Arquivo da tag: deflagrada

Operação Gabarito tem prisões na Paraíba, Pernambuco e Distrito Federal em nova etapa deflagrada nesta segunda

(Foto: Lucas Sá/Polícia Civil da Paraíba/Arquivo)

Uma nova etapa da operação Gabarito cumpriu cinco mandados de prisão na manhã desta segunda-feira (15) na Paraíba, em Pernambuco e no Distrito Federal contra suspeitos de integrarem uma organização criminosa que fraudava concursos públicos. De acordo com a Polícia Civil da Paraíba, foram duas prisões em Pernambuco, dois mandados de prisão cumpridos na Paraíba contra dois líderes da quadrilha que já estavam presos, e uma prisão de um policial civil no Distrito Federal.

Somente na Paraíba foram quatro mandados no total, sendo dois de prisão contra suspeitos já presos, Flávio Borges e Luiz Paulo Silva, e dois mandados de busca e apreensão. Conforme informações do delegado Lucas Sá, responsável pela Operação Gabarito, o policial civil do Distrito Federal era um membro importante na quadrilha. Em nota, a Corregedoria-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal (CGP-DF) explicou que ainda não está confirmada a participação do policial na organização.

“O policial preso no Distrito Federal atuava como um dos principais professores da Organização Criminosa, responsável pela resolução de provas da área de Direito”, explicou o delegado Lucas Sá.

A atuação do policial civil do Distrito Federal havia sido detectada no concurso do Ministério Público do Rio Grande do Norte. Lucas Sá comentou que chegou a pedir por duas vezes a prisão preventiva à Justiça da Paraíba, mas teve os pedidos negados.

O suspeito permaneceu em liberdade, trabalhando normalmente desde o início da operação Gabarito, e só foi preso nesta segunda-feira, em razão da decretação de sua prisão pela justiça do Piauí, com base nas informações encaminhadas pela Delegacia de Defraudações de João Pessoa.

Todos os mandados cumpridos pela Operação Gabarito nesta segunda-feira foram expedidos pela Justiça de Piauí. Durante as investigações da Polícia Civil da Paraíba, foi constatada a fraude do concurso público para agente penitenciário no Piauí pela organização criminosa sediada em João Pessoa, possibilitando a integração das ações da Gabarito na Paraíba com a Justiça piauiense.

A Polícia Civil do Piauí, por sua vez, colabora com a operação Sem Barreiras, deflagrada dentro do escopo da Gabarito. Foram cumpridos mandados de prisões preventivas e buscas e apreensões nas cidades de João Pessoa, Teresina no Piauí; Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Petrolina em Pernambuco; e Brasília no Distrito Federal.

Operação Gabarito

A operação iniciada pela Polícia Civil da Paraíba em maio de 2017 desarticulou uma organização criminosa tratada como “empresa” pelos mais de 82 suspeitos envolvidos, sendo 31 já presos pela polícia. O grupo fraudou concursos em pelo menos 15 estados, aprovou mais de 500 pessoas e movimentou R$ 29 milhões em 12 anos de atuação.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Sete são presos em operação ‘Maracatu’ deflagrada em Bananeiras e mais quatro cidades

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

As polícias Civil e Militar realizaram nas primeiras horas desta quarta-feira (1º), uma operação policial denominada “Maracatu” que resultou na prisão de sete pessoas. Foram cumpridos 23 dos 30 mandados de prisão, busca e apreensão em cinco cidades. A ação conjunta das polícias visa reprimir o tráfico de drogas, homicídios e crimes patrimoniais – especialmente assaltos a bancos – na região.

A operação aconteceu nas cidades de Guarabira, Serraria, Borborema, Bananeiras e Caiçara e movimentou aproximadamente 100 policiais.

Em Pirpirituba foram presos Daniel da Silva Freire, de 22 anos, e Josenildo Felipe Freitas, de 33 anos, acusados de participar uma tentativa de latrocínio no início de março na zona rural da cidade.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Também foram presos, Isaac Ferreira de Brito, de 24 anos, através de um mandado expedido pela justiça de Campina Grande, e José Marcelo do nascimento, de 32 anos; Cícero Barbosa de Lima, de 22 anos, e um menor de 17. Ainda há duas pessoas foragidas.

Os policiais ainda apreenderam celulares, armas e drogas.

 

nordeste1

Operação Windows de combate sonegação fiscal é deflagrada em seis cidades da Paraíba

 

Imagem Ilustrativa
Imagem Ilustrativa

A Secretaria de Estado da Receita, em atuação conjunta com o Ministério Público da Paraíba e as polícias Militar e Civil, deflagrou no início da manhã desta quinta-feira (11), em seis cidades do Estado, a Operação Windows, que deve cumprir 23 mandados de busca e apreensão, realizar 16 notificações do Ministério Público e dois mandados de prisão temporária, expedidos pela Justiça Estadual.

A operação visa desarticular um esquema de sonegação fiscal na ordem de mais de R$ 8 milhões e acontece paralelamente nos municípios de João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Juarez Távora, Mamanguape e Patos. Cerca de 90 servidores públicos entre auditores e policiais participam da operação.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Para detalhar os resultados da “Operação Windows”, os gestores da Secretaria de Estado da Receita, da Promotoria de Combate à Sonegação Fiscal e do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), responsáveis pela coordenação e execução da operação, vão conceder uma entrevista coletiva, às 11h, no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça da Paraíba, no Centro de João Pessoa.

Data: 11/12/2014 (Quinta-feira)

Hora: 11h

Local: Auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, Centro, João Pessoa

 

Secom-PB

PF entra em investigações de venda de carros de luxo roubados na PB; Operação foi deflagrada em Solânea

Motos apreendidas foram levadas para pátio da CPTran (Foto: Reprodução/TV Paraíba)

O major Eduardo Jorge de Souza, comandante da Companhia de Polícia de Trânsito de Campina Grande (CPTran), informou nesta sexta-feira (20) que a Polícia Federal vai auxiliar nas investigações de um esquema de desmanche de peças e venda de carros roubados no Agreste paraibano. Na quinta-feira (19), três pessoas foram presas durante a Operação Finan no município de Solânea, por suspeita de roubo e furto de carros e motocicletas. No total, 33 veículos foram apreendidos, sendo 32 em Campina Grande e um no municipio de Solânea. Entre eles havia sete caminhonetes importadas, além de motos de motos de 350 e 600 cilindradas.

No total, a Justiça de comarca de Esperança expediu cinco mandados de prisão, dos quais dois permanecem em aberto. São considerados foragidos o proprietário de uma loja de veiculos no Centro de Campina Grande e o irmão dele. O estabelecimento foi interditado nesta sexta-feira. Segundo o advogado do empresário, Vital Bezerra Lopes, não há indícios de que falsificação da documentação dos carros e motos apreendidos.

Segundo o major Eduardo, o principal objetivo da parceria com a Polícia Federal é apurar as suspeitas de que funcionários de cartórios de Campina Grande estariam envolvidos no processo de falsificação dos documentos dos veículos roubados, para torná-los aptos à venda. Ele explicou que sete documentos de sete veículos diferentes estavam no nome da mesma pessoa.

Um dos indícios de irregularidades estaria nas datas de transferências dos carros registradas em cartório. Um dos documentos constava como registrado no dia 30 de abril de 2012, que ainda não passou. A quadrilha estaria tentando burlar o pagamento dos emplacamentos dos carros e motos.

G1 PB

Focando a Notícia