Skinheads tentam matar jovem e agridem policial chamando-os de ‘negros nojentos’ na PB

Publicado em domingo, dezembro 11, 2011 ·

plantão fnNa noite deste sábado (10), dois jovens com características skinheads foram presos, no Centro de João Pessoa por racismo, desacato e tentativa de homicídio. Eles chamaram um mecânico e um policial de “negros nojentos”.

O mecânico Luciano Balbino dos Santos, de 31 anos estava na avenida 13 de maio em frente a loja Magazine Luiza, quando os irmãos Michel Lima de Souza e Marcelo Lima de Souza cuspiram na cara do mecânico que ao tomar satisfação foi chamado de negro.

Um dos irmãos puxou um punhal e correu na tentativa de matar o mecânico. Ele só não morreu porque o soldado Frederico do 5º batalhão da PM passava pelo local e prestou socorro à vítima e prendeu os acusados.

A dupla ainda reagiu à prisão e foi encaminhada para 1ª Delegacia de Cruz das Armas pelo delegado Roberto Jorge, que os liberam após pagarem fiança.

Pelas características este pode ser o primeiro caso de Skinhead no Estado da Paraíba.

Skinhead
A subcultura skinhead era originalmente baseada nestes elementos, e não na política nem em questões raciais. No final dos anos 70, entretanto, a raça e a política viraram fatores determinantes, gerando divergências e divisões entre os skinheads. O espectro político dentro da cena skinhead abrange da extrema-direita a extrema-esquerda, apesar de que muitos skinheads sejam apolíticos.

A moda skinhead apresenta um estilo particular de se vestir (que costuma incluir botas e/ou suspensórios), o culto à virilidade, ao futebol e ao hábito de beber cerveja. A cultura skinhead é também ligada à música, especialmente ska, skinhead reggae e streetpunk/oi!, mas também punk rock e hardcore punk.

Portalcorreio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627