Arquivo da tag: Direção

Jogos de futebol na Paraíba seguem sem torcidas até que direção de estádios cumpram recomendações

Os jogos de futebol na Paraíba continuam sem previsão de ter torcidas. O motivo é que os gestores dos estádios deverão comprovar até o dia 13 de novembro de 2020 as recomendações solicitadas, por meio de laudos, sobre a situações dos locais. É necessário seguir as orientações que podem ser verificadas pelas notas técnicas emitidas pela Comissão Permanente Nacional de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, coordenada pelo Ministério Público da Paraíba. Caso não enviem no prazo estipulado, a Comissão não fará a verificação dos locais, deixando assim, que torcedores fiquem impedidos de assistir presencialmente nos estádios.

Nesse prazo, os gestores dos estádios, que sediam os jogos do Campeonato Paraibano de 2020 e jogos do campeonato de 2021, deverão comprovar essas recomendações. Eles devem enviar quatro laudos: Técnicos de Segurança; Vistoria de Engenharia; Prevenção e Combate a Incêndio; e Condições Sanitárias e de Higiene. De acordo com o coordenador da Comissão Estadual de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios da Paraíba, o procurador de Justiça Valberto Cosme de Lira, mesmo sem torcidas por conta da pandemia, pouco se modificou dentro dos estádios. “O que se sabe é que nenhum botou até agora uma palha de nada, a exceção do Governo do estado que fez a licitação. É uma firma ganhou a licitação e foi assinado o contrato para início das obras e isso é referente ao Amigão, Almeidão e o Perpetão”, afirmou.

Ainda de acordo com o procurador, duas notas técnicas já foram emitidas, inclusive para as federações que cuidam dos jogos. “Primeiro nós emitimos uma nota técnica da Comissão Nacional falando sobre esse problema. O que nós temos hoje é orientação da Comissão. A Comissão Nacional integrada por Ministérios Públicos de todo o Brasil que tem essas pretensões regionais. Logicamente que a medida que os promotores forem tomando conhecimento e se quiserem a gente volta a discutir a situação. O que hoje se tem a nota técnica que foi remetida a CBF e que também a todas as federais”, revelou.

Caso não cumpram até o prazo determinado, a Comissão Estadual não fará a verificação dos estádios, segundo disse em entrevista ao ClickPB, o procurador. “A Comissão não vai nem mais lá para fazer verificação porque os órgãos que fazem as visitas, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, são órgãos públicos, que utilizam os recursos públicos  não podem estar pra cima e pra baixo se os estádios dizem que fizeram e quando chegam lá não fizeram nada”, frisou.

Atualmente recebem regularmente os jogos os estádios Almeidão, Amigão, Carneirão (Cruz do Espírito Santo), Zé Cvalcante, Marizão (Sousa), Perpetão, e o Titão, em Lagoa Seca (mais que ainda não recebeu torcidas este ano).

 

clickpb

 

 

Após baixa na direção, Treze procura novo técnico para a sequência da Série C

Após o empate do Treze sem gols contra a Jacuipense/BA,  e com o clube ainda na zona de rebaixamento, o técnico Moacir Júnior entregou o cargo e não vai mais comandar o Galo, para a sequência da Série C do Brasileiro.

Em entrevista, Moacir Junior agradeceu a diretoria e a torcida do Treze e lembrou o título do Campeonato Paraibano.  Ele lembrou que o Treze estava há quase 10 anos sem conquistar o título,  e este ano montou um time desacreditado e mesmo assim levantou a taça.

Ele disse que o alvinegro não conseguiu reforçar o time para a Série C e por isso, a campanha tem sido decepcionante.

No comunicado, a direção alvinegra lembrou do feito do treinador, que foi a conquista do Campeonato Paraibano deste ano em cima do rival Campinense.

“O Treze Futebol Clube agradece toda colaboração de Moacir, enaltecendo sua importância na arrancada alvinegra que levou o Galo ao título estadual. E parabeniza sua postura nos momentos de glórias e resultados negativos”, diz a nota.

O Galo deve anunciar nesta semana o nome do novo treinador, mas por enquanto o time será comandado por Marcelinho Paraíba, que retornou ao clube como assistente técnico.

Na Série C, o treinador Moacir Júnior obteve três empates e três derrotas, deixando o time na penúltima colocação do Grupo A, com três pontos.

Severino Lopes

PB Agora

 

Homem perde controle da direção e colide veículo em bomba de gasolina, em João Pessoa

Um homem perdeu a direção do veículo que dirigia e colidiu o carro com a bomba de gasolina de um posto de combustíveis, no bairro da Penha, em João Pessoa, na manhã desta terça-feira (30). De acordo com informações do motorista, ele teria cochilado enquanto dirigia.

Após a colisão no local, houve um princípio de incêndio, que foi combatido por moradores do local. O Corpo de Bombeiros fez o isolamento da área porque houve vazamento de combustível.

O motorista sofreu ferimentos leves na cabeça e esteve consciente durante todo o tempo. No entanto, foi conduzido a um hospital da cidade.

 Foto: Walter Paparazzo/G1

G1

 

João Azevêdo sinaliza estender isolamento a partir de segunda-feira: “Tendência nessa direção”

O Governador João Azevêdo sinalizou, nesta quinta-feira (30), que deve estender o período de isolamento social na Paraíba. O período imposto por decreto acaba neste domingo (3), e a partir de segunda-feira (4), um novo decreto deve começar a valer no Estado.

Azevêdo ressaltou o número crescente de casos, principalmente em João Pessoa, e pontuou que a população ainda não atendeu massivamente a recomendação de isolamento social.

“Há poucos dias estávamos discutindo se o comércio poderia abrir ou não em Campina Grande”, lembrou João em entrevista à Rádio Sanhauá.

Mesmo com a sinalização, João lembrou que alguns setores da economia podem ter a sua atuação flexibilizada. Ele falou sobre os casos em Manaus e citou preocupação com o colapso.

“O não uso de máscaras está nos levando ao colapso. As pessoas podem ver o que acontece no Ceará, Amazonas, Pernambuco, Pará, São Paulo, onde os sistemas de saúde estão entrando em colapso”, declarou.

 

Portal WSCOM

 

 

Direção do Correio da Paraíba formaliza fim de circulação, atribui à crise e anuncia demissão coletiva

Em comunicado, a direção do Jornal Correio da Paraíba formalizou o encerramento da circulação do periódico após 66 anos de atuação. A razão apontada é o estado de calamidade do país e a suspensão do funcionamento de estabelecimentos comerciais, o que inviabilizou o funcionamento do jornal.

A empresa confirmou o encerramento de suas atividades neste sábado (4). Todos os funcionários serão demitidos.

Os colaboradores irão formalizar a rescisão do contrato no próximo dia 13, e acertar o recebimento das suas verbas rescisórias.

O Correio da Paraíba foi fundado por Teotônio Neto, em 1953. O impresso era líder no segmento na Paraíba desde os anos 90 e completou, no último ano, 66 anos de história. Atualmente, estava sob comando do empresário Roberto Cavalcanti, proprietário do Sistema Correio de Comunicação.

Confira o comunicado:

 

Portal WSCOM

 

 

Motorista perde controle da direção, capota carro e cai em açude, na Paraíba

Uma mulher de 35 anos perdeu o controle do carro que dirigia, nesta quinta-feira (6). Ela capotou o carro e o veículo acabou caindo dentro de um açude, em Gurinhém, no Agreste paraibano. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o acidente aconteceu na altura do quilômetro 87 da BR-230.

Além da condutora, a irmã dela de 38 anos e o sobrinho de 11 anos estavam no veículo. As vítimas tiveram ferimentos leves e foram socorridas pelo Samu e levadas para o Hospital Regional de Itabaiana, também no Agreste do estado.

O G1 tentou entrar em contato com a unidade hospitalar, mas até as 15h40, as ligações não foram atendidas.

Ainda conforme a PRF, o reservatório estava quase vazio e isso fez com que a família não se afogasse, já o veículo ficou emborcado e os passageiros presos nos cintos de segurança.

G1

 

Homem morre após perder controle da direção e capotar veículo, na BR-230, na Paraíba

Um homem morreu no início da manhã desta quarta-feira (25) depois de perder o controle da direção do veículo e capotar no km 46 da BR-230, na Grande João Pessoa. De acordo com informações iniciais da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima estava sem o cinto de segurança e estava sozinho no carro.

O homem trafegava sentido Campina Grande-João Pessoa, quando entrou no canteiro central e o carro teria capotado. O veículo parou na parte central da rodovia. José Amilton de Araújo, de 64 anos, era oficial de justiça e morreu no local. Por estar sem o cinto de segurança, a vítima sofreu vários impactos.

O acidente aconteceu por volta das 5h. A PRF esteve no local e uma perícia foi realizada no veículo para identificar as causas do acidente. Os peritos encontraram uma garrafa de uísque dentro do carro, mas apenas exames realizados no Instituto de Perícia Científica (IPC) poderão identificar se o homem estava sob efeito de álcool.

G1

 

Direção do Colégio Geo emite nota sobre sentença do Ministério Público da Paraíba contra ex-colaborador

NOTA COLÉGIO GEO

A direção do colégio Geo, ao tomar conhecimento da sentença condenatória da ação movida pelo Ministério Público da Paraíba, contra o ex-colaborador Erivan Luiz de Lima, através de notícia publicada em um site local, nesta sexta-feira (18), reitera sua postura, desde o início deste episódio, que sempre foi a da busca da verdade, elucidação do caso e, consequentemente, a aplicação da Justiça.

Vale salientar que, diante do fato, de imediato, a escola orientou os pais dos menores a procurarem a polícia, entendendo que esse era um caso para tal, em sequência, fez o desligamento do então acusado, preservando o sigilo da investigação, uma vez que ela ocorre em Segredo de Justiça,

Paralelo a isso, o colégio reforçou, ainda mais, seus mecanismos de segurança, a exemplo da ampliação do número de câmeras, aperfeiçoou o sistema de acesso ao interior da escola, tanto para funcionários, como para alunos e visitantes, contratou seguranças para áreas externas e formou comitês com representação dos pais para estreitar as relações escola-família.

A direção do Geo sempre confiou no trabalho da justiça, que é a instância legal para julgar culpabilidade ou inocência de réus, aplicando-lhes as penas e o rigor da lei ou absolvendo no final de cada processo.

Cientes da decisão da Justiça que considerou o Sr. Erivan Luiz de Lima culpado, a direção do Geo, mais uma vez, reitera que diante dos fatos, tem a certeza de que todas as ações e providências da escola foram no sentido de sempre buscar a verdade e colaborar com a Justiça e, ao mesmo tempo, se colocar ao lado dos alunos e pais na expectativa de um julgamento justo, pleno, imparcial e oportuno.

Prossigamos então na expectativa e desejo de que episódios imprevisíveis e lamentáveis como esse jamais ocorram em nenhuma unidade de ensino, quer seja ela pública ou privada, da Paraíba ou do Brasil, pois escola é lugar de aprendizado, crescimento e alegria.

Direção colégio Geo

 

 

Dupla suspeita de acionar rojões em direção a policiais militares é detida durante jogo, no Almeidão

A Polícia Militar apreendeu um adolescente e prendeu um homem suspeitos de acionar rojões em direção de policiais militares, no estádio Almeidão, em João Pessoa. As detenções aconteceram na noite deste domingo (4), durante o jogo entre Botafogo-PB e o Confiança, pela Série C do Campeonato Brasileiro.

O menor e o homem foram levados para a Central de Polícia Civil, no Geisel, para prestar esclarecimentos.

Eles estavam com uma bolsa com mais materiais, além dos rojões.

 

clickpb

 

 

 

Serraria-PB: direção do hospital dá sua versão e afirma que médico agrediu enfermeira

A direção do hospital Estadual de Serraria manteve contato com a equipe do FN, após matéria publicada informando que o diretor havia agredido médico de 70 anos verbalmente. Segundo o próprio diretor, há algum tempo o médico vem lhe causando vários problemas no hospital e só vinha mantendo o mesmo por conta de sua especialidade e a necessidade da unidade hospitalar.

A direção alega que o médico agrediu uma enfermeira. Assim como o médico Dr. Humberto havia registrado um boletim de ocorrência, a enfermeira vítima da agressão do médico e o diretor do hospital também procuraram a delegacia para registrar denúncia contra o médico. Segundo o boletim, a enfermeira, grávida de 7 meses, recebeu um áudio de uma paciente relatando que Dr. Humberto se negou a atendê-la alegando que o hospital estaria interditado. Ao repassar esse áudio ao diretor do hospital Antônio Eduardo, o mesmo foi esclarecer as informações com o médico, que após sair, Dr. Humberto voltou a se dirigir a enfermeira a agredindo verbalmente e chegou e empurrá-la. O fato gerou nova confusão à noite após o diretor do hospital retornar a unidade de saúde para tomar satisfação com o médico plantonista.

O diretor afirmou que apenas uma ala do hospital está interditada e que o médico abandonou seu plantão após o ocorrido, sendo obrigado a entrar em contato com outro profissional para assumir o posto de Dr. Humberto.

Após todo o ocorrido várias mensagens foram postadas em grupos de whatsapp celebrando a saída do médico do hospital.

A direção da unidade afirmou ainda que vai tomar as devidas providências para que o mesmo não volte a trabalhar na unidade.

 

 

Redação FN