada de aprovados no Sistema de Seleção Unificado (Sisu). O prazo vai até as 23h59 do dia 29.

Seleção
O processo seletivo é constituído de duas chamadas sucessivas: a primeira no dia 2 de fevereiro e a segunda no dia 19 de fevereiro.

Prouni x Sisu
O Prouni é uma alterativa para os alunos que não são aprovados nas universidades públicas pelo Sisu. O programa concede bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de ensino superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

Mesmo quem é aprovado no Sisu em uma universidade pública em outra cidade ou estado, mas não pode se mudar, costuma optar por fazer uma faculdade particular em seu município com bolsa do Prouni.

O candidato pode se inscrever no Sisu e no Prouni, desde que atenda aos critérios do programa. Mas caso seja selecionado nos dois programas, terá de escolher entre a bolsa do Prouni ou a vaga do Sisu.

Critérios
Para concorrer às bolsas do Prouni, o candidato deve cumprir os seguintes quesitos:

1. Renda:
– Para concorrer às bolsas integrais: renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa
– Para concorrer às bolsas parciais: renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa

2. Escolaridade:
– Não ter diploma de ensino superior
– Ter feito o Enem 2014, tendo obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame e não tendo tirado zero na redação

3. Vida escolar:
– Ter cursado o ensino médio completo na rede pública ou na rede privada como bolsista integral da própria escola OU
– Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola

4. Outros casos:
– Pessoa com deficiência
– Professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, pode concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesse caso, não há requisitos de renda.

Bolsas por estado
São Paulo tem 30,8% do total da oferta de bolsas. São 65.710 bolsas no total de faculdades particulares em São Paulo.

Veja as bolsas por estado: São Paulo: 65.710; Minas Gerais: 20.775; Paraná: 19.775; Rio Grande do Sul: 14.848; Santa Catarina: 11.529; Rio de Janeiro: 10.887; Distrito Federal: 10.192; Bahia: 9.334; Goiás: 5.903; Pernambuco: 4.614; Pará: 4.424; Espírito Santo: 3.987; Ceará: 3.457; Maranhão: 3.397; Mato Grosso: 3.051; Amazonas: 2.981; Rio Grande do Norte: 2.944; Mato Grosso do Sul: 2.840; Rondônia: 2.688; Paraíba: 2.663; Piauí: 1.459; Sergipe: 1.366; Alagoas: 1.348; Tocantins: 1.199; Amapá: 760; Acre: 696; Roraima: 286.

 

G1

Saúde da PB disponibiliza testes rápidos de HIV nesta segunda

testeO Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, oferece durante esta segunda-feira (1), testes rápidos de detecção de Aids. A ação integra a programação especial da Secretaria de Estado da Saúde para marcar o Dia Mundial de Luta contra a Aids. Na terça-feira (2), a mesma a ação será levada ao Porto de Cabedelo.

Neste domingo (30), os testes rápidos e distribuição de kits de prevenção (preservativos masculinos e femininos) ocorre no Busto de Tamandaré, praia de Tambaú, também na Capital.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com motoristas – Na manhã do sábado (29), quando o evento começou, as equipes da SES contaram com parceria do Sindicato dos Motoristas e Ajudantes de Entrega do Estado (Sindmae-PB). A ação foi iniciada às 8h no Posto Fiscal de Caaporã – divisa Paraíba e Pernambuco, tendo como principal público alvo motoristas, caminhoneiros e assistentes de cargas.

Além da distribuição de testes rápidos de HIV, foram disponibilizados exames de glicemia (nível de açúcar no sangue), vacina contra a Influenza, aferição de pressão, preservativos masculinos e femininos e material educativo com informações sobre doenças como tabagismo, tuberculose e hanseníase.

Segundo a assistente social e técnica na Gerência Operacional de DST/Aids e Hepatites Virais, Mailsa Gomes, a ação foi estratégica por atingir diretamente um público considerado vulnerável à Aids. “Motoristas viajam constantemente e, em uma dessas viagens, pode ser que eles tenham contato sexual com uma pessoa infectada. Nossa missão é repassar conhecimentos e salientar que qualquer relação sexual sem camisinha, inclusive a oral, é considerada uma situação de risco”. Mailsa disse que o contato com os motoristas foi positivo e de fácil aceitação. “Muitos deles chegaram se dispondo a fazer o teste. É interessante porque eles se sentem cuidados e abraçados com os serviços de saúde”, disse ela.

De acordo com Márcio Kleber, participante do Sindmae-PB, com a rotina atribulada, muitos motoristas não têm tempo de ir ao médico e fazer acompanhamento adequado. “Esta ação do Governo, em parceria com o Sindmae-PB, é muito importante. A carga horária desses profissionais é muito extensa e muitas vezes eles não têm oportunidade de fazer exames ou consultas. Aqui eles podem realizar exames, receber orientações para que possam seguir com uma saúde de qualidade”, afirmou.

O evento contou com participação de técnicos e enfermeiros do Complexo Hospitalar Clementino Fraga. A enfermeira Maria do Socorro de Luna Gouveia salientou a função do Hospital: “Verificamos a taxa de açúcar no sangue e a pressão arterial. Verificamos muitos indivíduos com alterações significativas nos exames. Nossa intenção é alertá-los e orientá-los da importância de procurar uma unidade de saúde para fazer exames mais específicos, com jejum de 8h a 12h, para que, em seguida, possa ser iniciado um tratamento adequado”.

O motorista de carreta Dagoberto Moura da Silva, de 57 anos, disse que ação da SES foi muito útil: “Fui surpreendido ao chegar no Posto Fiscal e ver que os exames estavam sendo realizados. Aproveitei para checar se a saúde anda bem e receber novas informações sobre algumas doenças. Nessa rotina de viagens fica difícil ir ao médico, fiquei feliz em poder participar e ver que está tudo bem comigo”, disse.

 

Assessoria