Secretário explica cortes no Hospital de Belém e pede que população confie no Governo

Publicado em sábado, outubro 31, 2015 ·

celioO Secretário Executivo de Comunicação da Paraíba, Célio Alves, utilizou a Rádio Rua Nova 87,9 FM de Belém, para esclarecer as razões que levaram o Governo do Estado a demitir funcionários do Hospital Distrital de Belém.

Consciente de que o ato gera inúmeras incompreensões, Célio Alves, tratou de ponderar que o Governo está decidido a adequar o funcionamento da unidade hospitalar, focando a garantia de serviços imprescindíveis a população.

Segundo o Secretário Estadual, anteriormente um cacique político local administrava a unidade como sendo um feudo, imaginando ser algo de sua propriedade, por isso, tantas aberrações aconteciam. Ele citou como exemplo a contratação de funcionários fantasmas e de servidores que desviavam sua função no Hospital para servir a empresa de propriedade desse político.

Célio alertou que o objetivo do Governo é coibir o uso indevido da unidade, que chegou ao cúmulo de admitir que uma ex 1ª dama do município recebesse o dinheiro do povo sem nunca ter atendido a comunidade, assim como, um radialista que estava contratado como maqueiro e ao invés de servir ao povo trabalhava para uma liderança política. Liderança essa que está ressentida com a decisão do Estado, que para o bem do serviço público não permitirá que a saúde pública seja utilizada como trampolim político.

Sobre o funcionamento da repartição, o Secretário pontuou que a população deve dar um crédito ao Governo e aguardar as mudanças que no final serão para o bem de todos. Para Célio, não se pode condenar o Estado por antecipação, já que as medidas são na direção da melhoria dos serviços. No tocante ao encaminhamento de casos mais complexos para o Hospital Regional de Guarabira, ele lembrou que isso vem ocorrendo há anos e agora será melhor regulado a partir da nova política de saúde do Governo. O representante do Governo também ponderou que alguns funcionários, que recebiam sem trabalhar ou não cumpriam suas obrigações, serão substituídos por novos quadros, o que garantirá o funcionamento normal dos serviços em Belém.

Célio Alves aproveitou para destacar que a crise econômica nacional também está contribuindo para o corte de despesas a fim de garantir a pontualidade dos pagamentos e a manutenção dos serviços essenciais.

“A Paraíba é um dos poucos Estados com finanças equilibradas e isso se deve a responsabilidade do Governador Ricardo Coutinho que vem administrando não para agradar, mas para fazer o que é certo”, comemorou Alves.

Rafael San

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br