São Paulo faz lição de casa, bate o Goiás e leva vantagem confortável

Publicado em quinta-feira, Maio 17, 2012 ·

O São Paulo deu um passo importante rumo à semifinal da Copa do Brasil, torneio que a equipe nunca conquistou e que dá ao vencedor uma vaga na Taça Libertadores da América de 2013. Na fria noite desta quarta-feira no Morumbi, a equipe soube se aproveitar do fator casa e bateu o Goiás por 2 a 0 – os gols foram marcados pelo lateral-direito Douglas e por Luis Fabiano, que chegou a 21 na história do torneio, igualando a marca de França como maior artilheiro do São Paulo na competição.

Com o placar conquistado, o Tricolor leva boa vantagem para o jogo da volta, quarta-feira, no Serra Dourada. Quatro placares garantem o São Paulo na etapa seguinte: vitória, empate, derrota por um gol ou derrota por dois gols, desde que faça um. Para os esmeraldinos, um triunfo por 2 a 0 levará a decisão para os pênaltis. Para garantir a vaga nos 90 minutos, será necessário ganhar por três gols de diferença.

Os dois times, momentaneamente, deixarão a Copa do Brasil de lado neste fim de semana. O Tricolor estreia no Campeonato Brasileiro contra o Botafogo, domingo, no Engenhão. Um dia antes, o Goiás fará sua primeira partida na Série B também fora de casa, contra o América-RN, em Natal.

São Paulo x Goias, Luis Fabiano (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Luis Fabiano abre o placar contra o Goiás do goleiro Harlei (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Luis Fabiano aparece e desafoga o Tricolor no primeiro tempo

O primeiro tempo do Morumbi pode ser dividido em duas partes. Até os 31 minutos, quando Luis Fabiano fez 1 a 0, o São Paulo repetiu suas últimas atuações, com pouca eficiência coletiva e só levando perigo quando as individualidades apareciam. Mesmo com a entrada de Jadson no meio-campo, o time pecou pela falta de criatividade, principalmente pela lentidão mostrada em alguns lances para tentar fugir da forte marcação do Goiás.

A impressão inicial, porém, tinha sido a melhor possível. Com 10 segundos, Lucas roubou uma bola no meio-campo, arrancou, passou por três marcadores e tocou para Luis Fabiano, que perdeu grande chance. No entanto, com o passar do tempo, a equipe diminuiu seu ritmo e voltou a mostrar as mesmas dificuldades das últimas partidas.

O Goiás, por sua vez, passou a jogar no erro do São Paulo. Thiago Humberto tinha espaço para jogar no meio-campo, principalmente após Denilson receber o cartão amarelo que o tira do decisivo duelo em Goiânia, na próxima semana. O problema do Goiás é que os atacantes Júnior Viçosa e Ricardo Goulart não conseguiam levar perigo ao gol defendido por Denis, que se atrapalhou em um cruzamento de Egídio aos 26.

Aos 31, saiu o gol que mudou a partida. Lucas avançou pelo meio e deu passe açucarado para Luis Fabiano que, ao seu estilo, avançou livre e, na saída de Harlei, tocou com categoria, no canto direito, para fazer 1 a 0. A partir daí, a equipe cresceu muito em campo. Lucas, em dois lances, aos 34 e 39, só não marcou o segundo porque parou em Harlei, que fez belas defesas. O time tricolor, com a vantagem parcial, saiu aplaudido do gramado no primeiro tempo.

São Paulo x Goias (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Douglas, do São Paulo, disputa com Júnior Viçosa, do Goiás (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Douglas faz golaço, e Goiás dá trabalho no segundo tempo

O Goiás voltou com uma alteração para o segundo tempo: Ernando no lugar de Amaral. A etapa complementar começou como havia terminado a inicial, com o São Paulo controlando a partida, e o rival assustado, sem saber se saía ao ataque para buscar o empate ou se segurava a derrota mínima. O Tricolor, à vontade, precisou de apenas seis minutos para aumentar sua vantagem, com o lateral-direito Douglas, que aproveitou sobra e, de fora da área, acertou um belo chute, no ângulo esquerdo de Harlei. Foi o primeiro gol de Douglas pelo São Paulo, o oitavo reforço do clube no ano e que foi contratado justamente do Goiás, onde jogou por 11 anos.

A partir daí, o jogo ganhou em emoção. Com 2 a 0 contra, não restou outra alternativa ao time comandado por Enderson Moreira a não ser partir para o ataque, o que deixava espaço de sobra para o Tricolor tentar o contragolpe. Aos nove, Denis, no puro reflexo, defendeu cabeçada de Ricardo Goulart. Aos 15, o goleiro trabalhou de novo, desta vez em lance de Thiago Humberto. O São Paulo respondeu na sequência com Douglas, que bateu de pé esquerdo de fora da área e obrigou Harlei a fazer grande defesa. Aos 19, Thiago Humberto, de falta, acertou o travessão tricolor.

Para dar novo ritmo ao time, Leão resolveu mexer aos 25, com Maicon na vaga do apagado Jadson. No Goiás, David entrou no lugar de Ramon. O jogo, que estava tranquilo, começou a se complicar para o Tricolor, principalmente porque o time não conseguia mais controlar o jogo. A bola batia no ataque e voltava. Maicon entrou muito mal, completamente sem ritmo.

Aos 41, Leão colocou Rafinha no lugar de Lucas para dar velocidade na frente. Mas o time, à essa altura, apenas se defendia. Aos 43, em lance confuso na área do Goiás, Rafael Tolói evitou o terceiro gol do São Paulo, que soube garantir a cômoda vantagem até o final.

Globoesporte.com

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627