SP: mesmo com 99% da luz restabelecida, 110 mil estão sem água

Publicado em sexta-feira, junho 10, 2011 ·

são paulo frioOs problemas causados pela chuva que atingiu São Paulo e deixou diversas residências sem energia elétrica e água persistem – mais de 48 horas após o temporal. Porém, a AES Eletropaulo disse, nesta quinta-feira, que restabeleceu 99% das interrupções geradas pelo ciclone extratropical que atingiu a área de concessão da distribuidora há dois dias. Além disso, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) afirmou que a falta de energia elétrica ainda deixa 110 mil pessoas sem água em municípios das regiões oeste e sul da região metropolitana da capital.

A previsão da AES Eletropaulo é de que todas as ocorrências sejam regularizadas ainda hoje. Equipes trabalhavam em bairros de Osasco, Vargem Grande, Cotia, Barueri, Itapevi, Mauá, Ribeirão Pires e Itapecerica da Serra.

A concessionária de energia orienta os clientes a utilizarem os canais alternativos de comunicação. Há o serviço Torpedo Fácil 27373 para comunicar falta de luz: basta enviar um SMS com a palavra LUZ e o número da instalação, que está disponível na conta de energia. O serviço é gratuito. Outro canal é a agência virtual: basta clicar no ícone FALTA DE LUZ no endereço. www.aeseletropaulo.com.br.

A Sabesp disse que as regiões mais afetadas pela falta de água são a zona alta de Osasco (60 mil prejudicados) e no sul da capital, a área do Grajaú (cerca de 50 mil pessoas afetadas). Com falta de energia, as estações que bombeiam água para os reservatórios de distribuição pararam. Mesmo com o retorno da energia, o restabelecimento das estações e a recuperação do nível dos reservatórios são lentos.

O problema de interrupção de energia na região metropolitana começou na terça-feira. As estações elevatórias de Mutinga e Grajaú chegaram a ficar mais de 24 horas sem funcionar. Nesta quinta-feira, o sistema começou a retornar, ainda que com oscilações.

Segundo a Sabesp, há intermitências no serviço ou mesmo a falta total de água nos bairros Anhanguera, Parque 120 e Parque Imperial, todos em Barueri. Cotia apresenta problemas em Monte Verde. Já em Itapevi, eles acontecem em Jardim Santa Rita, Alto da Colina, Recanto Paulistano e partes do Jardim Paulista e do Jardim Suburbano. Ainda, em Osaco, há falta de água em Portal D’Oeste, Munhoz Júnior, Três Montanhas e Vila Menck. Por fim, em Vargem Grande Paulista, o bairro Portão Vermelho também possui problemas no abastecimento.

Ainda falta energia elétrica nas estações que abastecem os bairros Morro Branco e Boa Vista, em Pirapora do Bom Jesus, e o residencial Paisagem, em Vargem Grande Paulista. Em Cajamar, as regiões mais distantes e mais altas do bairro Polvilho ainda têm problemas, com normalização prevista durante a noite.

Ventania
Na terça-feira, rajadas de vento de até 80 km/h derrubaram árvores, galhos, toldos e arremessaram objetos contra a rede de energia elétrica da cidade de São Paulo. Às 18h50, segundo os bombeiros, uma árvore caiu sobre um carro na alameda Glete com a avenida Rio Branco. Uma pessoa morreu e outra, ferida, foi levada ao Hospital de Clínicas. Incluindo toda a região metropolitana, o Corpo de Bombeiros, até as 23h20, registrou o recebimento de 226 chamadas sobre quedas de ávores.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) afirmou que a ventania desligou semáforos e afetou o trânsito em importantes avenidas, como Interlagos, Engenheiro Caetano Álvares, Rubem Berta, Lineu de Paula Machado e Sena Madureira. A capital registrou mais de 180 km de congestionamento no horário de pico.

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627