Arquivo da tag: comeu

Alagoa Grande: menino não comeu rato e recebeu dinheiro para posar

(Foto: Joab Freire / Nordeste1)
(Foto: Joab Freire / Nordeste1)

“Come não, senhor, é tudo calúnia que estão inventando [sic.]”, disse José Roberto dos Santos Souza, irmão e responsável pelo menor, de 14 anos, que aparece exibindo ratos numa reportagem publicada no início do mês um site de Alagoa Grande, no Brejo e ganhou repercussão em todo o Estado. Segundo o tutor, a criança recebeu o equivalente a R$ 15 para posar para foto.

Após o prefeito Hildon Régis ter apontado nesta terça-feira (07) distorções na história publicada pelosite Portal AG1 (Portal do Júlio), o Nordeste1 foi nesta quarta (08) até o Sítio Tambor ouvir a família para esclarecer a história.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Órfão de pai e mãe, o menor vive sob a guarda do irmão José Roberto, que trabalha na construção civil em João Pessoa. Ele disse que o irmão jamais comeu rato e que foi pago para aparecer na imagem. “Parece que ele primeiro ele botou R$5 depois mais R$10”, disse o ajudante de pedreiro que estava trabalhando quando tudo aconteceu.

DSC_0661
A família do menino mora numa casa construída por José. (Foto: Joab Freire / Nordeste1)

Ele confirmou que recebe do INSS pensão pela morte dos pais e o benefício do Bolsa Família e a aquisição dos imóveis apontados por nossa reportagem e disse que eles não passam nenhuma dificuldade financeira.

“Não paasamos necessidade e eu mostro para todo mundo que não passo necessidade”, disse.

No depoimento dado pelo menino ao Conselho Tutelar, ele confirma que recebeu dinheiro de do blogueiro Júlio para posar com os ratos. O Nordeste1 tentou entrar em contato com ele, mas até a publicação desta matéria não obteve retorno.

DSC_0649
A família de dona Arlinda come os roedores para complementar a alimentação. (Foto: Joab Freire / Nordeste1)

QUEM COME RATO
O Nordeste1 procurou a família cujo pai se suicidou e foi citado com o responsável pelo menor da foto e constatou que eles, sim, complementam a alimentação com os roedores. A família é vizinha do menino e, segundo os mesmos, o repórter Júlio compareceu ao local no dia do suicídio e buscou a criança para fazer a matéria.

A dona de casa Arlinda Tomas Soares, esposa do suicida, é mãe de oito filhos, sendo o mais velho de 16 anos, confessou que complementa a alimentação com os ratos do junco, uma espécie semelhante ao preá.

“Comia eu e meus filhos todinhos, é rato do junco, o mesmo que preá, mas não é venenoso não” [sic.], revelou a dona de casa.

Ela mora com os filhos da comunidade do Tambor numa casa de taipa e relatou que após a divulgação da matéria várias pessoas procuraram a família para ajudar.

Procuramos o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Alagoa Grande para questionar sobre a assistência dada à família vulnerável socialmente e recebemos a informação que dona Arlinda será beneficiada com um imóvel da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap) num conjunto habitacional. Ela é a sexta na lista de contemplados.

 

nordeste1