Arquivo da tag: consultivo

Deputado da PB é convidado a compor Conselho Consultivo no Ministério das Comunicações

Foto: assessoria

O Deputado Manoel Junior (PMDB) foi indicado pelo presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia e Informática da Câmara, Eduardo Azeredo (PSDB-MG) para compor o Conselho Consultivo de Rádio Digital do Ministério das Comunicações.

Manoel Junior preside a Subcomissão Especial de Rádio Digital ligada à Comissão de Ciência, Tecnologia e Informática da Câmara, que entre outras atribuições apontará o modelo de rádio digital que mais se adéqua ao Brasil.

Na radiodifusão tradicional a informação é transmitida na forma de sinais analógicos. Com o rádio digital os sinais de áudio são digitalizados antes de serem transmitidos, o que torna possível obter melhor qualidade de som, tanto das emissoras que operam em AM quanto em FM, assim como o aumento do número de estações.

Duas tecnologias estão sendo avaliadas pelo Ministério das Comunicações: a norte-americana (IBOC) e a europeia (DRM). A subcomissão está estudando as diferenças entre os dois sistemas, analisando os obstáculos de ordem técnica e conhecendo as possibilidades de se criar uma tecnologia nacional com base em um desses sistemas. O relatório final desse estudo deverá ser publicado nos próximos 90 dias.

Além de Manoel Junior, o deputado Sandro Alex (PPS / PR ) também integra o Conselho.

Fonte: Assessoria

Ministério das Comunicações cria conselho consultivo da Rádio Digital

O Ministério das Comunicações cria o Conselho Consultivo da Rádio Digital com o objetivo de prestar assessoria na implantação do sistema digital de rádio. O órgão será composto de participantes que representam o governo Senado e Câmara; entidades da radiodifusão e da indústria.

Ao final dos trabalhos, o conselho deve entregar um relatório final com recomendações ao MiniCom, todas aprovadas por maioria absoluta. Porém não há prazo previsto para conclusão dos trabalhos.

Os testes para escolha de um sistema digital de rádio estão sendo feitos desde o governo passado, sem sucesso. Este ano, o MiniCom testou diferentes padrões para ver qual atende melhor as necessidades do Brasil. O ministério quer garantir que o sinal funcione bem em várias condições de relevo e população. Por isso, implantou o sistema europeu – o DRM – em quatro cidades bem diferentes: Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Belo Horizonte. As análises são feitas para as faixas de AM e FM, incluindo as de curto alcance, como é o caso das rádios comunitárias. Faltam ainda testes dos sistemas norte-americano e japonês.

Integrantes

Por parte do governo, integrarão o novo conselho representantes do Ministério das Comunicações; da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República; do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; da Agência Nacional de Telecomunicações; da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados; e da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal.

Pelos radiodifusores, participarão os representantes da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço); da Associação Brasileira de Radiodifusão, Tecnologia e Telecomunicações (Abratel); da Associação Brasileira de Radiodifusores (Abra); da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert); da Associação Mundial de Rádios Comunitárias (Amarc); da Associação das Rádios Públicas do Brasil (Arpub); e da Associação Brasileira de TVs e Rádios Legislativas (Astral).

E pela indústria, foram convidados representantes da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros); da Associação Brasileira da Indústria da Radiodifusão (Abird); e da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

Informações: Tele.Síntese

Focando a Notícia