Arquivo da tag: Abril

Caixa libera o auxílio emergencial para nascidos em abril

Os saques e transferências do auxílio emergencial de R$ 600 para aniversariantes de abril estão liberados a partir desta quinta-feira (1º). A autorização vale para quem se inscreveu pelo aplicativo ou site, nas agências dos Correios, ou que já estava no Cadastro Único mas não é beneficiário do Bolsa Família. O dinheiro havia sido depositado em poupança digital da Caixa, mas só podia ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem – disponível para Android e iOS – para o pagamento de contas e boletos e compras por meio de cartão virtual.

A partir desta quinta (1º), nascidos de janeiro a abril estão autorizados a sacar o que restou do saldo em agências da Caixa. Os beneficiários poderão sacar pelo menos uma das cinco primeiras parcelas, a depender da data em que teve o cadastro aprovado. O dinheiro liberado hoje para saque e transferência faz parte do Ciclo 2 de pagamentos que foram depositados em poupança digital da Caixa em 9 de setembro.

Nesse grupo, estão pessoas que aguardam diferentes parcelas do auxílio. Há também pessoas que tiveram o benefício negado e, por isso, apresentaram contestação. Após uma nova análise, o auxílio foi concedido. Outros começaram a receber o pagamento, mas passaram por uma reavaliação, tendo o benefício suspenso. O valor, no entanto, foi posteriormente liberado. O pagamento das parcelas extras de R$ 300 para esses trabalhadores ainda não começou.

Calendário do Ciclo 2

  • Quem recebeu o crédito da primeira parcela em abril de 2020 – terá a quinta parcela
  • Quem recebeu o crédito da primeira parcela em maio de 2020 – terá a quarta parcela
  • Quem recebeu o crédito da primeira parcela em junho de 2020 – terá a terceira parcela
  • Quem recebeu o crédito da primeira parcela em julho de 2020 – terá a segunda parcela
  • Quem se inscreveu pelos Correios ou teve o benefício negado e apresentou contestação receberá a primeira parcela
  • Liberação para quem teve o auxílio reavaliado em julho ou agosto e liberado para a continuidade do pagamento

Liberação de saque e transferência do Ciclo 2

  • 19 de setembro – nascidos em janeiro
  • 22 de setembro – nascidos em fevereiro
  • 29 de setembro – nascidos em março
  • 1º de outubro – nascidos em abril
  • 3 de outubro – nascidos em maio
  • 6 de outubro – nascidos em junho
  • 8 de outubro – nascidos em julho
  • 13 de outubro – nascidos em agosto
  • 15 de outubro – nascidos em setembro
  • 20 de outubro – nascidos em outubro
  • 22 de outubro – nascidos em novembro
  • 27 de outubro – nascidos em dezembro

 

Agência Brasil

 

 

PB mantém média de feminicídios e mês de maio de 2020 se iguala a abril no número de casos

A Paraíba manteve a média no número de feminicídios, e o mês de maio de 2020 se igualou ao de abril em número de casos. Desde o início do ano, os dois meses são os que apresentam maior número de assassinatos investigados por motivação de gênero, sendo quatro casos em cada mês. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social (Seds) divulgados pela Lei de Acesso à Informação ao G1. Nos cinco primeiros meses do anos foram 14 feminicídios.

Feminicídio é o assassinato contra uma mulher cometido devido ao fato de ela ser mulher ou em decorrência da violência doméstica. Foi inserido no Código Penal como uma qualificação do crime de homicídio em 2015 e é considerado crime hediondo.

Ao todo, nove mulheres foram assassinadas em maio, sendo cinco por homicídio doloso, quando há outras motivações para o crime ocorrer.

Em relação ao mesmo mês de 2019, o número total tem um assassinato a menos. Em relação ao número de feminicídios, também houve uma diminuição de um caso em relação ao mesmo mês do ano passado.

O mês de março de 2020 é o que apresenta menor número de casos, com apenas um feminicídio em investigação, no entanto, um total de 6 mulheres assassinadas, sendo quatro por homicídio doloso e mais um por lesão corporal seguida de morte – além do feminicídio.

No mês de janeiro, um caso de homicídio foi transferido para as investigações de feminicídio. Na primeira divulgação do G1 com base nos dados da Seds, apenas um caso estava em investigação. No novo boletim, um novo caso foi acrescentado aos casos investigados. Agora são duas mortes por motivações de gênero em investigação que aconteceram no primeiro mês do ano e nove homicídios.

No mês de fevereiro foram três casos de feminicídio em investigação, conforme a Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds). A maior diferença entre os meses, no entanto, é no número absoluto de mulheres assassinadas, que varia entre um mês e outro.

Sobre o número de mulheres assassinadas nos cinco primeiros meses de 2020, janeiro lidera as estatísticas, com 11 mulheres mortas, conforme nova atualização da Seds. Em seguida estão os meses de fevereiro e maio com nove assassinatos cada, depois o mês de abril, com sete mortes e, por fim, o mês de março, com seis assassinatos de mulheres.

Feminicídios na Paraíba

  • Cinco primeiros meses de 2020 têm 14 feminicídios;
  • Abril e maio apresentam maiores números de feminicídios, com quatro casos em investigação em cada mês;
  • Em relação a mulheres assassinadas, janeiro lidera o trimestre com 11 mulheres mortas.

 

G1

 

 

Paraíba tem aumento de mais de 50% no número de assassinatos em abril

A Paraíba teve uma alta de 51,2% no número de assassinatos em abril deste ano em comparação com o mesmo mês de 2019. É o que mostra o índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

De acordo com a ferramenta, houve 124 mortes violentas em abril de 2020, enquanto no mesmo mês de 2019 foram 82 assassinatos.

Além disso, a Paraíba teve uma alta de 39,3% no número de assassinatos em abril deste ano em comparação com o mês de março de 2020, quando houve 89 mortes violentas.

O crescimento ocorre mesmo em meio à pandemia da Covid-19, em um mês onde medidas de isolamento social foram adotadas em todo o país.

Já considerando o período de janeiro a abril de 2020, foram 388 vítimas de assassinatos neste ano, contra 319 em 2019, uma diferença de 69 mortes.

A alta no início deste ano vai na contramão de 2019, que teve uma queda de 22% no número de assassinatos em todo o ano, na Paraíba. Em 2019, foram registrados 942 assassinatos, o menor número desde 2011, enquanto que em 2018 o número era 1.210.

Os dados apontam que:

  • o estado teve 124 assassinatos em abril de 2020
  • houve 42 mortes a mais na comparação com o mesmo mês de 2019, uma alta de 51%
  • já de janeiro a abril, foram 388 crimes violentos, um crescimento de 21%

 

G1

 

 

Começa saque-aniversário para nascidos em março e abril

Os trabalhadores nascidos em março e abril que aderiram ao saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) podem ter acesso ao dinheiro a partir de nesta segunda-feira (4). O valor estará disponível nesta segunda ou em 11 de maio, conforme a escolha do trabalhador.

Essa modalidade permite a retirada de parte do saldo de qualquer conta ativa ou inativa do fundo a cada ano, no mês de aniversário, em troca de não receber parte do que tem direito em caso de demissão sem justa causa.

O pagamento é feito conforme cronograma por mês de nascimento. Os trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro receberam os valores no mês passado.

Os valores ficam disponíveis para saque até o último dia útil do segundo mês subsequente ao da aquisição do direito de saque. Por exemplo: se a data de aniversário for dia 10 de setembro, o trabalhador terá de 1 de setembro a 30 de novembro para efetuar o saque. Caso o trabalhador não saque o recurso até essa data, ele volta automaticamente para a sua conta no FGTS.

O valor a ser liberado varia conforme o saldo de cada conta em nome do trabalhador. Além de um percentual, ele receberá um adicional fixo, conforme o total na conta. O valor a ser sacado varia de 50% do saldo sem parcela adicional, para contas de até R$ 500, a 5% do saldo e adicional de R$ 2,9 mil para contas com mais de R$ 20 mil.

Ao retirar uma parcela do FGTS a cada ano, o trabalhador deixará de receber o valor depositado pela empresa caso seja demitido sem justa causa. O pagamento da multa de 40% nessas situações está mantido. As demais possibilidades de saque do FGTS – como compra de imóveis, aposentadoria e doenças graves – não são afetadas pelo saque-aniversário.

O prazo de adesão ao saque-aniversário começou em janeiro. Ao optar pela modalidade, o trabalhador teve de escolher a data em que o valor esteja disponível: 1º ou 10º dia do mês de aniversário. Quem escolheu o 10º dia retirará o dinheiro com juros e atualização monetária sobre o mês do saque.

Como sacar

As retiradas podem ser feitas nas casas lotéricas e terminais de autoatendimento para quem tem senha do Cartão Cidadão. Quem tem Cartão Cidadão e senha pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui, caso esses estabelecimentos estejam autorizados a abrir. Basta apresentar documento de identificação.

 

 Agência Brasil

 

 

Paraíba terá regime especial de ensino, não presencial, a partir do dia 20 de abril

A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, publicou no suplemento da edição deste sábado (18), do Diário Oficial, uma resolução para a manutenção das atividades pedagógicas sem a presença de estudantes e professores nas dependências escolares, devido à pandemia do novo coronavírus.

A resolução estabelece que o regime especial de ensino terá início no dia 20 de abril de 2020 e se manterá enquanto permanecerem as medidas de isolamento social previstas pelo Poder Executivo Estadual, na prevenção e combate ao COVID-19.

As atividades complementares programadas para o ano letivo de 2020, durante o regime especial de ensino, deverão ser previamente planejadas e elaboradas pelo docente, em consonância com o Projeto Político Pedagógico e Projeto de Intervenção Pedagógica da escola. Portanto, deverão estar vinculadas às competências e habilidades previstas nos documentos curriculares propostos nacionalmente e pela Secretaria de Estado de Educação e da Ciência e Tecnologia da Paraíba (SEECT).

Durante o regime especial de ensino, a SEECT operacionalizará estratégias pedagógicas articuladas, considerando as especificidades de cada nível, etapa e modalidade da Educação Básica (Educação de Jovens e Adultos, Educação Profissional e Tecnológica, Educação Especial, Educação do Campo, Educação Escolar Indígena e Educação Escolar Quilombola), assim como os diferentes contextos socioeconômicos de cada comunidade escolar e o acesso às atividades implementadas.

Para a educação infantil devem ser encaminhadas propostas interacionais e lúdicas, na perspectiva do desenvolvimento e fortalecimento das dimensões afetiva e socioemocional das crianças, sob responsabilidade da equipe escolar.

Os estudantes matriculados em todas as modalidades dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental terão acesso às atividades por meio de roteiros de estudos sistematizados, que serão produzidos pelos professores e validados pela coordenação pedagógica da escola. Para os estudantes matriculados em todas as modalidades dos Anos Finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio serão disponibilizadas às atividades por meio de roteiros de estudo, através de recursos digitais, cadeia de rádio e TV, meio físico ou outros, que serão produzidos pelos professores e validados pela coordenação pedagógica da escola.

Para os estudantes que recebem Atendimento Educacional Especializado, deverão ser disponibilizado roteiros de estudo adaptados às suas necessidades educacionais específicas. Os Professores do Ensino Regular deverão manter parcerias pedagógicas com o professor da Sala de Recursos Multifuncionais no sentido de que este professor seja um orientador de metodologias diferenciadas, a partir da real necessidade educacional desses estudantes.

Para os estudantes com surdez, que fazem uso da Língua Brasileira de Sinais (Libras), será disponibilizada a presença de um intérprete nas salas virtuais, este articulado pela equipe gestora da escola e respectiva Gerência Regional de Ensino, e material pedagógico acessível. Já os estudantes com Deficiência Visual, os materiais serão disponibilizados em modo textual e deverão estar em formato PDF, para que ele possa acessá-lo utilizando as tecnologias assistivas de leitura de tela.

A equipe gestora será responsável por administrar e orientar os docentes e toda comunidade escolar enquanto durar o regime especial de ensino nos níveis, etapas e modalidades da Educação Básica ofertados por sua unidade, conforme diretrizes e normas complementares expedidas SEECT. Juntamente com a equipe pedagógica, a equipe gestora deverá elaborar um Plano de Ação Estratégico do regime especial de ensino correspondente ao período desta portaria e disponibilizá-lo na aba Documentos da plataforma Saber.

O Plano de Ação Estratégico Escolar deverá constar de: identificação da escola; quantificação de docentes, turmas e estudantes; mapeamento das necessidades educacionais específicas dos estudantes; agenda de disponibilização dos roteiros de atividades, indicando os docentes responsáveis; estratégia de monitoramento das atividades implementadas; estratégia para manter a rotina de comunicação e engajamento dos estudantes e responsáveis, para que as dúvidas acerca da execução de atividades implementadas sejam sanadas; estratégia de avaliação de adequação do Plano de Ação Estratégico Escolar.

A fim de que seja garantida a execução das estratégias estabelecidas para a implementação de atividades pedagógicas durante o período de regime especial de ensino, a SEECT irá expedir orientações específicas para o planejamento pedagógico, bem como promover curso de formação de professores para a utilização das tecnologias educacionais para planejamento pedagógico e organização das aulas.

O curso de formação de professores ocorrerá em caráter de excepcionalidade, antes do início do regime especial de ensino, com data amplamente divulgada pela SEECT, que disponibilizará por meio da GEDI e FUNAD, disponibilizará materiais orientadores para a oferta do AEE durante o período de excepcionalidade, a fi m de organizar o roteiro de estudos e/ ou recursos digitais adaptados de acordo com as necessidades educacionais específicas de seu público-alvo (pessoas com deficiência, transtorno do espectro autista e com altas habilidades/superdotação).

Os detalhes do plano e todas as especificações por categoria estão disponíveis no Diário Oficial a partir da página 2

paraiba.com.br/

 

 

Caminhoneiros e agentes portuários podem se vacinar contra a Gripe a partir de 16 de abril

Caminhoneiros e trabalhadores portuários de todo o Brasil entram como grupo prioritário na segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que começa no dia 16 de abril. Serão distribuídos 2 milhões de doses da vacina para todo o país. Esses trabalhadores podem se vacinar em qualquer parte do país, independentemente do município e do estado em que residem. A essas duas categorias se juntam motoristas de transporte coletivo, doentes crônicos, profissionais das forças de segurança e salvamento e povos indígenas.

O Ministério da Infraestrutura solicitou ao Ministério da Saúde a inclusão dessas categorias, que atuam em atividades essenciais ou ações de prevenção e combate à Covid-19. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, explica.

“Essa vacinação será feita nos postos de saúde, incluindo as cidades portuárias. E o caminhoneiro poderá se vacinar em qualquer posto de saúde do Brasil, se identificando por meio da carteira de trabalho, carteira do sindicato, da cooperativa ou de seu registro de transportador de cargas. Também pode apresentar carteira de habilitação C, D e E”.

Segundo o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o objetivo é atender quase que a totalidade desses grupos durante a campanha de vacinação.

“A meta é atender, pelo menos, 90% de todo esse público prioritário em todas as fases da campanha”.

O Ministério da Saúde lembra que a vacina contra Influenza não age contra a Covid-19, mas protege contra os três tipos de gripe mais comuns registradas no ano passado: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2). Dessa forma, ajuda os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico do coronavírus, já que os sintomas são semelhantes aos da gripe.

 

agenciadoradio

 

 

Forró na web: banda Calcinha Preta fará live no dia 30 de abril

A banda Calcinha Preta fará live no dia 30 de abril com seu repertório construído ao longo de 25 anos de história. O grupo de forró natural do Sergipe anunciou a novidade nas redes sociais.

“Já pode adicionar o lembrete na agenda! Dia 30 de abril temos um encontro marcado. 🗓❤️🎶

#CP25 #CalcinhaPreta #LiveShow #Comigo”, anunciou a banda, na página oficial no Instagram.

As lives se tornaram opção e sensação da quarentena por causa da pandemia do novo coronavírus.

 

clickpb

 

 

Estado garante pagamento de abril dentro do mês trabalhado, mas alerta que meses subsequentes carecem de aporte federal

O secretário de Estado da Receita, Marialvo Laureano, comentou, em entrevista na tarde desta quarta-feira (8), as ações financeiras do estado com o objetivo de reduzir os impactos causados pelo novo coronavírus (Covid-19) na Paraíba. De acordo com o auxiliar do Executivo estadual, a destinação de recursos está priorizando a saúde, a segurança e a folha de pagamento.

Marialvo disse que o estado segue pagando aos servidores dentro mês trabalhado, no entanto, fez um alerta em relação ao mês de maio. “O próximo mês nós iremos precisar do aporte do Governo Federal com a lei que está para ser aprovada, que dará um alívio para o caixa do governo”, disse o secretário. Ele acrescentou ainda que tudo isso depende das medidas que estão sendo discutidas no Congresso. “Esperamos que as medidas do Governo Federal sejam implementadas para que não haja prejuízo para ninguém”, explicou.

Como consequência das medidas adotadas no âmbito da saúde, o secretário explica que o consumo reduziu, com isso, reduz também a arrecadação de ICMS, principal fonte de receita do estado. “A nossa expectativa é que haja uma queda de 40% agora e 60% em maio na arrecadação”, concluiu Marialvo.

 

PB Agora

 

 

Veja a previsão de tempo na PB e clima para o fim de semana de 4 e 5 de abril

A previsão do tempo na Paraíba para este sábado (4) tem variação da temperatura de 21°C no Agreste até a máxima de 36°C no Sertão. No Litoral, a temperatura varia de 24°C a 31°C.

Segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), O tempo deve permanecer com nebulosidade variável e favorável à ocorrência de chuvas em áreas isoladas da faixa litorânea. Existe a probabilidade de ocorrência de chuvas localizadas, tanto no Brejo e Agreste, quanto no Cariri e Curimataú, Sertão e Alto Sertão. Nos setores central e oeste, a concentração de nebulosidade tende a ser maior entre os períodos da tarde e noite.

Litoral tem nebulosidade variável com ocorrência de chuvas a qualquer hora do dia. O tempo no Brejo deve ser de nebulosidade variável com possibilidade de ocorrência de chuvas localizadas no fim do dia.

No Agreste, Cariri e Curimataú a previsão é de sol entre nuvens com possibilidade de ocorrência de chuvas localizadas no fim do dia. Sertão e Alto Sertão tem a previsão nebulosidade variável com ocorrência de chuva localizada entre os períodos da tarde e noite.

João Pessoa

Em João Pessoa, a temperatura deve variar entre 23°C e 29°C no sábado, com a previsão de sol com muitas nuvens durante o dia, mas períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. No domingo, a temperatura oscila entre 24°C e 31°C e a previsão é de sol, com chuva de manhã, diminuição de nuvens à tarde, e noite com pouca nebulosidade.

Campina Grande

Em Campina Grande, tanto para o sábado, quanto para o domingo, as temperaturas variam entre 22°C e 30°C. No sábado, o tempo é de sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite. Para o domingo, a previsão é sol, com chuva de manhã, diminuição de nuvens à tarde, e noite com pouca nebulosidade.

G1

 

Casos de coronavírus na Paraíba em 2 de abril

A Paraíba está com 29 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas nesta quinta-feira (2). O último caso confirmado nesta quinta foi em uma idosa, de 88 anos, que está internada na UTI de um hospital particular de João Pessoa.

Outros sete casos foram confirmados na manhã desta quinta. Deles, cinco são mulheres e dois homens, na faixa etária entre os 28 e 57 anos. Todos residem em João Pessoa e em estão em isolamento domiciliar.

Com este resultado, a Paraíba passa a contabilizar 23 casos confirmados da doença em João Pessoa, 2 em Campina Grande, 1 em Cabedelo, 1 em Igaracy, 1 em Patos e 1 em Sousa. Dos casos confirmados, 3 estão hospitalizados, 3 já se recuperaram da Covid-19 e 22 seguem em isolamento domiciliar.

Nesta quinta-feira, 12 pacientes estão internados em UTI (8 em estabelecimentos públicos e 4 no privado) e 93 em leitos de isolamento, seguindo em investigação para Covid-19. Os demais casos hospitalizados e com resultado não detectável seguem em investigação para demais vírus.

Na terça-feira (31), o estado registrou a primeira morte causada pelo Covid-19. O paciente que morreu foi um homem, de 36 anos, que morava em Patos, no Sertão do estado, e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, desde o dia 26, após transferência hospitalar. Ele teve o diagnóstico confirmado na tarde da segunda-feira (30) e tinha histórico de diabetes. A SES segue em investigação de 10 óbitos para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Já o exame para diagnóstico do publicitário Mateus Zerbone Carlos, de 34 anos, apresentou resultado inconclusivo, segundo a SES. Por isso, uma amostra foi encaminhada para uma nova análise em um laboratório no Pará. A previsão é que o resultado seja divulgado em 10 dias.

Acompanhe os 21 casos por ordem crescente de confirmação:

  1. Homem, 60 anos, que mora em João Pessoa
  2. Homem, 60 anos, que mora em Igaracy
  3. Mulher, 31 anos que mora em João Pessoa
  4. Mulher, 45 anos, que mora em João Pessoa
  5. Mulher, 55 anos, que mora em João Pessoa
  6. Homem, 34 anos, que mora em João Pessoa
  7. Homem, 26 anos, que mora em Sousa
  8. Homem, 56 anos, que mora em João Pessoa
  9. Homem, 42 anos, que mora em Campina Grande
  10. Mulher, 38 anos, que mora em João Pessoa
  11. Homem, 59 anos, que mora em João Pessoa
  12. Mulher, 47 anos, que mora em João Pessoa
  13. Homem, 55 anos, que mora em João Pessoa
  14. Homem, 60 anos, que mora em Campina Grande
  15. Homem, 69 anos, que mora em João Pessoa
  16. Homem, 40 anos, que mora em João Pessoa
  17. Homem, 36 anos, que mora em Patos
  18. Mulher, de 43 anos, que mora em João Pessoa
  19. Homem, de 32 anos, que mora em Cabedelo
  20. Mulher, 53 anos, que mora em João Pessoa
  21. Homem, de 42 anos, que mora em João Pessoa
  22. Mulher, que mora em João Pessoa
  23. Mulher, que mora em João Pessoa
  24. Mulher, que mora em João Pessoa
  25. Mulher, que mora em João Pessoa
  26. Mulher, que mora em João Pessoa
  27. Homem, que mora em João Pessoa
  28. Homem, que mora em João Pessoa
  29. Mulher, de 88 anos, que mora em João Pessoa

Com isso, a Paraíba tem os seguintes destaques:

  • 29 casos confirmados
  • 445 casos descartados
  • 1 morte

Os três primeiros pacientes que tiveram os testes confirmados para o coronavírus estão recuperados, de acordo com o secretário de estado da saúde, Geraldo Medeiros. Conforme a assessoria da SES, os três já estão fora do período de 14 dias de transmissão da doença, estão bem e em casa.

G1