Suspeito de matar ex-companheira confessa crime, mas é liberado pela polícia

Publicado em terça-feira, julho 11, 2017 ·

O homem suspeito de matar a tiros a ex-companheira na cidade de Malta, Sertão paraibano, a 332 km de João Pessoa, se apresentou à polícia na noite da última sexta-feira (7). Na presença de um advogado, ele confessou o crime, mas foi liberado porque a Justiça ainda não tinha decretado sua prisão.

Segundo o delegado que investiga o caso, Edson Pedrosa, o casal estava separado há três anos. Quando estavam juntos, Patrícia da Silva, de 38 anos, suspeito moravam em João Pessoa. No depoimento, o suspeito disse que resolveu matar a ex-companheira quando voltou para Malta e ela telefonou dizendo que iria em sua casa buscar uma casinha de cachorro que pertencia à sua irmã. Ao chegar na residência do ex, a mulher foi atingida por vários tiros.

A suspeita da polícia é de que o homem nunca tenha aceitado o fim do relacionamento. “Ele não justificou direito o crime, indicando um motivo torpe, passional”, disse o delegado. “A Justiça ainda não expediu mandado de prisão, que eu já solicitei, então o suspeito teve que ser liberado”, completou Edson Pedrosa.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627