Arquivo da tag: Cristóvão

Cristóvão descarta demissão após eliminação do Vasco na Copa do Brasil

 (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
(Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

A derrota para o Vitória que resultou na eliminação do Vasco na Copa do Brasil aumentou a pressão sobre o técnico Cristóvão Borges. Apesar de estar em baixa com a torcida, o treinador negou qualquer conversa com a diretoria sobre a possibilidade de deixar o clube e disse que a pressão é normal.

“Não tive conversa com ninguém da diretoria sobre isso (demissão). No vestiário estava o nosso diretor, nosso vice de futebol. Conversamos normalmente. Essa coisa de pressão é normal. Uma equipe como o Vasco vem dessa pressão não é de hoje. A pressão vem de algum tempo, porque sabemos que o clube precisa ter campanhas e resultados mais sólidos. Sabemos disso. O trabalho segue. Vou continuar trabalhando normalmente”, disse o técnico em entrevista coletiva.

Sobre a eliminação desta quinta-feira, Cristóvão disse que o resultado do primeiro jogo foi determinante, quando o Vasco ficou apenas no 1 a 1 em São Januário e jogou grande parte do confronto com um jogador a mais.

“O resultado do primeiro jogo leva uma grande parte do resultado final. Jogando em casa tinha que fazer o resultado, e aconteceu daquela maneira. Tínhamos um jogador a mais, sabíamos disso. A Copa é jogada dessa maneira. No jogo em casa tem que aproveitar. Não aproveitamos, e ficou mais difícil”, destacou.

O Vasco agora se concentra apenas na disputa do Campeonato Carioca. Neste domingo, o clube tem clássico contra o Botafogo, no estádio Nilton Santos, pela segunda rodada da Taça Rio.

Band

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Ainda melhoraremos de vez, diz Cristóvão após derrota em clássico

cristovaoMesmo com a derrota por 2 a 1 para o Santos neste domingo (11), o técnico Cristóvão Borges apontou uma evolução da equipe do Corinthians. Segundo o técnico, o time não foi bem no segundo tempo, mas progrediu em relação às últimas rodadas.

“Temos resultado sim. Entendemos que a equipe, agora, melhorou em termos de atuação. Assim aconteceu hoje, menos no segundo tempo. Nas ultimas partidas, a equipe melhorou, antes oscilava bastante. Se seguirmos nesse caminho, logo melhoramos de vez”, falou Cristóvão em entrevista coletiva.

O Corinthians começou vencendo o clássico alvinegro, mas cedeu a virada. Os dois gols do Santos saíram no segundo tempo. O primeiro foi com Victor Bueno, de pênalti, aos 25 minutos, e a virada veio aos 40 com Renato.

“Nós temos consciência do que fizemos. Fizemos também coisas boas. O jogo teve para nós e escapou. É claro que permitimos isso, e vamos analisar. Conversamos um pouco, mas vamos conversar melhor. Sabemos que nos segundo tempo, permitimos mais a equipe do Santos e, por isso, tomamos a virada”, analisou o comandante.

“A orientação era para continuar do mesmo jeito na segunda etapa. Marcando pressão, marcando em cima. Mas isso é difícil acontecer nos 90 minutos. Para isso, precisávamos ter a melhor posse de bola. Mas a defesa não estava conseguindo subir”, acrescentou o treinador do Corinthians.

Com o resultado, o Corinthians continua na quarta posição, com 40. Na próxima rodada, o alvinegro encara o Coritiba, na quarta-feira (14), às 21h45 (de Brasília), no estádio Couto Pereira. O jogo é válido pela 25ª rodada do Brasileiro.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Gaúcho é demitido do Vasco. Autuori, Cristóvão e Ney Franco são opções

Gaúcho faz cara feia durante a derrota para o NovaIguaçu: demitido do cargo (Foto: Ag. Estado)
Gaúcho faz cara feia durante a derrota para o Nova
Iguaçu: demitido do cargo (Foto: Ag. Estado)

Gaúcho não é mais treinador do Vasco. O anúncio da demissão foi feito pelo diretor executivo René Simões, logo após a derrota para o Nova Iguaçu, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, em Volta Redonda. Foi o terceiro revés seguido do time no Campeonato Carioca, o segundo para times de menor investimento. A decisão pela troca, entretanto, já estava mais que madura.

– Durante a semana, conversei sobre a possibilidade com o Ricardo (Gomes, diretor técnico) e até com o presidente (Roberto Dinamite), mas jamais achei que o time ia perder novamente. Vi falta de reação no vestiário, um time apático no campo e nos treinamentos. Gaúcho entendeu a demissão – declarou René.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Gaúcho, que estava no Vasco desde 2009, já foi treinador da base, técnico interino e auxiliar, além de treinador principal, não será realocado para outro setor do clube. Logo após o apito final, antes de saber da decisão, ele chegou a dizer que nunca sairia do Vasco. O técnico havia assinado um contrato até 2014. Desta forma, terá direito a receber uma multa rescisória.

A bola nem havia rolado em Volta Redonda, mas o destino de Gaúcho estava selado. A diretoria já tinha a certeza de que ele não deveria permanecer como treinador do Vasco. A derrota por 2 a 0 para o Nova Iguaçu serviu apenas para oficializar a decisão do comando do futebol, que ao longo da semana havia iniciado os contatos para contratar um técnico. E isso aconteceria até mesmo se houvesse uma vitória cruz-maltina no Estádio Raulino de Oliveira.

Autuori, Cristóvão e até Ney Franco

Nos últimos dias, o Vasco trabalhou com alguns nomes disponíveis no mercado. Os dirigentes se informaram sobre Paulo Autuori, que é o principal sonho, Cristóvão Borges, que é a possibilidade mais viável, e Dorival Júnior. No entanto, o técnico que recentemente deixou o Flamengo não deve retornar a São Januário, já que provavelmente trabalhará no exterior.

Ex-técnico da seleção do Catar, Paulo Autuori é o principal nome a ser buscado pelo diretor executivo René Simões, que é quem está à frente do processo. Mesmo assim, sabe-se que é uma possibilidade complicada, já que o treinador é considerado caro. No entanto, o clube promete investir, já que se trata do número um da lista. Além disso, a forte amizade entre Autuori e o diretor técnico Ricardo Gomes pode ser um ponto a favor.

Em se tratando de amizade com Ricardo Gomes, Cristóvão Borges aparece como a opção mais viável, também do ponto de vista econômico. O treinador que conduziu a equipe ao segundo lugar no Brasileiro e à semifinal da Copa Sul-Americana de 2011, além das quartas de final da Libertadores, está desempregado desde que deixou São Januário, em setembro do ano passado.

O Vasco julga interessante também o nome de Ney Franco. O treinador do São Paulo vive momento de instabilidade no clube paulista. Ele não foi contactado, mas é visto com bons olhos pela cúpula do futebol cruz-maltino.

René promete ‘respostas’ para quinta

Presente à derrota para o Nova Iguaçu em Volta Redonda, René Simões é quem está na linha de frente na busca pelo novo treinador do Vasco, embora Ricardo Gomes tenha voz ativa. Ao menos no discurso, René garante que ainda não havia contactado nenhum substituto.

– Tenho um restaurante, e já me disseram que eu não podia demitir o cozinheiro sem saber quem contratar para a cozinha. Mas, apesar disso, não sondei ninguém. Todas as respostas vamos ter amanhã (quinta-feira) – finalizou René Simões.

 

 

Globoesporte.com

Polícia Civil em Araruna realiza “Operação São Cristovão” e inova na devolução de motos apreendidas

A Polícia Civil de Araruna vem realizando apreensões de motos com registro de furtos ou roubos e que circulam na Comarca de Araruna. Tal ação está sendo denominada pelo Delegado Dr. Ilamilto Simplicio como “Operação São Cristovão”, uma alusão ao Santo Protetor dos motoristas. Com tal ação a polícia civil, bem como a polícia militar, tem apreendido várias motos roubadas na região.
O Delegado Dr. Ilamilto Simplicio está inovando na entrega dos veículos apreendidos. O Delegado está localizando a vítima através do sistema INFOSEG da polícia e encaminhando via correios correspondência comunicando a recuperação do veículo. Nesta última semana de outubro de 2012 foram entregues três motos, todas roubadas no Estado do Rio Grande do Norte e devolvida aos respectivos proprietários.
“Enviamos uma correspondência com AR informando à vítima que a moto dela fora recuperada em Araruna e que mantivesse contato por telefone, devendo trazer os documentos pessoais e o BO do registro da ocorrência do furto ou roubo”. Comentou Dr. Hilamilton. Segundo o Delegado a invoção está dando certo. “Encaminhamos duas correspondências e as duas pessoas já vieram receber suas motos, uma da cidade de PARNAMIRIM/RN e outra que está residindo em RECIFE/PE. Você imagina a surpresa que o cidadão tem ao receber uma correspondência de uma delegacia lhe informando que o seu veículo foi recuperado pela polícia e que ele pode vir buscá-lo.A cidadã da cidade de Parnamirim/RN teve sua moto roubada há três anos, então você imagina a surpresa ao receber a nossa correspondência.” concluiu o Delegado.
“Só nos resta parabenizar a polícia civil da Paraíba, na pessoa do Delegado Dr. Ilamilto Simplicio e sua equipe, pela inovação e criatividade na localização das vítimas de furtos e roubos de veículos, esperando que os demais delegados e própria polícia civil, como instituição, possa estimular os demais delegados a agirem desse modo.”  Comentou uma das vítimas de roubo que teve sua moto recuperada.
Com Assessoria

Cristóvão deixa o comando do Vasco

Cristóvão Borges não é mais o técnico do Vasco. O treinador anunciou seu pedido de demissão um dia depois da derrota por 4 a 0 para o Bahia, em São Januário. A decisão foi comunicada em entrevista coletiva no início da noite desta segunda-feira ao lado do presidente Roberto Dinamite e do diretor de futebol Daniel Freitas. O auxiliar Gaúcho vai dirigir o time interinamente na partida contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Pressionado pela torcida frequentemente – e ainda mais por causa dos últimos resultados -, Cristóvão deixa o clube pouco depois de completar um ano no cargo. Assumiu o comando da equipe em 28 de agosto de 2011, quando Ricardo Gomes sofreu um AVC durante o clássico contra o Flamengo. Desde então, saltou do posto de auxiliar para o de técnico titular.

Cristóvão e Dinamite, Vasco da gama (Foto: André Casado / Globoesporte.com)Cristóvão e Dinamite no momento do anúncio da saída (Foto: André Casado / Globoesporte.com)

De acordo com Cristóvão, a possibilidade já vinha sendo amadurecida em outros momentos, mas foi decidida a partir da noite de domingo. Nos últimos oito jogos, o time conquistou apenas uma vitória. Ele revelou que chegou a telefonar para Gomes, que não aprovou a atitude, assim como sua família. Mas foi irredutível em sua posição.

– Tomei essa decisão sozinho, não tive ninguém que me apoiasse. Nem a minha família, nem o Ricardo (Gomes), e a diretoria não esperava. Mas sou eu que estou vivendo esse momento, achei que essa fosse a hora. Como qualquer quebra de relação, é dolorida, machuca. Sei o quanto estou perdendo, mas é a melhor decisão para mim e para o crescimento do Vasco nesse momento – disse Cristóvão, que manteve seu ar sereno.

Em pouco mais de um ano, Cristóvão dirigiu o Vasco em 78 partidas, com 41 vitórias, 18 empates e 19 derrotas, com 60,2% de aproveitamento. Foram três vice-campeonatos no período

A diretoria também descartou a volta de Ricardo Gomes. O treinador, que ainda se recupera do AVC sofrido há pouco mais de um ano, projeta sua volta ao trabalho apenas em 2013 e não tem contrato com o clube. A busca imediata será por um profissional disponível no mercado.

Sob o comando de Cristóvão, o Vasco fechou o Campeonato Brasileiro do ano passado em segundo lugar, chegou à semifinal da Copa Sul-Americana e foi vice-campeão também da Taça Guanabara e Taça Rio. Além disso, quebrou um recorde ao se manter no G-4 por 48 rodadas consecutivas. Ele dirigiu a equipe em 78 partidas, com 41 vitórias,18 empates e 19 derrotas, um aproveitamento de 60,2% dos pontos disputados.

Cristóvão agradeceu o apoio de todos no clube, inclusive da torcida, lembrando que teve grandes momentos. Mas ressaltou as dificuldades de relacionamento.

– Na conversa que tive com o presidente, coloquei essa necessidade de dar uma mexida e uma sacudida que se fazia necessária. Minha saída é mais valiosa do que meu prosseguimento à frente da equipe. Por isso, tomei essa decisão. Espero estar contribuindo para uma melhora. Me dá orgulho ter feito essa campanha. Agradeço ao Vasco, ao presidente, ao vice de futebol, seu Mandarino, ao Daniel (Freitas, diretor de futebol) pela oportunidade de ter feito parte de um clube desse porte. Deixo um agradecimento especial, apesar das discordâncias, à torcida. Tivemos grandes momentos aqui, e é isso que fica. E um agradecimento especial ao grupo de jogadores, que me manteve aqui por tanto tempo com toda a exigência e pressão. Acredito neles, vão dar a volta por cima. Esse agradecimento é de coração, porque sem eles nada disso de maravilhoso teria acontecido. Peço desculpas a vocês (jornalistas) por alguma coisa, mas acho que a relação sempre foi boa. É vida que segue. Nos encontraremos em outras ocasiões ainda – projetou Cristóvão, antes de se levantar e dar um forte abraço em Dinamite, com um sorriso no rosto.

Sentado ao lado de Cristóvão na entrevista coletiva, Roberto Dinamite agradeceu o trabalho do treinador e reforçou que a ideia da diretoria não era a de encerrar a parceria neste momento.

– Agradecemos a contribuição que ele deu na continuidade do trabalho do Ricardo. Não era aquilo que desejamos para o clube, mas o futebol vive de momentos. Levou o Vasco a uma condição de vice-campeonato brasileiro, está no G-4 há mais de 40 rodadas (48 no total). As pessoas às vezes enxergam que isso que não é suficiente. Num conversa franca e verdadeira, ele colocou a nós a posição que é muito mais dele. Interpelamos, mas é uma decisão pessoal. E vamos dar sequência ao trabalho no dia a dia.

Por meio do Twitter, Dedé se manifestou com palavras de carinho e agradecimento ao seu ex-treinador.

– Cristóvão Borges, gostaria muito de te agradecer pessoalmente tudo que aprendi como atleta e como pessoa! Você foi um cara que me tratou como um filho, por isso te respeito muito. Deus te abençoe muito! Muito, mas muito obrigado, de todo o coração! – escreveu o zagueiro, que está em Recife, onde nesta segunda-feira defende a Seleção Brasileira no amistoso contra a China.

O Vasco é o nono clube a trocar de treinador neste Brasileiro, sucedendo Atlético-GO, São Paulo, Inter, Bahia, Figueirense, Flamengo, Sport e Coritiba.

Globoesporte.com