Arquivo da tag: contempladas

Cerca de 1.800 municípios já têm acesso à banda larga popular; confira as cidades contempladas na PB

 

 

Iniciativa oferece conexão rápida na velocidade de 1 megabit por segundo ao valor mensal de R$ 35 (com impostos)

No Brasil, hoje, um total de 1.842 cidades, em 25 estados e no Distrito Federal, já contam com a oferta de banda larga popular. A iniciativa, que oferece conexão rápida na velocidade de 1 megabit por segundo ao valor mensal de R$ 35 (com impostos), é resultado de uma parceria firmada entre o Ministério das Comunicações e as concessionárias de telefonia fixa. A relação com as novas cidades foi divulgada na terça-feira (4).

Divulgação / Agência Brasil Com acesso rápido, a Banda Larga Popular pretende alcançar todos os municípios até 2014 Com acesso rápido, a Banda Larga Popular pretende alcançar todos os municípios até 2014

Para assegurar o cumprimento do acordo, que prevê o atendimento de todos os municípios brasileiros até 2014, o Ministério realiza um acompanhamento detalhado das ações desenvolvidas pelas empresas. Além de disponibilizar a banda larga popular, as empresas precisam divulgar o serviço, garantindo que o cidadão seja informado de que a oferta já existe em sua cidade.

Banda larga popular

O programa de Banda Larga Popular faz parte do conjunto de ações do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Entre as medidas, o PNBL inclui também redução de impostos, incentivos para construção de infraestrutura de Telecom, modernização da legislação e construção de um satélite geoestacionário, entre outras.

Uma das ações do PNBL é a reativação da Telebras – empresa estatal que vende capacidade a pequenos e médios provedores. Com isso, o ministério terá mais chances de levar internet aos lugares mais distantes do País.

Com a expansão da cobertura do serviço, é possível aumentar a velocidade da internet e ter redução do preço no serviço ofertado. O PNBL visa criar oportunidades, acelerar o desenvolvimento econômico e social, promover a inclusão digital, reduzir as desigualdades social e regional, promover a geração de emprego e renda, ampliar os serviços de governo eletrônico e facilitar aos cidadãos o uso dos serviços do Estado, promover a capacitação da população para o uso das tecnologias de informação e aumentar a autonomia tecnológica e a competitividade brasileiras.

Confira as cidades da Paraíba já possuem o acesso ao Programa:

Concessionária: Oi

  • Alagoa Grande
  • Alagoa Nova
  • Algodão de Jandaíra
  • Areial
  • Borborema
  • Belém
  • Campina Grande
  • Conde
  • Caldas Brandão
  • Campo de Santana (Tacima)
  • Capim
  • Casserengue
  • Curral de Cima
  • Damião
  • Gado Bravo
  • Itatuba
  • Itabaiana
  • João Pessoa
  • Marcação
  • Mataraca
  • Matinhas
  • Olivedos
  • Pilões
  • Pilõezinhos
  • Mari
  • Pocinhos
  • Queimadas
  • Riachão do Bacamarte
  • Riachão do Poço
  • Rio Tinto
  • Solânea
  • São Sebastião de Lagoa de Roça
  • Sobrado
  • Sossêgo

Ministério da Comunicações
Focando a Notícia

PAC da mobilidade: João Pessoa é uma das contempladas

 

Anúncio será feito nesta terça pela Presidenta Dilma durante solenidade em Brasília.

A presidenta Dilma Rousseff anuncia nesta terça-feira (24) o Plano de Aceleração de Crescimento (PAC) de mobilidade para 24 cidades com mais de 700 mil habitantes, entre elas João Pessoa.  A capital da Paraíba será contemplada com projetos de Bus Rapid Transit (BRT) e Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), graças a iniciativa do vereador Raoni Mendes(PDT)  que pessoalmente requereu via ofício entregue nas mãos do ministro das cidades, Aguinaldo Ribeiro, a parceria e a colaboração do governo federal para a concretização do “Plano Municipal de Mobilidade Urbana”.

No documento que foi entregue ao ministro no início de  março, o vereador pessoense, defende a proposta de implantação de BRT (Bus Rapid Transit), um sistema de ônibus de alta capacidade no mesmo modelo utilizado em Curitiba. “Além de ser um meio de transporte público mais barato de construir do que um metrô, o BRT tem capacidade de transporte de passageiros similar à de um sistema de veículo leve sobre trilhos”, justificou Raoni.

O vereador ressalta que o executivo municipal está colocando em prática o projeto “Caminhos Livres”, que já abriu novas vias, alargou avenidas, criou anel viário, sistema de binários, tudo para tentar ‘desafogar’ o trânsito na capital, principalmente nos horários de pico. “Mesmo com todas essas intervenções feitas pela Prefeitura à situação do trânsito em João Pessoa ainda é caótica. O projeto é arrojado e audacioso, e eu percebo que para o mesmo se tornar realidade é de extrema importância abrir o campo das parcerias com as instâncias do governo federal, principalmente com o ministério das cidades”, afirmou Raoni.

Edileide Vilaça para o Focando a Notícia

Bananeiras, Casserengue e Serraria são contempladas no programa Academia da Saúde

 

Preocupado sempre com a área da Saúde, o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) revelou que o resultado da sua mais recente audiência com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha onde solicitou a inclusão de mais municípios paraibanos nas ações de Atenção Básica de Saúde, já rendeu bons frutos. Trata-se que mais quatro cidades do Estado foram contempladas no programa Academia da Saúde.

Segundo Vital, seus pleitos para a expansão desta inciativa que visa estimular a criação de espaços adequados para a prática de atividade física, orientação nutricional, oficinas de artes cênicas, dança, palestras e demais atividades que promovam modos de vida saudáveis está sendo atendida pelo MS. As novas cidades paraibanas beneficiadas com a ampliação do programa serão Bananeiras que receberá R$ 180 mil; Cajazeiras R$ 180 mil; Casserengue R$ 80 mil e Serraria R$ 80 mil.

Vital do Rêgo alerta que os valores garantidos pelo governo federal serão transferidos do Fundo Nacional de Saúde para os fundos municipais de saúde. A partir das habilitações (por meio da Portaria 2.912), cada município contemplado passa a receber 20% do valor total previsto para a totalidade do projeto, cujas obras devem ser finalizadas em até 24 meses. Para receber as outras parcelas de recursos, os gestores municipais deverão apresentar os documentos solicitados pelo Ministério da Saúde, comprovando a conclusão das etapas da obra. “Continuarei lutando para que esse ano os municípios paraibanos que não foram contemplados com as Academias de Saúde e as Unidades Básicas de Saúde (UBS) recebam este benefício”, disse o senador paraibano.

CUSTEIO – Depois de finalizada a construção do polo da Academia da Saúde, os municípios que possuam Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), deverão solicitar recurso de R$ 3 mil mensais, que será repassado fundo a fundo,  de forma regular e continuada. Se não possuir um NASF, ao solicitar, o município receberá uma única parcela anual de R$ 36 mil. Isso já vale para os municípios que tinham estruturas semelhantes às Academias da Saúde e que passaram a integrar o Programa.

Os incentivos de custeio destinam-se ao pagamento das despesas correntes como capacitação, pagamento de profissionais e aquisição de material de consumo.

Assessoria senador Vital do Rêgo para o Focando a Notícia