Arquivo da tag: bucal

Temer anuncia R$ 344 milhões para programas de saúde bucal do SUS

O presidente Michel Temer e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciaram nesta quinta-feira (20) investimento federal de R$ 344,3 milhões em programas do Sistema Único de Saúde (SUS) voltados para a área de saúde bucal. O recurso, segundo o governo, beneficiará mais de 116 mil pessoas.

Investimento em saúde bucal

R$ 89,9 milhões para o custeio de novas equipes
R$ 2,6 milhões para aquisição de 17 Unidades Odontológicas Móveis
R$ 1,9 milhão para custeio de 34 equipes de UOMs
R$ 250 milhões para compra de 10 mil cadeiras odontológicas
Investimento total: R$ 344,4 milhões

Entre as medidas anunciadas com o uso da verba está o custeio de 2.229 equipes de saúde bucal e o credenciamento de 34 Unidades Odontológicas Móveis (UOMs).

Segundo o Ministério da Saúde, atualmente foram entregues 267 UOMs, das quais 112 estão em funcionando e recebendo o custeio mensal de R$ 4,6 mil por unidade. Esses espaços atendem 386.400 usuários.

As UOMs são de uso exclusivo de profissionais de saúde bucal e atendem, geralmente, populações rurais, quilombolas, assentadas, em situação de rua ou em áreas isoladas ou de difícil acesso. Nas unidades, são efetuados atendimentos de saúde básica e preventiva.

O ministro da Saúde ressaltou no evento que o repasse para os municípios acontecerá em poucos dias e será descentralizado. Ricardo Barros, no entanto, não informou o prazo exato.

“Os municípios poderão se inscrever no programa e serão responsáveis por comprar os consultórios”, disse o titular da Saúde.

‘Eficiência’

Ao discursar na cerimônia de anúncio da verba, o presidente Michel Temer destacou que, apesar da “dificuldade orçamentária” que o governo passa, se “economizou fantasticamente” e isso foi convertido em novos investimentos.

“São milhões de reais, não são poucos. Verifico que são valores expressivos e frutos dessa gestão muito eficiente. Esta é mais uma prova de que o Brasil não parou”, declarou o presidente.

O presidente disse ainda que muitos avaliam que o Brasil parou, mas, segundo ele, a prova de que isso não aconteceu são as novas conquistas do governo, como a aprovação da reforma trabalhista.

“Quero registrar com muita ênfase para que nós não sejamos os arautos do catastrofismo. Pelo contrário, que tenhamos aquilo que é muito comum entre os brasileiros, que é o otimismo extraordinário”, declarou.

Embora esteja para anunciar um aumento no PIS/Cofins que incide sobre os combustíveis, Temer também elogiou no discurso a ‘eficiência’ do governo.

Samu

Na semana passada, o governo havia anunciado R$ 1,7 bilhão para ampliar investimentos no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), atenção básica de saúde e transporte sanitário.

Ricardo Barros afirmou na solenidade desta quinta-feira que os recentes anúncios de dinheiro para a área da saúde não significam que a pasta está utilizando novos recursos.

“É uma ação administrativa interna do ministérios. Estamos economizando e fazendo boa gestão”, explicou.

O Ministério da Saúde vem renegociando contratos para economizar, segundo dados da assessoria.

Ao todo, 873 contratos foram revistos pela pasta, resultando em uma economia diária de R$ 9,6 milhões por dia. Eles englobam serviços como medicamentos, vacinas e serviços gerais.

g1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Curral de Cima recebe premiação por ações de promoção da saúde bucal

eventoO município de Curral de Cima recebeu premiação do Ministério da Saúde pelo desempenho no projeto Colgate, que tem por finalidade desenvolver ações para promoção da saúde bucal.  A comenda é fruto do Acordo de Cooperação Técnica entre o Ministério da Saúde e a empresa Colgate-Palmolive, que conta com a participação da Secretaria de Saúde do Estado e da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

“Nosso município é carente e temos que procurar parceria público-privada para conseguir desenvolver ações para melhorar a qualidade de vida da nossa população. Temos uma missão dentro de Curral de Cima que é atender o povo da melhor forma possível e a saúde bucal é de extrema importância, mas acaba sendo negligenciada”, comentou o prefeito Totó Ribeiro (PSDB).

A finalidade da iniciativa é elaborar estratégias que promovam estilos de vida mais saudáveis para a população, por meio de capacitação de agentes comunitários de saúde e profissionais de saúde bucal; realização de campanhas educativas; doação de kits para as secretarias Municipais de Saúde; e avaliações periódicas das ações.

A secretaria de Saúde da cidade de Curral de Cima, Renata Ribeiro, enfatizou que o projeto se torna importante ao passo em que viabiliza as ações de promoção e prevenção voltada para a saúde bucal dentro de municípios carentes. “É preciso destacar que todo esse reconhecimento é fruto de um trabalho em equipe e de muita parceria dentro da atenção básica. Estamos trabalhando para que venham outros prêmios”, comentou.

O projeto de longo prazo (2015-2019) é fruto de uma Parceria Público-Privada (PPP) com a empresa internacional Colgate-Palmolive. A iniciativa é acompanhada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e tem o apoio técnico local da Universidade Federal da Paraíba para acompanhamento epidemiológico da cárie dentária e treinamento de profissionais. Durante a ação, acontece entrega de kits de higiene e também com exame clínico nas visitas domiciliares.

A Paraíba é o único estado da federação onde se desenvolve esse projeto de pesquisa-ação para controle e redução da cárie dentária. São 47 municípios com baixo índice de desenvolvimento humano que recebem profissionais qualificados e excelente estrutura para os cuidados com a saúde bucal. Toda a população do município é beneficiada, não somente as pessoas que participam da pesquisa.

Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Saúde bucal em cinco dicas essencial

saude-bucalA gente sabe o básico sobre higiene bucal, mas se tudo pudesse ser condensado em cinco dicas para colar na necessaire ou no espelho do banheiro, certamente ficaria mais fácil cuidar da saúde bucal.

Mais diretos ou mais bem humorados, alguns pontos são consenso entre os odontologistas ouvidos pela reportagem: escovar os dentes após as principais refeições, a importância do fio dental e das visitas regulares ao consultório.

Greve de fome para as bactérias

O odontologista Wagner Nascimento (CRO-SP: 73.039), da Quallis Odontologia, selecionou com muito bom humor cinco dicas para a sua boca ganhar a guerra diária contra as bactérias causadoras das cáries e demais doenças bucais:

1 – Escolha bem seus parceiros: cabo reto, cabeça pequena e cerdas macias. Esses são requisitos básicos para uma boa escova de dentes. A pasta de dentes deve ser pouco abrasiva afinal o que se deseja é limpar os dentes e não lixá-los.

2 – Escove os dentes pelo menos quatro vezes ao dia: bactérias são rápidas. Multiplicam-se em grande velocidade. E se alimentam de tudo que nos alimentamos. Então precisamos remover essas pragas da boca o maior número de vezes possível.

3 – Nunca durma antes de passar fio dental e escovar os dentes: durante o período de sono, ficamos em media 8 horas sem escovar os dentes e, com a redução do fluxo salivar, a boca vira o local propício para uma festa de bactérias. Por isso é tão normal acordar com aquele bafo, que, aliás, todo mundo tem. Por isso é essencial limpar bem a boca antes de dormir, para que a festa das bactérias não acabe atrapalhando toda a vizinhança.

4 – Diminua a frequência de ingestão de alimentos, principalmente a sacarose (açúcar refinado): que tal promover uma greve de fome para as bactérias? Assim como nós, se não comerem, elas não conseguem se multiplicar e, depois de algum tempo, acabam morrendo.

5 – Visite seu dentista a cada 06 meses: além do conhecimento técnico e científico para detectar e, posteriormente, tratar problemas bucais, ninguém consegue examinar a própria boca. Nem os dentistas! Eles também vão ao dentista!

O básico nunca sai da moda

Viviane Fellows (CRO-RJ: 42816), CEO do Atelier Odonto Rio, fez uma seleção curtinha, perfeita pra colar na agenda, ou no computador para nunca mais falhar com a higiene bucal:

1 – Realizar uma correta escovação. A higiene deve ser feita por no

mínimo 3 vezes ao dia.

2 – Use o fio dental diariamente

3 – Evitar alimentos ricos em açúcar, pois facilita o surgimento da

doença carie.

4 – Realizar limpeza dentaria com o auxilio do cirurgião dentista, a

cada seis meses.

5  – Frequente o dentista regularmente.

Fonte: Saúde Bucal – iG 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Saúde bucal na 3ª idade; veja os cuidados

dentistaPara manter a saúde dos dentes na terceira idade os cuidados devem começar bem cedo, já na infância, nas primeiras escovações. O uso contínuo de fio dental também é um fator determinante na prevenção dos problemas bucais, como gengivite, cárieis e mau hálito. Além disso, as visitas periódicas ao dentista garantem maior durabilidade dos dentes e gengivas.

Durante a terceira idade, as consultas odontológicas devem ser mais rigorosas, a cada seis meses, para realização de exames clínicos, os quais previnem o surgimento de doenças que podem levar a problemas de saúde. De acordo com a Dra. Priscila Lopes, dentista da Rede Bem Estar, o uso caseiro de fio dental deve ser feito por pessoas que possuam próteses fixas, sobre implantes ou em dentes naturais, independente da quantidade de remanescente dental na boca. A limpeza de dentaduras móveis deve ser realizada fora da boca com o auxilio de limpadores de dentaduras.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Para a prevenção de cáries na terceira idade, nós aconselhamos o uso de creme dental à base de flúor, o que evita o desgaste do esmalte dentário, que é mais comum neste período da vida. Outra dica é usar escovas macias e pequenas, por serem mais confortáveis. Os cuidados domésticos são essenciais, como escovar os dentes e utilizar o fio dental pelo menos três vezes ao dia”. disse a Dentista.

Para os pacientes que utilizam remédios diariamente, o recomendado é que seja feito um acompanhamento multidisciplinar, juntamente com o médico que prescreveu o tratamento, e o dentista.

Uma queixa comum dos idosos é o fato dos dentes ficarem mais frágeis com o passar dos anos, em decorrência de perda óssea no organismo e na boca. O indicado nesses casos é que seja feita a prevenção por meio de raspagem e profilaxias.

Ainda de acordo com a dentista Priscila Lopes, para os casos em que o idoso relata fraturas dentais, deve-se evitar a mastigação de alimentos duros e ricos em açucares, devendo optar por uma alimentação saudável e a realização da higienização sempre após a refeição.

MaisPB 

Bananeiras: Secretarias de saúde e de Educação desenvolvem atendimento bucal dentro do Programa Saúde na Escola

 

saude_na_escolaVárias crianças, matriculadas na Rede Municipal de Ensino de Bananeiras, receberam esta semana o atendimento à saúde bucal. O atendimento faz parte das atividades do Programa Saúde na Escola que vem desenvolvendo várias ações.

 

A ação busca garantir a prevenção e o tratamento adequado para os alunos. A atividade visa ainda desenvolver ações que promovam o cuidado integral em saúde bucal junto às crianças.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os estudantes receberam escovação e ganharam os Kits (escova, fio dental e creme dental), além disso, também tiveram a avaliação antropométrica. O trabalho é desenvolvido entre as equipes de saúde da Atenção Básica e os professores das escolas.

 

De acordo com a Secretária de Saúde do município, Dr. Clélia, além das questões estéticas, cuidados com a higiene bucal, são necessárias, uma vez que previnem determinados tipos de doenças e suas complicações. Assim, orientar os alunos principalmente os de séries iniciais sobre os cuidados com os dentes e boca pode ser uma atividade de grande valia.

 

O Programa Saúde na Escola (PSE) é uma parceria entre o Ministério da Saúde e da Educação voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública com o objetivo de promover o desenvolvimento pleno desse público, aproveitando o espaço privilegiado da escola para práticas de promoção, prevenção da saúde.

 

CODECOM-Prefeitura de Bananeiras/PB

Ensine seu filho a cuidar da saúde bucal

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Ensinar bons hábitos de higiene bucal para seus filhos é uma das melhores lições de saúde que você pode ensinar a eles. Isto significa ajudá-los a escovar os dentes no mínimo três vezes ao dia, mostrar a maneira certa de usar o fio dental, incentivá-los a comer pouco entre as refeições e sempre ir ao dentista.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A maioria dos dentistas recomenda que as crianças devam começar a ir ao dentista com dois anos de idade. Isto dá ao profissional a oportunidade de acompanhar o crescimento e o desenvolvimento dos dentes do seu filho e, além disso, você pode aprender vários tópicos, como os dentes se desenvolvem, a importância do flúor, como ajudar seu filho a cuidar bem dos dentes, como lidar com o uso da chupeta, sobre a alimentação e como prevenir ferimentos na boca.

Nunca deixe de dizer que é bom ir ao dentista. Explique a seu filho que uma consulta com o profissional ajuda manter a boa higiene bucal. Ao transmitir uma atitude positiva, você estimulará o seu filho a ir ao dentista regularmente.

O que devo fazer quando os dentes do meu filho começarem a nascer?
Os dentes começam a nascer quando o bebê tem seis meses de idade e continuam a erupcionar até o terceiro ano de idade. Isto faz com que muitas crianças tenham gengivas mais sensíveis e irritáveis nesta época. Pode-se massagear a gengiva usando o dedo, uma colher fria ou um mordedor que foi colocado na geladeira. Também há a possibilidade do uso de gel e medicamentos contra a dor no período em que os dentes estão aparecendo. Fale com seu dentista ou pediatra sobre estes medicamentos. Se seu filho estiver com febre durante o aparecimento da dentição, o melhor é avisar seu médico para garantir que a febre não esteja relacionada com outro problema.

Qual é a maneira certa de escovar os dentes do meu filho pequeno?
Primeiramente é importante estar ao lado de seu filho no momento da escovação até ele atingir a idade de seis anos. Siga as indicações abaixo:

– Use uma pequena quantidade de creme dental com flúor. Não deixe seu filho engolir o creme.
– Use uma escova macia. Primeiro limpe as superfícies internas dos dentes, onde o acúmulo de placa é maior. As cerdas da escova devem estar em um ângulo de 45 graus em relação à gengiva. Escove suavemente para frente e para trás.
– Escove todas as superfícies dos dentes voltadas para a bochecha. As cerdas da escova devem estar em um ângulo de 45 graus em relação à gengiva. Escove suavemente para frente e para trás.
– Escove a superfície de mastigação dos dentes, para frente e para trás.

Chupar o dedo faz mal? Como posso evitar isto?
O reflexo de sugar é normal e saudável nos bebês. Mas, o hábito de chupar o dedo pode causar problemas de desenvolvimento da boca e do queixo, e afetar a posição dos dentes, principalmente se continuar depois que os dentes permanentes tiverem nascido. O resultado disso pode ser dentes anteriores que nascem inclinados para fora, ou mordida aberta. Isto pode causar problemas na vida adulta, como, por exemplo, dentes que se desgastam rapidamente, maior número de cáries e desconforto ao mastigar. As chupetas também podem causar danos parecidos, se usadas após a erupção dos dentes permanentes.

A melhor maneira de tratar o hábito de chupar o dedo é com estímulos positivos, não de palavras e comportamentos negativos. Para seu filho, o hábito de chupar o dedo é uma coisa natural. Elogie seu filho quando não estiver chupando os dedos. Talvez seja preciso resolver o problema de ansiedade que leva seu filho a ter este hábito. Você pode conscientizar seu filho que ele tem este hábito, colocando um esparadrapo no dedo que ele chupa ou uma meia em sua mão à noite. Seu dentista ou pediatra pode receitar um medicamento com sabor amargo para passar no dedo o que leva a criança a perder este hábito com mais facilidade.

 

Conteúdo oferecido por: © 2013 Colgate-Palmolive Company. Todos os direitos reservados.
Terra

O que é uma boa higiene bucal?

 

619-01727243Hálito puro e sorriso saudável são o resultado de uma boa higiene bucal. Isso significa que, com uma higiene bucal adequada:

  • Seus dentes ficam limpos e livres de resíduos alimentares;
  • A gengiva não sangra nem dói durante a escovação e o uso do fio dental;
  • O mau hálito deixa de ser um problema permanente.

Consulte o seu dentista caso as suas gengivas doam ou sangrem quando você escova os dentes ou usa fio dental, e principalmente se estiver experimentando um problema de mau hálito. Essas manifestações podem ser a indicação da existência de um problema mais grave.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Seu dentista pode ensiná-lo a usar técnicas corretas de higiene bucal e indicar as áreas que exigem atenção extra durante a escovação e o uso do fio dental.

Como garantir uma boa higiene bucal?
Uma boa higiene bucal é uma das medidas mais importantes que você pode adotar para manter de seus dentes e gengivas em ordem. Dentes saudáveis não só contribuem para que você tenha uma boa aparência, mas são também importantes para que você possa falar bem e mastigar corretamente os alimentos. Manter uma boca saudável é importante para o bem-estar geral das pessoas. Os cuidados diários preventivos, tais como uma boa escovação e o uso correto do fio dental, ajudam a evitar que os problemas dentários se tornem mais graves. Devemos ter em mente que a prevenção é a maneira mais econômica, menos dolorida e menos preocupante de se cuidar da saúde bucal e que ao se fazer prevenção estamos evitando o tratamento de problemas que se tornariam graves. Existem algumas medidas muito simples que cada um de nós pode tomar para diminuir significativamente o risco do desenvolvimento de cáries, gengivite e outros problemas bucais.

 

  • Escovar bem os dentes e usar o fio dental diariamente.
  • Ingerir alimentos balanceados e evitar comer entre as principais refeições.
  • Usar produtos de higiene bucal, inclusive creme dental, que contenham flúor.
  • Usar enxagüante bucal com flúor, se seu dentista recomendar.
  • Garantir que as crianças abaixo de 12 anos tomem água potável fluoretada ou suplementos de flúor, se habitarem regiões onde não haja flúor na água.
Técnicas corretas de escovação:
brush1 brush2 brush3
Coloque a escova em um ângulo de 45 graus em relação à gengiva. Movimente a escova, afastando-a da gengiva. Escove delicadamente as partes internas, externas e de mastigação de cada dente com movimentos curtos de trás para frente. Com cuidado, escove a língua para remover bactérias e purificar o hálito.
Uso correto do fio dental:
floss1 floss2 floss3
Use aproxima- damente 40 centímetros de fio, deixando um pedaço livre entre os dedos. Siga, com cuidado, as curvas dos dentes. Assegure-se de limpar além da linha da gengiva, mas não force demasiado o fio contra a gengiva.

 

 

 

colgate.com.br

Diabetes pode afetar a saúde bucal; saiba como e previna-se

diabetesExiste uma ligação entre as doenças gengivais e diabetes?
Dos 21 milhões de americanos que têm diabetes, muitos podem ficar surpresos com uma inesperada complicação associada com esta condição. (1A, 2)Pesquisas sugerem que há uma prevalência aumentada de doenças gengivais (gengivite e periodontite) dentre aqueles com diabetes, somando as doenças gengivais a uma lista de outras complicações associadas com diabetes, tais como doenças cardíacas, acidentes vasculares encefálicos isquêmicos (derrame cerebral) e doenças renais.3

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Existe uma via de mão dupla?
Pesquisas recentes sugerem que a relação entre doenças gengivais e diabetes é uma via de mão dupla.4A Não somente as pessoas com diabetes são suscetíveis às doenças gengivais, mas esta pode ter o potencial de afetar o controle glicêmico no sangue e contribuir para a progressão do diabetes.4A,4B Pesquisas sugerem que pessoas com diabetes têm alto risco de adquirirem problemas bucais, tais como gengivite (um estágio inicial de doença gengival) e periodontite (doença gengival avançada com perdas ósseas)5,6 Pessoas com diabetes têm um risco aumentado para doenças gengivais avançadas porque os diabéticos são geralmente mais suscetíveis às infecções bacterianas, e têm uma diminuição na capacidade de combater as bactérias que invadem o tecido gengival.

 

O Surgeon General´s Report on Oral Health afirma que uma boa saúde bucal é parte integrante da saúde geral.7 Por isso, escove os dentes, use fio dental e consulte o dentista regularmente.8A.

 

Por ser diabético corro um risco maior de ter problemas com os dentes?
Se seus níveis de glicose no sangue não forem bem controlados, você tem maior chance de desenvolver doença gengival avançada e de perder dentes quando comparado a pessoas que não têm diabetes. 9A Como todas as infecções, a doença gengival pode ser um fator que eleva o açúcar do sangue e pode tornar o controle do diabetes mais difícil.4A,4B Outros problemas bucais relacionados com diabetes são: candidíase (sapinho – uma infecção causada por um fungo que cresce na boca), boca seca que pode causar aftas, úlceras, infecções e cáries.10A

 

Como evitar problemas dentários associados ao diabetes?
Em primeiro lugar, o mais importante é você controlar o nível de glicose no sangue. Em seguida, cuide bem dos seus dentes e gengiva e faça exames minuciosos a cada seis meses. 9B,8A Para controlar as infecções por fungo, controle bem seu diabetes, procure não fumar e, se usar dentadura, remova-a e limpe-a diariamente.9B,8A O controle adequado da glicose do sangue também ajuda a evitar ou aliviar a boca seca causada pelo diabetes.10B

 

Que posso esperar das minhas consultas com o dentista? Devo contar a ele que tenho diabete?
As pessoas que têm diabetes necessitam cuidados especiais e seu dentista está preparado para ajudá-lo. 9C Mantenha seu dentista informado sobre qualquer alteração em seu estado de saúde e sobre os medicamentos que estiver tomando.9C Exceto em caso de emergência, não se submeta a qualquer procedimento dentário se o açúcar no sangue não estiver bem controlado.9C

 

 

Terra

Confira o guia da família para saúde bucal

familiaColgate Sorriso Saudável, Futuro Brilhante é o programa global de educação de higiene bucal da Empresa Colgate-Palmolive, que entra em contato com famílias em casa e com crianças nas escolas, com uma mensagem importante sobre prevenção. Você pode prevenir doenças bucais. Seguindo a informação deste guia, você e sua família podem ter dentes e gengivas saudáveis por toda a vida.

Quatro passos para um Sorriso Brilhante
1. Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia usando um creme dental com flúor, principalmente depois do café da manhã e antes de dormir.
2. Use fio dental diariamente.
3. Limite o número de lanches ingeridos por dia.
4. Visite seu dentista regularmente.

É fácil orientar sua família para ter uma boa saúde bucal. É simples, basta ter as informações corretas e um pouco de prática para mantê-la na direção certa!

Flúor – A Melhor Defesa de Sua Família
Flúor é o melhor auxiliar no combate às cáries que existe, uma vez que você oriente sua família a ter uma vida toda de sorrisos saudáveis e brilhantes. Mantém os dentes de toda a família fortes – independentemente de suas idades.

Como o Flúor Age
Diariamente, o esmalte dos dentes é atacado por ácidos produzidos na placa bacteriana. Estes ácidos podem enfraquecer os dentes, e isso pode resultar em cáries.

E é aqui que o flúor entra. Ao alcançar os dentes o flúor é absorvido pelo esmalte. Ele ajuda a restaurar o esmalte e prevenir as cáries. Pode, inclusive, ajudar a deter o processo de formação da cárie.

Como se obtém Flúor
Você pode usufruir dos benefícios do flúor de diferentes formas. Ele pode agir de fora para dentro nos dentes, e de dentro para fora no corpo. Para que possa agir da melhor forma, você precisa fazer uso do flúor de ambos os modos. Em casa, você e sua família devem escovar os dentes com creme dental com flúor pelo menos três vezes ao dia, principalmente depois do café da manhã e antes de dormir.

Lanches e Cáries
Se o flúor é a nossa maior proteção contra as cáries, então lanches frequentes podem ser o maior inimigo dos nossos dentes. Diariamente, você e seus familiares enfrentam o desafio de evitar lanches. E aqui está o que você precisa saber:

O importante é a frequência com que você lancha.
A verdade é que, aquilo que a seus familiares comem não é tão importante quanto: quando e com que frequência eles lancham. Tudo tem a ver com a “reação da placa”, e é assim que a coisa funciona:

A Reação da Placa
Todos nós temos placa bacteriana em nossas bocas. Mas quando esta placa se encontra com os açúcares e amidos que existem em lanches tais como biscoitos, doces, frutas secas, refrigerantes, ou até mesmo em batatas fritas, ela reage para criar ácidos, e um “ataque da placa” acontece.

O fato é que a maioria dos lanches que você consome contém açúcar ou amido, dando à placa esta oportunidade para produzir ácidos. E cada “ataque da placa” pode durar até 20 minutos após o consumo do lanche. Durante este período, o ácido da placa está atacando o esmalte dos dentes, enfraquecendo-os. É nesta hora que cáries podem começar.

Combatendo a Placa
A boa notícia é que você pode tomar uma postura contra a placa. Escovando três vezes ao dia com um creme dental com flúor e reduzindo o número de vezes que você lancha por dia, você e sua família podem ajudar a prevenir as cáries.

Quanto à escolha do lanche, é melhor escolher algo nutritivo e lanchar com moderação. Também é melhor comer o lanche de uma só vez. Veja o porquê: comer cinco porções de lanche expõe seus dentes a uma possível formação de cáries – durante aproximadamente 20 minutos. Petiscar estas mesmas cinco porções em cinco momentos diferentes expõe seus dentes a uma possível formação de cáries por aproximadamente 100 minutos. Que diferença.

Você precisa também ficar de olho nos doces que seu bebê/filho pequeno come
Crianças têm a mesma suscetibilidade à formação de cáries que crianças mais velhas e adultos. Na realidade, cáries na Infância podem ser um problema muito sério. Veja a seção abaixo sobre a Prevenção de Cáries na Infância para mais informações.

O Exame Dental / Check Up Bucal
O dentista é o parceiro de sua família no caminho para se obter sorrisos saudáveis. Não se esqueça de marcar visitas regulares ao dentista para toda a família. A primeira visita de uma criança ao dentista deverá ocorrer antes de seu terceiro aniversário.

O exame dos dentes quando ocorre cedo na vida das crianças permite que elas tenham uma experiência positiva com relação à saúde bucal.

DICA: leve seu bebê de um ano de idade com você ao dentista quando tiver sua própria consulta. Deste modo, o consultório do(a) dentista torna-se um lugar familiar.

O Check Up Dentário de sua Criança: O que esperar
Tratamentos com Flúor:

O dentista pode fazer um tratamento nos dentes da sua criança usando flúor, na forma de gel, para tornar os dentes ainda mais fortes. Coloca-se gel numa moldeira que fica na boca da criança durante alguns minutos para deixar que o flúor penetre nos dentes. Existe no mercado gel de diferentes sabores para crianças.

Selantes dentários:
São finas camadas protetoras de resinas, aplicadas pelo dentista nos dentes permanentes posteriores (molares). Eles preenchem os sulcos nas superfícies de mastigação dos dentes onde alimentos e bactérias podem ficar aderidas e causar cáries. Uma vez aplicados, os selantes podem durar por vários anos.

Radiografias: 
Estas “fotos” mostram ao dentista o que se passa dentro dos dentes e debaixo da linha da gengiva. Durante uma radiografia, sua criança usará um avental de chumbo para evitar exposição desnecessária aos raios.

Prevenção de cáries na infância:
(também conhecido como cáries de mamadeira)

Cáries na Primeira Infância é uma doença que pode ser evitada. Os passos a seguir podem lhe ajudar a proteger seu bebê desta dolorosa doença – e peça a seu dentista ou médico mais informações.

É melhor não oferecer a mamadeira enquanto seu bebê está na cama. Mas se você tiver que oferecer a mamadeira enquanto ele estiver na cama encha-a com água. Qualquer outro líquido que não seja água, até mesmo leite ou suco, pode causar cáries.

Você pode usar a mamadeira para alimentar seu bebê nas horas regulares de alimentação, mas permitir que a mamadeira seja usada como chupeta pode ser uma das principais causas de cáries.

– Segure seu bebê enquanto o alimenta. Se o seu bebê adormecer, remova a mamadeira e ponha-o na cama.
– Evite pôr o bebê para dormir com a mamadeira.
– Evite deixar sua criança pequena passear com a mamadeira.

 

 

Terra

10 motivos para melhorar a saúde bucal

Caso ainda exista alguém não convencido da importância da saúde bucal, a dentista Daiane Lima de Oliveira Rocha, diretora Executiva da Associação Brasileira de Halitose (ABHA), relacionou 10 motivos para melhorar o cuidado com a boca.
Além de evitar doenças em outras partes do corpo, ter um sorriso saudável pode ajudar na qualidade de vida e nas relações sociais.
1. A saúde bucal pode interferir na saúde geral. Há estudos que relacionam doenças periodontais com problemas cardíacos. Também já foi constatado que pacientes com problemas na gengiva podem ter o nível de colesterol aumentado. Portanto, para ter saúde completa, temos que cuidar bem da boca.
2. Por razões estéticas, pois o rosto – e a boca – são nosso cartão de visita. Quem não tem vergonha de seu sorriso, consegue se relacionar melhor, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional. Isso atinge diretamente a qualidade de vida e a felicidade do indivíduo.
3. Ficar com hálito agradável, pois o mau hálito gera danos ao seu portador em muitas áreas de sua vida, social, pessoal, íntima, profissional.
4. Evitar doenças periodontais, como sangramento na gengiva, que como já foi citdo, podem ser indícios de doenças em outras partes do corpo.
5. Evitar cáries e outras alterações que podem gerar dor. Não é preciso sofrer com uma doença que pode ser prevenida com higiene bucal adequada e acompanhamento regular ao dentista.
6. Ter uma boa mastigação, pois com saúde bucal evitamos perdas dentárias precoces.
7. Evitar problemas de fala e deglutição, que hoje são tão comuns quando há alterações dentárias e oclusais graves.
8. Prevenir doenças mais graves e que podem até matar, como o câncer bucal que hoje é bastante comum e pode ser prevenido inicialmente com um bom exame bucal.
9. Evitar gastos desnecessários com tratamentos de problemas que poderiam ser evitados com uma boa manutenção da saúde bucal.
10. Facilitar os hábitos de higiene, uma vez que com graves problemas bucais será exigido mais material, maior esforço e mais tempo de cuidado (prevenir é melhor do que curar).
Terra