Arquivo da tag: apreendidas

Pelo menos 100 cestas básicas são apreendidas na Paraíba por suspeita de compra de votos

Pelo menos 100 cestas básicas de alimentos e 15 pacotes com produtos de limpeza que estavam sendo distribuídos no bairro Pasto Novo, no município de Mari, na Mata Paraibana, foram apreendidas pela Polícia Militar. A ação aconteceu na tarde de terça-feira (10). A polícia suspeita que os alimentos e os produtos de limpeza estavam sendo trocados por votos.

Conforme a PM, o material foi localizado pelos policiais da 3ª Companhia do 7º Batalhão que flagraram um caminhão com a carga que já estava sendo distribuída. Os responsáveis que estavam no local foram abordados e identificados.

Segundo a polícia, os nomes dos suspeitos foram informados à 4ª Zona Eleitoral. A procedência e finalidade do material deverá ser esclarecida pelos órgãos eleitorais, mas a suspeita da polícia é que tanto os alimentos como os produtos estavam sendo distribuídos entre a população como troca por votos, denúncia que já havia chegado ao conhecimento da PM no local.

“Sabemos que os responsáveis pelo material apreendido têm ligação com uma coligação no município e, orientados pelo juizado da 4ª Zona Eleitoral, realizamos a apreensão do material”, explicou o major Flávio Santos, comandante da 3ª Companhia do 7º BPM. A Justiça Eleitoral deve investigar o caso.

Foto: Divulgação/PM

G1

 

Drogas escondidas em cabos de vassouras são apreendidas em presídio de Santa Rita, na PB

Seis vassouras recheadas com drogas foram apreendidas durante revistas realizadas nesta quarta-feira (23), no Presídio Padrão de Santa Rita, na Grande João Pessoa. De acordo com a direção da penitenciária, o material estava escondido dentro dos cabos dos objetos.

As vassouras faziam parte de cestas básicas deixadas na unidade penitenciária para os apenados. Cinco foram entregues pela manhã e uma no período da tarde.

Durante o processo de revista feito pela manhã, os policiais penais identificaram irregularidades nas cinco vassouras depois que elas foram entregues, abriram os cabos e encontraram porções de maconha e de um alucinógeno.

No turno da tarde, quando uma mulher também tentou usar o objeto para levar drogas para dentro do presídio, foi detida e encaminhada para a delegacia de Polícia Civil de Santa Rita. A droga passará por uma perícia.

Conforme o diretor da unidade, Eduardo Dias, os detentos que receberiam o material vão ser isolados e podem ser punidos com medidas administrativas.

Eduardo disse ainda que ações semelhantes são comuns. Em outras ocasiões, foram usados aparelhos de barbear, sabão em barra e tubos de creme dental.

G1

 

Celulares, armas artesanais e drogas são apreendidas no presídio de Guarabira, PB

O Grupo de Operações Especiais (GPOE), agentes penitenciários e policiais militares realizaram uma operação pente fino na Penitenciária João Bosco Carneiro, em Guarabira, nesta terça-feira (13). Durante a ação, foram apreendidas armas artesanais, celulares, carregadores, chips de telefonia, fones de ouvido e pequenas porções de drogas.

De acordo com o diretor do presídio, a operação é uma medida de rotina para garantir que se acontecer algum conflito no local, os apenados não fiquem feridos. Já sobre os celulares e a droga encontrados, ele acredita que o material entre na unidade penitenciária por meio de visitantes.

Ainda segundo o gestor, não há como identificar a quem os objetos pertenciam porque, durante a revista, os 356 presidiários que cumprem pena no local são retirados das celas. A operação durou sete horas.

Veja a lista da quantidade de cada material apreendido:

  • 33 facas artesanais;
  • 21 celulares;
  • 16 espetos;
  • 15 trouxinhas de substâncias ilícitas;
  • 13 facões artesanais;
  • 11 pedaços de arame fino;
  • 10 baterias de celular;
  • 9 pedaços de ferro;
  • 6 fones de ouvido;
  • 5 mergulhões improvisados;
  • 5 carregadores de celular;
  • 5 chips;
  • 1 machadinha artesanal.
Também foram apreendidos 21 celulares, além de carregadores e drogas — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Também foram apreendidos 21 celulares, além de carregadores e drogas — Foto: Polícia Militar/Divulgação

G1

Em Pirpirituba, dois são detidos e armas e drogas são apreendidas por policiais militares e civis

Na tarde desta quarta-feira (2), em uma residência do centro da cidade de Pirpirituba, um homem de 23 anos foi preso e um adolescente de 17 anos foi apreendido, acusados de posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Com os dois foram apreendidos dois revólveres, munições, uma pedra maior e 95 pedras menores, semelhantes a crack e prontas para a comercialização, além de dois aparelhos de telefone celular.

A prisão e apreensões foram feitas por policiais do Núcleo de Inteligência e Comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) e do GTE (Grupo Tático Especial) da 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil, sob o comando do delegado Fábio Facciolo. Eles receberam uma denúncia anônima de que na residência homens exibiam armas de fogo e no local também comércio de drogas.

Quando os policiais chegaram ao endereço informado e realizaram a busca domiciliar, encontraram as armas e a substância entorpecente. O homem e o adolescente assumiram ser os donos do material apreendido e informaram que as armas eram utilizadas por eles para defesa pessoal. Os dois e o material apreendido foram conduzidos à delegacia.

Assessoria 4º BPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Alunas são apreendidas suspeitas de agredir funcionária de escola na PB

escolaDuas estudantes adolescentes foram apreendidas suspeitas de agredirem uma funcionária da escola onde estudam, no Monte Castelo, em Campina Grande. De acordo com a Polícia Civil, elas foram apreendidas após uma ação contra crimes em instituições de ensino.

Ainda conforme a Polícia Civil, as adolescentes agrediram a funcionária com chutes, tapas e puxões de cabelo. A funcionária não precisou ser atendida no hospital porque teve ferimentos leves. As adolescentes foram autuadas em flagrante e, em seguida, liberadas.

Após o caso, as aulas foram suspensas. “Os alunos foram todos liberados. Essa foi a primeira vez [que aconteceu algo assim]. Desde que trabalhei aqui, nunca tinha acontecido nada desse tipo, não”, declarou o vigilante da escola, Joaquim Pereira. Ainda segundo ele, não havia rixa entre as alunas e a funcionária, foi apenas um desentendimento.

Os policiais fizeram a apreensão após receberem denúncias sobre o caso. A ação foi realizada pela Delegacia de Infância e Juventude. A polícia informou aos pais das meninas para que apresentem as adolescentes ao Ministério Público e à Vara de Infância e Juventude.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Quase 600 camisas são apreendidas com suspeita de propaganda eleitoral

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Foi apreendido na noite dessa sexta-feira (23), na BR-104, em Campina Grande, um carregamento de quase 600 camisas que seriam utilizadas em campanha eleitoral de candidato a vereador do município de Alagoa Grande, no Agreste da Paraíba. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as camisas, consideradas como propaganda ilegal pela Justiça Eleitoral, estavam sendo transportadas em um carro.

O carro foi abordado pelos policiais na BR-104, no início da noite. Quando os agentes abriram o porta-malas do veículo encontraram sacos plásticos cheios de camisas de malha na cor amarela, totalizando 577 unidades.

De acordo com  PRF, a janela traseira do veículo estava adesivada com a propaganda de um candidato a vereador pelo município de Alagoa Grande, que tem a cor amarela como padrão. O motorista trafegava de Santa Cruz do Capibaribe, uma das cidades do Polo Têxtil de Pernambuco, onde as camisas foram adquiridas.

Segundo informações da PRF, os policiais entraram em contato com a juíza eleitoral de Alagoa Grande, que determinou a apreensão do material. As camisas foram recolhidas para o Cartório Eleitoral do município.

O que diz a legislação eleitoral
Ficam vedadas na campanha eleitoral confecção, utilização, distribuição por comitê, candidato, ou com a sua autorização, de camisetas, chaveiros, bonés, canetas, brindes, cestas básicas ou quaisquer outros bens ou materiais que possam proporcionar vantagem ao eleitor. O candidato ou candidata poderá responder por prática de captação ilícita de voto, emprego de processo de propaganda vedada e, se for o caso, pelo abuso do poder econômico. Esses processos podem resultar na impugnação da candidatura ou até mesmo na cassação do diploma do cargo eletivo no qual foi conduzido na eleição anterior.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Prefeito é preso suspeito de fazer ameaças contra esposa; armas são apreendidas

Reprodução/Sertão Informado
Reprodução/Sertão Informado

O prefeito de Lastro (município situado no Sertão paraibano, a 467 km de João Pessoa), Emanuel Mendes (PMDB), foi preso, na noite desse domingo (20), suspeito de violência doméstica. Na casa do gestor, foram encontradas duas armas de fogo e munições.

A polícia foi acionada pela esposa do prefeito, que denunciou ameaças feitas pelo marido. Após buscas, os militares encontraram um revólver calibre 44, de uso restrito, e uma pistola calibre 765.

Emanuel Mendes foi levado para delegacia de Polícia Civil em Sousa, onde permanecia preso até às 8h desta segunda-feira (21). Até a publicação desta matéria, o Portal Correio não havia conseguido localizar os advogados do prefeito.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

 

Portal Correio

Operação Réveillon termina com 128 pessoas detidas e 31 armas apreendidas na Paraíba

policiaA Polícia Militar da Paraíba prendeu e apreendeu 128 pessoas durante a operação Réveillon, realizada do último sábado (27) até a madrugada desta sexta-feira (2), que contou com um reforço de 1.500 policiais militares para intensificar as ações em todo Estado. No período, foram apreendidas 31 armas de fogo, recuperados 18 veículos roubados e apreendidos mais de 2 kg de drogas durante as abordagens.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Uma das armas apreendidas na operação foi durante a festa da virada do ano no bairro de Intermares, em Cabedelo. Três suspeitos de matar a tiros o lutador de MMA Werison da Silva Medeiros, de 29 anos, foram presos em flagrante.

Policiais que reforçavam o policiamento no bairro escutaram os disparos e quando chegaram ao local renderam Gustavo José Pereira Dias, de 18 anos; Igor Mateus Feitosa Lopes, 19; e um adolescente de 16 anos. Dois deles moravam no bairro do Cabo Branco e o outro no Bairro dos Estados, na Capital. Com o trio foi apreendido um revólver calibre 38, possivelmente usado no crime, e uma quantidade de maconha. Os maiores foram autuados por homicídio qualificado na Central da Polícia Civil e o menor foi apresentado na Delegacia da Infância e Juventude, ambas em João Pessoa.

As outras armas apreendidas durante a operação ocorreram nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Bayeux, Itaporanga, Mataraca, Ingá, Sapé, Itapororoca, Sousa, Bayeux, Caaporã, São José dos Cordeiros e Taperoá.

As 128 pessoas presas e apreendidas durante a Operação Réveillon estavam envolvidas com porte ilegal de arma, roubos, furtos, homicídios, lesão corporal comum e em situação de violência doméstica.

Atendimentos – Um levantamento realizado na intranet da Polícia Militar (rede interna) mostra que, durante o período, a corporação realizou o atendimento de 1.878 ocorrências de várias naturezas. O motivo que liderou os chamados foi a perturbação do sossego (som alto), com 340 solicitações, sendo quase 95% delas registradas na Região Metropolitana de João Pessoa.

Secom-PB

Munições de fuzil são apreendidas na cidade de Guarabira

presosNo final da manhã desta terça-feira, 02, através de uma operação feita pela Polícia Militar, quatro pessoas foram presas e um esquema de tráfico de drogas foi desmontado, na cidade de Guarabira.

Segundo informações, Severino do Ramo de Lima Araújo, 30 anos, acusado de assaltar a joalheria Casa das Jóias, na R. Costa Beiriz, centro de Guarabira, foi capturado na companhia do menor D.C, de 17 anos, residente na cidade de Sapé.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com a apreensão dos mesmos, a polícia militar conseguiu chegar até uma residência localizada na Faixa da Pista, em Guarabira. Na casa foram encontrados munições de fuzil calibre 762 e pinos de droga para o uso de cocaína.

http://www.portalindependente.com/uploads/DSC04873.JPGhttp://www.portalindependente.com/uploads/DSC04874.JPGhttp://www.portalindependente.com/uploads/Pris%C3%A3o-de-Drogas-1-351x185_cr.png

 

portalindependente

Em três anos, quase 9 mil armas foram apreendidas pelas forças de Segurança na PB

armasAs ações das forças de Segurança Pública da Paraíba conseguiram, nos últimos três anos, tirar de circulação 8.690 armas de fogo. No 1º quadrimestre de 2013 foram 892 e este anono mesmo período, foram 1.001 apreendidas, entre revólveres, pistolas e outras de grosso calibre. A média de apreensões é de 7,1 armas por dia. Foi um aumento de em torno de 12%.

O balanço do monitoramento da Segurança Pública apontou que houve queda nos crimes contra a vida de mulheres em 2014, com o registro de 29 assassinatos com vítimas do sexo feminino. No mesmo período de 2013, aconteceram 53 casos, o que representa uma queda de 45% nas ocorrências deste tipo no Estado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O número de assassinatos foi reduzido em 13,1% no primeiro quadrimestre de 2014, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Os dados mostram ainda que nos três primeiros meses do ano a Paraíba foi o estado brasileiro que mais reduziu proporcionalmente os crimes contra a vida, ficando à frente de estados como Ceará e Rio de Janeiro, onde foi registrado um crescimento de 14,7% e 22,4%, respectivamente (dados das secretarias da Segurança dos Estados).

De acordo com dados da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, nos primeiros quatro meses do ano foram registrados 469 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) – homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte. No mesmo período de 2013, aconteceram 540 crimes desse tipo.

O governador Ricardo Coutinho atribuiu a redução dos índices à política de Segurança Pública implantada pelo Governo do Estado, que trabalha na lógica de integração das polícias e monitoramento das áreas de segurança. “A Paraíba é o Estado que mais vem reduzindo os crimes contra a vida. Uma das responsáveis por isso é a metodologia adotada no Governo, que integra as Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros. O Programa Paraíba Unida Pela Paz reestruturou as Forças de Segurança, estabeleceu metas e qualificou os profissionais, com foco na redução da criminalidade”, afirmou o governador.

Para o secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, a redução de homicídios mostra que o planejamento realizado pela Segurança Pública vem alcançando resultados. “Estamos no caminho certo. A permanência dessa queda, que na verdade já se verifica desde o mês de dezembro de 2013, significa que passamos por um processo de consolidação de uma política de Segurança Pública e atesta eficiência dos órgãos policiais”, defendeu.

As ações de segurança também resultaram na apreensão de um volume maior de drogas nos quatro primeiros meses do ano na Paraíba. Foram 416,8 quilos de entorpecentes que deixaram de circular em solo paraibano. Em relação ao mesmo período de 2013, quando foram recolhidos 179,6 quilos, o aumento é de 132%. A droga mais apreendida no 1º quadrimestre de 2014 em relação ao mesmo período do ano passado foi a maconha (391,1 quilos contra 153,8 quilos), com aumento de 154%. A quantidade de crack apreendida na Paraíba também aumentou (22,9 quilos contra 18,7) e de cocaína foram retirados de circulação 2,8 quilos.

Em três anos e quatro meses na Paraíba foram apreendidos quase 5 toneladas de entorpecentes, o que representa uma média de 4,1 quilos de drogas apreendidas por dia.

portal correio