Reviravolta: Rômulo Gouveia anuncia rompimento com Ricardo e apoio a Cássio

Publicado em sexta-feira, junho 27, 2014 ·

romuloUma reviravolta na política paraibana aconteceu na manhã desta sexta-feira (26). O vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) convocou uma entrevista coletiva onde fez o seguinte anúncio: vai seguir com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) nas eleições deste ano.

Durante toda a semana Rômulo assistiu, em silêncio, o governador Ricardo Coutinho (PSB) ‘rifá-lo’ da chapa majoritária e hoje ele rompeu esse silêncio e revelou os bastidores do que aconteceu para que ele chegasse a tomar a decisão de ficar com Cássio,  de quem ele sempre foi parceiro.

“O PSD muda de trincheira para não mudar de valores e princípios. O PSD apoiará, na plenitude de suas forças e na inteireza de seus esforços, a candidatura de Cássio Cunha Lima. Apoiar, a essa altura, a reeleição do governador é avalizar o desrespeito, a quebra de palavra e compromissos e compactuar com práticas administrativas que o próprio governador e eu condenamos durante os três anos de administração. O PSD não acredita em ética de circunstância nem em moralidade de conveniência”, disse Rômulo.

O vice-governador acrescentou que há práticas no governo as quais ele não pode aceitar. “Nos três anos de governo combati a prática da nomeação. O que Ricardo faz hoje é por pura conveniência. São práticas que Ricardo não usava e que eu não comungo com esse expediente. As pessoas não podem mudar por conveniência”, falou.

Demonstrando mágoas, Rômulo Gouveia também falou sobre a aliança firmada entre Ricardo Coutinho e Luciano Cartaxo. “Ricardo tem histórico de deixar o PT à deriva. Ele fez todo tipo de aliança para ser prefeito. Eu sou uma das vítimas da política de Ricardo. Comecei na perceber que não ia ser candidato no dia do meu aniversário. Ao invés de receber rosas eu recebi espinhos. A minha candidatura só foi útil até a chegada do PT”, acrescentou.

Ao contrário do que o governador Ricardo Coutinho afirmou, Rômulo negou que tenha sido comunicado da aliança com Cartaxo. “Eu fui usado. Ricardo não me comunicou nada sobre eu não ser candidato a senador. Recebi essa informação de Ivan Burity (secretário)”, revelou.

Rômulo havia anunciado que seria candidato ao Senado Federal, mas acabou sendo ‘rifado’ pelo governador Ricardo Coutinho, que se aliou aos seus principais opositores durante todo o seu governo, o PT. Com a decisão de Ricardo, Rômulo ficou sem espaço na chapa majoritária e teve que recuar de sua candidatura.

Nice Almeida para o Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br