Ressaca deixa raciocínio e tempo de reação mais lentos

Publicado em segunda-feira, agosto 12, 2013 ·

reBoca seca, enjôo e dores de cabeça. A famosa ressaca. Se o mal-estar após a festança na noite anterior não fosse suficiente, um estudo mostra que a ressaca prejudica sua função cerebral e tempos de reação.

Os cientistas que estudam o fenômeno da ressaca geralmente focam nos sintomas fisiológicos, mas esta nova análise estudou as alterações na função cognitiva que perduram até que os níveis de álcool no corpo voltem para zero.

Lauren Owen, pesquisadora da Universidade de Keele, na Inglaterra, concluiu que a ressaca tem um impacto negativo na memória de trabalho – a que nos ajuda a processar informações e também conhecida como memória de curto prazo. Portanto, há a diminuição da capacidade de realizar tarefas básicas e contas aritméticas simples.

Os resultados, embora preliminares, indicam uma queda de entre 5% e 10% no desempenho da memória de trabalho durante a ressaca. Erros em tarefas mentais aumentaram em até 30% – um número alarmante. Você definitivamente não vai querer estar de ressaca se tiver que fazer uma prova ou algo que exija sua concentração.

Mas não é só isso, a ressaca também resulta em tempos de reação mais lentos: uma pessoa na casa dos 20 anos teria o tempo de reação de alguém com o dobro da idade. Quanto às razões para tais efeitos, a desidratação é apontada como a maior culpada. Há outros fatores a se considerar, como o teor alcoólico das bebidas que foram consumidas.

Durante a ressaca, o corpo quebra as moléculas para poder expelir a química que está entrando no organismo, e durante esse processo forma-se uma molécula tóxica chamada acetaldeído, que causa a ressaca. Foi apontado também que bebidas escuras como cerveja, vinho e uísque dão mais ressaca do que bebidas claras como pinga e vodca.

IG 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627