Arquivo da tag: cadastrar

Municípios têm até segunda-feira (31) para se cadastrar no programa de alfabetização Tempo de Aprender

Os gestores municipais de educação que ainda não se inscreveram no programa Tempo de Aprender têm até a próxima segunda-feira (31), para declarar interesse ao Ministério da Educação (MEC). De acordo com a pasta, 70% das secretarias de educação de estados e municípios já fizeram o cadastro. O MEC avalia o número como positivo, mas, por outro lado, 1.712 municípios não se cadastraram até agora e podem perder a chance de fazer parte do projeto. Entre as secretarias estaduais, menos da metade demonstrou interesse no tema – 13 das 27 secretarias.

Se não fizerem o cadastro até dia 31 de agosto, professores das escolas estaduais dos seguintes estados podem acabar não sendo contemplados: Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espirito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Nessa primeira fase do projeto já está disponibilizado um curso online sobre técnicas de alfabetização. Embora o curso seja voltado para professores, coordenadores pedagógicos, diretores escolares e assistentes, qualquer cidadão pode ter acesso ao conteúdo, mesmo que o seu município não tenha feito adesão. O material pode ser acessado por meio da plataforma Avamec, área virtual de aprendizagem disponibilizada pela pasta. Contudo, outras ações dependem da adesão dos estados e municípios, como explica o secretário de alfabetização do MEC, Carlos Nadalim.

“Elaboramos uma formação que foi validada por pesquisadores e vamos disponibilizar aos professores dos entes que aderirem ao programa uma formação na versão online e presencial porque nós sabemos que a formação presencial é fundamental para que multipliquemos essa experiência”, pontua. “Contaremos com o apoio das secretarias estaduais e municipais porque nós teremos de elaborar normativos relativos a formação presencial”, explica.

De acordo com Luiz Miguel Martins Garcia, presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), depois que a proposta foi lançada o MEC tem dialogado com os professores e gestores para construir conjuntamente um plano de ação.

“São reuniões que tem ocorrido semanalmente para decidir como será a implementação desse programa. Nós trabalhamos bastante para reforçar a relação do programa com a Base Nacional Comum Curricular”, pontua.

Além do foco na formação continuada dos professores, o programa Tempo de Aprender também vai atuar no apoio pedagógico, aprimoramento das avaliações e valorização dos profissionais da alfabetização. A inscrição pode ser feita no site da Política Nacional de Alfabetização.

Fonte: Brasil 61

 

 

Defesa Civil começa a cadastrar CEPs da PB para alertar sobre desastres

Defesa Civil começa a enviar mensagens por celular (Foto: Portal Correio)

A população da Paraíba já está recebendo mensagens de texto no celular para ver alertas sobre risco de desastres naturais. O serviço é coordenado pela Defesa Civil Nacional e só chegaria à Paraíba em junho, mas desde 26 de fevereiro deste ano que a nacionalização foi antecipada.

Para participar, é necessário enviar o CEP de seu endereço para o número 40199. O serviço não tem custo. Ao fim do cadastro, o usuário é informado se o celular está apto a receber alertas de  inundações, alagamentos, temporais, perigo de deslizamentos de terra, entre outros, e recomendações da Defesa Civil. Se o usuário desejar, é possível cancelar o recebimento dos alertas por mensagem de celular.

Os alertas são enviados pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e pelas Defesas Civis dos estados. Também será realizada campanha informativa nos meios de comunicação. O acompanhamento executivo do serviço de alertas por SMS é feito pela ABR Telecom.

O sistema foi desenvolvido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em parceria com os órgãos de Defesa Civil e as operadoras de telefonia móvel.

Expansão

Depois de um período de testes, o grupo coordenado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), e que conta com representantes do Cenad, definiu a expansão do serviço de alerta de desastres naturais para  todo o Brasil. Cerca de 20 países contam com serviços semelhantes, como Canadá, Chile, Bélgica, Filipinas e Japão.

O projeto piloto começou em fevereiro de 2017 em 20 municípios de Santa Catarina. O sistema também foi implantado, em junho, em cinco cidades do Paraná. Desde outubro, todos os moradores dos estados do Paraná e de Santa Catarina podem cadastrar as linhas móveis para receber mensagens de alerta de desastres naturais enviadas por SMS para celulares. O serviço foi implantado no Estado São Paulo em novembro de 2017.

No dia 15 de janeiro deste ano, os moradores de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás passaram a receber o SMS de alerta de riscos e em 19 de fevereiro, o projeto teve início no Distrito Federal, Mato Grosso e Tocantins.

 Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Faltam quatro dias para eleitor cadastrar voto em trânsito, diz TSE

votoQuem estiver fora do domicílio eleitoral no primeiro ou no segundo turno das eleições poderá se cadastrar para votar em trânsito, apenas para presidente. O cadastro deve ser feito até a próxima quinta-feira (21). Os interessados deverão apresentar um documento oficial com foto e terão que estar em situação regular com a Justiça Eleitoral.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Mas é preciso ficar atento, porque apenas 92 cidades do País — aquelas que têm mais de 200 mil eleitores — poderão receber votantes em trânsito. Mesmo que vote para presidente, o eleitor deverá justificar os outros (governador, deputados federal e estadual e senador).

Quem requerer o voto em trânsito só poderá comparecer à seção determinada no cadastro, no dia da eleição. O primeiro turno será no dia 5 de outubro. Caso haja segundo turno, ele ocorrerá no dia 26 de outubro.

Nas eleições de 2010, a possibilidade de votar em outras cidades beneficiou cerca de 80 mil eleitores, de acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A regra representa um avanço do Brasil no que diz respeito às leis eleitorais. Neste ano, as seções especiais terão que receber, no mínimo, 50 cadastros de voto em trânsito para garantir seu funcionamento no dia da eleição, tanto no primeiro como no segundo turno.

R7

Creches públicas devem se cadastrar para receber recursos

Cadastro deve ser feito junto ao Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec)

A partir da próxima segunda-feira (6), o Distrito Federal e municípios poderão entrar com pedido de recursos, junto ao Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec), para a manutenção de novas turmas da educação infantil e atendimento a crianças de até quatro anos de idade, provenientes de famílias beneficiadas pelo programa Bolsa-Família .

Antônio Cruz/Agência Brasil O recurso serve para manutenção de novas turmas da educação infantil e atendimento a crianças de até quatro anos de idade

  • O recurso serve para manutenção de novas turmas da educação infantil e atendimento a crianças de até quatro anos de idade

A ação dos ministérios da Educação e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome faz parte do programa Brasil Carinhoso, do governo federal.

Duas resoluções, nº 28 e nº 29, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) estabelecem os procedimentos para a solicitação dos recursos. A Resolução nº 28 esclarece que os gestores podem pedir o repasse proporcional da verba do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O valor anual por aluno, para 2012, varia entre R$ 1.667,35 e R$ 2.725,69.

Nesta Resolução, os municípios e o DF precisam cadastrar, no Simec, no módulo identificado como Proinfância/Manutenção, o endereço no qual serão atendidas as crianças de cada turma, além de anexar fotos do local em funcionamento. Também devem ser informados dados como data de início de funcionamento e quantidade de crianças atendidas, com especificação de matrículas em creches e em pré-escolas, tanto em período integral quanto parcial.

A Resolução nº 29 determina a transferência de recursos financeiros para o atendimento de crianças até 48 meses de idade de famílias beneficiárias do programa Bolsa-Família, matriculadas em creches públicas ou conveniadas com o poder público e contabilizadas no Censo Escolar da Educação Básica.

Brasil Carinhoso

O programa Brasil Carinhoso tem como objetivo erradicar a extrema pobreza entre as famílias que possuem crianças entre 0 e 6 anos. Esse benefício de superação da extrema pobreza na primeira infância é uma nova política pública que compõe o Programa Bolsa Família. A ação, que também integra o Brasil Sem Miséria, reforça a transferência de renda, fortalece a educação, com aumento de vagas nas creches e cuidados adicionais na saúde, incluindo a suplementação de vitamina A, ferro e medicação gratuita contra asma.

Portal Brasil