Arquivo da tag: antibiótico

Tomar muito antibiótico aumenta as chances de engordar

Fábio Pozzebom/Agência Brasil
Fábio Pozzebom/Agência Brasil

Qual é a sua relação com o antibiótico? Você sempre segue a orientação do seu médico na hora de tomar? Ou é daqueles que suspende a medicação assim que se sente melhor? E será que o uso excessivo de antibiótico engorda? O Bem Estar desta quinta-feira (29) também mostrou como funciona o nosso intestino. Participaram do programa o cirurgião do aparelho digestivo Fabio Atuí e a infectologista Rosana Richtmann.

Você sabia que quem toma muito antibiótico tem mais chance de engordar? Pois é! Por isso, é preciso muito cuidado na hora de se automedicar ou não seguir a prescrição médica.

E sabe qual a explicação? Os antibióticos também agem no intestino e podem modificar a microbiota. Algumas bactérias têm funções que ajudam no metabolismo, como a absorção de gorduras e regulação do peso. Quando elas são mortas, as funções são prejudicas e pode levar o ganho de peso.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os antibióticos matam tanto as bactérias ruins, quanto as boas. Por isso, o paciente precisa fazer o tratamento completo, sem parar no meio.De acordo com a nossa consultora Ana Escobar, se você interrompe o tratamento antes da hora, a bactéria vai aprender a lidar com o antibiótico e vai voltar mais poderosa. “As bactérias aprendem como o antibiótico funciona, quando ele foi tomado errado e ficam cada vez mais resistentes.”

E se engana quem pensa que só é preciso respeitar o período determinado pelo médico. Os erros mais comuns de quem toma antibiótico, de acordo com a infectologista Rosana Richtmann são: começar o tratamento, melhorar e parar; não tomar no intervalo correto; guardar o antibiótico e se automedicar, sem procurar orientação. O horário entre uma dose e outra deve ser seguido à risca. Assim, o paciente garante que o antibiótico permaneça no sangue 24 horas para matar as bactérias.

Chikungunya
O programa desta quinta-feira também falou sobre a febre chikungunya. A febre é transmitida pelo menos mosquito da dengue, o Aedes aegypti. Porém, as doenças não são iguais. Na dengue, a população já tem anticorpos produzidos, o mesmo indivíduo pode ter quatro vezes, em 10-14 dias a pessoa está curada, a dor mais forte é muscular e é mais letal que a chikungunya, mas já tem uma vacina sendo feita.

Já na chikungunya, a população está totalmente virgem de proteção, o indivíduo só pode ter uma vez, a doença pode se arrastar por até um ano, a dor é mais forte nas articulações e é menos letal que a dengue.

G1

Pelé não responde bem a antibiótico e quadro é considerado delicado

 (Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

O quadro de Pelé se agravou na noite desta quinta-feira. Internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital Albert Einstein, em São Paulo, com uma infecção abdominal, o ex-jogador não respondeu adequadamente ao antibiótico utilizado no tratamento. O uso do remédio foi uma tentativa de combater a bactéria que causou uma infecção no sangue de Edson Arantes do Nascimento. Por volta das 22h30, a repórter Joanna de Assis trouxe as últimas informações de frente do hospital.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

– Infelizmente, as notícias não são as melhores. O quadro de saúde de Pelé neste momento é considerado no mínimo delicado. Tem um quadro de gravidade sim. Ele foi internado na segunda-feira, com quadro de infecção urinária. Só que esse quadro se agravou. A resposta ao antibiótico não foi a adequada, segundo os médicos – explicou a repórter do SporTV.

Aos 74 anos, Edson Arantes do Nascimento passou por uma intervenção cirúrgica para retirada de cálculos renais. Por conta de uma infecção na região abdominal, o Rei do Futebol precisou ser internado. Desde a última segunda-feira, o ex-jogador recebe cuidados especiais da equipe médica do hospital Albert Einstein. Pelé chegou a passar mal em Santos, onde participaria de um evento no museu que recebe o seu nome.

– Essa internação na UTI, para que ele tome medicações ainda mais fortes, é para tentar combater essa bactéria. Obviamente, por causa das toxinas que são eliminadas pela bactéria o sangue foi infectado e os rins começaram a falhar. Segundo o último boletim médico divulgado pelo hospital, Pelé está num tratamento de suporte renal, a hemodiálise, que é o uso de um aparelho para filtrar o sangue na tentativa de se eliminar essas toxinas que estão infectando o sangue. Pelé precisou também tomar medicação por apresentar um quadro de hipotensão, para controlar a pressão arterial – esclareceu Joanna de Assis.

As próximas 48 horas são consideradas fundamentais para o quadro. Os médicos consideram que a infecção precisa ser controlada nesse período, para que não haja piora.

 

Sportv

Mapa divulga marcas de vinho com suspeita de adição de antibiótico

mapa-divulga-marcas-de-vinho-com-suspeita-de-adicao-de-antibioticoO Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou nesta sexta-feira (2) as empresas e marcas de vinho investigados por suspeita de adulteração com antibióticos no Rio Grande do Sul. A lista inclui rótulos fabricados por 13 vinícolas do estado.

De acordo com o chefe do serviço de inspeção vegetal do Mapa no estado, José Fernando Werlang, exames constataram a presença da substância natamicina, antifúngico que prolonga a conservação do vinho. O uso da substância como conservante é proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Todos os lotes já foram recolhidos do mercado. As amostras foram coletadas no ano passado em 53 indústrias pelo Serviço de Inspeção de produtos de Origem Vegetal (Sipov). Segundo Werlang, a natamicina era utilizada por ser um produto barato e eficiente para matar germes e bactérias, mas que pode gerar resistência a outros remédios se ingerida com frequência. O Mapa alertou que as empresas foram autuadas e poderão ser fechadas se reincidirem na adulteração.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Para o diretor do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Carlos Paviani, a fraude prejudica a imagem do vinho gaúcho no mercado. “Esperamos que o problema seja detectado o mais breve possível e que as empresas que estão atuando irregularmente sejam autuadas e pelo ministério e cessem imediatamente para não acarretar uma imagem ruim para todo o setor vitivinícola”, afirmou.

Os vinhos que tiveram lotes recolhidos são os das marcas Casa Gilioli, Casa Gilioli Seleção, Casa Motter, Bela Itália, Del Tchodo, Bortolini, Quinta Estação, Cave Titton, Bampi, Forqueta, Muraro, Adega Forqueta, Don Victor Emanuel, Santini, Capelleti, Santa Teresa de Calcuta, Santa Teresa de Ávila, San Francisco, Don Silvestri, Del Prado PIO XII.

O que dizem as empresas
A VT Vinhos LTDA declarou a empresa foi surpreendida com a divulgação do Ministério. De acordo com a empresa, a análise é antiga e não há motivo para preocupar a população, já que os produtos não teriam ido para o mercado. A empresa pretende  se posicionar oficialmente na segunda-feira (5), mas adianta que sua estrutura está disponível para análise dos técnicos.

A Cooperativa Victor Emanuel LTDA nega que seus produtos tenham qualquer tipo de antibiótico e que não possui vinhos em estoque com problemas.

O representante da Santini Indústria Vinícola LTDA afirmou que a empresa ainda está analisando os dados do ministério para poder se manifestar de forma mais precisa.

Segundo a representante da Vinícola Capeletti, a divulgação do Mapa é inconclusiva e não há provas de que produtos ilegais tenham sido utilizados nos vinhos produzidos.

A Vinhos Bampi LTDA afirmou que não pretende se manifestar sobre o assunto.

G1 entrou em com a Cooperativa Vitivinícola Forqueta, Vinícola Gilioli, Indústria e Comércio de Bebidas Del Colono LTDA, I.A. Sandi e Adega Silvestri, mas os representantes das empresas não foram localizados pelos funcionários.

A Vinícola Casa Motter foi contatata, mas ainda não se manifestou sobre o caso.

Já os responsáveis pela Indústria Vinícola São Luiz LTDA e pela Indústria e Comércio de Bebidas CMS LTDA ainda não foram localizados.

Confira a lista de empresas, marcas e lotes 
Vinícola Gilioli LTDA
– vinho tinho de mesa suave bordo (Casa Gilioli) – Lote 27/05/13 e 26/06/13
– vinho branco de mesa suave (Casa Gilioli) – Lote 09/06/13
– vinho tinto de mesa suave (Casa Gilioli Seleção) – Lote 25/07/13
– vinho branco de mesa suave (Casa Gilioli Seleção) – Lote 23/07/13

Vinícola Casa Motter
– vinho rosado de mesa suave (Casa Motter) – Lote 005

Indústria e Comércio de Bebidas Del Colono LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Bela Itália) – Lote 01
– vinho branco de mesa suave (Bela Itália) – Lote 10
– vinho branco de mesa suave (Del Tchodo) – Lote 03

Indústria Vinícola São Luiz LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Bortolini) – Lote 02/11

VT Vinhos LTDA
– vinho tinho de mesa suave (Quinta Estação) – Lote 01/2013
– vinho branco de mesa (Cave Titton) – Lote 01/2013
– vinho tinto de mesa suave (Cave Titton) – Lote 01/2013

Vinhos Bampi LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Bampi) – Lote 002

Cooperativa Vitivinícola Forqueta
– vinho branco de mesa suave (Forqueta) – 04
–  vinho tinto de mesa suave (Muraro) – Lote 002
– vinho rosado de mesa suave (Forqueta) – Lote 05
– vinho tinto de mesa suave (Adega Forqueta) – Lote 149

Cooperativa Vinícola Victor Emanuel LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Don Victor Emanuel) – Lote 05
– vinho branco de mesa suave (Don Victor Emanuel) – Lote 02

Santini Indústria Vinícola LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Santini) – Lote 008/13

Vinícola CapellettiLTDA
– vinho tinto de mesa suave (Capelleti) – sem lote

I.A. Sandi
– vinho tinto de mesa suave (Santa Teresa de Calcutá) – Lote 003
– vinho tinto de mesa suave (Santa Teresa de Ávila) – sem lote
– vinho tinto de mesa suave (San Francisco) – Lote 01/10
– vinho branco de mesa suave (San Francisco) – sem lote

Adega SilvestriLTDA
– vinho tinto de mesa suave (Don Silvestri) – Lote 05
– vinho branco de mesa suave (Don Silvestri) – Lote 03

Indústria e Comércio de Bebidas CMS LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Del Prado) –  Lote 04 e 26
– vinho branco de mesa suave (Del Prado) – Lote 01
– coquetel de vinho rosado (PIO XII) – Lote 01/02/03/04

 

G1