Arquivo da tag: Clássico

Treze vence clássico tradição contra o Botafogo-PB e conquista a 1ª vitória na Série C

O Clássico Tradição válido pela Série C do Campeonato Brasileiro terminou com a vitória do Treze, pelo placar de 2 a 0, sobre o Botafogo-PB na tarde deste sábado (3), no Estádio Amigão, em Campina Grande. A partida foi válida pela 9ª rodada da competição nacional. Os gols foram marcados ainda no primeiro tempo de jogo, com Ítalo, aos 10 minutos, e Ramon, que anotou contra o patrimônio, ao 32 minutos.

Esta foi a primeira vitória do Treze na Série C 2020. O Galo da Borborema conquista três pontos importantes na luta contra o rebaixamento e, com um jogo a menos, respira na competição. Já o Belo sofreu a terceira derrota e ficou muito próximo de entrar na zona da degola.

O Treze volta a campo para cumprir jogo atrasado da primeira rodada, contra o Imperatriz-MA, na próxima quinta-feira (8), às 20h, no Estádio Amigão, em Campina Grande.

Já o Botafogo-PB entra em campo no sábado (10), às 17h, contra o Ferroviário-CE, no Almeidão, em João Pessoa.

 

Portal WSCOM

 

 

Treze e Botafogo fazem Clássico Tradição em busca de reação na Série C

O Estádio Amigão será palco de um Clássico Tradição para lá de importante no Brasileiro da Série C. Lutando contra o rebaixamento no Grupo A, Treze e Botafogo-PB se enfrentam às 17h deste sábado, pela nona rodada da primeira fase.

Ainda sem vencer no torneio, o Galo soma quatro pontos e forma a zona de rebaixamento com o Imperatriz-MA, que tem apenas um. O primeiro time fora da faixa de descenso é justamente o Belo, com oito, a mesma pontuação do Manaus-AM, sétimo – a diferença está no saldo de gols (-1 contra -2).

O Treze teve uma semana agitada no mercado da bola. Afinal de contas, liberou o volante Dedé e o goleiro Paulo Wanzeler, que pouco vinham sendo aproveitados na Série C, e contratou o zagueiro Jairo, ex-Perilima-PB, e os atacantes Matheus Lu, ex-Rio Claro-SP, e Maycon Paixão, ex-Juventus-SP.

No Botafogo, o time ainda não poderá contar com o goleiro Felipe, cumprindo gancho imposto pelo STJD, e o meia Rodrigo Andrade, que ficará de fora por ter tomado o terceiro cartão amarelo.

Além disso, o atacante Lohan, autor de dez gols em 27 partidas na temporada com a camisa botafoguense, assinou com o América-MG, que disputa a Série B.

Ficha Técnica
Treze
Andrey; Léo Pereira, Alisson Cassiano, Nilson Júnior e Gustavo;
Robson, Vinicius Barba e Bruno Mota; Ermínio, Gilvan e Douglas Lima. Técnico – Márcio Fernandes
Botafogo-PB
Samuel; Marcos Martins, Marcelo Xavier, Luís Gustavo e Christiano; Juninho, Vitinho, Higor Leite e Erivelton; Ramon e Diego Rosa. Técnico – Rogério Zimmermann
Árbitro – Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes- Anderson José de Moraes Coelho e Vitor Carmona Metestaine (SP)

 

Futebol Interior

 

 

Atlético-MG fecha com Jorge Sampaoli; argentino estreia no clássico contra o Cruzeiro

Agora, sim! Dois meses após a negociação frustrada, a direção do Atlético-MG e o técnico Jorge Sampaoli chegaram a um acordo neste domingo. O treinador argentino acertou a contratação com a cúpula do Galo e assume a vaga, antes ocupada pelo venezuelano Rafael Dudamel. O vínculo será assinado formalmente nesta segunda-feira ou, no mais tardar, na terça pela manhã conforme apurou o GloboEsporte.com.

Jorge Sampaoli fechou com Atlético-MG após reunião na casa de empresário, em BH — Foto: Reprodução/Internet

Jorge Sampaoli fechou com Atlético-MG após reunião na casa de empresário, em BH — Foto: Reprodução/Internet

O acordo foi definido em encontro na casa do empresário Renato Salvador, líder de um dos grupos parceiros do clube na contratação. Após a publicação da notícia, Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG, usou as redes sociais para oficializar a contratação de Jorge Sampaoli.

A estreia de Sampaoli no comando do Galo será no próximo sábado, às 19h (de Brasília), no Mineirão, diante do Cruzeiro, em clássico válido pela oitava rodada do Campeonato Mineiro. Curiosamente, o maior rival do Alvinegro de Minasfoi um dos primeiros times brasileiros a se interessar pelo trabalho do estrangeiro, em 2012, quando ele dirigia a equipe da Universidad de Chile.

Depois da eliminação na Copa do Brasil, para o Afogados-PE, a diretoria do Atlético-MG demitiu Dudamel, comissão técnica, além de Rui Costa, ex-diretor de futebol do clube, e Marques, que ocupava oposto de gerente de futebol. As demissões ocorreram na madrugada de quinta-feira, com a delegação ainda no interior de Pernambuco. Imediatamente após as saídas, o comando alvinegro retomou as conversas com Sampaoli, que esteve na mira do Galo no fim do ano passado.

Sampaoli estava na cidade natal, em Casilda, próximo a Rosário, em Santa Fe, na Argentina. Na manhã deste domingo, chegou a Belo Horizonte,após escala no Rio de Janeiro. Segundo o Blog do PVC, o Atlético-MG precisou contar com a ajuda de investidores para atingir os valores pedidos pelo argentino. Os custos serão de mais de R$ 1 milhão por mês para Sampaoli e sua comitiva.

Nas tratativas, assim como antes, o Galo terá o suporte financeiro de conselheiros que também são parceiros comerciais do clube por meio de empresas, como a construtora MRV, parceira do Galo na construção do novo estádio, e o Hospital Mater Dei.

Aos 59 anos, Jorge Sampaoli estreou no futebol brasileiro no início do ano passado, quando assumiu o comando do Santos, onde foi vice-campeão na última edição do Campeonato Brasileiro. As rusgas com a diretoria do Peixe fizeram o treinador pedir demissão no fim de 2019 e acionar o clube paulista na Justiça por dívidas trabalhistas.

O argentino chegou a ser pretendido pelo Palmeiras, antes de abrir conversas com o Galo, mas as exigências feitas pelo estrangeiro impediram o acerto com ambos os times. Sampaoli foi jogador de equipes amadoras na Argentina. Estreou como técnico Alazan, equipe de pouco destaque no país vizinho. O treinador ganhou visibilidade quando passou pela Universidad de Chile, onde venceu o Campeonato Chileno, em duas oportunidades, e a Copa Sul-Americana.

O passo seguinte foi comandar a seleção chilena, que conquistou a Copa América de 2015 e quase surpreendeu o Brasil, nas oitavas de final, da Copa do Mundo de 2014, em pleno Mineirão. Em 2016, ele dirigiu o Sevilla, da Espanha, classificando o time para a Liga dos Campeões. Em 2017, Sampaoli foi confirmado como técnico da seleção argentina, levando os hermanos para a Copa da Rússia, em 2018. A fraca campanha do time de Messi no Mundial provocou a demissão do técnico após 15 jogos, com 7 vitórias, 4 empates e 4 derrotas.

GE

 

Clássico dos Maiorais: Campinense e Treze empatam no Amigão pelo Paraibano

A rivalidade histórica de 409 jogos dominou o domingo na Rainha da Borborema. Campinense e Treze se encontraram na tarde de hoje para mais um duelo no O Amigão. O jogo não teve vencedores. Com uma expulsão de cada lado, Raposa e Galo empataram em 1 a 1.

O jogo valeu pela 5º rodada do Campeonato Paraibano e trouxe uma curiosidade à beira do gramado. Os técnicos Celso Teixeira do Treze e Oliveira Candidé o Campinense, já comandaram os dois clubes e sabem do peso das camisas e da pressão do torcedor.

O JOGO

A partida começou sem muita emoção de ambos os lados. O Galo foi o primeiro a ameaçar, quando Dedé levantou na área, a bola passou por todo mundo e encontrou Rafael Oliveira. Alexa Maranhão apareceu para tirar na última hora.

Aos 23 minutos o Treze voltou a preocupar a Raposa. Almir passou para Caxito, que deixou a bola passar na cara do gol.

E o primeiro tempo terminou mesmo no 0 a 0.

Na segunda etapa o Treze foi surpreendido logo no início da retomada. Vinicius Barba, que já tinha um cartão amarelo, recebeu o segundo e deixou o Galo com um a menos.

No entanto, dois minutos depois e com um jogador a menos, O Treze foi pra cima e conseguiu abrir o placar. Almir marcou o gol do Galo no jogo de número 409 do Clássico dos Maiorais.

O Campinense tentava, mas só conseguiu ameaçar o alvo e negro de Campina Grande aos 22 minutos. Matheus Camargo finalizou com perigo. Jeferson saltou para fazer uma grande defesa e salvar o Treze do empate.

A Raposa, com um a mais, pressionou. Mas a pressão foi tanta que aos 24 cometeu um deslize e também teve um jogador expulso. Vargas parou o contra-ataque do Treze com falta, recebeu o segundo amarelo e foi mais cedo para o vestiário.

No 10 contra 10, o Campinense forçou mais e aos 36 minutos, Matheus Camargo invadiu a área e foi derrubado dentro da área: pênalti. Rafael Ibiapina pegou a bola, fez a cobrança, acertou o travessão mas a bola acabou morrendo dentro das redes do Treze. 1 a 1.

O Campinense consegue um empate após vir de uma eliminação da Copa do Brasil para o Atlético Mineiro, e de uma derrota no Estadual para o Atlético de Cajazeiras, A Raposa é líder do grupo B com 7 pontos.

Já o Galo, agora com 10 pontos conquistados ocupa a segunda colocação do Grupo A do Campeonato Paraibano e está na zona de classificação para a próxima fase do estadual.

 

Foto: globoesporte.com

PB Agora

 

 

FPF divulga nova tabela do Paraibano com Clássico Emoção no sábado de carnaval

Na manhã desta terça-feira (28), faltando um jogo para o fim da segunda rodada, a Federação Paraibana de Futebol divulgou a nova tabela básica do Campeonato Paraibano de 2020, que teve a necessidade de ser modificada após o adiamento da abertura, inicialmente marcada para o dia 19 de janeiro.

O destaque da alteração na tábua de jogos foi a marcação da o Clássico Emoção entre Campinense x Botafogo-PB, válido pela terceira rodada, anteriormente agendado para o próximo fim de semana, para o dia 22 de fevereiro, sábado de carnaval.

Como o Belo joga no sábado (01), contra o Confiança-SE, pela Copa do Nordeste, o duelo precisou ter sua data alterada.

O restante da terceira rodada acontecerá com São Paulo Crystal x Atlético de Cajazeiras, no sábado (01), no Carneirão, em Cruz do Espírito Santo, às 16h, apesar da tabela divulgada informar que a partida será em João Pessoa.

No domingo (02), Sousa e Treze duelam às 17h, com o Marizão confirmado como palco e, no mesmo horário, o Nacional de Patos recebe o Sport Lagoa Seca, no José Cavalcanti. Na segunda-feira (03), o CSP enfrenta a Perilima, às 20h15, também no Almeidão, em João Pessoa.

Confira a tabela com a sequência das rodadas do Campeonato Paraibano de 2020:

Voz da Torcida

 

 

Clássico Tradição terá torcidas do Galo e do Belo no Amigão; jogo será dia 24

O Clássico Tradição da 18ª e última rodada da Série C do Campeonato Brasileiro deve mesmo contar com trezeanos e botafoguenses nas arquibancadas. De acordo com Valberto Lira, que é procurador de Justiça e também presidente da Comissão Permanente de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, órgão ligado ao Ministério Público da Paraíba (MPPB), a sua recomendação é apenas o veto para as organizadas do Belo, o time visitante do jogo marcado para o próximo dia 24.

Valberto Lira garantiu que a sua recomendação foi apenas para as organizadas do clube visitante. Enquanto isso, as organizadas do Treze estão liberadas para apoiar o time, com exceção da Jovem do Galo, que foi punida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ainda no início da Série C.

A expectativa é de que a partida tenha ares de final de campeonato, já que Treze e Botafogo-PB podem entrar na rodada decisiva da Terceirona com objetivos para lá de importantes pensando em 2020. É que o Galo ocupa a nona colocação, com 15 pontos, e luta para não ser rebaixado. Do outro lado, o Belo é quinto, com 24 pontos, e briga por uma vaga no G-4, que leva para o mata-mata do acesso à Série B.

No primeiro duelo entre os dois clubes este ano, disputado no Almeidão, o Belo venceu por 3 x 1.

PB Agora

 

 

Botafogo-PB bate o Treze em clássico de 6 gols no Almeidão, em João Pessoa

O Botafogo-PB venceu o Treze por 4 x 2 no Clássico Tradição que marcou o encerramento da nona rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. A partida foi realizada no Almeidão, na noite desta segunda-feira (24).

Com a vitória, o Belo chegou aos 15 pontos e subiu para a terceira colocação, uma vez que contou com um tropeço do Sampaio, que perdeu para o Imperatriz e estacionou nos 14 pontos. Vale lembrar que o time botafoguense tem um jogo a menos em razão do adiamento da partida contra o Náutico, na rodada passada.

O Treze, por sua vez, segue em situação muito delicada, na vice-lanterna, com seis pontos, a três do Globo, primeiro time fora do Z2. A derrota no clássico marcou a estreia de Kleber Romeiro, antes auxiliar e agora efetivado como técnico do Galo no lugar de Flávio Araújo, que entregou o cargo na semana passada.

Bola parada

Mesmo diante de tanta rivalidade, o clássico não teve a intensidade esperada, com os dois times bastante ociosos em campos, sem criatividade no meio de campo. A bola parada, no entanto, foi protagonista e salvou a partir de cair em um marasmo nada digno de mais uma edição do Clássico Tradição.

Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo da Paraíba

Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo da Paraíba

 

O primeiro gol foi do Botafogo. Aos 15 minutos, Willian Goiano chutou para o gol após cobrança de falta e parou em mauro Iguatu. No rebote, o mesmo Willian tentou de novo e mandou para a rede. O Treze empatou aos 37, quando Marcelinho Paraíba enganou a marcação e soltou para Silva soltar uma bomba.

Matou
O segundo tempo foi mais movimentando, com o Botafogo tomando a iniciativa. Logo aos seis minutos, o time da casa voltou à frente do placar, em lance no qual a bola sobrou para Rogério fora da área e ele chutou forte para fazer o segundo gol botafoguense.

Aos 27, Neilson colocou a bola na área após erro do goleiro Mauro Iguatu e Felipe Alves venceu disputado com o marcador antes de mandar para o fundo da rede. O Treze não desistiu e diminuiu aos 29, em pênalti convertido por Eduardo.Mas o Botafogo também teve um pênalti a favor, e Felipe Alves converteu para fechar o placar, aos 36.

Próximos jogos

O Treze volta a campo na próxima quinta-feira, quando abre a décima rodada em duelo contra o Santa Cruz, no Amigão, a partir das 17 horas. O Belo joga apenas no domingo, no Castelão, onde visita o Sampaio Corrêa, em jogo marcado para as 18 horas.

Agência Futebol Interior

 

 

 

Confira os duelos das quartas de final da Copa do Brasil: clássico mineiro é o destaque

O sorteio dos confrontos das quartas de final da Copa do Brasil colocou Atlético-MG e Cruzeiro frente a frente. Os dois times vão se enfrentar por uma vaga nas semifinais da competição nas semanas dos dias 10 e 17 de julho. Não houve direcionamento, e os oito times classificados para esta fase poderiam se enfrentar.

Taça da Copa do Brasil — Foto: João Guerra

Taça da Copa do Brasil — Foto: João Guerra

Confira abaixo os duelos dessa fase da competição:

  • Bahia* x Grêmio
  • Atlético-MG* x Cruzeiro
  • Athletico-PR x Flamengo*
  • Palmeiras x Internacional*
    *Terão o mando de campo no jogo de volta

– Muito respeito pelo nosso grande rival, já vivendo a expectativa de muitas emoções para essa partida. É um mata-mata importante, e passando nos credencia para uma final da Copa do Brasil. Acredito que nosso jogo será no Independência, mas vamos esperar a decisão do presidente – afirmou Marques, diretor de futebol do Atlético-MG.

O Atlético-MG mandará seu jogo no Independência, e o Cruzeiro receberá o jogo de ida no Mineirão.

– Estávamos esperando, era uma possibilidade e vamos nos preparar da melhor maneira possível. Há uma rivalidade grande entre torcidas e clubes. Prepara para chegar nas semifinais – disse Marcelo Djian, diretor de futebol do Cruzeiro.

Flamengo e Athletico-PR reeditarão a final da Copa do Brasil de 2013, quando o clube carioca conquistou seu terceiro título da competição. Único time oriundo da primeira fase ainda vivo, o Bahia terá pela frente o Grêmio. Líder invicto do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras pegará o Internacional.

* Estagiário supervisionado por Thales Soares

GE

 

Flamengo vence clássico contra o Fluminense e vai à semi da Taça Rio

Flamengo assegurou a classificação para as semifinais da Taça Rio ao derrotar o Fluminense por  3 a 2, em partida disputada na tarde deste domingo, no Maracanã. A vitória fez o Rubro-negro da Gávea chegar aos 14 pontos ganhos e garantir a segunda colocação no Grupo C, um ponto a menos do que o líder Bangu. O Fluminense que já estava garantido na próxima fase da competição, segue na liderança do Grupo B com 11 pontos ganhos. Os gols foram marcados por Bruno Henrique, dois, e Gabigol para o Flamengo, enquanto Dodi e João Pedro anotaram para o Tricolor das Laranjeiras.

O time dirigido por Abel Braga começou a partida como um rolo compressor e chegou a abrir 3 a 0 e dar a impressão de que iria golear o tradicional adversário, mas o Fluminense, escalado com uma equipe alternativa, mostrou muita bravura e quase complicou a vitória do Flamengo. Nas semifinais,  Flamengo e Fluminense voltarão a se enfrentar.

O jogo – Como era de esperar pelas circunstâncias do clássico, o Flamengo partiu para o ataque, assim que a bola rolou. Aos três minutos, Pará recebeu pela direita e cruzou para a entrada de Gabigol, mas o artilheiro chegou atrasado e não conseguiu tocar na bola. Dois minutos depois, Bruno Henrique dividiram a bola na área tricolor e a bola saiu muito perto da trave, dando grande susto no goleiro Agenor.

Mostrando desentrosamento, o Fluminense não conseguia segurar a bola e o Flamengo logo recuperava a posse armava novos ataques. Aos 13 minutos, a persistência da equipe rubro-negra foi premiada com o primeiro gol. Pará cruzou rasteiro e Bruno Henrique se antecipou à marcação para tocar com o pé esquerdo e colocas nas redes tricolores.

Mesmo depois de abrir vantagem, o Flamengo não reduziu a pressão e seguiu martelando a defesa tricolor em busca do segundo gol. Aos 19 minutos, Renê cruzou e o lateral Pará apareceu na área para cabecear, mas Agenor fez grande defesa.

O Fluminense apareceu, pela primeira vez, com perigo, aos 23 minutos. Igor Julião cruzou e Marquinhos Calazans completou de primeira, mas a bola explodiu no travessão. No rebote, Willian Arão que havia falhado no início da jogada, se redime ao impedir a conclusão de Mateus Gonçalves.

O time dirigido por Fernando Diniz conseguiu equilibrar o jogo, mas errava muito na hora de tentar definir as jogadas nas proximidades da área rubro-negra. Já o Flamengo não conseguia mostrar o futebol dos primeiros minutos e se mostrava mais preocupado em bloquear as jogadas ofensivas do adversário.

Aos 41 minutos, o Flamengo quase marcou o segundo gol. Após cruzamento de Éverton Ribeiro, Bruno Henrique desviou e Diego, de bicicleta, mandou para o gol, mas Agenor fez grande defesa.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com o meia Dodi na vaga de Mateus Gonçalves. Aos três minutos, Allan arriscou, de fora da área, e a bola encobriu o travessão de Diego Alves, com muito perigo. Aos cinco minutos, o Flamengo ampliou a vantagem, novamente com Bruno Henrique que recebeu bom passe de Diego e tocou na saída de Agenor.

O Fluminense desanimou e o Flamengo chegou ao terceiro gol aos 12 minutos. Allan errou na saída de bola e Bruno Henrique se aproveitou para lançar Gabigol que penetrou na área e tirou do alcance do goleiro Agenor. O Fluminense não desanimou e marcou o primeiro gol aos 18 minutos. Calazans fez boa jogada pela esquerda e cruzou para a entrada de Dodi que tirou do alcance do goleiro Diego Alves.

Aos 26 minutos, o Fluminense marcou o segundo gol. Igor Julião cruzou na área e João Pedro cabeceou para as redes de Diego Alves.

Para tornar o time mais agressivo, o técnico Fernando Diniz trocou o lateral-direito Igor Julião pelo atacante Pablo Dyego, mas o Flamengo passou a marcar com mais intensidade e acabou garantindo a importante vitória. Antes do apito final, Pablo Dyego recebeu cartão vermelho por atingir o zagueiro Léo Duarte.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 X 2 FLUMINENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 24 de março de 2019, domingo

Hora: 16h (de Brasília)

Árbitro: João Batista de Arruda

Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima e Diogo Carvalho Silva

Cartão Amarelo: Renê, Diego (Fla); Nino, Danielzinho, Igor Julião, Allan, Marquinhos Calazans e Marlon (Flu)

Cartão Vermelho: Pablo Dyego (Flu)

Gols:

FLAMENGO: Bruno Henrique, aos 13 minutos do primeiro tempo e aos cinco minutos do segundo tempo; Gabigol aos 12 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Dodi, aos 18 minutos e João Pedro 26 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Ronaldo, Willian Arão, Diego (Lucas Silva) e Éverton Ribeiro; Bruno Henrique (Vitor Gabriel)e Gabigol (Uribe)

Técnico: Abel Braga

FLUMINENSE: Agenor; Igor Julião (Pablo Dyego), Léo Santos, Nino e Marlon; Allan (João Pedro), Marquinhos Calazans, Mateus Gonçalves (Dodi) e Paulo Henrique Ganso; Caio Henrique e Danielzinho

Técnico: Fernando Diniz

 (Foto: André Durão)
Gazeta Esportiva

 

Ex-raposeiro garante vitória do Treze no primeiro Clássico dos Maiorais de 2018

De vilão a herói. Depois de perder uma penalidade contra o Botafogo-PB, o ex-raposeiro Reinaldo Alagoano marcou o gol da vitória do Treze no Clássico dos Maoriais diante do Campinense, neste domngo, no Estádio Amigão.

Além de reabilitar o time na competição, já que não vencia há três partidas, o triunfo interrompeu os 100% de aproveitamento da Raposa. O Galo assumiu a liderança do Grupo B, com oito pontos. Já o Campinense, mesmo com o revés, permanece na ponta da tabela do Grupo A, com 12 pontos.

Na próximo domingo, o Campinense vai enfrentar a Desportiva Guarabira, no Silvio Porto, pela fase de volta. Já o Treze enfrentará o Auto Esporte no sábado, no Almeidão. Antes porém, o time do treinador Oliveira Canindé fará sua estreia na Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Criciúma, em Campina Grande.

Ficha técnica

Treze x Campinense

Data: 28/01/2018 – 16h

Local: Estádio Amigão / Campina Grande

Competição: Campeonato Paraibano 2018 (5ª rodada)

Arbitragem: João Bosco Sátiro; Oberto Santos e José Maria Neto.

Cartões amarelos: Rayro, Jonathan, Dedé, Vitinho, Alberto, Saulo, Ferreira (T), Muller Fernandes, Thiago Potiguar (C)

Gols: Reinaldo Alagoano (T), aos 26min do 1°T

Treze: Saulo, Ferreira, Leonardo Luiz, Ítalo e Rayro; Alberto, Dedé, Jonathan e Fábio Neves; Tininho (Caíque) e Reinaldo Alagoano (Tozin). Técnico – Oliveira Canindé

Campinense: Jéferson, Alex Murici, Rafael Jensen, Rafael Araújo e Jackinha; Tiago Silva, Fernando Pires (Tarcísio), Marcelo Silva e Marcinho (Jean Carlo); Muller Fernandes (Rodrigo Silva) e Thiago Potiguar. Técnico – Celso Teixeira

Veja o gol do Treze no vídeo reprodução abaixo:

 

paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br