Simed entrega pedido de demissão coletiva e plantão do Trauma fica sem 30 médicos; Estado nega

Publicado em terça-feira, Maio 24, 2011 ·

saude1Trinta médicos entregaram esta tarde à direção do Hospital de Trauma pedido de demissão coletiva. Os médicos só trabalharão até a sexta-feira 27. Junto com a carta de demissão, apresentaram uma proposta de melhoria salarial.

Os médicos ganhavam, até fevereiro, R$ 1000 por plantão (no total de doze horas de trabalho). O valor caiu desde março para R$ 640.

“Só voltamos a trabalhar com o retorno do valor do plantão”, garantiu o presidente do Sindicato dos Médicos (Simed), Tarcísio Campos.

A reação do Governo

O secretário estadual de Saúde, Waldson de Sousa, declarou que até o início da tarde desta terça (24) não foi encaminhado ao Governo qualquer documento tratando de demissão coletiva de médicos do Hospital de Trama Senador Humberto Lucena. Por outro lado, fez questão de enfocar que este problema é localizado e envolve um grupo de médicos que defendem que sejam incluídos em contrato com uma cooperativa.

“Nós entendemos que o caminho correto é a realização de concurso público e estamos trabalhando para isso. A direção do Hospital de Trauma está conversando com o grupo e todos os esforços estão sendo viabilizados para que o atendimento médico continue sendo prestado. Aliás, não vamos negar atendimento a quem precise”, lembrou.

Waldson de Sousa disse que o Governo do Estado promoveu as medidas necessárias para solucionar a questão da superlotação e está atento às negociações para implantar melhorias nos salários dos cirurgiões. “Viabilizamos novos leitos e mais equipes de cirurgiões e aumentamos o número de procedimentos. Não se sustenta a acusação de que não estamos trabalhando”, comentou.

A Diretoria do Hospital de Trauma informou que desde ontem já começaram as conversas com os cirurgiões para tratar dos valores pagos nos plantões. Segundo Fabiana Fernandes, diretora geral da unidade, isso tem sido feito que fosse necessária a intervenção do Sindicato dos Médicos.

“Na última segunda-feira, recebemos em nossa sala um grupo de médicos com o intuito de resolver a questão. Na reunião, o grupo firmou compromisso para entregar proposta salarial até essa terça-feira (24) para ser encaminhada à Secretaria de Estado da Saúde (SES), que é responsável pelo gerenciamento dos recursos da pasta”, comentou.

Adriana Bezerra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627