Arquivo da tag: despenca

Após beijo gay e boicote de evangélicos, Babilônia despenca

novelaA novela Babilônia vem registrando péssimos índices de audiência para o padrão que a TV Globo se acostumou a alcançar no horário das 21h com seus folhetins, e boa parte dos jornalistas especializados atribui o fato a um boicote dos evangélicos.

A substituta de Império estreou no dia 16 de março com 33 pontos de audiência, e na terça-feira, marcou 32 e no dia seguinte, 29 pontos segundo medição do Ibope. Como comparação, o último episódio da novela do comendador e sua trupe havia marcado 44 pontos.

Segundo o site TV Foco, os números alcançados no terceiro episódio de Babilônia são inferiores até mesmo aos da novela Em Família, de Manoel Carlos, que foi considerada como a de mais baixa audiência na história da Globo. Em seu terceiro capítulo, Em Família havia alcançado 29,2 pontos, já Babiônia conquistou apenas 26,4 pontos de média, com 28,2 de pico.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Não é um número bom para a semana de estreia. Dizem (nos bastidores) que o público mais conservador está fugindo da novela, principalmente os evangélicos (que já estariam organizando um boicote à trama). A cena do beijo entre Teresa (Fernanda Montenegro) e Estela (Nathália Timberg) teria sido o principal problema”, escreveu a jornalista Janaína Nunes, no portal Yahoo!.

O título e o conteúdo da novela escrita pelo trio Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes recebeu muitas críticas de alguns dos principais líderes evangélicos pentecostais, como os pastores Silas Malafaia e Marco Feliciano.

Malafaia disse que a TV Globo “é a principal patrocinadora do homossexualismo” no Brasil, criticando a cena em que duas personagens lésbicas se beijam. Já Feliciano destacou que “não assiste novela” e observou que poderia processar a emissora: “A Globo já demonstrou seu apadrinhamento ao movimento gay. Virou moda. O público é adulto, eu ficaria preocupado e agiria nos rigores da lei caso fosse passado em horários onde crianças tivessem acesso”.

Nas redes sociais, começam a circular imagens incentivando os evangélicos a boicotarem a novela justamente por causa de seu conteúdo. “Apologia ao mal. Produzida para destruir famílias. Compartilhe, não dê espaço para esta ameaça com cara de diversão. Não assista”, incentivou o senador Magno Malta (PR-ES).

Mais Gospel

Enquanto ‘Em família’ despenca no Ibope, ‘Meu Pedacinho de Chão’ ganha as graças do público

meu-pedacinho-de-chaoMeu Pedacinho de Chão (Globo, 18 horas, de segunda a sábado) é o maior aglomerado de citações literais ou implícitas da história da tevê brasileira. Começa por citar a si mesma, aqueleMeu Padacinho de Chão que se estendeu por 185 longuíssimos capítulos, de 1971 a 1972, estreando o que viria a ser o horário cativo da novela das 6, e escrito pelo mesmo Benedito Ruy Barbosa que, num remake que ele diz não ser um remake, recorre desta vez à expertise de duas gerações da família (a filha Edilene e o neto Marcos assinam com ele a trama).

O enredo é meio conto de fadas, meio cordel, meio romance armorial, como se Ariano Suassuna fosse subitamente aparecer em cena trazendo pelas mãos Dom Quixote e Dulcineia. Tem ecos de chanchada e alvoroços de saltimbancos, o que justifica o talentoso casting de atrizes do Galpão (Inês Peixoto, Teuda Bara), a trupe jogralesca de Minas. A toada nordestina é temperada pelo eventual sotaque de caipira paulista. Total melting pot.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na cenografia, as alusões explodem em fartura policromática que evoca, do início ao fim, o Tim Burton de Peixe GrandeA Fantástica Fábrica de Chocolate. O figurino de golas, perucas e looks à Maria Antonieta promove um revivalenigmático que, de tão irreal, de tão fictício, provoca a nostalgia ambígua de um tempo jamais vivido. Desde o seriadoHoje é Dia de Maria, Luiz Fernando de Carvalho (agora, com Carlos Araújo) se esmera num faz de conta corajoso e inovador, de persongens que, propositalmente caricatos, ainda assim não deixam de ser ligeiramente espectrais.

Carvalho não tem à mão Johnny Depp ou Marion Cotillard, mas tem Irandhir Santos (o Zelão) e Bruna Linzmeyer (a Juliana) roubando a cena em meio a um elenco de notáveis. O horário das 6 agradece. A novela, quando criativa, quando irrequieta, ainda tem seu lugar.

Carta Capital

Pedra despenca do alto de serra, rola por 200 m e assusta cidade que fica ao redor, no Sertão da PB

Os moradores da cidade de Brejo do Cruz, no Sertão da Paraíba, a 420 quilômetros de João Pessoa, tomaram um susto com o estrondo feito por um pedaço de pedra que despencou do alto da serra na noite dessa segunda-feira (5).

De acordo com o técnico em gestão ambiental Alvares Kamark, a pedra despencou de uma altura de cerca de 200 metros e fez muito barulho ao rolar até uma mata. “Pelas arranhaduras deixadas na pedra principal da serra, não deve ter sido somente uma pedra que despencou. Pelo rastro deixado, dá para entender que outras pequenas pedras acompanharam, formando um desmoronamento considerável”, contou.

A cidade de Brejo do Cruz fica bem abaixo da serra e como contam os moradores do município, vários desmoronamentos já aconteceram, mas nenhum que chegasse perto das residências e com a mesma intensidade do que foi registrado nessa segunda-feira.

Alvares Karmak relembrou que há dois anos um desmoronamento parecido ocorreu, mas na parte de trás da serra, onde é menos habitado. Ele acredita que esses fenômenos acontecem por causas naturais como a erosão provocada pela água da chuva e dos ventos. Porém, não deixou de destacar que o perigo acontece quando as pessoas começam a construir desordenadamente em locais que podem representar perigo.

“Como cada vez mais está se construindo em áreas próximas a mata que circula a serra, o perigo de um desses desmoronamentos atingir residências vem aumentando”, analisou. Na opinião dele, as pedras não chegaram até as residências justamente por conta dessa vegetação que ainda existe bem no pé da serra que as impediu de rolar mais adiante.

Em destaque, o trajeto percorrido pela pedraFoto: Em destaque, o trajeto percorrido pela pedra
Créditos: Arenilton, conhecido como ‘Meu Primo’

Ele acredita que a questão cultural das pessoas acharem que desastres nunca acontecem com elas faz com que deixem de tomar medidas de proteção, como por exemplo não desmatar e nunca construir ou habitar envolta da serra.

O secretário de Infraestrutura do município de Brejo do Cruz, Emanuel Dias, no entanto, tranquilizou a população dizendo que não existe perigo de desmoronamentos maiores que venham a atingir as habitações nas imediações da montanha.

O gestor disse que a área onde as pedras caíram fica cerca de mil metros de distância das residências da cidade. “Foi só uma pequena lasca que saltou da rocha maior e os fragmentos não chegaram a atingir as casas”. Ele informou que a Prefeitura Municipal não tem permitido que ocorram desmatamentos nem a construção de edificações no entorno da serra, “justamente para impedir os desmoronamentos naturais que acontecem possam causar qualquer risco às pessoas”, enfatizou.

 

 

Por Luciana Rodrigues

Brasil despenca para 18º no ranking da Fifa; Espanha segue líder

A Seleção Brasileira despencou cinco posições no ranking da Fifa. O Brasil termina o ano de 2012 na 18ª colocação, a sua pior da história desde que o ranking foi adotado, em 1993. Com relação à lista de novembro, a Seleção caiu cinco posições. A liderança continua com a Espanha, que permanece na ponta pelo 16º mês consecutivo.[bb]

A segunda posição do ranking está com a Alemanha, enquanto a Argentina vem em terceiro e a Itália em quarto. Destaque para a seleção colombiana, a segunda mais bem colocada da América do Sul. O time de Falcao García subiu três posições e alcançou o quinto lugar. Os colombianos foram os que mais progrediram nos últimos 12 meses. Os sul-americanos haviam terminado 2011 na 36ª colocação, mas desde então registraram seis vitórias, um empate e somente uma derrota.

Outros destaques positivos no novo ranking são Equador, que subiu para o 13º lugar, e Mali, que ocupa atualmente a 25ª posição. A composição regional do top 50 não mudou na recente edição da lista. A Europa segue com a hegemonia com 27 países, a América do Sul tem nove, África conta com oito. Os representantes da América do Norte, Central e Caribe ficam com três vagas, mesmo número da Ásia.

Confira os primeiros colocados do ranking da Fifa:

 

Colocação Seleção       Pontuação
Espanha 1606 pontos
Alemanha 1437 pontos
Argentina 1290 pontos
Itália 1165 pontos
Colômbia 1164 pontos
Inglaterra 1151 pontos
Portugal 1144 pontos
Holanda 1124 pontos
Rússia 1070 pontos
10º Croácia 1064 pontos
11º Grécia 1033 pontos
12º Suíça 1004 pontos
13º Equador 999 pontos
14º Costa do Marfim 995 pontos
15º México 994 pontos
16º Uruguai 975 pontos
17º França 949 pontos
18º Brasil 946 pontos
19º Argélia 887 pontos
20º Suécia 870 pontos

 

 

Terra

Cícero Lucena e Zé lideram pesquisa do Jornal da Paraíba, Luciano Agra despenca para 10% e Estela só tem 5%

O ex-governador José Mara­nhão (PMDB) e o senador Cíce­ro Lucena (PSDB) saem na fren­te na disputa pela Prefeitura de João Pessoa, segundo pesquisa de intenção de votos realizada pelo Instituto de Pesquisas So­ciais, Políticas e Econômicas (Ipespe). A pesquisa, enco­mendada pelo Jornal da Para­íba, apresenta dois cenários, sendo um com a candidatura de Estelizabel Bezerra e outro com a candidatura de Luciano Agra, ambos do PSB. O mesmo critério foi adotado com as can­didaturas de Nonato Bandeira e Janduhy Carneiro, do PPS.

Em qualquer dos cenários, Maranhão e Cícero lideram a disputa na capital. No cenário 1, em que aparece o nome de Estelizabel, o pré-candidato do PMDB lidera com 22% dos votos. Em seguida vem o pré–candidato do PSDB com 19%, e em terceiro aparece Luciano Cartaxo, do PT, com 7%. Apesar de ser a favorita do governador Ricardo Coutinho, Estelizabel aparece distante dos primei­ros colocados na pesquisa, com apenas 5% das intenções de voto. A pesquisa Ipespe foi realizada quando ainda não havia sido divulgada a decisão do prefeito Luciano Agra de en­trar na disputa em João Pessoa. Sua decisão saiu dois dias após a pesquisa ter sido concluída. O PSB terá que escolher entre Estelizabel Bezerra e Luciano Agra na convenção que acon­tecerá no dia 10. Estelizabel Bezerra está um ponto à frente do deputado Toinho do Sopão (PTN), que tem 4% dos votos. Geraldo Amorim (PDT) obteve 2%. Já Nonato Bandeira (PPS) e Major Fábio (DEM) estão com 1%. Não pontuaram na pes­quisa ítalo Kumamoto (PSC), Lourdes Sarmento (PCO) e Antônio Radical (PSTU). O pré–candidato Renan Palmeira, do PSOL, sequer foi citado pelos entrevistados. 23% não sabem,ou não responderam e 16% vo­tam branco ou nulo.

Zé e Ciço

 

Jornal da Paraíba