Arquivo da tag: Covid-19

SES reforça medidas de prevenção contra Covid-19 para o dia das eleições

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está reforçando as recomendações para a prevenção contra o novo coronavírus durante as eleições municipais, que serão realizadas neste domingo (15). Devido ao pleito, a circulação de pessoas terá um aumento nas ruas e nos locais de votação; logo, será necessário redobrar os cuidados com o uso de máscaras, higiene das mãos e distanciamento social. As orientações fazem parte do Plano Novo Normal Paraíba, que visa manter as flexibilizações gradativas e seguras das atividades no Estado.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, esta será uma eleição atípica, em que a população terá que se adaptar e estar atenta à prevenção contra a Covid-19. “Há uma série de medidas de prevenção que podem ser feitas pelo eleitor, como ter disponível fácil nas mãos o documento com foto, ou no celular o aplicativo do e-título, respeitar a demarcação do distanciamento na fila, usar álcool em gel antes e depois da votação e levar a própria caneta para evitar o compartilhamento de objetos”, reforça.

O protocolo das eleições 2020 prevê ainda outras recomendações para a população tais como: manter o distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas; evitar contato físico entre as pessoas; Só permitir acesso ao local de votação/seção eleitoral o eleitor que fizer o uso obrigatório da máscara; não circular livremente pelas seções eleitorais; evitar que crianças e adolescentes com menos de 16 anos sejam levados às seções eleitorais.

O secretário explicou ainda que as atitudes tomadas no domingo irão refletir diretamente na situação epidemiológica do vírus no estado. “Se as pessoas não tiverem cautela no domingo, haverá um aumento significativo nas contaminações por Covid-19 no Estado, lembrando que não são recomendados beijos, abraços e apertos de mão, o que é bem comum durante as comemorações pela vitória dos candidatos. É preciso ter responsabilidade para que a Paraíba não vivencie um aumento significativo de casos e consequentemente de ocupação de leitos nos meses de dezembro e janeiro”, observa o secretário.

As recomendações da SES abrangem ainda os locais de votação, a segurança pública e os candidatos. Todas as orientações estão disponíveis no site.

 

Secom

 

Eleições 2020: TSE reforça ações para evitar contágio da Covid-19 durante votação

A poucos dias do primeiro turno das Eleições Municipais deste ano, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) alerta a população sobre as medidas de segurança que devem ser tomadas por todos no dia da votação para evitar o contágio do novo coronavírus. Para auxiliar eleitores, candidatos e poder público durante o pleito, o TSE publicou o Plano de Segurança Sanitária. A publicação, que pode ser baixada no site do tribunal, contém diretrizes sobre ações a serem tomadas nessas eleições.

Em live promovida pelo TSE, Google Brasil e Instituto Palavra Aberta, o médico Roberto Kalil Filho, presidente do Instituto do Coração (Incor), reforçou que o mundo ainda enfrenta uma pandemia. Segundo ele, é fundamental que todos os eleitores respeitem as medidas de contenção da Covid-19.

“Ainda estamos na pandemia. Independentemente do processo eleitoral todos precisam usar máscaras e o distanciamento se faz necessário para evitar a contaminação, nos protegermos e também proteger o próximo”, afirmou o médico.

Por conta da pandemia, o Congresso Nacional alterou o calendário eleitoral previsto para este ano. Anteriormente, o primeiro e segundo turno estavam marcados para 4 e 25 de outubro, respectivamente. Com a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), as datas passaram para 15 e 29 deste mês.

Neste ano, os eleitores não precisarão se identificar por meio de biometria, segundo determinação do TSE para minimizar o risco de contágio do coronavírus. Além disso, o presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso, disse que o Ministério da Saúde disponibilizou três milhões de máscaras para serem distribuídas aos eleitores que eventualmente compareçam aos postos de votação sem o acessório.

“O Ministério da Saúde gentilmente disponibilizou três milhões de máscaras para eleitores que eventualmente não a tenham. Estamos falando de pessoas que não tenham condições de comprar ou que tiveram algum problema [para não levá-las].”

O TSE recomenda que eleitores e mesários com sintomas da Covid-19 ou que tenham sido contaminados pela doença até 14 dias antes das eleições não compareçam aos locais de votação. O tribunal ampliou o horário de votação das Eleições Municipais deste ano em uma hora e ocorrerá das 7h às 17h. No entanto, entre 7h e 10h, o horário será preferencial para as pessoas com mais de 60 anos.  Para mais informações acesse: https://www.tse.jus.br/

Fonte: Brasil 61

 

 

Em novo boletim, secretaria de Saúde de Solânea informa mais 3 casos negativos da Covid-19 na cidade

A Secretaria Municipal de Saúde de Solânea – PB informa à toda população que continuamos com 7️28 PACIENTES RECUPERADOS da Covid-19 em nossa cidade. Nesta sexta-feira (10) realizamos 3 (três) testes em nosso laboratório, onde todos testaram NEGATIVO. Não recebemos informações de outros locais.

Há dias em que realizamos poucos testes e em outros muitos testes. Isso depende da data mínima para a realização dos mesmos.

É como os pacientes se apresentam no dia do teste. Essas informações nos são repassadas pelos pacientes e pelos locais onde são realizados os testes que não sejam em nosso laboratório. Alguns chegam assintomáticos para realizarem a testagem.

O número de casos pode divergir do Boletim da SES. Isso se deve a situações como duplicidade no sistema, testes realizados em Hospital, UPA, farmácia ou laboratório de outros Municípios ou Estados, onde pacientes apresentam o cartão do SUS de Solânea, mesmo não residindo na cidade e não chega à informação na Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Solânea. Sendo assim, continuamos monitorando e dando assistência a todos os casos que identificamos em nossa cidade. Os demais, o serviço de processamento de dados vem procurando corrigir este impasse no sistema de notificações.

A Secretaria de Saúde está tomando todas as medidas de monitoramento, tratamento e assistência aos pacientes e pessoas que tiveram contato com os mesmos. Recomendamos a todos que continuem com o distanciamento social e só saiam de casa em casos extremamente necessários, com o uso obrigatório de máscaras.

FN com SMS

 

 

Anvisa informa que ainda não existe segurança nas vacinas testadas contra Covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a interrupção do estudo clínico da vacina CoronaVac. Isso devido uma ocorrência de um evento adverso grave, que aconteceu no dia 29/10. Desta forma, ficou decidido pela interrupção do estudo para avaliar os dados observados até o momento e julgar o risco/benefício da continuidade do estudo. Esse tipo de interrupção é previsto pelas normas da Anvisa e faz parte dos procedimentos de Boas Práticas Clínicas esperadas para estudos clínicos conduzidos no Brasil.

Com a interrupção do estudo, nenhum novo voluntário poderá ser vacinado. A Anvisa reitera que, segundo regulamentos nacionais e internacionais de Boas Práticas Clínicas, os dados sobre voluntários de pesquisas clínicas devem ser mantidos em sigilo, em conformidade com princípios de confidencialidade, dignidade humana e proteção dos participantes.

Além disso, a Anvisa informou que apesar das notícias promissoras divulgadas por laboratórios farmacêuticos em busca de uma imunização eficiente contra a Covid-19, até o momento não existem dados para a avaliação da eficácia e da segurança destes produtos. Desta forma, não é possível antecipar posições sobre a eficácia e a segurança das vacinas antes que as pesquisas sejas concluídas e os dados analisados. Todas as quatro vacinas para Covid-19 em teste no país encontram-se na fase 3 de pesquisa e ainda não há resultados conclusivos para nenhum dos produtos.

Fonte: Brasil 61

 

 

Congresso da LBV online discute “O impacto da Covid-19 e o futuro da Assistência Social” 

Nos dias 9, 10 e 11 de novembro, a Legião da Boa Vontade (LBV) promove a edição on-line de seu 25º Congresso Internacional de Assistência Social, que discutirá “O impacto da Covid-19 e o futuro da Assistência Social”. A expectativa é reunir profissionais atuantes nas áreas da Assistência Social e dos Direitos Humanos, representantes da sociedade civil e de movimentos sociais, educadores sociais, estudantes e pessoas interessadas no tema.

O evento tem como objetivo discutir os desdobramentos da pandemia na Assistência Social, na promoção da cidadania planetária, propondo caminhos aos desafios gerados pela instabilidade econômica, que resultará no aumento das demandas sociais.

Durante os três dias, o congresso reunirá palestrantes do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA), PUC-SP, UFRJ, Conade, UNB e da LBV, que apresentarão importantes contribuições sobre os desdobramentos da pandemia na Assistência Social, na promoção da cidadania planetária.

O evento é gratuito e com certificado de participação, para fazer a inscrição pode acessar: www.lbv.org/congressosocial

Compartilhe também com os amigos e faça parte deste importante encontro!

Assessoria

 

 

Casos de covid-19 crescem 8,5% em João Pessoa no mês de outubro, mas PMJP anuncia novas flexibilizações

O número de contaminados pelo novo coronavírus (covid-19) no mês de outubro foi superior a quantidade de casos registrados no mês de setembro. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que em setembro contabilizou 2.757 pessoas que testaram positivo.

Entre os dias 1º e 31 de outubro, 2.992 pessoas testaram positivo para a doença na Capital, um aumento de 8,5% em relação ao mês anterior.

Entre a sexta e o sábado, a capital paraibana foi a cidade que mais registrou casos de covid-19 em todo o estado. Foram 137 testes positivos, totalizando 32.788 novos casos. Ainda segundo a SES, 995 pessoas já morreram vítimas da covid-19 em João Pessoa.

Mesmo com a alta do número de casos, o prefeito Luciano Cartaxo, na última sexta-feira (30), anunciou novas medidas de flexibilização a partir do próximo dia 6. A PMJP liberou eventos em teatros, arenas auditórios e ginásios.

De acordo com o último boletim epidemiológico emitido neste sábado (31) pela Secretaria, a Paraíba registrou 419 novos casos de Covid-19 e 10 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 133.149 pessoas já contraíram a doença, 108.665 já se recuperaram e 3.101, infelizmente, faleceram.

GERALDO MEDEIROS

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, teme que as novas medidas de flexibilização anunciadas pelo prefeito Luciano Cartaxo eleve os números de casos e, consequentemente, o número de mortos.

Medeiros declarou que a PMJP promove “uma flexibilização atabalhoada sem obedecer a 10ª atualização do Plano Novo Normal, cuja bandeira Amarela atual atingida por João Pessoa não permitiria aquela aberturas”, declarou o secretário.

 

PB Agora

 

Especialistas avaliam que apesar da Covid-19, 2020 não foi um ano perdido para a educação

Durante a pandemia causada pela Covid-19, em que as pessoas precisaram se recolher dentro de casa, um triste cenário se repetiu por todo o país: portões das escolas fechados e alunos distantes das salas de aulas. E não foi apenas uma cena para se gravar na memória, mas um fato que marcou profundamente a história do ensino no Brasil, com consequências que podem demorar alguns anos para serem revertidas.

Por isso, a volta às aulas em formato presencial é um momento bastante aguardado pela população brasileira. Há alguns meses, o Governo Federal, entidades de educação, secretárias estaduais e municipais debatem o assunto para definir a melhor forma de realizar essa retomada às aulas.

Um exemplo de medida adota em favor desse retorno, foi o investimento feito pelo Ministério da Educação para as escolas públicas por todo o país com um valor total de R$ 454 milhões para aquisição de materiais e insumos necessários para prevenir a transmissão da Covid-19 entre estudantes e profissionais da rede básica.

Para Cecilia Motta, que é secretária de Educação do Mato Grosso do Sul e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), ainda há muitos debates e ações a serem desempenhados para que a educação no Brasil possa se reestruturar, uma vez que a pandemia da Covid-19 alargou as desigualdades entre a qualidade de ensino e oportunidade entre os estudantes.

“A diversidade já existe, a pandemia só escancarou isso. Quem não teve tecnologia para estudar, na verdade é porque já não tinha antes mesmo, tinha menos condições. Quer dizer que a desigualdade social, que já existia, aumentou nesse momento. Mas eu gostaria de destacar o esforço dos professores, diretores e coordenadores que nos surpreenderam com sua criatividade e sua garra, fazendo com que o aluno perdesse o mínimo possível, fazendo com que os impactos [da pandemia] fossem o menor possível”, destacou Motta.

Mesmo considerando que os impactos da pandemia de Covid-19 no ensino brasileiro possam perdurar por alguns anos, a reinvenção na forma de ensinar fez com que 2020 não fosse um ano perdido para os mais de 36 milhões de alunos espalhados por quase 117 mil escolas pelo país. E é isso o que afirma o coordenador de projeto do Todos Pela Educação, Ivan Gontijo.

“A gente teve uma mobilização muito grande das secretarias [de educação], dos professores, dos diretores, dos estudantes para a educação não parar, para a gente conseguir migrar para o ensino remoto. Lógico, o ensino remoto não chegou para todo mundo, mas eu acho que a educação não parou. Então, eu não diria que esse foi um ano perdido, mas foi o ano mais difícil da história da educação básica. A questão é que dizer que não foi o ano perdido não significa a gente não reconhecer todos os impactos que esse ano teve”, afirmou Gontijo.

O Todos pela Educação é uma organização sem fins lucrativos suprapartidária e independente, composta por diversos setores da sociedade brasileira com o objetivo de assegurar o direito à educação básica de qualidade para todos os cidadãos até 2022 – ano que se comemora o bicentenário da independência do Brasil.

Já o Conselho Nacional de Secretários de Educação é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos, que reúne as Secretarias de Educação dos Estados e do Distrito Federal. Seu objetivo é promover a integração das redes estaduais de educação e intensificar a participação dos estados nos processos decisórios das políticas nacionais, além de promover o regime de colaboração entre as unidades federativas para o desenvolvimento da escola pública.

Fonte: Brasil 61

 

 

Paraíba registra 252 novos casos de Covid-19 e mais 7 óbitos pela doença

Nesta quinta-feira (29), a Paraíba registrou 252 novos casos de Covid-19 e 7 óbitos confirmados desde a última atualização, 4 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 132.231 pessoas já contraíram a doença, 107.984 já se recuperaram e 3.083 faleceram. Foram realizados 415.059 testes para diagnóstico da Covid-19.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 36%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 39%. Em Campina Grande estão ocupados 24% dos leitos de UTI adulto e no sertão 50% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 252, nos quais 10 municípios concentram 168 casos, o que representa 66,66% dos casos em toda a Paraíba. São eles:

João Pessoa, com 57 novos casos, totalizando 32.506; Cabedelo, com 23 novos casos, totalizando 3.254; Cajazeiras, com 21 casos novos, totalizando 2.677; Rio Tinto, com 12 novos casos, totalizando 1.199; Campina Grande, com 11 novos casos, totalizando 13.763; Guarabira, com 10 novos casos, totalizando 4.654; Patos, com 10 novos casos, totalizando 4.788; São João do Rio do Peixe, com 09 novos casos, totalizando 441; Araçagi, com 08 novos casos, totalizando 542; Baía da Traição, com 07 casos novos, totalizando 733.

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 29/10, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 174 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 07 óbitos registrados nesta quinta ocorreram em residentes de 05 municípios entre 21 de julho e 28 de outubro, 05 deles ocorridos nas últimas 48 horas. Os pacientes tinham idade entre 43 e 93 anos. Hipertensão foi a comorbidade mais freqüente.

Mulher, 93 anos, residente em Santa Rita. Hipertensa, diabética e obesa. Início dos sintomas 15/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/10/2020.

Homem, 63 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético e cardiopata. Início dos sintomas em 25/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/10/2020.

Mulher, 55 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa. Início dos sintomas em 12/09/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 28/10/2020.

Mulher, 43 anos, residente em Patos. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 24/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/10/2020.

Homem, 67 anos, residente em Santa Rita. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 21/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 27/10/2020.

Homem, 86 anos, residente em Juarez Távora. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 11/10/2020. Foi a óbito em hospital público no mesmo dia.

Homem, 81 anos, residente em Riachão do Poço. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 30/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 21/07/2020.

 

WSCOM

 

 

Alemanha terá novo lockdown enquanto Covid-19 dispara na Europa

A Alemanha imporá lockdown emergencial de um mês, que inclui o fechamento de restaurantes, academias de ginástica e teatros para reverter um pico de casos de coronavírus que pode sobrecarregar os hospitais, disse a chanceler Angela Merkel, nesta quarta-feira (28).

“Precisamos agir agora”, disse Meekel, acrescentando que a disparada recente no número de infecções gerou apoio político e público a novas medidas duras para reduzir os contatos sociais e conter surtos.

A partir de 2 de novembro, reuniões particulares serão limitadas a dez pessoas de, no máximo, duas casas. Restaurantes, bares, teatros, cinemas, piscinas e academias de ginástica serão fechadas, e shows serão cancelados.

Competições esportivas profissionais só poderão ser realizadas sem espectadores. As pessoas serão exortadas a não viajar por razões que não sejam essenciais, e pernoites em hotéis só estarão disponíveis para viagens de negócios.

Escolas e creches permanecerão abertos, assim como lojas, contanto que respeitem o distanciamento social e regras de higiene. As normas de âmbito nacional substituem uma colcha de retalhos confusa de medidas regionais.

Para tornar as medidas mais palatáveis, especialmente para empresas menores, a Alemanha oferecerá ajuda financeira para aqueles que forem prejudicados pela novas restrições.

Conforme um novo pacote de ajuda equivalente a US$ 11,82 bilhões, empresas com até 50 funcionários receberão no mês de novembro 75% da sua renda do mesmo período do ano anterior.

Além disso, trabalhadores autônomos, como artistas e assistentes de palco, terão acesso a empréstimos de emergência, e o governo ampliará um programa de liquidação existente para dar às pequenas empresas com menos de dez funcionários acesso a empréstimos muito baratos.

Maior economia da Europa, a Alemanha foi amplamente elogiada por manter as taxas de infecção e mortes abaixo das de muitos de seus vizinhos na primeira fase da crise, mas agora está no meio de uma segunda onda, como a maior parte do continente.

Os casos aumentaram em 14.964 e chegaram a 464.239 nas últimas 24 horas, disse o Instituto Robert Koch, a agência de doenças infecciosas alemã, nesta quarta-feira. As mortes aumentaram em 85 e chegaram a 10.183, intensificando o temor em relação ao sistema de saúde depois que Merkel alertou que ele pode chegar a um ponto de ruptura se as infecções continuarem a disparar.

Agência Brasil

 

Léa Toscano recebe alta médica e se recupera bem da Covid-19

Ex-prefeita de Guarabira, ex-deputada estadual e atualmente secretária da Mulher em Guarabira, Léa Toscano, de 70 anos, recebeu alta médica na manhã desta segunda-feira (26), depois de ter ficado internada no Hospital da Unimed em João Pessoa para se tratar de sintomas da Covid-19.

De acordo com informações de familiares, Léa precisou ser internada para ter os cuidados necessários com com equipe médica da unidade hospitalar e necessitou de fisioterapia respiratória. A ex-prefeita não precisou ser intubada e a todo momento estava lúcida e reagiu bem ao tratamento. Ela ficará em seu apartamento mantendo os cuidados necessários.

Além de Léa, a deputada estadual Camila Toscano (PSDB), sua filha, também foi infectada, mas com sintomas leves, não precisou de internamento e já saiu da quarentena. O candidato a vice-prefeito, ex-secretário Wellington Oliveira (PSDB) também foi contaminado, ficou internado no Hospital da Unimed e nesta segunda-feira (26) também recebeu alta médica.

Candidato à reeleição, o prefeito de Guarabira, Marcus Diôgo (PSDB), também testou positivo para Covid-19, mas com sintomas leves não precisou ser hospitalizado. Em razão disso, tanto Marcus quanto Wellington se afastaram das atividades de campanha e cumpriram os protocolos estabelecidos pelas autoridades sanitárias.

 

portal25horas