Arquivo da tag: bombeiro

Menino se engasga com pirulito e é salvo pelo pai após instruções de bombeiro, em Cajazeiras, PB

Um cabo da Polícia Militar de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, conseguiu salvar o filho após receber instruções por telefone de um integrante do Corpo de Bombeiros da cidade. O caso aconteceu na tarde da terça-feira (10), quando o cabo Mannix Moura percebeu que o filho, Miguel Davy, de 8 anos, estava engasgado. Veja abaixo instruções da manobra de Heimlich repassadas pelo bombeiro ao PM.

De acordo com o relato do cabo Mannix ao bombeiro, o filho estava deitado na cama quando ele escutou o menino tentando chamar por ele, mas não conseguia. “Ele estava deitado e com alguma coisa na boca. Ele já estava sem conseguir respirar, ficando roxo, foi então que percebi que ele estava engasgado”, contou o pai de Miguel.

O cabo disse que, no momento em que percebeu que o filho estava engasgado, não pensou duas vezes e resolveu ligar para o Corpo de Bombeiros, através do 193. “Eu liguei pros bombeiros e aí com as primeiras instruções que me passaram eu consegui fazer com que meu filho colocasse o que estava na boca dele pra fora e foi aí que percebi que era um pirulito, mas graças a Deus deu tudo certo”.

Criança se engasgou com um pirulito

Quem atendeu o cabo Mannix Moura foi o cabo Segundo, do 5º Batalhão de Bombeiros Militar de Cajazeiras. O bombeiro informou que era por volta das 14h30 quando atendeu a ligação do pai de Miguel Davy, relatando que o filho estava engasgado com algum objeto.

“O cabo Mannix ligou pro 193, mas ele não sabia dizer com o que o filho estava engasgado e disse que o menino já tava ficando roxo. Depois de tudo, ele percebeu que o filho estava com um pirulito e aquele palitinho de plástico soltou, ficando só a bola do pirulito na boca da criança, que estava deitada. O menino tentou avisar o pai, mas não conseguia porque tava engasgado”, explicou o cabo Segundo, do 5º BBM.

Miguel Dany, de 8 anos, foi salvo pelo pai após se engasgar com pirulito, em Cajazeiras, PB — Foto: Mannix Moura/Arquivo Pessoal

Miguel Dany, de 8 anos, foi salvo pelo pai após se engasgar com pirulito, em Cajazeiras, PB — Foto: Mannix Moura/Arquivo Pessoal

Menino foi salvo com manobra de Heimlich

Conforme o cabo Segundo, ao atender a ligação do cabo Mannix e entender a situação, ele passou para o pai do menino as instruções da manobra de Heimlich. “Nesse casos, o primeiro procedimento é fazer a manobra de Heimlich, que consiste em ajudar a vítima a tirar o objeto que está entalado nas vias aéreas”, destacou.

O cabo contou que foi relatando ao pai da criança cada movimento que ele deveria fazer para ajudar o menino. “Eu pedi pra que o pai abraçasse a criança por trás. Depois disso, pedi pro que ele fechar o punho direito e abrir a mão esquerda. E aí pedi pro pai, com a mão esquerda espalmada, empurrar a mão direita, que estava fechada. Isso tudo junto à barriga da criança, na região abdominal, do umbigo pra cima. Então com as duas mãos na barriga do menino, pedi pro pai fazer o movimento de empurrar pra dentro e pra cima, que resultou na saído do pirulito da boca da criança”, detalhou.

O bombeiro explicou que, no momento em que o pai da criança ligou, uma equipe dos Bombeiros já foi acionada para ir até a casa da família. “No momento que ele ligou, eu já peguei o endereço dele e, enquanto eu falava com ele por telefone, uma equipe de bombeiros já estava indo pra lá em uma ambulância, pra fazer todos os procedimentos no local também, caso precisasse”.

De acordo com o cabo Segundo, casos como esse acontecem diariamente. “Casos assim acontecem muito e, principalmente com crianças, em casa, restaurantes, escolas, então a manobra de Heimlich é um procedimento simples, que pode salvar vida, mas que muita gente ainda não sabe como fazer”, salientou.

O cabo Segundo disse ainda que se o pai não tivesse ligado para os Bombeiros talvez a criança não teria resistido. “Se tivesse demorado, a criança ia entrar em parada cardiorrespiratória. Mas graças a Deus ele ligou e consegui fazer as instruções direitinho, e quando a ambulância dos bombeiros chegou lá o menino já tava respirando consciente e orientado”, pontuou.

Miguel, de 8 anos, foi salvo pelo pai Mannix Moura, após instruções de um bombeiros por telefone, em Cajazeiras, PB — Foto: Mannix Moura/Arquivo Pessoal

Miguel, de 8 anos, foi salvo pelo pai Mannix Moura, após instruções de um bombeiros por telefone, em Cajazeiras, PB — Foto: Mannix Moura/Arquivo Pessoal

Manobra de Heimlich

O bombeiro explicou ao G1 que a manobra de Heimlich é o melhor método para situações como a do filho do cabo Mannix. Conforme o cabo Segundo, o procedimento pré-hospitalar ajuda na desobstrução das vias aéreas superiores por um corpo estranho. A manobra, descrita pelo médico Henry Heimlich em 1974, induz uma tosse artificial, que vai expelir o objeto da traqueia da vítima.

Instruções para a manobra:

  • Envolva seus braços entre a caixa torácica e o umbigo da pessoa engasgada;
  • Feche bem uma das mãos, mantendo o polegar de fora;
  • Segure o punho com a outra mão pressionando com firmeza para cima;
  • Avalie se a desobstrução foi concluída e se a vítima voltou a respirar;
  • Repita até o objeto ser expulso.
Cabo Segundo, do Corpo de Bombeiros de Cajazeiras, durante aula sobre manobra de Heimlich no IFPB — Foto: Cabo Segundo/Arquivo Pessoal

Cabo Segundo, do Corpo de Bombeiros de Cajazeiras, durante aula sobre manobra de Heimlich no IFPB — Foto: Cabo Segundo/Arquivo Pessoal

 

G1

 

 

Criminoso conta em detalhes como aconteceu assassinato de bombeiro militar

A Polícia Militar prendeu, na noite dessa quinta-feira (30), os três suspeitos envolvidos no latrocínio (roubo seguido de morte) de um sargento do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, que aconteceu no fim da manhã do mesmo dia, em um quartel, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. O crime, que seria para roubar a pistola da vítima, foi encomendado por um presidiário que cumpre pena alternativa por tráfico de drogas, realizando serviços diários de faxina no local onde o militar trabalhava.

O caso foi elucidado em menos de 12 horas após a morte do sargento, através de buscas realizadas por policiais militares de várias unidades, que passaram a verificar as denúncias recebidas pela população por telefone e por aplicativos de mensagens instantâneas. Durante a noite, a PM prendeu, no bairro do Valentina, o suspeito que estava pilotando a moto, um jovem de 18 anos, e encontrou com ele a motocicleta que aparecem nas imagens.

No decorrer das buscas, a Polícia Militar chegou até o autor dos disparos, um acusado de 20 anos, que tinha sido preso na última sexta-feira (24) com drogas, na 31ª edição da operação Impacto, mas foi liberado na delegacia, após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Ele cumpre pena por roubo no regime aberto e estava escondido na casa da namorada, em uma comunidade que fica na divisa dos bairros do Altiplano e Quadramares. A arma roubada do sargento estava escondida na residência e foi recuperada. O revólver usado para tirar a vida da vítima também foi apreendido na ação.

Com a prisão da dupla, os policiais descobriram que o crime tinha sido encomendado por um preso de 32 anos, que estava há dois meses cumprindo medida alternativa no quartel onde o sargento trabalhava. Ele teria encomendado o crime para vender a arma do militar e passou para os comparsas o momento exato de praticarem o roubo.

Os três suspeitos foram apresentados na delegacia de Crimes contra o Patrimônio, onde serão autuados por latrocínio, cuja pena é de reclusão de 20 a 30 anos. Eles devem passar por audiência de custódia nesta sexta-feira.

 “Eu cheguei da escola e Jonas me chamou dizendo ‘tem como arrumar uma moto para pegar uma pistola nos bombeiros?’. Peguei a moto, ele me deu o capacete, fiquei na outra rua, ele entrou e coisou. Perguntei o motivo e ele disse ‘ele reagiu, ia atirar em mim’. Não era pra fazer isso não, respondi. Ele mandou eu ligar a moto e fomos embora”, contou um dos acusados.

assessoria

Polícia age rápido e prende um dos suspeitos de assassinar Bombeiro, em guarita da Corporação

Em uma ação rápida, a Polícia Militar prendeu um dos suspeitos de ter participado da execução do sargento do Corpo do Bombeiros, Joselho de Souza Leite, morto no início da tarde desta quinta-feira (30), dentro da guarita do Batalhão da corporação, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, Capital da Paraíba.

O acusado  foi localizado após denúncias anônimas através do Centro Integrado de Operações Policiais (CIOP). Ele é suspeito de ter dado fuga, em uma moto, ao autor dos disparos após os disparos.

O outro suspeito segue foragido. Há informações em redes sociais de que ele teria se matado com um tiro na cabeça, mas a informação não foi confirmada.

Foto: WalterPaparazzo/G1

PB Agora

Bombeiro Militar é assassinado dentro da Unidade de Mangabeira VII

Um bombeiro identificado pelo nome de Josélio foi morto a tiros no início da tarde desta quinta-feira (30), dentro da unidade de Corpo de Bombeiros localizada no bairro de Mangabeira VII.

Informações preliminares dão conta de que dois homens chegaram  no local em uma moto preta, adentraram na unidade e efetuaram os disparos contra o bombeiro. A arma foi levada.

A polícia realiza neste momento diligências para prender os dois homens. O secretário de Segurança da Paraíba, Cláudio Lima também está no local.

O bombeiro teria reagido à ação dos criminosos e por isso foi alvejado.

PB Agora

Idosa se perde em mata e é resgatada com auxílio de ‘cão bombeiro’, na PB

(Foto: Capitão Edson Ferraz/Corpo de Bombeiros)

Uma idosa de 78 anos, que estava desaparecida desde segunda-feira (19) pela manhã, foi encontrada viva em uma mata, nesta quarta-feira (21), com o auxílio de um cão do Corpo de Bombeiros. Segundo o responsável pelo Canil do Batalhão de Busca e Salvamento, capitão Edson Ferraz, a mulher foi encontrada com um quadro de hipotermia e hipoglicemia, mas foi socorrida e levada para um hospital.

O capitão Ferraz explicou que a mulher, que tem diabetes, costuma ir a uma área, em Santa Rita, na Grande João Pessoa, para colher mangaba. Porém, na segunda-feira, por volta das 8h, ela foi e se perdeu. Os familiares fizeram buscas, mas sem sucesso. Apenas na noite da terça-feira acionaram o Corpo de Bombeiros.

As buscas foram feitas com o auxílio do cão Lost, treinado para buscas e salvamentos. “O treinamento que fazemos é que ele sinalize qualquer pessoa que ele encontre na mata, não é necessário ter material da vítima. Ele é solto na mata e quando encontra alguém, fica em frente à pessoa e late até o condutor chegar até ele, orientado pelo latido do cão”, explicou o capitão.

Segundo o bombeiro, a idosa estava debilitada, em um lugar de difícil acesso, quando foi localizada por Lost. A equipe do Resgate dos Bombeiros fez os primeiros socorros e encaminhou a vítima para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. “A situação poderia ter sido mais danosa para ela, se demorasse mais. Se não fosse o cachorro, certamente o fim dessa história seria outro. A atuação dele é extremamente importante”, declarou o capitão.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Bombeiro e agente penitenciário são detidos fazendo uso de anabolizantes para cavalos

Agentes públicos de Alagoas foram detidos em uma operação policial – desencadeada pela Delegacia Regional de Narcotráficos – enquanto usavam anabolizantes em um local que funcionava como clínica clandestina.

Na operação –que foi desencadeada no final da tarde de terça-feira (10), no bairro do Ouro Preto, em Maceió– a polícia apreendeu 273 fracos de Potenay, anabolizantes para cavalos, além de seringas, agulhas e mais de R$ 1 mil, em espécie.

Na ocasião os agentes policiais detiveram o sargento do Corpo de Bombeiros Militar, José Roberto Mendonça Lima, 30 anos, o agente penitenciário, Rodrigo Antônio Castelo Branco, 38 anos, e um engenheiro Elson Cox Rodrigo Oliveira Junior, 32 anos.

Os três foram liberados após a confecção de um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO), mas a Polícia Civil encaminhou um ofício para os órgãos públicos, no qual os dois servidores –o sargento e o agente– prestam serviços.

“Eles vão responder penalmente e administrativamente, porque o que eles cometeram foi um crime, uma vez que eles são agentes de segurança pública e deveriam coibir essa prática e dar exemplos”, relatou o delegado da DRN, Jobson Cabral, destacando ainda que os acusados serão enquadrados no artigo 28 da lei 11.343.

O militar foi ouvido na manhã de quarta-feira (11) pela corporação e de acordo com o Sargento Omena, do CBM, medidas punitivas estão sendo estudadas. A reportagem tentou contato com a Superintendência Geral de Administração Penitenciária, mas não obteve sucesso.

Operação

Além dos agentes públicos e do engenheiro, também foram autuados em flagrante o casal Luania Nunes da Silva e José Alberto dos Santos Barbosa. De acordo com o delegado da DRN, Jobson Cabral, o casal há quatro anos traficava, vendia e aplicava a substância, movimentando mais de R$ 18 mil ao mês.

“A lei é bem clara se houve qualquer desvio do procedimento de uma determinada medicação para outro fim é encarada como entorpecente”, relatou, enfatizando ainda que a clientela do casal era da parte nobre da capital.

O casal foi autuado em flagrante sob a acusação de tráfico e interceptação de entorpecentes e substâncias ilegais.

brasildefato

Em Guarabira, bombeiro flagra filho brincando com lixo hospitalar em terreno baldio

O soldado do Corpo de Bombeiros da cidade de Guarabira, Nunes, morador de uma residência na Rua Colômbia, no Bairro do Nordeste II, ficou indignado ao ver que lixo hospitalar foi jogado em um terreno baldio que fica vizinho à sua casa. O bombeiro ficou estarrecido, pois seus filhos estavam brincando com seringas e agulhas, além de espéculo vaginal (utensílio usado nos exames ginecológicos).

De acordo com ele foi a primeira vez que isso aconteceu. As seringas estão com as agulhas manchadas de sangue, luvas que já foram utilizadas em procedimentos cirúrgicos entre outros materiais.

Numa entrevista dada ao repórter Zé Roberto, o bombeiro não soube dizer a origem daquele lixo, mas disse que a aproximadamente 20 metros de sua casa, tem um posto de saúde. Ele disse que foi tirar satisfações com uma funcionária do referido posto, e a mesma disse que o lixo é retirado de lá toda quita-feira, não sabendo também dizer se, aquele lixo foi do posto médico. O bombeiro pede providencias.

Ouça nunes bombeiro

Veja as imagens

DSC_0468
DSC_0467
DSC_0466
DSC_0465

 

DSC_0464
DSC_0463
DSC_0462
DSC_0461

 

DSC_0460
DSC_0459
DSC_0458
DSC_0469
Michele Marques/Portal Mídia
Focando a Notícia