Arquivo da tag: comportamento

O comportamento de uma pessoa pode influenciar diretamente na balança

Apesar dos esforços em tentar manter uma refeição balanceada, existem pessoas que não conseguem completar uma dieta e, muitas vezes, acabam até ganhando mais gordura corporal do que quando começaram. Porém, pesquisadores norte-americanos descobriram que existe muito mais do que simplesmente força de vontade para seguir uma dieta.

Os disciplinados gostam de consumir alimentos saudáveis e fazem as refeições na hora certa. Foto: Vasile Bulgac/ stock.xchngOs disciplinados gostam de consumir alimentos saudáveis e fazem as refeições na hora certa. Foto: Vasile Bulgac/ stock.xchng
 

A pesquisadora Angelina R. Sutin analisou os dados de 1988 pessoas em um período de 50 anos e descobriu que personalidade e humor influenciam muito na escolha dos alimentos que serão consumidos. O artigo, intitulado “Personality and Obesity Across the Adult Life Span” (Personalidade e Obesidade na vida adulta) foi publicada no jornal American Psychological Association.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Confira quais são os tipos de personalidade e no que elas influenciam no seu peso:

Impulsivos – Esses são os mais descontrolados na alimentação. O estudo mostrou que pessoas impulsivas pesavam, em média, 11 quilos a mais do que os disciplinados. Isso acontecer porque elas raramente pensam nas consequências que uma alimentação não saudável trará para a sua saúde. Além disso, é preciso muito esforço para conseguir seguir uma dieta de emagrecimento à risca.

Combativos – Pessoas que estão sempre irritadas e que raramente dão o braço a torcer também vivem em guerra com a balança. Isso ocorre porque o estresse libera uma grande quantidade do hormônio cortisol no organismo, que está diretamente ligado ao acúmulo de gordura. Além disso, pessoas com essa personalidade acabam consumindo alimentos ricos em açúcar e gordura, que liberam endorfina.

Depressivos – Um dos sintomas da doença psicológica é alterações no apetite, que pode levar a pessoa a comer mais ou menos, dependendo do período. Essa característica também faz com que depressivos passem pelo “efeito sanfona”, quando o indivíduo emagrece e engorda repetidas vezes.

Pessoas impulsivas raramente conseguem seguir uma dieta restrita. Foto: Ecilaecila/ stock.xchngPessoas impulsivas raramente conseguem seguir uma dieta restrita. Foto: Ecilaecila/ stock.xchng

Inseguros – Pessoas inseguras têm carência e baixa tolerância à frustrações, o que pode levar ao exagero alimentar.

Disciplinados – Pessoas disciplinadas tendem a comprar alimentos saudáveis e pouco calóricos, além de planejar as refeições e comer na hora certa. São as que melhor mantêm o peso ao longo dos anos. Segundo o estudo, essas pessoas tinham, em média, 4,5 quilos a menos do que os demais.

 

webrun

Saiba o que os astros dizem sobre o comportamento do seu colega no ambiente de trabalho

Foto: Shutterstock/Images
Foto: Shutterstock/Images

Áries: O colega de trabalho desse signo é independente e ativo. Não gosta muito de receber ordens, o que  pode render muitas discussões com seus superiores e provavelmente você terá que acalmar os ânimos dele. Cuidado com as competições, pois os arianos são ótimos nisso.

Touro: O retorno financeiro é muito importante para o taurinos, então eles são muito dedicados ao trabalho e não toleram falhas que possam tirar o foco do seu crescimento profissional. Eles são muito responsáveis em tudo o que fazem, por isso se tornam colegas muito fiéis.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Gêmeos: O colega de trabalho de Gêmeos está sempre dando um jeito de acabar com a monotonia, o que pode render boas risadas ao longo do expediente. É falante por natureza a adora fazer amigos. Além disso, é muito simpático e flexível, o que o torna um agradável companheiro diário.

Câncer: Apesar de parecer frágil, o colega de Câncer é muito ambicioso e leva suas tarefas a sério, pois deseja crescer na sua carreira profissional. No entanto, nunca deixa de ajudar seus colegas com sua intuição infalível. A princípio, ele pode parecer antipático e não fala muito, mas, assim que se solta, se torna um excelente companheiro, pois gosta de se sentir útil.

Leão: O colega de Leão pode parecer autoritário, pois não desiste de seus objetivos e faz de tudo para alcançá-los. Tem uma grande criatividade, o que pode resultar em grandes invenções para os momentos mais tranquilos no trabalho.

Virgem: O colega virginiano é concentrado em seus objetivos. Não costuma conversar muito com outros colegas, pois gosta de se dedicar à profissão. É responsável e pontual, além de muito crítico.

Libra: Muito gentil, o colega de trabalho desse signo consegue criar um ótimo clima no ambiente de trabalho. É indeciso por natureza, por isso você poderá ser solicitado várias vezes ao longo do dia para tirar dúvidas ou dar sugestões. Também é capaz de solucionar qualquer mal estar que possa estar incomodando os colegas, dando conselhos e acalmando o ambiente.

Escorpião: A maior ambição do colega desse signo é alcançar o que deseja por meio do trabalho duro e dedicação. Ele está sempre com um pé atrás com todos ao seu redor, o que pode tornar o convívio um pouco difícil, já que ele não confia em ninguém. Gosta de receber o reconhecimento das coisas que faz.

Sagitário: O colega de Sagitário tem muitas ideias, por isso acaba se sobrecarregando tentando desempenhar várias funções ao mesmo tempo. E se as coisas não saem como planejado, acaba se irritando e sentindo vontade de abandonar as coisas.

Capricórnio: O capricorniano é muito reservado e não gosta de falar de seus sentimentos abertamente com pessoas que conhece há pouco tempo. Determinado, gosta de tentar fazer as coisas com perfeição e pontualidade para conseguir o reconhecimento que deseja.

Aquário: Umas das maiores qualidades do colega desse signo é aceitar as pessoas como elas são, por isso é considerado uma excelente companhia. Se destaca bastante por ser criativo e ter ideias originais.

Peixes: O colega de Peixes é muito desligado das coisas materiais, vendo o trabalho como algo para enriquecimento pessoal. É um ótimo companheiro, pois está sempre disposto a ajudar.

 

 

guiaastral

Remédio usado para burlar bafômetro não elimina efeitos do álcool no comportamento, dizem médicos

Thinkstock
Thinkstock

Com a Lei Seca mais rigorosa desde janeiro para os motoristas que forem flagrados dirigindo embriagados, voltam a circular na internet informações de que é possível burlar a fiscalização. No mundo virtual, a informação é que é possível driblar o bafômetro ao tomar alguns comprimidos do princípio ativo pidolato de piridoxina, derivado da vitamina B6. Indicado para tratamento de pessoas com problemas hepáticos, como cirrose, o remédio age na remoção do álcool dos tecidos e do sangue, conforme a bula. Com tarja vermelha, deve ser vendido com receita médica.

De acordo com José Luís Maldonado, assessor técnico do Conselho Federal de Farmácia, apesar de o medicamento acelerar o metabolismo do álcool no organismo, não elimina os efeitos da substância no comportamento da pessoa. “A coordenação motora e a habilidade dos reflexos não melhoram com o uso do medicamento. Ele não dá condições de dirigir em segurança”, explicou.

Maldonado esclareceu que o medicamento é usado para a recuperação de pessoas que sofrem de intoxicação severa por álcool ou para aquelas pessoas que estão com problemas hepáticos, como cirrose hepática e fígado alcoólico. O remédio provoca também efeitos colaterais, continuou Maldonado. Entre eles, sonolência, dor abdominal, vômito, náusea e, em grandes quantidades, pode levar à trombocitopenia (problema com a capacidade de coagulação).

Paulo Chizzola, gerente e médico do laboratório fabricante, disse que o medicamento não funciona com o fim de burlar o bafômetro. “Ele acelera o metabolismo do álcool no sangue, mas não o anula”, esclareceu e lembrou que a substância deve ser tomada com orientação médica.

Depois da Resolução 432, do Conselho Nacional de Trânsito, o motorista com teor igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar no teste do bafômetro será autuado, responderá por infração gravíssima, pagará multa de R$ 1.915,40 e terá a carteira de habilitação recolhida.

Além disso, a embriaguez pode ser comprovada por outros sinais, como sonolência, olhos vermelhos, vômito, soluços, desordem nas vestes, cheiro de álcool no hálito, agressividade, exaltação, arrogância, ironia ou dispersão.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Chizzola acentuou que o remédio é indicado para tratamento de situações clínicas específicas como intoxicação alcoólica, alcoolismo crônico, fígado gorduroso e hepatite alcoólica, situações clínicas que devem ser diagnosticadas e acompanhadas por médicos. O laboratório reforça que o uso do medicamento também não normaliza prontamente os reflexos alterados pelo uso do álcool.

Segundo o laboratório, não houve aumento  nas vendas do remédio depois dos boatos na internet. O coordenador-geral de operações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Roberto Soares, disse que após vários testes, a corporação não detectou medicamentos capazes de burlar a fiscalização.

Presidente da Famup alerta prefeitos para comportamento das receitas e transição

O presidente da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (FAMUP) e prefeito de Picuí, Buba Germano, orientou os atuais gestores municipais paraibanos a facilitarem o processo de transição para as equipes técnicas indicadas  pelos prefeitos eleitos em 07 de outubro último, atendendo o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal e Resolução do Tribunal de Contas da Paraíba.

A preocupação do presidente da Famup foi externada durante reunião realizada pela Caixa Econômica Federal com os 38 prefeitos eleitos da região do Compartimento da Borborema, realizada em Campina Grande.

Segundo Buba, a omissão de informações por parte das atuais administrações cria inúmeras dificuldades para os gestores que tomarão posse em 01 de janeiro, por conseguinte, levando a população que nada tem a ver com as querelas políticas, a sofrer com essas medidas.

Sobre o comportamento das receitas municipais, Buba Germano pontuou que “não existe fórmula mágica, quem quiser fazer reserva financeira deve tomar as precauções em janeiro e fevereiro, já que o Tesouro da União nunca cumpre a previsão anunciada no final do ano. A receita é flutuante e não linear. Daí a necessidade de os novos gestores terem o cuidado para não desequilibrar as finanças dos seus municípios logo no início do mandato”.

Buba recomendou aos prefeitos eleitos que mantenham no início da gestão somente os serviços essenciais, até que estes de fato conheçam a realidade administrativa de seus municípios, até porque os novos gestores entram com o crédito da população que os elegeu. “Essa estratégia nos primeiros meses é fundamental, porque os muncípios terão realmente essa boa receita logo no início do ano, finalizou o presidente.

Assesoria

Meia hora a mais de sono já melhora o comportamento das crianças

Pesquisadores canadenses mostraram como pequenas mudanças na rotina de uma criança podem impactar de forma positiva o seu desempenho escolar e o relacionamento social. Segundo um novo estudo, 27 minutos a mais de sono por noite pode ser o suficiente para que jovens em idade escolar melhorem comportamentos como distração e impulsividade.

Por outro lado, dormir uma hora a menos pode piorar de forma significativa essas condutas. Essas conclusões fazem parte de uma pesquisa publicada na segunda-feira (15/10) na revista Pediatrics.

O estudo, desenvolvido na Universidade McGill, em Montreal, no Canadá, selecionou 34 crianças de sete a 11 anos de idade que não apresentavam distúrbios do sono ou outros problemas médicos, de comportamento ou de desemprenho escolar.

Parte das crianças foi orientada a dormir mais do que a quantidade habitual de sono e o restante, a dormir menos. A duração e a atividade do sono foram medidas com um dispositivo inserido em um relógio de pulso, e as mudanças de comportamento dos jovens, relatas por pais e professores.

Segundo os autores, estima-se que 64% das crianças entre seis e 12 anos de idade dormem após às nove horas da noite e que 43% dos meninos de 10 a 11 anos não atingem a quantidade de sono recomendada para a faixa-etária.

A Fundação Nacional do Sono do Canadá recomenda que crianças de cinco a 12 anos durmam de 10 a 11 horas por noite. Esses resultados, explica a equipe, acrescentam evidências a outras pesquisas que indicaram os efeitos positivos do aumento, mesmo que pequeno, da duração do sono de uma criança em idade escolar.

[B]Sintomas[/B]

Para os pesquisadores, é importante que os pais fiquem atentos aos sinais de que a criança não está dormindo o suficiente. São comportamentos como bocejo, sonolência, hiperatividade, irritabilidade, impulsividade e dificuldades de concentração.

Para ajudar a melhorar o sono do filho, os adultos devem estipular horários fixos para que eles se deitem e acordem e devem evitar que a criança coma alimentos pesados antes de dormir e que tire cochilos ao longo do dia.

Além disso, afirmam os autores, praticar alguma atividade física e fazer a lição de casa mais cedo também podem ajudar o jovem a ter um sono com mais qualidade.

Veja

Dilma: governo quer incentivar brasileiros a mudar comportamento no trânsito

 

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff disse nesta segunda (1º) que o governo pretende incentivar os brasileiros a mudar o comportamento no trânsito. Segundo ela, a campanha Pela Consciência no Trânsito, lançada no último dia 21, tem como objetivo reduzir o número de acidentes nas estradas e também dentro das cidades.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma lembrou que 42 mil pessoas perdem a vida todos os anos em acidentes de trânsito no Brasil. “É um número devastador”, avaliou. O assunto, segundo ela, foi abordado durante conversa com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, na semana passada.

“A ONU lançou a Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito. Sabe qual é o objetivo? É tentar reduzir pela metade as mortes no trânsito em todos os países até 2020. Aqui no Brasil, vamos participar desse esforço mundial pela redução das mortes no trânsito”, destacou.

Para a presidenta, os acidentes de trânsito se tornaram uma epidemia e, no Brasil, metade das vítimas é formada por jovens com idade entre 15 e 39 anos. “São perdas irreparáveis para as famílias, para os amigos e para o país”, disse. “Temos que evitar que o motorista dirija em alta velocidade, pegue o volante depois de beber. Sempre lembrando também que todos precisam usar o cinto de segurança”, completou.

Segundo Dilma, o governo vai investir R$ 42 bilhões em obras de infraestrutura para melhorar a qualidade das rodovias no país. Ao todo, mais de 7,5 mil quilômetros (km) devem ser duplicados e modernizados. Também serão investidos quase R$ 40 bilhões em transporte coletivo nos grandes centros urbanos. Além disso, até o final do ano, o governo começa a distribuir 1 milhão de bafômetros para ajudar nas ações de fiscalização.

“Precisamos ainda adaptar a legislação para punir com mais rigor quem adota comportamentos de risco no trânsito. Quem comete uma imprudência no trânsito não está colocando em risco só a própria vida, mas também está colocando em risco a vida dos outros”, concluiu.

Paula Laboissière/Repórter da Agência Brasil
Focando a Notícia

AMPB repudia comportamento de Tião Gomes e se solidariza com juiz eleitoral de Solânea

A Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB), entidade representativa dos direitos e prerrogativas dos magistrados paraibanos, por meio de nota, repudiou os ataques feitos pelo deputado estadual Tião Gomes (PSL) contra o juiz eleitoral de Solânea, Ozenival dos Santos Costa.

O deputado chegou a dizer que estava sendo ameaçado de prisão pelo juiz e que o mesmo teria beneficiado um dos candidatos a prefeito daquele município. Imediatamente o juiz respondeu desmentindo o parlamentar e afirmando que sequer conhece Tião pessoalmente.

Confira a nota na íntegra:

NOTA PÚBLICA

A Associação dos Magistrados da Paraíba, entidade representativa dos direitos e prerrogativas dos magistrados paraibanos, considerando declarações realizadas pelo deputado estadual Tião Gomes (PSL) à imprensa, no dia 06 de julho de 2012, vem a público se manifestar nos seguintes termos:

1 – A Associação dos Magistrados da Paraíba – AMPB, vem a público se solidarizar com o magistrado Osenival dos Santos Costa que está sendo injustamente atacado pelo deputado, que fez afirmações desprovidas de fundamento legal e se valeu de histórias sem qualquer amparo na realidade.

2 – É importante esclarecer que um deputado estadual, segundo a Constituição do Estado da Paraíba, tem foro privilegiado e só pode ser preso em flagrante por crime inafiançável (art. 55, § 2º, CE). Portanto, a afirmação do deputado Tião Gomes de que está sofrendo ameaças de prisão pelo magistrado são totalmente improcedentes, visto que esse tipo de ordem só poderia emanar do Tribunal de Justiça da Paraíba.

3 – Também é desprovida de verdade a afirmação de que houve impedimento, pelo juiz, para registro de candidaturas de qualquer partido político, tanto é assim que não houve nenhuma reclamação formal junto ao Tribunal Regional Eleitoral ou ao próprio magistrado.

4 – Os partidos mencionados pelo deputado deixaram de apresentar o registro de suas candidaturas dentro do prazo estabelecido em lei, de modo que seria impossível para o juiz, sob pena de prática de ato ilícito, receber e processar requerimentos fora de prazo.

5 – A AMPB repudia esse tipo de declaração baseada em afirmações inverídicas que desrespeitam não só a figura do senhor Osenival dos Santos, magistrado digno e respeitado no meio forense, mas também o próprio Judiciário e o cidadão que busca informações legítimas e autênticas.

João Pessoa, 07 de julho de 2012.

Juiz Antônio Silveira Neto

Presidente da AMPB

Fonte: PolíticaPB

Uso de agrotóxicos pode alterar comportamento de gerações futuras

O contato com elementos ambientais tóxicos pode influir na resposta de futuras gerações ao estresse e causar desordens de conduta, segundo um estudo realizado nos Estados Unidos com ratos.

O estudo, realizado por pesquisadores das universidades de Washington e do Texas, comprovou que apenas uma exposição de fêmeas que esperavam filhotes a um fungicida utilizado em frutas e verduras, a vinclozolina, tinha consequências sobre a conduta da terceira geração de seus descendentes, apesar deles terem sido criados livres do agrotóxico.

Segundo os resultados do estudo, publicado nesta segunda-feira, 21, na revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), estes roedores se mostraram mais sensíveis às situações de estresse e experimentaram uma maior ansiedade do que os descendentes de ratos que não tiveram contato com o fungicida.

“Estamos atualmente na terceira geração humana desde o começo da revolução química, desde que os humanos ficaram expostos a estes tipos de toxinas”, afirmou um dos autores da pesquisa, David Crews.

Até o momento, não se sabia que a resposta ao estresse pudesse depender dos fatores ambientais dos antepassados. Mas os mesmos pesquisadores já tinham demonstrado anteriormente que a vinclozolina podia afetar os genes.

Segundo o estudo, a socialização do indivíduo e os níveis de ansiedade com os quais ele reage perante ao estresse são condicionados não só pelos eventos de sua vida mas também pela herança ancestral epigenética (mudanças genéticas causadas por fatores externos ao organismo).

“Não há dúvida de que assistimos a um aumento real de problemas mentais como o autismo e o transtorno bipolar”, declarou Crews, que opinou que isto não se deve apenas a vivermos num mundo mais frenético, mas também pelo efeito dos fatores ambientais.

Em seu estudo, os investigadores também observaram que os ratos cujos antepassados estiveram expostos à vinclozolina eram maiores e tinham níveis de testosterona mais altos.

Da Agência Efe