Suspeitos foram à clinica para matar, e não resgatar detento

Publicado em terça-feira, junho 26, 2018 ·

(Foto: Reprodução/TV Paraíba)

Foram presos três dos cinco suspeitos conduzidos pela Policia Civil por tentativa de libertar o detento do Complexo Penitenciário do Serrotão, Gilmar Andrade dos Santos, de 34 anos,. Na ação, o vigilante Diego Oliveira, de 23 anos, acabou sendo morto a tiros na manhã dessa segunda-feira (25), na guarita da clínica onde prestava serviços, em Campina Grande.

Segundo o delegado Luciano Soares, superintendente da Policia Civil em Campina Grande e região, o preso alegou que os envolvidos foram ao local para matá-lo e não para tentar resgatá-lo.

Os suspeitos, Juranir Gomes dos Santos e Evanita Andrade Oliveira, pai e tia do detento, estão entre os autuados pela polícia por envolvimento na ação. Gilmar Andrade, também conhecido por Gil, estava preso por tráfico desde fevereiro de 2017 e foi autuado em flagrante por participação na morte do vigia.

Elton Sales de França, Vulgo Eltinho, e Leandro César Alves de Araújo, moradores da Zona Leste da cidade, estão entre os conduzidos, eles também são suspeitos de assaltos na região, ainda de acordo com o delegado.

Mayara Oliveira

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627