Arquivo da tag: comércio

Comércio da Paraíba se movimenta com Dia das Crianças

Nesta retomada da economia, o Dia das Crianças, celebrado em 12 de outubro, marca a data comemorativa que antecede o Natal, o período mais relevante para o comércio. Assim, ela serve como termômetro para as vendas de fim de ano. E a expectativa é que seja de crescimento. De acordo com a Fecomércio Paraíba, a estimativa é que as vendas nesta data cresçam em torno de 4,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Deixando os empresários esperançosos para um fim de ano aquecido no estado.

Os setores que mais devem apresentar aumento são os de brinquedos, eletrônicos, como smartphones, vestuário e calçados. Além destes, os estabelecimentos de lazer e de alimentação devem receber mais visitas, sempre respeitando as normas de prevenção contra o coronavírus.

 

Assessoria de Comunicação

 

 

Instituto Unidos pelo Brasil lança campanha pela retomada do comércio no pós-pandemia

Com objetivo de mostrar a realidade de pequenos empreendedores do comércio popular de São Paulo, no enfrentamento da pandemia, o Instituto Unidos pelo Brasil lança nesta semana uma campanha nas redes sociais com o intuito de reforçar a mensagem pela volta do comércio no pós-pandemia. Os vídeos de curta duração são resultado de uma série de entrevistas feitas em bairros populares de São Paulo onde os empreendedores contam como enfrentaram a pandemia durante o fechamento das atividades.

Entre os depoimentos, frases que ilustraram o medo de contrair a doença, o medo de não honrar com seus compromissos financeiros e medo de um futuro incerto, sem deixar de lado a esperança de tempos melhores.

O Instituto Unidos pelo Brasil é formado por 30 entidades de diversos setores e um grupo de 70 empresários que atuam em todo o território nacional com o foco na retomada do comércio, na geração de emprego e renda e no diálogo com o setor público para desburocratizar a economia: “Queremos mostrar a realidade em vários segmentos diferentes, contar a história de quem está na periferia, que não tem reservas financeiras e dependem exclusivamente de seus pequenos negócios e enfrentaram duras dificuldades como demissão, encerramento de atividades e ter dificuldade no orçamento doméstico”, afirma o líder Nabil Sahyoun, que é presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping – ALSHOP.

Além do lançamento da campanha nas mídias sociais, o próximo passo dos líderes do movimento será trabalhar no desenvolvimento de ações para incentivar a reativação da economia brasileira. A cada semana, o Instituto ganha novos aliados que vão trazendo novas informações e novas ideias para trabalhar no combate a crise vivida pelo país.

Acompanhe a campanha pelas redes sociais no @institutounidospelobrasil e no site da entidade www.institutounidospelobrasil.com.br

 

Comércio fecha e shoppings e ônibus têm esquema especial em Campina e João Pessoa

O comércio de João Pessoa e Campina Grande fecha as portas nesta segunda-feira (21), Dia do Comerciário. De acordo com o Sindicato dos Lojistas do Comércio (Sindilojas), apenas farmácias têm permissão para funcionar. Veja abaixo os esquemas especiais para shoppings e ônibus nas duas maiores cidades do estado.

João Pessoa

Nos shoppings, vão funcionar os bancos, casas lotéricas, academias e agências de serviços. Nos shoppings Manaíra e Mangabeira, os restaurantes só poderão atender no sistema de delivery. Veja abaixo esquemas detalhados dos shoppings para o funcionamento no feriado dos comerciários.

Manaíra Shopping

Praça de Alimentação/restaurantes Espaço Gourmet

  • fechados (exceto delivery das 12h às 22h)

Academia Smart Fit

  • funciona das 6h às 22h

Bancos

  • funcionam das 10h às 14h

Casa Lotérica

  • funciona das 10h às 20h

Mangabeira Shopping 

Praça de Alimentação

  • fechada (exceto delivery das 12h às 20h)

Academia Self it

  • funciona das 06h às 21h

Banco Sicred

  • funciona das 09h às 15h

Sebrae

  • funciona das 14h às 18h

Renavin

  • funciona das 8h às 19h

Mag Shopping

Praça de Alimentação/restaurantes Espaço Gourmet

  • funciona das 10h às 20h (atendimento no local e delivery)

Academia Selfit

  • funciona normalmente

Caixa Econômica e Unicred

  • funcionam normalmente

Tambiá Shopping

  • fecham as lojas e a Praça de Alimentação

Shopping Sul

Praça de Alimentação/restaurantes Espaço Gourmet

  • funciona das 11h às 22h (atendimento no local e delivery)

Casa Lotérica

  • funciona normalmente

Ônibus em João Pessoa

O sistema de transporte coletivo da Capital vai operar com quadro de sábado. A mudança ocorre para garantir uma oferta de acordo com a demanda, que estará reduzida devido ao feriado.

Haverá 54 linhas realizando 1.322 viagens durante todo o dia. Com a redução do número de veículos que normalmente circulam na cidade em dias que o comércio funciona, as viagens nos ônibus urbanos vão ser bem mais rápidas, o que representa ganho de tempo para o usuário.

Do quadro norma de sábado, apenas seis linhas não estarão circulando, sendo elas a 600, 5600, 5310, 101, 123 e 9901. Os itinerários estarão cobertos de forma a evitar prejuízos aos passageiros, como pode ser verificado na relação abaixo:

  • 600 – coberta pela 601
  • 5600 – coberta pela 5603 e circulares
  • 5310 – coberta pela 3510
  • 101 e 123 – cobertas pela 116
  • 9901 – coberta pela 207 e circulares

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) informou que a partir desta segunda-feira (21) a linha 210 terá uma pequena alteração de itinerário. Ela passa a cobrir o Mercado Central, acessando em seguida o Parque da Lagoa.

 

portalcorreio

 

 

Bolsonaro pede que governadores e prefeitos liberem em definitivo o comércio

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu, nesta quinta-feira (3), que governadores e prefeitos liberem em definitivo a abertura do comércio.

“A gente apela aos governadores, já que não tenho autoridade para tal, o Supremo Tribunal Federal me tirou essa possibilidade de nessa área, espero que governadores e prefeitos, obviamente com as suas devidas responsabilidades, abram em definitivo o comércio”, disse Bolsonaro.

Com a pandemia, estados e municípios determinaram o fechamento do comércio e, depois, liberaram o funcionamento, mas com restrições de horário e atendimento.

“Até porque a própria OMS [Organização Mundial da Saúde], que pra mim não tem a menor credibilidade, diz agora que não podemos dissociar vida da economia”, disse o presidente.

O discurso aconteceu na Câmara Municipal de Eldorado, cidade onde o presidente passou a infância. Sua mãe, Olinda, ainda mora na cidade.

Sua família tem comércio na região. Renato Bolsonaro, irmão do presidente e proprietário de lojas de móveis no Vale do Ribeira, estava presente.

Bolsonaro também se vangloriou de seu posicionamento contra as restrições adotadas por governos estaduais e municipais na pandemia.

“O mundo todo enfrentando aquilo [coronavírus] e desde o começo eu assumi uma posição ímpar não só dentro do Brasil mas como chefe de Estado no mundo todo”, disse o presidente. “Não vi outro chefe de estado tomar uma decisão como a minha.”

Bolsonaro, sem máscara, voltou a provocar aglomeração e abraçou populares.

Nesta quinta, Bolsonaro visitou as cidades de Pariquera-Açu e Eldorado, no Vale do Ribeira, para apresentar projetos da construção de pontes nessas cidades. Ambas obras contam com verbas federais.

Em Pariquera-Açu a obra será para uma ponte que atravessa o rio que leva o nome da cidade. Em Eldorado, será feita uma ponte sobre o Rio Ribeira.

Estavam com Bolsonaro, seu filho Eduardo, deputado federal, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e o ministro da Justiça, André Mendonça.

Nos dois lugares Bolsonaro fez discursos breves. Em Pariquera-Açu, a fala durou pouco mais de dois minutos. Em Eldorado, o presidente discursou por dez minutos. Um engenheiro falou brevemente sobre os projetos e mostrou imagens sobre como serão as pontes.

Foi mobilizado um grande aparato para que Bolsonaro participasse desses eventos. O presidente e sua equipe se deslocaram em dois grandes helicópteros, e foram convocados seguranças do Exército e da Polícia Federal, com viaturas blindadas.

 

FOLHAPRESS

 

 

Comércio de João Pessoa amplia o seu funcionamento em mais duas horas a partir desta sexta-feira

O comércio de João Pessoa amplia seu funcionamento em mais duas horas, a partir desta sexta-feira (21). O comércio passa a ficar aberto das 9 às 17 horas.

Os shopping centers e centros comerciais do Bairro dos Estados poderão modificar seu horário de funcionamento, ficando de 10h às 18h.

A ampliação faz parte das novas medidas referentes ao Plano Estratégico de Flexibilização do isolamento social no município anunciado na última quarta-feira (19), pelo prefeito Luciano Cartaxo.

Além da ampliação do funcionamento do comércio, a Prefeitura liberou os banhos de mar e atividades nas areias das praias da cidade, além dos pontos turísticos.

Cartaxo anunciou ainda que os artistas podem voltar a tocar em bares e restaurantes, desde que de forma individual. Os restaurantes localizados dentro de shoppings ou centros comerciais, que apresentem área própria de serviço aos clientes, poderão funcionar até as 22h.

Também estão autorizadas as práticas de esporte, bem como escolinhas esportivas para alunos a partir de 12 anos, sem torcida, evitando aglomerações e com atenção às medidas sanitárias expedidas pela Secretaria Municipal de Saúde.

Outra novidade é que os ônibus voltarão a circular em domingos e feriados.

 

clickpb

 

 

Prefeito de Campina Grande autoriza retomada de horário padrão para o comércio

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, autorizou a retomada das atividades comerciais na cidade dentro do horário padrão de atendimento aos clientes, a partir da quarta-feira (19). De acordo com a prefeitura, o horário de funcionamento padrão é das 8h às 18h, de modo geral, mas fica a critério do comerciante escolher. A decisão é fruto de uma solicitação da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Segundo o prefeito, o município tem controle sobre os casos de infecção pelo coronavírus. “Após Campina Grande seguir todos os ditames necessários na preparação de sua rede pública de atendimento e ter feito o dever de casa em termos de providências de prevenção, mantemos uma situação sob controle da doença”, disse.

Conforme a prefeitura, também há uma preparação para retomar as medidas restritivas a qualquer momento. A autorização para o retorno da atividade comercial em Campina Grande segue o mesmo padrão de retomada do funcionamento dos setores produtivos da cidade, desde que os segmentos continuem a cumprir rigorosamente os protocolos sanitários estabelecidos ao longo de todas as etapas anteriores.

Segundo o comunicado emitido pela prefeitura, os órgãos municipais de fiscalização, como Procon e Vigilância Sanitária, estão sendo orientados a intensificar a fiscalização na área comercial da cidade, a partir da quarta-feira (19).

G1

 

Comércio de vagas em fila da Caixa em Guarabira vira caso de polícia

A concorrência por uma vaga na fila da Caixa Econômica Federal na cidade de Guarabira, por ocasião dos pagamentos das parcelas do auxílio emergencial, tem provocado problemas para os beneficiários e virou caso de polícia.

Com poucas agências na Paraíba, Guarabira atende a clientes de pelo menos 17 municípios da região. O resultado é que muitas pessoas chegam à cidade ainda durante a noite e dormem nas calçadas para no dia seguinte ser um dos primeiros a receber o auxílio e outros se submetem a pagar certa quantia em dinheiro por uma vaga na fila.

Os “guardadores de vagas” cobram até R$ 50 por vaga, dependendo da proximidade da porta de entrada. Geralmente são moradores de rua, drogados e ex-presidiários, desempregados, que atuam nesse negócio ilegal. Eles utilizam materiais como cadeiras, caixas de papelão e até pedras nas marcações da fila e se apropriam da vaga para vender aos “clientes” já devidamente agendados.

Nas primeiras semanas de filas quilométricas a Polícia Militar fez uma ação no local para coibir esse tipo de prática e afugentou os guardadores. Mas eles voltaram e nas últimas semanas mais denúncias surgiram nas emissoras de rádio cobrando providências. Há casos até de intimidação e tentativa de agressão a quem insistir em ocupar alguma das vagas marcadas.

O comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, coronel Gilberto Felipe, procurado a respeito da reincidência dos casos, disse que vai voltar a realizar ação no sentido de evitar que os espaços públicos na fila de banco esteja sendo comercializado indevidamente.

A polícia vai procurar identificar também quem são as pessoas que estão pagando pelas vagas e orientar sobre a ilegalidade da prática.

Com a expectativa de que o auxílio emergencial se estenda até o final do ano, devido à persistência de contágio com a Covid-19, com o agravamento da tragédia humanitária que já matou mais de 100 mil brasileiros, as filas devem continuar por mais alguns meses.

 

portal25horas

 

 

João Azevêdo comenta reabertura do comércio e pede que população mantenha isolamento: ‘pandemia não acabou’​

O governador João Azevêdo (Cidadania) comentou a reabertura da atividade comercial nos municípios da Paraíba, em vídeo divulgado nesta segunda-feira (13).

Ele afirmou que a reabertura em municípios com bandeira amarela não significa o fim da pandemia.

“O fato de um município receber uma bandeira que abre alguns segmentos, não está indicando que a pandemia acabou, que está resolvido e que podemos descuidar das medidas protetivas. O que estamos dizendo que é que determinado segmento pode funcionar tomando as medidas de proteção. Essa quinzena é a mais importante da pandemia. Nesse momento, estamos com 182 municípios com bandeira amarela, que faz com esse município volte a funcionar o comércio, e isso faz com que maior número de pessoas esteja circulando”, disse.

“Tenho a convicção que esta quinzena está na mão de cada paraibano e paraibana o sucesso para que a gente continue avançando, mas também a possibilidade de retrocesso caso não seja mantida o isolamento social, não seja usado a máscara em ambiente externo. Se houver aglomeração, os números de casos aumentarão e nós teremos que tomar outras medidas restritivas fechando novamente segmentos da economia, e isso não queremos”, declarou.

Na Paraíba, 25 municípios tem percentual de infectados alto em relação ao número de pessoas que vivem nas cidades. São eles: Guarabira, Riachão do Bacamarte, São José do Sabugi, Caiçara, Alagoinha, Pedras de Fogo, Caaporã, Pilões, Mamanguape, Itabaiana, Baía da Traição, Juripiranga, Cabedelo, Pitimbu, Mari, Belém, Juarez Tavora, Cuitegi, Rio Tinto, Baraúnas, Ingá, Mulungu, Serra redonda, São Bento e São José dos Ramos.

clickpb

 

 

Secretário prega cautela em flexibilização e cita cidades com explosão de casos após reabertura do comércio

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, comentou neste sábado o processo de flexibilização do isolamento social na Paraíba, que já está na sua segunda etapa, segundo calendário programado pelo Governo do Estado.

À rádio Educativa, de Sousa, ele pontuou que não é possível fazer uma flexibilização ‘atabalhoada’ e citou exemplos de cidades que voltaram atrás na reabertura do comércio após explosão de casos e mortes por Covid-19.

“Estamos iniciando na Paraíba um processo lento e gradual e não há espaço para atropelamento e flexibilização atabalhoada. Vocês estão vendo os exemplos de Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, interior de São Paulo e Rio Grande do Sul, em que as pessoas abriram rapidamente comércio, bares e restaurantes, produziram aglomerações e estão tendo avalanche de casos novos e mortes”, disse

Ele lembrou que os resultados dos esforços da Secretaria de Saúde colocaram a Paraíba com bons índices no combate à doença causada pelo novo Coronavírus.

“Todo esse controle, cautela e cuidado que a Secretaria de Saúde da Paraíba tem tido ao longo desses 100 dias é com objetivo de preservar a vida dos paraibanos. Por isso, a Paraíba hoje é o estado do Nordeste com menor ocupação de leitos, menor taxa de letalidade e um dos estados com maior testagem”, declarou.

 

Prefeitura de Araruna publica novo decreto e flexibiliza a reabertura de alguns setores do comércio

O Prefeito Vital Costa assinou um novo decreto nessa quarta-feira, 01 de julho, visando combater a pandemia da Covid 19 e também flexibilizando a reabertura de alguns setores do comércio, com intuito de que a cidade retome progressivamente as suas atividades cotidianas, dentro do conceito denominado “Novo Normal”, porém seguindo rigorosamente as regras dos órgãos de saúde no combate ao novo coronavírus. A validade do decreto de número 023 é até 15 de julho de 2020.

As aulas da Rede Municipal de Ensino e das Instituições Privadas continuam suspensas. Por enquanto, fica proibido o funcionamento de academias de ginásticas e as feiras livres, bem como aglomerações de vias públicas e praças. Mantem-se obrigatório o uso de máscaras por parte da população, em logradouros públicos e privados. Por sua vez, bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres poderão funcionar exclusivamente para entrega em domicílio (delivery), inclusive por aplicativos, e como pontos de coleta pelos próprios clientes (takeaway).

Está permitido o funcionamento do comércio em geral, com a necessidade de atendimento das medidas estabelecidas nos decretos anteriores, ficando a Vigilância Sanitária incumbida da fiscalização nos estabelecimentos. O descumprimento das determinações estabelecidas no presente decreto, acarretará ao infrator pessoa física a aplicação de multa no valor de R$ 150,00 e à pessoa jurídica o valor de R$ 300,00.

Fica também autorizado o funcionamento de templos religiosos e respectivos cultos/celebrações, no limite de até 30% da capacidade de cada templo, bem como o funcionamento dos Salões de beleza e barbearias, através de atendimento por agendamento, devendo os proprietários atender um único cliente por vez.

BARREIRAS SANITÁRIAS

A ação de combate relativa às barreiras sanitárias, fica substituída por Equipes móveis que atuarão em pontos diversos do município, realizando a entrega de máscaras, aferição de temperatura e orientações diversas, inclusive com a competência de encaminhar casos suspeitos as unidades de saúde.

Confira aqui o decreto de nº 023/2020.


 

ASCOM PMA