Semana epidemiológica tem redução de 91,4% no número de notificações de dengue

Publicado em segunda-feira, Janeiro 16, 2012 ·

dengueO número de casos suspeitos de dengue na primeira semana epidemiológica deste ano já é 91,4% menor do que o número registrado no mesmo período do ano passado. Em 2011, foram 116 casos notificados e, neste ano, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou apenas 10. As informações são do primeiro boletim epidemiológico do ano. As notificações aconteceram nos municípios de Bayeux, Campina Grande, Coremas e João Pessoa.

Mesmo com a diminuição registrada nessa primeira semana de monitoramento, a gerente operacional de Vigilância em Saúde (Gevs), Júlia Vaz, alertou que ainda é muito cedo para afirmar que esse processo de redução de casos manterá o ritmo. “As notificações são dinâmicas e apenas após a soma de três semanas é que podemos desenhar uma tendência”, explicou.

No boletim epidemiológico, a SES ainda faz recomendações às Secretarias Municipais de Saúde (SMS). Conforme o boletim, as prefeituras devem manter uma vigilância ativa com busca de casos suspeitos de dengue nos prontuários dos serviços de saúde para resgatar casos não notificados passivamente. Também devem manter o banco de dados do Sinan atualizado.

A SES também orienta que seja intensificado o trabalho de campo, mesmo que a cidade tenha o Índice de Infestação Predial baixo (menor que 1%). Deve-se notificar imediatamente o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) da SES através do telefone (83) 8828-2522 (plantão 24 horas) sobre a suspeita de ocorrência de qualquer caso de dengue com complicações, febre hemorrágica da dengue ou óbito por dengue, em observância à Portaria Nº 104, de 25 de janeiro de 2011.

As secretarias municipais também devem investigar imediatamente todos os casos suspeitos e coletar amostras para virologia, caso o paciente esteja até o terceiro dia do início dos sintomas, e para sorologia, caso esteja acima do sétimo dia do início dos sintomas, e enviar ao Laboratório Central do Estado (Lacen). Além disso, a equipe da Vigilância Ambiental deve, impreterivelmente, até 24 horas após a notificação de todo caso suspeito, realizar o seu bloqueio para evitar a disseminação no local.

A SES também solicita aos serviços de saúde que notifiquem imediatamente às secretarias municipais a ocorrência das formas graves ou suspeitas de óbitos pela doença. Caso não consigam contato com a SMS do seu território, a notificação poderá ser repassada ao Cievs da SES através do telefone de plantão. O importante é que o repasse desses casos cumpra o protocolo determinado pelo Ministério da Saúde.

Os serviços de saúde devem adotar a hidratação (oral ou venosa), dependendo da necessidade, como medida imediata para todo paciente com suspeita de dengue. Este ato pode salvar uma vida.

Secom-PB

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br