Arquivo da tag: Android

Como instalar aplicativos Bet.pt e Betclic no Android

A casa de apostas Portugal Betclic é uma das empresas que luta constantemente pela qualidade com outras casas de apostas.

No site da Betclic, você download um betclic apk especial que transfere todas as funções de jogo do site para a palma da mão. Com o betclic app para Android, você pode aproveitar os jogos de casino online e as apostas desportivas. Todas as opções de apostas disponíveis no site principal da Betclic foram incorporadas ao aplicativo Android.

A aplicação betclic é bem pensada com um design simples, mas conveniente. Começando pela barra de navegação superior e terminando com os controles deslizantes no aplicativo, o aplicativo Betclic Android é muito simples e intuitivo, mesmo para jogadores iniciantes que primeiro tentarão apostar na Internet.

O betclic aplicativo é extremamente simples, basta acessar o site móvel da casa de apostas. Lá, você será solicitado a baixar o aplicativo imediatamente. A primeira coisa que você verá após baixar e instalar é uma oferta para se registrar ou fazer login em Portugal https://app-de-apostas.com/.

O registro ocorre em três etapas e é bastante simples. Infelizmente, não há serviço de suporte. O aplicativo móvel Betclic oferece muitos recursos para apostas. Considere o mais interessante:

  • Modo de jogo grátis do cassino. Com esse recurso, você pode jogar vários jogos de cassino online através do aplicativo sem investir. Esta é uma opção bastante conveniente, especialmente para se familiarizar com os novos jogos que foram adicionados recentemente à seção do cassino.
  • Possibilidade de retirada antecipada de dinheiro – Levantamento. Usando o aplicativo, você pode resgatar uma aposta para encerrar um evento e sacar seu dinheiro. A opção é muito conveniente para jogadores que fazem apostas expressas.
  • Apostas em tempo real. Usando o recurso de apostas no jogo no aplicativo, você pode apostar em partidas ao vivo em tempo real.
  • Corresponder ao centro no modo LIVE. O aplicativo móvel possui uma seção dos resultados atuais, que é atualizada em tempo real com todas as estatísticas das partidas atuais nas quais você pode apostar. A função ajuda a acompanhar vários eventos ao mesmo tempo.

Se é um fã de apostas online no seu telemóvel e não deseja fazer o bet.pt app Android download, pode simplesmente utilizar o seu navegador de Internet e ir para www.bet.pt, que lhe proporcionará uma experiência de qualidade ao bet.pt apk usuário, sem restrições.

 

 

Sem horário de verão, Google pede a usuários que tirem atualização automática do relógio no Android

O Google publicou um anúncio oficial em seu blog,nesta sexta-feira (18), recomendando que usuários de Android no Brasil alterem as configurações automáticas de data e hora.

Segundo a empresa, isso deve ser feito para não correr o risco de se perder na hora no domingo, caso os telefones atualizem para o horário de verão, que não está mais em vigor no país.

O horário de verão do brasileiro deveria acontecer entre este sábado (19) e domingo (20), com os relógios sendo adiantados em 1 hora, mas foi revogado pelo presidente Jair Bolsonaro, em um decreto assinado em abril.

Para fazer a alteração siga estes passos:

Essas configurações podem ser mantidas até o dia 16 de fevereiro, quando o horário de verão chegaria ao fim, se ainda estivesse em vigor.

“Na prática, isso significa que alguns celulares possivelmente não tenham a informação necessária para evitar que o relógio dos aparelhos seja alterado automaticamente”, afirmou a empresa.

Segundo o Google, a mudança no horário de verão brasileiro impacta o banco de dados da Autoridade para Atribuição de Números de Internet (IANA), responsável por passar as informações para os smartphones.

Alguns aparelhos podem não ser impactados neste final de semana, mas no dia 3 de novembro, por causa de mudanças que aconteceram no ano passado, durante as eleições. De acordo com o Google, valem as mesmas recomendações.

Os aparelhos que não fizerem mudanças no horário, segundo o Google, já foram atualizados pelos fabricantes, ou então estão seguindo regras enviadas pelas redes das operadoras de telefonia.

O objetivo por trás da origem do horário de verão é aproveitar os dias mais longos para obter um melhor aproveitamento da iluminação natural, poupando recursos da matriz energética e reduzindo os riscos de apagões, principalmente no horário entre 18h e 21h, quando as lâmpadas dos espaços públicos são ligadas, boa parte da população chega em casa e parte do comércio, escritórios e indústria continua ativa.

Mas, nos últimos anos, mudou o padrão de consumo do país. Lâmpadas incandescentes foram substituídas por lâmpadas mais eficientes e o horário de pico de energia se deslocou do início da noite para o meio da tarde, por volta das 15h, devido ao aumento expressivo do uso de ar-condicionado.

Estudo do Ministério de Minas e Energia divulgado no ano passado já apontava para a perda de efetividade do horário de verão. Segundo a nota técnica, a adoção de outros instrumentos regulatórios, como a tarifa branca e preço por horário, podem produzir resultados mais relevantes para o setor elétrico.

De acordo com o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, o governo fez uma pesquisa que mostrou que 53% dos entrevistados pediram o fim do horário de verão. Não foram divulgados, entretanto, detalhes da pesquisa.

No Brasil, o horário de verão foi instituído pela primeira vez no verão de 1931/1932, pelo então Presidente Getúlio Vargas. Sua versão de estreia durou quase seis meses, vigorando de 3 de outubro de 1931 a 31 de março de 1932.

No verão seguinte, a medida foi novamente adotada, mas, depois, começou a ser em períodos não consecutivos. Primeiro, entre 1949 e 1953, depois, de 1963 a 1968, voltando em 1985 até abril de 2019, quando foi revogado por decreto.

O horário de verão é adotado em países como Canadá, Austrália, Groenlândia, México, Nova Zelândia, Chile, Paraguai e Uruguai. Rússia, China e Japão, por exemplo, não implementam esta medida.

 

TechTudo

 

 

Perdeu seu smartphone Android? É só procurar no Google

Busca-no-GoogleVocê já conhece o Gerenciador de Dispositivos, que permite localizar seu smartphone Android, bloqueá-lo e até apagar seus dados remotamente. É um recurso embutido no Android 2.2 e superior, e o Google criou uma forma bem esperta de acessá-lo.

Digite “find my phone” no Google, e você verá quase imediatamente um mapa com a localização do celular, junto à opção de fazê-lo tocar no volume máximo.

Há alguns requisitos: você precisa estar logado no navegador com a mesma conta Google do seu smartphone, e você precisa usar o Google em inglês. O recurso funciona fora dos EUA, no entanto: basta ir em google.com/search?hl=en&q=find+my+phone para testar.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Find my Phone no Google

Ou seja, pode ser questão de tempo até que o Google entenda buscas em português como “cadê meu celular” ou “cadê meu Galaxy”. E quem sabe o Bing possa fazer o mesmo para Windows Phones, que têm o recurso Localizar Meu Telefone há anos.

Em meu teste, o Gerenciador de Dispositivos não conseguiu encontrar o celular (estou tendo problemas com isso!), mas ele fez o aparelho tocar bem alto, mesmo sem um chip – ele só estava conectado ao Wi-Fi.

Find my Phone no Google (2)

E ao clicar no mapinha, você é levado para android.com/devicemanager, onde você pode bloquear o dispositivo: é possível mudar a senha remotamente, colocar uma mensagem na tela de bloqueio, e até exibir um botão Ligar – a outra pessoa pode tocá-lo para discar um número e entrar em contato com você.

Para usar tudo isso, abra o app Config. Google no seu smartphone, toque em “Segurança” e ative as opções “Localizar remotamente o dispositivo” e “Permitir bloqueio e limpeza remotos”.

Ativar gerenciador de dispositivos no Android

No mês passado, o Android Wear também ganhou suporte ao Gerenciador de dispositivos, permitindo usar um relógio inteligente para encontrar seu smartphone – basta dizer “OK Google, iniciar Encontrar smartphone”.

Para tudo isso funcionar, seu smartphone precisa estar ligado e conectado via rede móvel ou Wi-Fi; senão, os comandos só serão enviados quando ele estiver online novamente. [Google+ via El Androide Libre]

Foto por Anthony Ryan/Flickr

 

gizmodo

Aprenda a acelerar animações no Android e deixar o celular mais rápido

O Android possui várias animações de transição de tela que contribuem para melhorar a experiência de uso do sistema. Entretanto, dependendo do hardware do aparelho, essas animações podem apresentar travamentos e diminuir o tempo de resposta do gadget, deixando o sistema lento. Porém existe uma forma de habilitar as configurações de desenvolvedor e acelerar as animações do Android; veja como fazer.

Passo 1. Abra as configurações do Android e toque em “Sobre o telefone”, no fim da lista;

Acesse as configurações do Android (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Acesse as configurações do Android (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 2. Deslize a tela até o fim e toque sete vezes sobre o item “Número da versão”. Feito isso, uma mensagem informará que as configurações de desenvolvedor foram desbloqueadas. Toque em “Sobre o telefone” para voltar à tela principal de configurações;

Desbloqueando opções de desenvolvedor (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Desbloqueando opções de desenvolvedor do Android (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 3. Agora, toque sobre o item “Programador” e localize a seção “Desenho”. Feito isso, toque em “Animação em escala”;

Acesse as configurações de desenvolvedor (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Acesse as configurações de desenvolvedor (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 4. Depois, escolha a opção “0,5x”. Faça o mesmo para “Escala de transição” e “Escala de duração da animação”.

Acelerando animações do Android (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Acelerando animações do Android (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Pronto! Agora as animações do Android serão aceleradas e, com isso, o sistema ficará mais fluído e rápido.

 

techtudo

Com Android 5, Motorola X deve ser apresentado na Google I/O

O Motorola X, aguardado top de linha da Motorola com display de cinco polegadas, pode ser apresentado no próximo dia 8 de julho, durante a conferência Google I/O 2013. Após comprar a divisão mobile da fabricante, a gigante de buscas estaria interessada em lançar o próximo smartphone da marca durante o seu evento anual, com a nova versão do Android.

Conferência anual do Google pode marcar lançamento do Motorola X (Foto: Divulgação)Conferência anual do Google pode marcar lançamento do Motorola X (Foto: Divulgação)

Um dos principais supostos atrativos apontados para o Motorola X é justamente o novo sistema operacional. O modelo deve ser o primeiro aparelho do mercado a ser lançado com o Android 5.0 Key Lime Pie, segundo o site Phone Arena. Caso essa informação se confirme, o X também será o primeiro aparelho da Motorola a estrear uma edição do sistema operacional do Google desde o Motorola Droid, equipado com o Android 2.0 Eclair.

Outra informação interessante é que, segundo o site DroidLife, o Motorola X também vai ser vendido para alguns países pelo Google Play, como acontece com os aparelhos da linha Nexus. Apesar disso, o smartphone não fará parte da série de gadgets com o chamado “Android puro” do Google. Ele deve ter, sim, uma interface própria, baseada no sistema operacional móvel da companhia de buscas.

Via Phone Arena

techtudo.