Arquivo da tag: adjunto

Procurador-geral adjunto do RN e promotor de Justiça são baleados na sede do MPF

procuradoriaO procurador-geral adjunto do Rio Grande do Norte, Jovino Pereira Sobrinho, e o promotor de Justiça Wendell Beetoven Ribeiro Agra – lotado no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – foram baleados por volta das 11h da manhã desta sexta-feira (24) na sede do Ministério Público Federal (MPF) do estado, em Natal.

Segundo a assessoria do MPF , o autor dos disparos é Guilherme Wanderley Lopes da Silva, de 44 anos, servidor concursado do órgão que trabalhava como assessor de uma procuradoria. A assessoria não soube informar se Silva estava de serviço ou não. O suspeito fugiu em um automóvel Polo de cor prata.

Até o momento, nem o Ministério Público nem a Polícia Militar sabem explicar o que teria motivado o crime.

De acordo com relato de testemunhas, Guilherme Wanderley Lopes da Silva ingressou na sala onde o procurador-geral adjunto do Estado e o promotor de Justiça participavam de uma reunião administrativa e, bastante exaltado, sacou a arma e disparou.

Baleados

A equipe médica do Walfredo Gurgel informou que Jovino Pereira Sobrinho foi atingido por um tiro no abdômen e que Wendell Beetoven Ribeiro Agra foi alvejado no tórax.

O procurador-geral e o promotor foram inicialmente levados para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho e, de lá, transferidos para o hospital público Monsenhor Walfredo Gurgel, onde foram operados e permanecerão no Centro de Recuperação até que possam ser transferidos para o hospital particular São Lucas.

Apontado como um dos alvos do atirador, o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, disse em entrevista coletiva no início da noite desta sexta-feira, que Silva nunca respondeu a nenhum procedimento administrativo e era considerado um funcionário “normal e simpático”, jamais tendo apresentado qualquer “anormalidade”.

Segundo informações da “Globo News”, na fuga, Guilherme Wanderley Lopes da Silva também efetuou disparos no estacionamento do MPF. Pelo menos cinco tiros foram ouvidos, mas não houve novos feridos. A Polícia Militar está fazendo buscas pela região, mas ainda não encontrou o servidor.

* Com informações da Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Superintende adjunto da pesca e aquicultura sofre acidente próximo ao distrito de Cajá

acidenteO superintendente adjunto da Pesca e Aquicultura da Paraíba, Almir Mineral, sofreu um acidente próximo ao Distrito de Cajá, na altura do Km 100, BR 230.

 

Devido à forte chuva que cai sobre o trecho, o carro derrapou e capotou diversas vezes.

 

Em contato com assessores do superintendente, os mesmos informaram que Almir Mineral passa bem e está sendo encaminhado para o Hospital de Trauma de Campina Grande para realizar exames. O motorista do veículo, que acompanhava o superintendente, também passa bem.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

FONTE: ASSESSORIA

Acidente no Brejo mata diretor adjunto de presídio e deixa três pessoas feridas

Um acidente envolvendo um carro com agentes penitenciários e uma caminhonete D10 matou o diretor adjunto interino da penitenciária João Bosco Carneiro, de Guarabira,  e deixou três pessoas feridas na manhã desta quarta-feira (25), na PB-057, entre as cidades de Itapororoca e Araçagi, no Brejo paraibano.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, os três agentes estavam indo de João Pessoa para Guarabira para escoltar um preso. No caminho, o motorista perdeu o controle do Palio e colidiu de frente com a caminhonete.

Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, o motorista do carro, identificado como o diretor adjunto interino da penitenciária João Bosco Carneiro, Júlio Gutemberg Ferreira, 50 anos, ficou preso nas ferragens e teve morte imediata. O motorista do outro veículo, identificado como João Rosendo de Sena, de aproximadamente 28 anos, foi socorrido para o Hospital Regional de Guarabira.

Os outros dois ocupantes da unidade do Secretaria de Administração Penitenciária, identificados como Paulo Sérgio Veras de Castro e Lúcio Cláudio da Silva, foram socorridos para o Hospital de Emergência e Trauma da Capital.

O Corpo de Bombeiros esteve no local para investigar as causas.

portalcorreio

A GRANDE FAMÍLIA: vereadora que tem pai secretário, esposo secretário-adjunto e irmão ‘diretor’ em gestão embolsam juntos quase R$30 mil/ mês

A GRANDE FAMÍLIA: vereadora que tem pai secretário, esposo secretário-adjunto e irmão como ‘diretor’ em gestão embolsam quase R$30 mil por mês

Cabide de emprego no meio político significa perpetuação de um grupo político ou familiar na administração pública, esse é o melhor significado para entendermos o ‘fisiologismo’ praticado pela família Lacerda, capitaneada pela única detentora de mandato, a vereadora Raissa Lacerda (PSD), que conseguiu com muito ‘prestígio’ emplacar na gestão socialista ‘apadrinhados’ com remunerações, somando-se ao salário dela algo em torno de R$30.000,00 na Prefeitura de João Pessoa e no Governo do Estado.

O primeiro a ser beneficiado com um contracheque oficial foi o ‘decano’ e recordista de mandatos consecutivos na Assembléia Legislativa José Lacerda Neto (PSD) que como secretário de articulação política embolsa a bagatela de R$12.000,00 por mês, não levando-se em conta os benefícios e as ‘regalias’ que a função propicia Lacerda nunca é visto em reuniões com deputados ou arquitetando e costurando maiorias nas votações no Legislativo, papel que era desempenhado com louvor pelo ex-secretário de Comunicação Nonato Bandeira.

Na escala de beneficiados, o mais novo ‘mimo’ para Raissa foi à conquista da secretária adjunta do turismo de João Pessoa, função que foi delegada ao seu esposo Roberto Rodrigues de Aquino, ex-assessor de seu gabinete e pouco conhecedor da área, pois sua formação profissional é a área jurídica. Para trabalhar com afinco, o advogado recebe aproximadamente R$6.000,OO

Outro familiar da vereadora Raissa Lacerda que a reportagem do PB Agora descobriu nas ‘tetas’ do Poder Público, foi o irmão da vereadora que se chama Eduardo Lacerda, que foi indicado pela parlamentar para ocupar uma diretoria técnica na secretária de ciência e tecnologia de João Pessoa, para não aparecer lá Eduardo recebe em torno de R$2.000,00.

Algo extremamente corriqueiro, se Raissa, como legitima representante do povo não recebesse algo em torno de R$9.000,00, mais as regalias de verba de gabinete, combustível, assessoria de imprensa e de gabinete, além trabalhar apenas três dias da semana no período da manhã, algo de fazer inveja.

Definição que também pode ser empregada para o fisiologismo, que podemos exemplificar o caso de políticos que aproveitam da importância de seus cargos para adquirir vantagens pessoais, como utilizar, bens públicos para uso pessoal, contratação de parentes etc..algo constatado no conteúdo da matéria.

Portanto a família Lacerda sabe muito bem ‘socializar’ os cargos e a participação nas administrações do Governo do Estado e Prefeitura de João Pessoa, bandeira política tão bem defendida pela vereadora Raissa Lacerda que está apenas no seu primeiro mandato.

PB Agora