Arquivo da tag: assistência

Congresso da LBV online discute “O impacto da Covid-19 e o futuro da Assistência Social” 

Nos dias 9, 10 e 11 de novembro, a Legião da Boa Vontade (LBV) promove a edição on-line de seu 25º Congresso Internacional de Assistência Social, que discutirá “O impacto da Covid-19 e o futuro da Assistência Social”. A expectativa é reunir profissionais atuantes nas áreas da Assistência Social e dos Direitos Humanos, representantes da sociedade civil e de movimentos sociais, educadores sociais, estudantes e pessoas interessadas no tema.

O evento tem como objetivo discutir os desdobramentos da pandemia na Assistência Social, na promoção da cidadania planetária, propondo caminhos aos desafios gerados pela instabilidade econômica, que resultará no aumento das demandas sociais.

Durante os três dias, o congresso reunirá palestrantes do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA), PUC-SP, UFRJ, Conade, UNB e da LBV, que apresentarão importantes contribuições sobre os desdobramentos da pandemia na Assistência Social, na promoção da cidadania planetária.

O evento é gratuito e com certificado de participação, para fazer a inscrição pode acessar: www.lbv.org/congressosocial

Compartilhe também com os amigos e faça parte deste importante encontro!

Assessoria

 

 

5.270 municípios receberam verba emergencial para assistência social

94,6% das cidades brasileiras receberam recursos emergenciais do governo federal para o fortalecimento da rede de assistência social durante a pandemia do novo coronavírus. Dos 5.568 municípios brasileiros, cerca de 300 não receberam os recursos – menos de 6%. No total, foram R$ 922 milhões aplicados na rede de assistência social.

A maior parte dos repasses foi para a região Sudeste, que recebeu R$ 407,3 milhões. Em segundo lugar está o Nordeste, onde os municípios receberam um total de R$ 182,2 milhões.

A verba foi utilizada em ações de combate à pandemia, na compra de equipamentos de proteção para os profissionais, como máscaras e álcool em gel e para a compra de alimentos para pessoas atendidas no Serviço de Acolhimento Institucional.

Uma portaria do Ministério da Cidadania ampliou o prazo para que os gestores municipais que tiveram a verba aprovada apresentem o Plano de Ação, para expor como o dinheiro será gasto. Um total de 100 municípios não apresentaram o documento e devem concluir o procedimento até 25 de setembro.

Fonte: Brasil 61

 

 

Em noite de assistência e gol pelo Botafogo, solanense Luis Henrique vive “dia mais feliz como profissional”

A estreia de Luis Henrique na primeira temporada como jogador profissional não cabia nem nos sonhos mais otimistas do jogador que completou 18 anos há um mês. Com uma assistência e um gol, a joia alvinegra comprova ser uma das gratas surpresas do 2019 que não foi bom para o Botafogo.

Depois de duas oportunidades na equipe principal nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro, Luis Henrique não deixou mais o grupo comandado por Valentim. Além de ganhar a vaga no elenco, conquistou a titularidade e a valorização: seu contrato, que terminava em janeiro, foi renovado até 2022.

– A felicidade é imensa por marcar meu primeiro gol como profissional, ainda mais na nossa estreia depois da pré-temporada lá no Espírito Santo. Espero que seja o primeiro de muitos. A bola acabou escapando um pouco ali, mas deu para consertar da melhor forma possível. Esse gol é para toda a minha família e para quem me apoia. No outro jogo eu dei o passe para o Pedro Raul, ele tinha que devolver (risos) – afirmou Luis Henrique.

“Como profissional é sim o dia mais feliz da minha vida”.

Gol do Botafogo! Pedro Raul deu um lindo passe para Luis Henrique ampliar, aos 23' do 2º tempo

Gol do Botafogo! Pedro Raul deu um lindo passe para Luis Henrique ampliar, aos 23′ do 2º tempo

O sorriso no rosto no momento da entrevista depois de uma noite cheia das melhores sensações é o mesmo que Luis tenta levar pra vida. De origem humilde, o garoto tem ambições, mas respeita seu tempo e tenta fazer valer a pena os últimos quatro anos longe de casa. Até o ano passado, ele vivia no alojamento de General Severiano com o irmão Pedro Augusto, de 15 anos e que também joga no Botafogo.

Os 18 anos e a inexperiência o fazem ter atenção especial da comissão técnica e da diretoria alvinegra. Alberto Valentim, responsável por integrá-lo ao profissional, acompanha de perto seu desenvolvimento e, além das qualidades que pudemos ver em campo, o técnico destaca a “cabeça boa” de Luis Henrique.

– O Luis Henrique é muito atento ao que a gente passa. É mais novo que meu filho. Totalmente profissional, focado. Vai errar em algumas tomadas de decisão, mas temos que entender até pela idade. Vai melhorar muito. Tenho certeza que terá uma excelente carreira, não só pelos dotes físicos e técnicos, mas pela cabeça. Um jogador que sabe ouvir e trabalha muito forte – disse o treinador.

Luis Henrique comemora primeiro gol como profissional do Botafogo  — Foto: Botafogo F.R.

Luis Henrique comemora primeiro gol como profissional do Botafogo — Foto: Botafogo F.R.

Luis Henrique voltou para Solânea – cidade onde foi criado no interior da Paraíba – nas férias de fim de ano como personalidade do município. Foi parado para fotos e autógrafos. Não podia nem sair na porta de casa sem ser abordado. Havia feito apenas dois jogos no profissional… Agora terá que lidar com o sucesso, que promete ser maior caso o atacante repita a atuação da gloriosa estreia em 2020.

GE

 

Secretária Maryjanne Macedo fala sobre Saúde e Assistência Social em Bananeiras

A Secretária de Saúde e Desenvolvimento Social do município de Bananeiras, Maryjanne Macedo, esteve nesta quinta-feira (12), concedendo entrevista aos radialistas Eraldo Luís e Júnior Campos na Rádio Integração.

Na oportunidade, fez um balanço geral sobre as pastas de Saúde e Desenvolvimento Social, falando sobre os avanços de 2019, apesar de um período de crise financeira e ressaltou que, com mais de 20 mil atendimentos realizados em 2019, o Hospital Municipal Clóvis Bezerra Cavalcanti tem sido atuante na saúde da população.

A Secretária também falou sobre a Policlínica do município de Bananeiras com 14 especialidades médicas que, realizou cerca de 3.500 atendimentos até o mês de novembro. Além de 9 unidades de saúde com equipe completa disponibilizadas a população, com a oferta de saúde básica e bucal também no período noturno.

Até o momento, 40 mil exames laboratoriais realizados em 2019, após a descentralização dos serviços, através do projeto Laboratório sobre rodas. Ambulâncias, veículos, Nas Farmácias básicas, mais de 42 mil dispensações de medicamentos até o mês de outubro, um aumento de 33,22% quanto ao ano anterior.

Em entrevista, a Secretária de Saúde mencionou os novos desafios devido as modificações exigidas pelo Ministério da Saúde para 2020 sobre custeio e financiamento da atenção básica, além do projeto de novas especialidades no prédio da UPA.

A respeito da pasta de Desenvolvimento Social, Maryjanne parabenizou o Prefeito Douglas Lucena, por priorizar a assistência social e manter os serviços do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos com recursos próprios, após a falta de repasses do Governo Federal.

Finalizando a entrevista, a Secretária pontuou as ações do Centro de Referência a Assistência Social (CRAS), que realizou 5000 atendimentos este ano, ofertando cursos para gestantes e beneficiárias do Programa Bolsa Família; o ACESSUAS que forneceu oficinas de qualificação ao trabalho, sempre pontuando uma das bases da gestão, a qualificação da população e o CREAS que realiza uma ação de extrema importância no município.

São diversas ações que priorizam um melhor atendimento e suporte para a população, descentralizando serviços, buscando oportunizar a todos e facilitar o acesso. Que em 2020 estejamos juntos, trabalhando ainda mais por Bananeiras, por uma sociedade mais justa e igualitária, disse a Secretária Maryjanne Macedo.

Ascom – PMB

 

Famílias quilombolas da Paraíba terão assistência emergencial da LBV

Serão 700 famílias contempladas com cestas de alimentos da campanha emergencial

A Legião da Boa Vontade (LBV), dá início à entrega das cestas de alimentos não perecíveis arrecadadas por meio de sua tradicional campanha Diga Sim!, iniciativa de caráter emergencial, que beneficia famílias em situação de pobreza que enfrentam principalmente nesse período do ano, as estiagens e as cheias, contribuindo para minimizar o sofrimento de crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, residentes em comunidades rurais e de assentamentos.

Em nosso Estado da Paraíba, a LBV, com a generosidade da sociedade civil paraibana, assiste 700 (setecentas) famílias de comunidades quilombolas dos municípios de Alagoa Grande e Dona Inês, com a campanha Diga Sim!. A meta da Instituição é entregar 12.500 cestas de alimentos, em dezoito estados brasileiros.

A Caravana da Boa Vontade, no dia 19 de julho, pega a estrada para às comunidades de Caiana dos Crioulos e Assentamento Nova Margarida em Alagoa Grande.

No dia 26 de julho, os voluntários da LBV, retomam o roteiro da ação emergencial, seguindo desta vez para Dona Inês, beneficiando a comunidade quilombola Cruz de Menina.

Conheça o trabalho da LBV na Paraíba!

A Instituição no Estado da Paraíba, tem seus Centros Comunitários de Assistência Social, em João Pessoa, localizado à Rua das Trincheiras, 703 – Jaguaribe. Em Campina Grande, localizado à Rua Bráulio de Araújo Gusmão, 402 – Distrito Industrial, que assistem diariamente centenas de crianças, adolescentes, mulheres, idosos e adultos, oriundos de comunidades em situação de vulnerabilidade social e de pobreza.

Desenvolve serviços de proteção básica, através do Criança Futuro no Presente!, Vivência Solidária (grupo de mulheres) e Vida Plena (idosos), na qual é oferecida dezenas de oficinas como música, arte e cultura, cidadania irrestrita, dança, ballet, artesanato e atividades esportivas.

Para colaborar com as iniciativas do trabalho da LBV! Basta acessar o site www.lbv.org, entrar em contato pelo tel.: 0800 055 50 99, ou ainda dirigir-se a uma das unidades da entidade (lbv.org/enderecos), levando a sua doação financeira ou alimentos não perecíveis.

Acesse o endereço LBVBrasil no Facebook, no Instagram e no YouTube, e saiba mais, sobre a entrega das doações.

 

LBVBrasil

 

Casserengue e Solânea devem receber recursos para reforçar assistência farmacêutica

solaneaCasserengue e Solânea estão entre as noventa cidades da Paraíba que devem receber do governo federal R$ 546 mil para aprimoramento, implementação e integração dos serviços farmacêuticos. Veja aqui a lista de cidades no estado que terão os recursos.

Em todo o Brasil, são mais de mil municípios que vão receber R$ 6,3 milhões para aprimorar a qualidade e estrutura dos serviços farmacêuticos. A iniciativa faz parte do Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica no âmbito do Sistema Único de Saúde (Qualifar-SUS).

De acordo com o Ministério da Saúde, o recurso também poderá ser destinado para a contratação de novos profissionais, além do aprimoramento dos serviços de conectividade dos locais, para dar maior agilidade no atendimento à população e uma melhor organização dos estoques de medicamentos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Para participar do Qualifar-SUS, o Município deve estar na lista do Brasil Sem Miséria (Plano interministerial voltado para a população mais pobre) e fazer parte de outros programas da Atenção Básica, como o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), Programa de Requalificação das Unidades Básicas de Saúde (Requalifica UBS), e o Hórus, sistema de Assistência Farmacêutica que permite o controle da compra, armazenamento, distribuição e dispensação dos medicamentos.

Organizado em quatro eixos (estrutura, educação, informação e cuidado), o programa engloba desde investimentos na estruturação dos serviços farmacêuticos até ações de cuidado ao usuário.

 

Focando a Notícia com portalcorreio

Prefeitura de Tacima realizou Conferência Municipal de Assistência Social nesta sexta (07)

conferenciaA Secretaria Municipal de Assistência Social de Tacima, em conjunto com o Conselho Municipal de Assistência Social, realizou nesta sexta-feira (07 agosto), a V Conferência Municipal de Assistência Social com o tema “A Gestão e o Financiamento na Efetivação do SUAS”. O objetivo central foi analisar, avaliar e deliberar as diretrizes para o financiamento e a gestão com vistas ao aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

A Secretária Municipal da Assistência Social, Socorro, disse que a participação da população é importante para discutir as melhorias na Assistência Social. Já o Prefeito, Erivan Bezerra, destacou que sua administração tem tido um olhar especial para as políticas públicas direcionadas àqueles que mais precisam. Erivan acrescentou que é muito importante que a população possa participar das decisões políticas administrativas.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Foram discutido os eixos; I – Dignidade humana e justiça social: princípios fundamentais para a consolidação do SUAS no pacto federativo, II – Participação social como fundamento do pacto federativo no SUAS, III – Primazia da responsabilidade do Estado: Por um SUAS Público, Universal, Republicano e Federativo. IV – Qualificação do Trabalho no SUAS na consolidação do Pacto Federativo e V – Assistência Social é direito no Âmbito do Pacto Federativo.

A Conferência é um espaço de debate coletivo, onde governo e sociedade civil organizada têm a oportunidade de participar, discutir e avaliar a política pública, sendo parte de um amplo processo de diálogo e democratização da gestão pública, com a finalidade de definir as prioridades de ações para os próximos anos reconhecendo as responsabilidades de cada ente federado.

Assessoria

Secretaria de Assistência Social de Dona Inês apresenta diagnóstico do Trabalho Infantil no município

dona inesFoi apresentado durante a tarde desta sexta-feira, 03 de julho, o Diagnóstico da situação do Trabalho Infantil, no Município de Dona Inês-PB. O evento aconteceu no Ginásio de Esportes e contou com a participação de representantes de várias secretarias, setores da Sociedade Civil Organizada e de instâncias de controle.

Sofia Ulisses, Secretária de Assistência Social e de Habitação do Município, destacou que o evento foi um ato que culminou várias ações, resultado de um trabalho em rede que envolveu as Secretarias de Assistência Social e Habitação, Educação e Saúde, Instâncias de Controle – formada por conselhos-. “Esse momento não estaria acontecendo sem a rede de parceria que envolve vários atores nesse processo, inclusive contando com a sociedade civil organizada”. Destacou.

Sofia Ulisses, disse ainda que é necessário que os envolvidos na rede de proteção à Criança e ao Adolescente, estejam em sintonia e defendam as mesmas causas, buscando assegurar os direitos desse público.

Diagnóstico do Município

O município de Dona Inês tem, segundo estimativas do IBGE, uma população de 10.495 de habitantes. Para identificar crianças e adolescentes que vivem em situação de trabalho infantil no município, foi elaborado um relatório, aplicado à crianças de 08 a 17 anos, onde foram ouvidos 1.222 alunos, de 19 Escolas – Zona Rural e Zona Urbana-.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

De acordo com o diagnóstico, ainda há uma presença de crianças e adolescentes desenvolvendo algum tipo de trabalho infantil no município, principalmente na feira livre, na pedreira da cidade e em casas de famílias.  Possivelmente cerca de 279 crianças e adolescentes se encontram exercendo algumas dessas atividades, onde desse número, 120 são meninas e 159, são meninos.

Dados do IBGE

Segundo dados divulgados pelo IBGE/2010, naquele ano o município de Dona Inês tinha 437 crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil, sendo 266 crianças do sexo masculino e 171 do sexo feminino, onde apenas cinco jovens entre 16 e 17 anos, eram empregados com carteira assinada.

Quando comparado aos dados do IBGE, os dados levantados pela equipe de Assistência Social do Município, se percebe uma diminuição de 158 casos de trabalho infantil e se deve, segundo a Secretária Sofia Ulisses, as políticas públicas direcionadas à criança e adolescente, desenvolvidas pela atual gestão.

A Secretária de Saúde do município, Taciana Lucena, frisou que somente com o diagnóstico é que se pode criar ações de erradicação do trabalho infantil.

Foi criada uma comissão formada por representantes das Secretarias de Educação, Saúde, Assistência Social e sociedade civil organizada, para criar estratégias de enfrentamento ao trabalho infantil no município.

Assessoria

Prefeituras têm até 30 junho para indicar plano de ação de assistência social

Prazo-finalPrefeituras de todo o país têm até 30 de junho para elaborar e enviar ao Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome o Plano de Ação 2015 do sistema de assistência social. Os gestores municipais precisam desse plano para receber financiamentos do governo federal em áreas de atendimento social.

As informações devem ser enviadas por meio de um aplicativo (http://aplicacoes.mds.gov.br/saa-web) desenvolvido pelo MDS. Na página, os gestores registram valores e metas das ações que irão desenvolver e que precisam de recursos federais transferidos regular e automaticamente.

O Plano de Ação é o instrumento usado para planejar e garantir o lançamento e validação anual das informações necessárias ao início ou à continuidade da transferência regular e automática de recursos do financiamento federal dos serviços e programas de assistência social.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

As informações contidas no Plano de Ação devem estar de acordo com o Plano de Assistência Social das respectivas unidades da Federação e dos municípios.

Agência Brasil

Com gol e assistência de Cirino, Fla vence Boavista e vira líder do Carioca

A combinação Flamengo e Maracanã desta vez não foi sinônimo de goleada, mas voltou a dar resultado. Após atropelar Barra Mansa (4 a 0) e Cabofriense (5 a 1) nos jogos no estádio nesta temporada, o Rubro-Negro fez só 2 a 0 sobre o Boavista na noite desta quarta-feira. Gols de Everton e Marcelo Cirino, destaque do duelo e agora vice-artilheiro do Carioca, com quatro, ao lado de Bill, do Botafogo, e um atrás de Fred, do Fluminense. O placar levou o time invicto de Vanderlei Luxemburgo pela primeira vez no ano à liderança do estadual, graças aos critérios de desempate, com os mesmos 13 pontos de Botafogo e Volta Redonda. Já o Boavista, dos ex-flamenguistas Erick Flores e Marcelo Carné, termina a rodada na lanterna, com apenas um ponto em cinco partidas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A noite também foi de homenagem a Léo Moura, que pode estar de saída depois de 10 anos  516 jogos pelo clube – o sétimo que mais atuou com a camisa rubro-negra ao lado de Carlinhos, o Violino. O lateral, que negocia com o Fort Lauderdale Strikers, dos Estados Unidos, clube do qual Ronaldo Fenômeno é um dos parceiros, entrou no segundo tempo, recebeu a faixa de capitão de Wallace e foi ovacionado pelos 20.628 pagantes (24.219 presentes) no Maracanã. A renda foi de R$ 658.570.

Marcelo Cirino comemora gol do Flamengo contra o Boavista (Foto: Márcio Alves / Agência O globo)Marcelo Cirino comemora gol do Flamengo contra o Boavista (Foto: Márcio Alves / Agência O globo)

O Fla volta a campo agora para defender a liderança do estadual no domingo, contra o Madureira, às 16h (de Brasília), no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. No mesmo dia, só que às 17h, o lanterna Boavista tentará sair da zona de rebaixamento diante do Macaé no Moacyrzão.

Artilheiro e garçom, Cirino carrega o Fla à liderança

De direita, de cabeça e até de bicicleta. De volta ao time após tratar de dores no joelho direito, Nixon foi a peça mais participativa de um sonolento Flamengo no primeiro tempo. O atacante teve a melhor chance de abrir o placar ao receber cruzamento na medida de Pará quase na pequena área, mas errou a cabeçada. Fora isso, a defesa de um fechado Boavista surtiu efeito ao conter as investidas rubro-negras, mas teve um preço. A dupla de zaga Cristiano e Bruno Costa – capitão do time e que completou 100 jogos pelo clube – terminou os primeiros 45 minutos com um cartão amarelo para cada.

Mesmo com apoios constantes e simultâneos de Thallyson e Pará pelas laterais, Everton e Marcelo Cirino pouco conseguiram usar a velocidade. E furar a retranca pelo meio estava ainda mais complicado. Mesmo assim, Luxa manteve a formação para a etapa final, na esperança que o time se encaixasse como aconteceu na goleada sobre a Cabofriense, quando marcou quatro gols no segundo tempo. Não foi em quantidade, mas deu certo novamente. Após receber passe de Nixon em um raro contra-ataque, Cirino ganhou na corrida entre os zagueiros e bateu no cantinho de Carné para fazer 1 a 0, aos 11 minutos.

Léo Moura, Flamengo X Boavista (Foto: Márcio Alves / Agência O globo)Léo Moura foi ovacionado pela torcida ao entrar no segundo tempo (Foto: Márcio Alves / Agência O globo)

As entradas de Gabriel e Eduardo da Silva nas vagas de Nixon e Arthur Maia, respectivamente, deram esperança aos rubro-negros de assistirem a mais uma goleada no Maracanã. Só que a rede balançou apenas mais uma vez. De Everton, em chute certeiro no ângulo após belo passe de Cirino na área, aos 27. Até daria tempo de mais, porém a emoção terminou com a homenagem a Léo Moura. O lateral entrou no lugar de Thallyson.

 

Globoesporte.com