SP: Sem leito para atender paciente, médico chama a polícia

Publicado em segunda-feira, agosto 22, 2011 ·

SAUDE3Um médico da Santa Casa de Sertãozinho, 340 km de SP, chamou a Polícia Militar alegando falta de leito para atender um paciente infartado, na noite de sábado. No boletim de ocorrência não criminal – registrado em casos particulares, não enquadrados no Código Penal – Paulo Laredo Pinto informou que Jesuel Lisboa, de 55 anos, precisava ser transferido para o Centro de Terapia Intensiva (CTI), mas a única vaga disponível era reservada a pacientes de um convênio médico.

O médico disse ter entrado em contato com a direção do hospital para pedir autorização, levando em conta o grave estado de saúde de Jesuel, mas a transferência terá sido negada. Mesmo sem autorização, Paulo e outros dois médicos conseguiram encaminhar o paciente para o CTI, onde permanece internado, com quadro clínico estável.

De acordo com a assessoria de imprensa da Santa Casa, Jesuel não corria risco de morte e já estava recebendo o atendimento necessário. Alegou ainda que o hospital seguiu procedimentos padrões e verificou a disponibilidade do leito. A direção da Santa Casa informou também não ter entendido a postura do médico Paulo Laredo Pinto, o qual será procurado, nesta segunda-feira, para avaliação das causas que o levaram a chamar a polícia.

A Santa Casa de Sertãozinho atende cerca de três mil pacientes por mês, sendo 90% usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade de emergência possui três salas de terapia semi-intensiva.

O Globo

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627