Risco de arrombamento em açude causa preocupação a moradores de Campina Grande

Publicado em quarta-feira, Maio 25, 2011 ·

gargalheiras-sangrando-hoje-agoraO Corpo de Bombeiros realizou uma vistoria técnica  segunda-feira, 23, em açude com mais de 750 metros quadrados no Sírio Jenipapo, que fica localizado no município de Lagoa Seca, região metropolitana de Campina Grande. O resultado foi um preocupante relatório que atesta o risco de rompimento do reservatório, o que segundo o comandante do 2º BBM (Batalhão de Bombeiros Militar), capitão Fábio Santos, pode causar uma calamidade na cidade de Campina Grande.

O alerta é do vereador Nelson Gomes (PRP), presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, que de demonstrou muita preocupação com os termos do ofício de número 022/2011, de 24 de maio de 2011, assinado pelo capitão Fábio Santos. Gomes recebeu o Laudo de Vistoria Técnica nº 029, datado de 23 de maio de 2011, do açude.

O laudo pede que sejam tomadas as providências cabíveis no tocante a evitar o rompimento do referido reservatório que poderá “causar uma verdadeira calamidade na cidade de Campina Grande”.

No documento enviado ao presidente da Câmara informa-se que, no momento da vistoria do açude encontrava-se presente a Defesa Civil Municipal e vários representantes do comércio local.

O objetivo da vistoria constante no laudo foi de verificar as condições de segurança do Açude quando a quantidade de água acumulada.

Na vistoria realizada conforme solicitação, através de denúncias de possível transbordamento e rompimento do balde, constatou-se a existência de grande volume de água, ficando apenas 1,5m para transbordamento; observou-se a existência de capins e massames na sangria, impedindo o fluxo da água aumentando assim o nível do açude em aproximadamente 0,6m. Existência de formigueiro na declividade do reservatório. Constataram-se vazamentos de água em volume considerado. Existência de assoreamento ocasionado pela água que sai pela sangria.

O Corpo de Bombeiros concluiu o laudo nos seguintes termos: “Pelas circunstâncias encontradas “in loco”, emitimos parecer que, de acordo com as inspeções realizadas nas anomalias aparentes, constatadas visualmente que fica evidenciada a necessidade de afundamento da sangria, bem como corrigir as erosões e o vazamento, pois a não observância e providências cabíveis com o aumento das chuvas há probabilidade de rompimento do açude, causando grande calamidade na cidade de Campina Grande-PB, ao longo de todo o canal que vai do bairro do Alto Branco ao José Pinheiro”.

O documento é assinado pelos vistoriantes Laelson Silva – ST BM, Roberto Matias Borges Viana – ST BM e Antonio Ramalho Targino de Lima – Cap QOABM (Chefe do CAT/2º BBM).

A Fonte é notícia
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627