Arquivo da tag: candidato

Cidade na PB fica sem candidato à Prefeitura após Justiça rejeitar únicas duas candidaturas

A cidade de Cachoeira dos Índios, localizada no Sertão da Paraíba, não tem nenhum candidato a prefeito para a eleição deste ano. Duas candidaturas que haviam na cidade foram indeferidas cerca de 20 dias depois do início da fase de análise das candidaturas, feita pela Justiça Eleitoral.

As candidaturas indeferidas foram a de Allan Seixas (PSB), que concorre à reeleição, e Têta (PP). As suspensões foram feitas pela juíza Dayse Maria Pinheiro Mota, após ação apresentada de um candidato contra o outro. Os partidos ou coligações podem apresentar novos candidatos em substituição aos que foram indeferidos, até o dia 26 de outubro.

Allan Seixas teve a candidatura suspensa por ausência de requisito de registro, tendo em vista que ele estaria tentando disputar o terceiro mandato. Em 2012 ele foi eleito a vice-prefeito e assumiu o comando da cidade em 2013. Em 2016 se candidatou ao cargo de prefeito e foi eleito. O G1 tentou contato com Allan, mas até a publicação desta matéria nenhuma resposta havia sido enviada.

Já o candidato Têta foi indeferido por estar enquadrado na Lei da Ficha Limpa e estar inelegível, além de ter sido condenado criminalmente a um ano e cinco meses de reclusão em regime semi-aberto. A defesa dele afirmou que está preparando um recurso para reverter a decisão, pois não considera que o caso se encaixa em inelegibilidade.

G1

 

Candidato a vereador pelo MDB em Bananeiras, doa para a própria campanha valores acima do patrimônio declarado

Pelo menos 84 candidatos na Paraíba registraram doações para a própria campanha em valor superior ao patrimônio declarado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Do total, 81 declaram não ter qualquer patrimônio, apesar de terem colocado dinheiro na própria campanha.

O levantamento feito pelo G1 mostra ainda que as diferenças entre autodoação e patrimônio, na Paraíba, chegam a R$ 20 mil. As doações não são consideradas ilegais, mas levantam indícios de supostas irregularidades nas declarações de patrimônio dos candidatos.

A professora da PUC Minas Virtual e assessora jurídica no TSE Lara Ferreira lembra ainda que a resolução 23.609 de 2019 do TSE exige dos candidatos uma “relação atual de bens” – ou seja, a relação de bens existentes no momento do registro de candidaturas.

“A rigor, se ela tem dinheiro na poupança ou em investimentos, ela deveria ter relacionado esses recursos financeiros também no momento do registro de candidatura”, diz a professora. Ela lembra, porém, que o candidato pode “ter tido uma compreensão inadequada da norma” ou pode ter feito um empréstimo para colocar dinheiro na própria campanha, e que não necessariamente se trata de algo ilícito.

“Mas será um elemento que, com certeza, chamará a atenção na prestação de contas e que levantará questionamentos por parte da Justiça Eleitoral”, destaca.

O cientista político Bruno Schaefer, pesquisador da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), afirma ainda que o patrimônio desses candidatos pode estar no nome da esposa ou do marido. Outra hipótese é que o candidato não tenha declarado todos os bens ou pode ter declarado o bem com valor abaixo da realidade.

Mais dinheiro do próprio bolso do que o patrimônio declarado: levantamento identificou 3.737 candidatos nessa situação; análise considera dados até esta terça-feira — Foto: Aparecido Gonçalves / G1

Mais dinheiro do próprio bolso do que o patrimônio declarado: levantamento identificou 3.737 candidatos nessa situação; análise considera dados até esta terça-feira — Foto: Aparecido Gonçalves / G1

Mais recursos do que patrimônio

O candidato André Gomes (PDT), que disputa a reeleição à Prefeitura de Boa Vista, doou R$ 20 mil do próprio bolso para a campanha. Ao mesmo tempo, André declarou não ter qualquer patrimônio. Em resposta ao G1, o candidato diz que o dinheiro é resultado de dois empréstimos, feitos à Caixa Econômica, como pessoa física: CDC automático e CDC salário.

O segundo candidato que fez a segunda maior doação para a campanha, mesmo sem ter declarado qualquer patrimônio, foi o candidato Aldo Cabral (PSD), que tenta a reeleição para o cargo de vereador, em Campina Grande. O candidato desembolsou R$ 11,5 mil.

Ao G1, Cabral explicou que a quantia investida está dentro do valor que pode ser doado, que equivale a 10% do total da renda recebida como vereador, nos últimos anos de mandado. De acordo com o candidato, ele poderia ter doado até R$ 13 mil.

O terceiro da lista que mais doou para a campanha, sem ter declarado qualquer patrimônio, foi o candidato a vereador de João Pessoa, Fernando Passos (Patriota). Segundo dados do TSE, Passos desembolsou R$ 4 mil. O G1 tentou contato com o candidato, mas até a publicação desta matéria não havia obtido resposta.

Candidatos que fizeram autodoação acima do patrimônio declarado

Doações de candidatos para a própria campanha acima do patrimônio declarado

Candidato Partido Cidade Autodoação Patrimônio declarado
ANDRÉ GOMES PDT BOA VISTA 20000 0
ALDO CABRAL PSD CAMPINA GRANDE 11500 0
FERNANDO PASSOS PATRIOTA JOÃO PESSOA 4000 0
JACKSON PEIXOTO PDT CRUZ DO ESPÍRITO SANTO 2900 0
GONÇALVES DE MANGABEIRA CIDADANIA JOÃO PESSOA 2800 0
FABRÍCIO SALES PP MAMANGUAPE 2500 0
ALEX LUCENA REPUBLICANOS CABEDELO 2128 0
FAUSTINO DEM NOVA FLORESTA 2550 445.31
DINHO AVANTE PB CABEDELO 2124
SANDRA COUTINHO PSB JOÃO PESSOA 2000 0
NICODEMOS COSTA MDB BANANEIRAS 1650 0
RISONETE MENDONÇA ADVOGADA PSDB SANTA RITA 1430 0
AMÉLIA FONSECA DEM UIRAÚNA 1200 0
EDIGLEY DE FRANCISQUINHA MDB MONTE HOREBE 1180 0
VALTER PAPEL PP PEDRO RÉGIS 1120 0
SOCORRO MARQUES PSB CONDE 1060 0
LUZIA TRAJANO PSC CAJAZEIRAS 1045 0
KADJA NASCIMENTO CIDADANIA MAMANGUAPE 1042 0
ADOLFO PL SERRA REDONDA 1030 0
ANDRE COUTINHO DEM CABEDELO 1000 0
MATHEUS DE GERALDÃO PSDB COREMAS 1000 0
VALTIERE MDB MONTE HOREBE 1000 0
HUMBERTO COLEGUINHA PSB CAJAZEIRAS 1000 0
JUCINÉRIO FÉLIX PSB CAJAZEIRAS 1000 0
PROFESSORA JUCY ARAÚJO CIDADANIA SUMÉ 1000 0
JOSINALDO CIDADANIA ITABAIANA 1000 0
NALDOCELL PSB CONDE 1000 0
JÔ DE DUDA PSD LAGOA DE DENTRO 1000 0
SUENYA ROSA PSB CASSERENGUE 1000 0
PEO DA GALINHA CIDADANIA RIO TINTO 1000 0
WELLINGTON DA PAZ AVANTE CABEDELO 1000 0
MILENA DINIZ PSB BONITO DE SANTA FÉ 995 0
AURELIO DE CONSTATINO CIDADANIA BERNARDINO BATISTA 900 0
DAGMANDO CIDADANIA CUITÉ 890 0
JARDEL DA CIDADANIA CIDADANIA JOÃO PESSOA 870 0
LUCIANO BARROS CIDADANIA AREIAL 830 0
PRETINHA CIDADANIA BERNARDINO BATISTA 820 0
GERVASIO DE GERSON CIDADANIA BERNARDINO BATISTA 800 0
CRISTINA DA SAUDE REDE LAGOA SECA 800 0
BIA DA PESCA PDT COREMAS 800 0
GABI BRITO PL SANTA RITA 795 0
VAL DE CURRALINHO DEM ITAPOROROCA 720 0
CHIQUINHO PDT MOGEIRO 704 0
AÑGELA CEIA PSDB GADO BRAVO 700 0
GIDEVAL PSB BARAÚNA 700 0
ANTONIO CARLOS SARMENTO CIDADANIA SUMÉ 670 0
CARLINHOS FILHO DEM DUAS ESTRADAS 645 0
JANAINA MENDES PSDB SÃO MIGUEL DE TAIPU 500 0
DINHO PDT GURINHÉM 500 0
CHICO PESSOA CIDADANIA ARAÇAGI 500 0
DEDÉ FLORÊNCIO PSDB SÃO JOSÉ DA LAGOA TAPADA 500 0
ALANA FIALHO CIDADANIA CUITÉ 450 0
EUZA DE CICINHO MDB COREMAS 450 0
CICINHO DE JOANINHA MDB COREMAS 450 0
AQUILLIS DE TATÁ PSC ALAGOA GRANDE 422 0
FERNANDO SOBRINHO DEM CABEDELO 400 0
BRANCA SOLIDARIEDADE POÇO DANTAS 400 0
ADILEUZA ALMEIDA SOLIDARIEDADE POÇO DANTAS 400 0
TOINHA DE MACIAL SOLIDARIEDADE POÇO DANTAS 400 0
DEDÉ DE MOISÉS SOLIDARIEDADE POÇO DANTAS 400 0
LUIZ RICARDO PODE CAMPINA GRANDE 400 0
ORESTES MDB DUAS ESTRADAS 400 0
ALEX DEM RIO TINTO 360 0
ZE CANDIDO PP SANTA HELENA 320 0
DIRA CORREIA PP SANTA HELENA 320 0
ASSIDIA SOARES PP SANTA HELENA 320 0
FERNANDO ROLIM PP SANTA HELENA 320 0
PINGA PP SANTA HELENA 320 0
CILDO PARNAÍBA PP SANTA HELENA 320 0
SUDA PP SANTA HELENA 320 0
ELENILZA SOARES PP SANTA HELENA 320 0
DR ADAILTON DEM REMÍGIO 300 0
RENATO DO CARIUS CIDADANIA CAMPINA GRANDE 260 0
PASTOR SERGIO LOURENÇO PSC CONDE 220 0
PAULA DE GU PSD SÃO VICENTE DO SERIDÓ 200 0
FATIMA DE MATA LIMPA PSC AREIA 192 0
JANILSON HASTEG DEM DUAS ESTRADAS 160 0
SARGENTO CALDAS PSB JOÃO PESSOA 150 0
DIEGO GOMES CIDADANIA SOSSÊGO 950 800
LEANDRO SALES CIDADANIA FAGUNDES 130 0
PIERRY PL NOVA PALMEIRA 100 0
CLEITON REPUBLICANOS SOLEDADE 100 0
DR ANDRÉ PDT CABEDELO 100 0.01
JOSIAS VIANA CIDADANIA BAÍA DA TRAIÇÃO 10.45 0
G1

 

Candidato a prefeito de Belém do Brejo do Cruz pelo PSB renuncia à disputa e será substituído pela nora

O candidato a prefeito de Belém do Brejo do Cruz pelo PSB, Germano Lacerda da Cunha, renunciou à disputa e será substituído pela nora, a Doutora Elaine Salviano. O médico assinou, nessa quarta-feira (7), um Termo de Renúncia em que formaliza sua desistência da corrida eleitoral, segundo apurou o ClickPB.

O PSB tem 10 dias para substituí-lo e registrar a candidatura da pessoa substituta junto à Justiça Eleitoral.

O Ministério Público Eleitoral (MPE) havia impugnado a candidatura de Germano Lacerda. O MPE alegou que ele já foi condenado por improbidade administrativa enquanto era prefeito de Belém do Brejo do Cruz, sendo punido com suspensão dos direitos políticos por cinco anos.

“Tal condenação foi confirmada em segundo grau, portanto através de órgão colegiado, em 18.05.2016, com trânsito em julgado certificado em 10.11.2017, consoante acórdão do Egrégio Tribunal de Justiça da Paraíba que segue em anexo (docs. 01 e 02). Desta feita, imperioso reconhecer que o impugnado encontra-se com seus direitos políticos suspensos em decorrência da condenação por ato de improbidade administrativa que acarretou prejuízo ao patrimônio público, que lhe aplicou pena de suspensão dos direitos políticos por 05 (cinco) anos e que deve ser observada a partir do trânsito em julgado acima mencionado, com expiração somente em 2022, hipótese que impede o deferimento do seu pedido de registro de candidatura neste momento”, argumentou o Ministério Público Eleitoral.

Confira o Termo da Renúncia e a Ação de Impugnação de Registro de Candidatura

clickpb

 

Candidato a prefeito mais novo da Paraíba disputa vaga na cidade de Nova Palmeira

O jovem Pierry Ângelo da Silva Araújo, filho do casal José Petronilo de Araújo, ex-prefeito por 2 mandatos e da senhora Vitória é o candidato mais jovem da Paraíba a disputar uma campanha eleitoral. Ele é candidato a prefeito da cidade de Nova Palmeira.

Segundo informações obtidas pelo ClickPB, o jovem é mais conhecido como Pierry de Petronilo. Ele é estudante de Direito e no próximo dia 18 de outubro fará 21 anos.

Seu companheiro de chapa é o atual vereador, senhor ‘Manoel de Zuza’, com três mandatos no Legislativo da cidade.

Pierry Araújo, concentra boa parte de sua campanha nas redes sociais. O perfil dele no facebook registra mais de 4.495 seguidores. Com entradas ao vivo através de lives, ele dialoga e apresenta propostas de sua candidatura na disputa pela prefeitura de Nova Palmeira.

Outro candidato também considerado como um dos mais jovens é de Bom Sucesso, Matheus Gomes, do Partido Liberal (PL). Ele tem 21 anos completados agora em outubro. É estudante de Engenharia Civil e empreendedor na área da confeitaria.

 

clickpb

 

 

Irmãos são mortos a tiros e segurança de candidato é esfaqueado durante briga em ato político no RN

Dois irmãos foram mortos a tiros durante um ato de campanha eleitoral na zona rural de Pedro Velho, na região Agreste potiguar, nesta segunda-feira (5). A confusão aconteceu na comunidade das Bocas.

O candidato a prefeito Júnior Balada (DEM) fazia visitas a residências. O tumulto começou, segundo moradores, após provocações de adversários. Um homem teria tirado uma faca da cintura. Outro, que fazia a segurança do candidato, tentou defendê-lo e foi ferido. Na reação, sacou uma arma, atirou e baleou o homem que estava com a faca e seu irmão.

Os dois irmãos são Gilson Marques Teixeira, de 43 anos e Adailson da Silva Teixeira, de 51 anos. Depois de serem baleados na comunidade das Bocas, que fica distante cerca de 10 quilômetros do centro do município, ambos foram socorridos para o Hospital Maternidade Municipal de Pedro Velho.

Um deles foi ferido na cabeça e no peito. O outro, nas costas. Os dois não resistiram e morreram ao dar entrada na unidade.

Segundo a Polícia Militar, após a equipe ser acionada, foi até o hospital, porém os dois homens já estavam sem vida. A investigação ficará a cargo da Polícia Civil.

Viaturas da Polícia Militar da Paraíba estiveram em Pedro Velho para apurar detalhes do homem ferido que reagiu. Ele seria um policial da Paraíba e foi encaminhado ao Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, em Natal.

portaldobrejo

 

Prefeito de Dona Inês e candidato à reeleição utiliza cadeiras de Escola Municipal para realizar evento político

No último domingo (04/10/2020), o prefeito do Município de Dona Inês, o senhor João Idalino, realizou um evento de campanha na Comunidade Quilombola Cruz da Menina, fazendo uso das cadeiras escolares no referido evento, junto com a candidata a vereadora Bianca Cristina, num claro de abuso de seu poder como prefeito.

Nas imagens divulgadas pelo próprio prefeito e por correligionários políticos seus em suas redes sociais, o prefeito, seu candidato a vice-prefeito Sérgio Almeida, a candidata a vereadora Bianca Cristina, e os demais presentes aparecem fazendo uso das cadeiras da escola municipal da Comunidade Quilombola Cruz da Menina, num claro desrespeito às leis eleitorais e aos bens públicos.

O ato praticado se configura em abuso de poder político e prática de condutas vedadas pela lei eleitoral que ensejam penas de multa, cessação do diploma e inelegibilidade por 08 (oito) anos.

Vale lembrar que o prefeito se encontra condenado e cassado desde 20/04/2020 pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, porém permanece no cargo por força de uma liminar.

 

Assessoria

 

 

Delegado descarta tentativa de homicídio contra Nilvan Ferreira após candidato ter denunciado atentado

O delegado Pedro Ivo, responsável por investigar o suposto atentado contra o candidato a prefeito de João Pessoa, Nilvan Ferreira, afirmou ao ClickPB que não houve tentativa de homicídio contra o candidato. Segundo ele, a investigação já está bem adiantada e deve ser concluída até o fim dessa semana.

Pedro Ivo explicou que assim que a denúncia foi feita por Nilvan Ferreira, pessoas que acompanhavam o candidato e estavam presentes na ocorrência prestaram depoimento. Essas testemunhas explicaram que houve um desentendimento com um motorista que queria passar pelo local onde o candidato fazia uma ação de campanha adesivando carros. Uma pessoa que estava dentro do carro teria sacado uma arma.

O proprietário do veículo, que era quem dirigia na hora, foi localizado por meio da placa, que havia sido identificada por meio de imagens de câmeras de trânsito. Ele confirmou que o acompanhante, um capitão da Polícia Militar de Mamanguape, sacou uma arma, mas afirmou que ele só fez isso porque uma pessoa que acompanhava Nilvan Ferreira mostrou uma arma primeiro.

”Talvez tenha sido alguém que trabalhava na segurança do candidato, se é que essa arma existia, ainda estamos investigando se existia mesmo essa pessoa armada”, comentou o delegado. Pedro Ivo informou que, caso não houvesse ninguém armado no local, o policial pode responder por ameaça, mas caso a versão dele se confirme, não se configura crime porque houve equivalência nas atitudes das duas partes.

O delegado disse que já enviou um ofício para a Polícia Militar de Mamanguape para solicitar o depoimento do policial envolvido.

De qualquer forma, Pedro Ivo ressaltou que a confusão ocorreu entre os ocupantes do carro e o grupo que participava da ação de Nilvan e não houve nenhum tipo de atentado direcionado ao candidato.

”Depois do que houve na última campanha, especialmente com o presidente Jair Bolsonaro, quando há uma situação dessa se pensa logo em uma tentativa de homicídio contra o candidato, mas isso está descartado”.

 

clickpb

 

 

São José do Sabugi é a única cidade da Paraíba com apenas um candidato a prefeito nas eleições 2020

A cidade de São José do Sabugi, no Sertão paraibano, vai ter só um candidato a prefeito nas eleições 2020, de acordo com os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O atual prefeito, Segundo Domiciano (DEM), vai tentar a reeleição em uma chapa com o atual vice-prefeito, Tantico (Cidadania). Dos 223 municípios do estado, São José do Sabugi é o único com apenas um candidato.

Segundo a plataforma DivulgaCand, do TSE, foram feitas quatro convenções partidárias no município este ano. O PT e o PSDB, em suas convenções, optaram por não lançar nenhum candidato a prefeito nem a vice-prefeito. Já o DEM e o Cidadania resolveram concorrer coligados.

Em 2016, a chapa eleita concorreu apenas com outra chapa, encabeçada por Karine Cabrall (PSD). O G1 entrou em contato Romero Rodrigues, presidente do diretório estadual do PSD, que é oposição na cidade. Ele informou que a sigla pretendia lançar candidatura este ano, e que vai se informar com o diretório municipal do PSD para saber o que aconteceu.

Conforme a Lei das Eleições, um candidato precisa, para ser eleito, de 50% dos votos válidos mais um. Votos brancos e nulos não contam como válidos.

No caso de municípios com apenas um concorrente, basta um único voto válido para que o candidato seja eleito. Na prática, portanto, Domiciano só precisa do próprio voto para assegurar mais quatro anos de mandato.

G1

 

MP pede condenação de candidato a prefeito na PB por ‘desmoralizar’ o Judiciário

O Ministério Público Eleitoral (MPE) da Paraíba pugnou pela execução de multa no valor de R$ 10 mil e pela remessa de cópia dos autos à Delegacia de Polícia para que seja apurada a prática de crimes de desobediência (disposto no artigo 330 do Código Penal) e de infração de medida sanitária preventiva (artigo 268 do Código Penal) pelo Partido Progressista (PP), em seu diretório na cidade de Sapé, e pelo pré-candidato a prefeito do município, Luiz Limeira Ribeiro Neto.

Conforme explicou a promotora de Justiça a 4ª Zona Eleitoral de Sapé, Caroline Freire, o diretório municipal do PP e o pré-candidato foram alvos de uma representação eleitoral, que teve como objetivo impedir a realização de convenção partidária presencial, no último dia 16, uma vez que a divulgação sobre o evento, com chamamento da população em geral, configurava a perda da função intrapartidária da convenção e provocaria, inevitavelmente, uma aglomeração incontrolável de pessoas, contrastando com as políticas adotadas em todas as esferas públicas de controle ao novo coronavírus.

Na representação, a promotoria argumentou que até a véspera da convenção partidária, o município de Sapé estava classificado na bandeira “laranja”, pelo plano Novo Normal Paraíba, o que requer medidas restritivas para conter a propagação do novo coronavírus, como a proibição de eventos que possam provocar a aglomeração de pessoas.

A juíza eleitoral, Andréa Targino, deferiu os pedidos do MPE e fez uma série de determinações para que fosse possível a realização da convenção partidária no último dia 16, como a retirada das publicações nas redes sociais do pré-candidato que convidavam os eleitores e demais cidadãos para o evento (inclusive com o oferecimento de transporte); a adoção de medidas para dificultar e impedir a aglomeração de pessoas no local do evento e a proibição da entrada de munícipes e possíveis eleitores no local e hora da reunião pública da convenção do PP, permitindo apenas a participação de pessoas efetivamente filiadas ao partido. O pré-candidato também foi proibido de fazer campanha antecipada e pedir explicitamente votos.

Descumprimento da decisão judicial

Segundo o MPE, apesar de notificação temporal dos representados, a convenção ocorreu na formatação de verdadeiro comício, desrespeitando quase que na íntegra a decisão judicial. O descumprimento é comprovado por fotos e vídeos, que foram anexados aos autos. As imagens mostram que adentraram no local um número indeterminado de pessoas, sem qualquer controle quanto aos sintomas da covid-19 e filiação aos partidos que compunham a chapa majoritária encabeçada pelo Partido Progressista.

Conforme destacou a promotora eleitoral, as convenções partidárias têm viés intrapartidário e servem para divulgar junto aos convencionados o nome daqueles que pretendem se candidatar pela sigla, devendo toda a divulgação em torno do evento ser restrita aos limites do partido e de sua coligação, sob risco de caracterizar propaganda eleitoral antecipada.

“Os fatos trazidos à tona desmoralizam o Judiciário ao ver-se que se descumpriu determinação clara de restrição do evento aos filiados políticos dos partidos que compunham a chapa majoritária, bem como às medidas sanitárias de precaução à covid-19, ocorrendo na verdade uma invasão ao local marcado para a convenção, que transformou-se num grande comício. Ademais, a direção do partido e o próprio pré-candidato desprezaram completamente o estado de pandemia em que vivemos, onde a covid-19 já ceifou a vida de mais de um milhão de cidadãos brasileiros, colocando em risco todos aqueles simpatizantes da agremiação ao convidar abertamente, por vários meios, a população sapeense para o evento, culminando com uma aglomeração desordenada e sem controle no ponto marcado para a convenção partidária”, criticou Caroline.

Assessoria

 

 

Pré candidato a prefeito, Ramom Moreira propõe escola municipal integral e destaca avanços na educação de Bananeiras

O vereador Ramom Moreira, que é pré candidato a prefeito de Bananeiras pelo Democratas, felicitou os estudantes, neste 11 de agosto, durante a sessão da Câmara de Vereadores, que ocorreu nesta terça, 11/08.

O vereador também parabenizou a gestão municipal pelo reordenamento implementado nas escolas, em especial das localizadas na zona rural, o que possibilitou o ingresso de 340 novos alunos na rede escolar municipal. “É um dado que precisa ser comemorado! Há um ano atrás o debate político era sobre o fechamento de escolas, que foi tratado de forma equivocada pela oposição. Hoje estamos comemorando o ingresso desses novos alunos, na educação infantil, que tornaram as escolas rurais em creches e possibilitaram a redução de 70% das turmas multiseriadas em nosso município”, afirmou o parlamentar.

Ramom disse que “Bananeiras deve comemorar essa ação administrativa, implantada pelo prefeito Douglas na área da educação, e os frutos serão colhidos nos próximos 10 anos, fortalecendo a educação, cultura e o contexto social do nosso município”, destacou o pré candidato a prefeito.

O Vereador disse que no futuro será preciso criar um centro especializado para atender as crianças com necessidades especiais e implementar a escola municipal integral, onde os alunos receberiam o ensino regular durante um turno e desenvolveriam atividades lúdicas, musicais e de reforço escolar no turno seguinte. “É hora de olhar para o futuro, garantindo e fortalecendo as ações do presente. Bananeiras merece sempre o melhor”, ressaltou Ramom.

As sessões da Câmara ocorrem todas as terças feiras, as 19:00 horas, e são transmitidas, ao vivo, pelas redes sociais.

 

Assessoria