Arquivo da tag: básicas

Seca causa extrema pobreza no Piancó e padre faz apelo por doações de cestas básicas

secaO padre Djacy Brasileiro, de 58 anos, atuante na defesa do povo sertanejo, usou sua força na internet para pedir mais uma ajuda para as vítimas da seca: cestas básicas. Segundo o padre, centenas de famílias que moram em cerca de 20 municípios sertanejos que integram a região do Vale do Piancó estão passando por uma situação de extrema pobreza e fome depois da escassez de água.

Ele divulgou uma carta suplicando pela ajuda dos governos estadual e federal e da população em geral. Brasileiro é pároco da cidade paraibana de Pedra Branca, no Sertão do estado a 445 km de João Pessoa e revelou condições de extrema pobreza na região com a falta de água e alimento.

“Os sertanejos precisam de água e alimentos. Não custa nada socorrê-los, repito, com cestas básicas: feijão, arroz, macarrão, açúcar, café etc. Socorrer as vítimas da seca, neste momento, com água e cestas básicas deve ser prioridade número 1 para qualquer governante sensível e humano”, diz um trecho da carta.

“Não queremos esmolas, não queremos sensacionalismo. Queremos solução pra a fome de milhares de pessoas. Não podemos deixar que as vítimas da seca morram de fome. É triste presenciar as pessoas sem ter o que comer em casa. É desolador”, lamentou o padre, acrescentado ter recebido 100 cestas básicas para doação. No entanto, o alimento foi insuficiente. “As cestas ajudaram algumas famílias, mas o número de famintos é grande”.

O padre destaca que a população está adoecendo e muitas famílias sobrevivem apenas com o dinheiro do Bolsa Família. “O valor é insuficiente. O dinheiro, que em alguns casos chega a R$ 350, não dá pra comprar absolutamente nada. Com pessoas doentes, o valor vai pra remédio e o que sobre pra compra de alimentos. O Sertão está virando um deserto”, comentou.

Veja abaixo, na íntegra, a carta do padre:

VÍTIMAS DA SECA CLAMAM POR CESTAS BÁSICAS.

Moro no sertão, convivo com o povo, noite e dia. Conheço de perto sua dura e triste realidade. A cada dia que passa, as vítimas da seca sofrem, e como sofrem. O desespero vai se agigantando. O cenário é desesperador.

O clamor dos sertanejos pobres, sofridos, desamparados, é grande. Falta água, falta comida. Diante dessa triste situação, como Padre, SUPLICO que os governos estadual e federal socorram urgentemente com CESTAS BÁSICAS, esses irmãos do sertão.

Os sertanejos precisam de água e alimentos. Não custa nada, socorrê-los, repito, com cestas básicas: feijão, arroz, macarrão, açúcar, café etc. Socorrer as vítimas da seca, neste momento, com água e cestas básicas deve ser prioridade número um para qualquer governante sensível e humano.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Polícia prende cinco com cestas básicas e santinhos de candidato

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

A Polícia Civil prendeu, nessa segunda-feira (26), cinco pessoas suspeitas da prática de crime eleitoral na cidade de Bayeux, na Grande João Pessoa.

De acordo com informações, com os suspeitos foram apreendidos dinheiro, drogas e cestas básicas. A suspeita é de que o material apreendido seria distribuído na reta final da campanha eleitoral.

Também foram encontrados santinhos de um candidato e uma lista com nome de supostos eleitores e possíveis locais de votação de cada um deles. local de votação de cada um deles.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Zenóbio entrega cestas básicas aos servidores na véspera de fim de ano

zenobioO prefeito Zenóbio Toscano entregou na tarde desta terça-feira (30) cestas básicas aos servidores da Sumasa – Secretaria de Meio Ambiente, Limpeza Urbana e Saneamento.

A entrega das 177 cestas básicas foi realizada na sede da Sumasa, que desde que foi adquirida no ano passado vem garantindo mais comodidade e bem-estar aos servidores devido ao amplo ambiente.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Para o secretário da pasta, Alcides Camilo, é um motivo de satisfação terminar mais este ano, o segundo à frente da Sumasa, junto com o prefeito realizando este beneficio aos seus colaboradores, sendo entregues a sua equipe de apoio, garis, motoristas, operadores de máquinas, vigilantes, e o pessoal que removem os bancos da feira livre. O secretário também destacou a atenção que a atual gestão têm prestado a toda essa classe.

A tradição da entrega de cestas básicas aos servidores do município, inclusive ao setor de Limpeza Urbana, em virtude das festividades de fim de ano foi criada há mais de 16 anos, na administração da então prefeita Léa Toscano (hoje primeira-dama do município e deputada estadual), sendo mantida na atualidade, por meio da gestão do prefeito Zenóbio Toscano.

MaisPB com assessoria

Faltam vacinas contra HPV em algumas unidades básicas de saúde

Getty Images
Getty Images

Natanaeli Vitória tem 11 anos e reside no conjunto habitacional Major Veneziano, em Campina Grande. Em março deste ano ela recebeu a primeira dose da vacina contra HPV e, ontem pela manhã, percorreu as unidades básicas de saúde (UBS) dos bairros Três Irmãs, Catingueira e Cidades a procura da segunda dose da vacina. Apenas quando chegou ao Centro de Saúde Francisco Pinto, que funciona na rua Venâncio Neiva, no Centro da cidade, conseguiu encontrar a vacina, mesmo assim, a garota não conseguiu ser imunizada porque a aplicação da segunda dose só pode acontecer exatamente seis meses após a aplicação da primeira e a data é 27 de setembro.

Além da falta de vacinas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), a mãe de Natanaeli, Patrícia Mary, 42 anos, reclamou da falta de informação sobre a campanha de vacinação. “Minha filha perdeu aula hoje (ontem) para procurarmos essa vacina, já percorremos três bairros e não encontramos nada. Foi preciso vir até o Centro para conseguir a segunda dose e mesmo assim não foi possível, porque ela só pode receber a vacina no dia 27 de setembro, quando completar o período de seis meses da aplicação da primeira dose”, relatou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“A gente mora longe e nem sempre pode ficar andando de um bairro para outro para adivinhar qual o local terá a vacinação. Eu me preocupei porque essa vacina é muito importante para a saúde e decidi ir com minha filha para receber logo a segunda dose”, disse Patrícia Mary.

O que diz a prefeitura

A secretária de Saúde de Campina Grande, Lúcia Dercks, disse que as doses das vacinas do HPV já foram distribuídas nas unidades de saúde do município, entretanto, por medida de segurança as vacinas não são todas armazenadas nas unidades. “Essa vacina precisa ser guardada em locais totalmente seguros, uma vez que uma simples queda de energia é o suficiente para comprometer as doses, portanto, nós não fazemos estoque nas unidades. As vacinas são encaminhas de acordo com a demanda de cada área, ou seja, se a vacina não foi suficiente para atender a demanda durante tal período, cada unidade de saúde tem a responsabilidade de comunicar a secretaria para que seja feito o reabastecimento”, ressaltou.

De acordo com a coordenadora de imunização de Campina, Marinalva Cruz, a primeira etapa da campanha de vacinação do HPV realizada em março deste ano no município vacinou 7.552 adolescentes com idades de 11 a 13 anos.

Prevenção

O vírus do papiloma humano (HPV) é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 290 milhões de mulheres no mundo são portadoras da doença. No Brasil, a vacinação está disponível gratuitamente pelo Ministério da Saúde conjuntamente com os municípios.

Para receber a dose, basta procurar uma unidade de saúde e apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação. A adolescente deve tomar três doses para completar a proteção, sendo que a segunda, 6 meses depois, e a terceira, 5 anos após a primeira dose.

 

Bananeiras, Dona Inês e Solânea são beneficiadas com recursos Federais para Unidades Básicas de Saúde

Vital na tribuna 2O Senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) anunciou na noite desta segunda (08), após audiência no Ministério da Saúde, a lista com 112 cidades paraibanas que serão beneficiadas, este ano, com reforma, ampliação e/ou construção de Unidades Básicas de Saúde. Ao todo, o investimento a ser feito nestas cidades será de R$ 67.962.258,50.

A definição dos municípios contemplados ocorreu após intensas reuniões do Senador Vital com o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e técnicos do Ministério, tomando por base as necessidades de cada cidade, as solicitações feitas pelos prefeitos e/ou secretários de saúde, os projetos apresentados e a disponibilidade orçamentária. Vital recebeu do Ministro a garantia de que os recursos terão liberação imediata.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A lista divulgada pelo senador paraibano apresenta a ampliação de 77 Unidades Básicas de Saúde, num investimento total de R$ 8.317,770,00. Para reforma, serão contempladas 34 Unidades Básicas de Saúde, representando um investimento total de R$ 4.150.488,50.

Porém, de acordo com o Senador Vital do Rêgo, o maior investimento será na construção de novas unidades. Ao todo serão construídas 133 novas Unidades Básicas de Saúde, representando um investimento de R$ 55.494.000,00. “Esta ação faz parte da iniciativa do Governo Federal de melhorar e ampliar, permanentemente, as estruturas de Saúde”, afirmou o senador.

Bananeiras e Dona Inês receberão cada uma R$ 408 mil, já a cidade de Solânea receberá recursos no valor de R$ 1.224,000,00.

Campina beneficiada – O Senador Vital do Rêgo reafirmou o seu compromisso com Campina Grande ao defender, no Ministério da Saúde, a destinação de verbas para a cidade, que representa a sua base eleitoral. Ele confirmou que os recursos destinados a Campina serão repassados, integralmente, à Prefeitura local, que é administrada pelo Prefeito Romero Rodrigues (PSDB).

Campina Grande, de acordo com Vital, será contemplada com R$ 323.000,00 para a ampliação de quatro Unidades Básicas de Saúde; mais R$ R$ 148.504,95 para a reforma de três Unidades Básicas de Saúde; e mais R$ 659.000,00 para a construção de mais uma Unidade Básica de Saúde.

Desta forma, Vital mantém o compromisso de sempre atuar em defesa de Campina Grande, independente de a cidade ser administrada por um prefeito de oposição. “Continuaremos, sempre, com a defesa dos interesses de Campina Grande e da Paraíba como um todo”, afirmou Vital, que desde o início do seu mandato já conseguiu garantir recursos para 215, dos 223 municípios paraibanos.

“Ainda este ano conseguiremos incluir recursos para beneficiar as únicas oito cidades que ainda não conseguimos e, com isso, chegar à meta de viabilizar, através do nosso mandato, em Brasília, a destinação de recursos para todos os 223 municípios paraibanos”, declarou Vital.

Bananeiras Online com Assessoria

Municípios em extrema pobreza terão farmácias em unidades básicas de Saúde

FarmáciaO Ministério da Saúde vai financiar a organização de farmácias em unidades básicas de Saúde de 453 municípios considerados de extrema pobreza. Os gestores interessados em receber o apoio devem se inscrever até o dia 27 de junho no Eixo Estrutura do Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica (QualifarSUS).

Inicialmente, cada município vai receber R$ 17 milhões destinados à compra de equipamentos e mobiliário e à contratação de pessoal das centrais de Abastecimento Farmacêutico e das farmácias nas unidades básicas de Saúde. Em seguida, os municípios selecionados vão receber mais R$ 24 mil por ano para o custeio e a manutenção dos serviços.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Além disso, o governo vai destinar R$ 1,2 bilhão à aquisição de medicamentos e insumos para o abastecimento das farmácias básicas de todos os municípios brasileiros.

Municípios que fazem parte do Programa Brasil sem Miséria, com até 100 mil habitantes ou que participam de outros programas da atenção básica, como o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (Pmaq), o Programa de Requalificação das Unidades Básicas de Saúde (Requalifica UBS) e os que utilizarem o sistema Hórus ou sistemas próprios de gerenciamento de estoques terão prioridade na seleção.

 

 

Agência Brasil

As vítimas da seca clamam por cestas básicas

Por onde ando, as vítimas da seca me perguntam: “Padre Djacy, quando vamos receber as cestas básicas?  Será que o governo ainda vai mandar comida para nós? Se vai, por que tanta demora”?

 

Eis aí o clamor de milhares de pessoas que continuam sofrendo com as consequências nefastas da seca. O sofrimento é grande, pesado até demais para esses filhos queridos do sertão paraibano.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Alguns questionamentos:

 

Por que para fazer festas com bandas e mais bandas, cada uma mais cara que a outra, num instante as verbas  aparecem?

Para festas e suas bandas, não há burocracia para se conseguir o dinheiro. Por que tanta facilidade?

 

E por que para matar a fome de milhares de pessoas, vitimas da seca, acontece o contrário?  Tudo é burocratizado, demorado, lento. Dinheiro para esse intento não há.

 

Dinheiro aparece facilmente para pagar bandas, menos para matar a fome de tantos irmãos. Quanta contradição!

Na fé, no amor e na luta. Avante!

 

Padre Djacy Brasileiro, em 12 de junho de 2013

 

 

O texto é de inteira responsabilidade do assinante

MDS confirma a Vital distribuição de cestas básicas aos atingidos pela estiagem na Paraíba

 

ministra de Desenvolvimento Social e Combate a Fome, Tereza Campello
ministra de Desenvolvimento Social e Combate a Fome, Tereza Campello

O senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) visando fortalecer o combate à extrema pobreza e promover a segurança alimentar e a inclusão produtiva das famílias do Cadastro único para Programas Sociais do Governo Federal, teve a confirmação ontem (15) por parte do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) da liberação de 62,8 mil cestas de alimentos para atender a população atingida pela seca na Região Nordeste.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo Vital, a doação beneficia desde fevereiro aproximadamente 250 mil pessoas na Bahia, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Piauí. De acordo com a coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do MDS, Ana Luiz Müller, a distribuição das cestas atenua os prejuízos da seca. “A doação de cestas atende às pessoas por um determinado período, até que elas possam reestruturar suas vidas.”

 

Todos os produtos que compõem as cestas básicas foram comprados e doados pelo MDS. Alguns, como o arroz e a mandioca, vêm da agricultura familiar.

 

Recentemente Vital do Rêgo elogiou o governo federal pela desoneração dos tributos incidentes sobre os produtos que compõem a cesta básica. Em pronunciamento no Plenário, o senador considerou essa “uma das melhores iniciativas” para a prática da justiça fiscal no país.

 

“O Brasil tem pressa em figurar definitivamente entre os países desenvolvidos com estabilidade, patamar que só atingiremos pela elevação constante e consciente dos padrões de vida da sociedade brasileira”, afirmou.

 

De acordo com Vital, é importante reduzir a carga de impostos sobre as forças produtivas e os ­cidadãos de baixa renda. Por outro lado, ele diz ver como ­necessário elevar a carga tributária que incide sobre artigos de luxo e aqueles considerados nocivos para a saúde pública, e que, portanto, devem ter o consumo desestimulado.

 

“Rogamos aos empresários da indústria e aos comerciantes que esta desoneração possa realmente se refletir na mesa do brasileiro”, destacou.

 

Assessoria

Governo vai liberar R$ 1,6 bilhão para unidades básicas de Saúde

alexandreBrasília – O governo federal usará R$ 1,6 bilhão para construção, reforma e ampliação de unidades básicas de Saúde. O anúncio foi feito nessa segunda-feira (29) pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante o Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas. “Queremos levar saúde com qualidade para os bairros onde as pessoas vivem”, disse.

A meta é construir 1.253 unidades, ampliar 5.629 e reformar 4.348 em 2013. Há reserva de R$ 1,2 bilhão para a compra de equipamentos. Em 2012, 5.458 unidades foram ampliadas em 2.256 municípios, chegando a R$ 548 milhões em investimentos. Hoje existem mais de 38 mil unidades básicas de Saúde em todo o país.

O ministério anunciou também que, a partir do mês que vem, os municípios poderão aderir ao Programa de Modernização do Atendimento. A inscrição, feita pela internet, possibilita o aumento do valor de custeio das unidades básicas de Saúde, de acordo com o desempenho da equipes. “Teremos mais recursos para quem tem bom desempenho”, explicou Padilha.

Outra ação proposta pelo ministério prevê que cada Unidade Básica de Saúde, com pelo menos uma equipe participante do programa de modernização, tenha acesso à internet até 2014. Os investimentos na área devem totalizar R$ 45 milhões. A ideia é possibilitar que cada município possa aprimorar o acompanhamento nas emergências e nos ambulatórios, prestando melhor atendimento ao paciente e controlando os gastos.

Paula Laboissière, da Agência Brasi

Justiça eleitoral apreende cestas básicas e remédios em Campina Grande

Vinte e uma cestas básicas e remédios foram apreendidos na tarde dessa quinta-feira (25), dentro de um veículo na cidade de Campina Grande. O flagrante ocorreu no estacionamento de um requintado restaurante da Rainha da Borborema.

De acordo com informações da Justiça Eleitoral, uma denúncia da coligação ‘Por amor a Campina’, encabeçada pelo candidato Romero Rodrigues (PSDB), levou fiscais da Justiça Eleitoral e agentes da Polícia Federal para averiguarem o crime.
Durante vistoria no automóvel, um UNO branco de placas MNK 5476, as autoridades encontraram dezenas de produtos alimentícios e medicamentos pertencentes, supostamente, a um assessor da candidata do PMDB, Tatiana Medeiros. “Tudo indica que esse material seria entregue a eleitores. O que caso seja constatado, configura crime eleitoral”, afirmou um policial federal.
Duas pessoas e o material apreendido foram encaminhados para a 16ª zona eleitoral da cidade. Os homens detidos vão prestar depoimentos na sede da Polícia Federal em Campina Grande. O juiz Carvalho Xavier vai analisar se houve crime eleitoral.
HYLDO PEREIRA